05 Mai 17

 

A  introdução do  vídeo-árbitro em Portugal, em nome da verdade desportiva. Enquanto outros andavam mais preocupados em  tomar de assalto as estruturas dirigentes do futebol para perpetuar a mentira, em obediência ao princípio do vale tudo.


comentar ver comentários (28)
27 Abr 17

comentar ver comentários (17)
24 Abr 17

luis_filipe_vieira_1609f6c1_400x225[1].jpg

 

Luís Filipe Vieira era inteiramente livre de aceitar ou recusar o convite que Bruno de Carvalho lhe dirigiu para se sentar a seu lado na tribuna de Alvalade.
O que não tinha era o direito de, na própria casa do adversário, aproveitar a ocasião para disparar um  chorrilho de insultos perante o anfitrião do Sporting-Benfica, comparando-o a um  criminoso e cadastrado - o pior que houve desde sempre no futebol português, por acaso antigo presidente encarnado.
Se as coisas estavam mal, graças a Vieira ficaram pior. Sem o menor respeito pelo adepto assassinado naquele mesmo dia, já de triste memória.
Único ponto favorável ao presidente do SLB: desta vez não se escudou no putativo "sentido de Estado", mandando papagaios lançar napalm por ele em três canais de televisão. Desta vez surgiu ele próprio com artilharia pesada, sem ambiguidade nem hipocrisia.

Caiu-lhe de vez a máscara.


comentar ver comentários (112)
12 Abr 17

19954161_S8Ao2[1].jpg

 

... Vieira já teria liquidado a sua dívida astronómica.


comentar ver comentários (30)
02 Jan 17
Tratar da vidinha
Tiago Cabral

Não que fosse difícil, não o era claramente, mas acertei na data da “entrevista” que Luís Filipe Vieira concedeu ao jornal A Bola. Uma amena cavaqueira, onde logo no começo o senhor que faz as perguntas avisa, com recato mas também com indisfarçável orgulho, que as seguintes 7 páginas nos trazem a já tradicional entrevista ao presidente do Benfica de início de ano. Avisa-nos deste modo que estamos perante um serviço que lá pela travessa da queimada julgam ser imprescindível aos seus leitores. A conversa de café discorre leve e serena, com o senhor Delgado talvez embevecido com as prontas e desenvoltas respostas de LFV às suas inoportunas questões, não consegue contraditar o entrevistado com questões absurdas e que pouco interesse teriam para os dedicados e fies leitores. No cenário idílico e prazenteiro, sinónimo de excelentes festividades naturais desta época, tivemos acesso a um diálogo entre alguém que não tem coragem nem ordem para importunar gente crescida e gente crescida com respostas para não ser incomodado. Com direito a várias fotos de estadista, naturalmente sobressai uma foto central onde acidentalmente aparece o patrocinador das camisolas do clube, A Bola resolve auxiliar ainda mais este patrocinador com uma legenda gorda com alusão a viagens aéreas de sonhos (ainda, presumimos, restos da quadra festiva). Com souplesse passa por cima de assuntos vários que poderiam trazer questões delicadas associadas, mas que raio, estamos numa conversa de café, com sonhos a levantarem voo, não havia claro qualquer necessidade de ali introduzir questões que pudessem manchar a dignidade do jornal. Assim ficamos todos a saber que por opção do presidente do Benfica o famoso kit que é oferecido a todos os árbitros que, sortudos, vão à luz participar na festa, já não possuem um jantarinho para 4-pessoas-4, em doses individuais. O maroto do garoto impede assim a magnanimidade do líder encarnado, por que a cortesia era simplesmente isso, uma cortesia de centenas de euros. Vai também haver um hotel do Benfica (como já li no twitter, sem elevador, para os convidados serem levados ao colinho). De resto temos os lugares comuns de serem superiores a todos, humildes e trabalhadores. De não agitarem nem maldizerem o futebol luso, como o garoto, porque não devemos chafurdar na lama pois inadvertidamente podemos estar a impedir negócios multimilionários que se perspectivam para o novo ano que agora começa. Amiúde o senhor que coloca as questões fala de saídas de alguns jogadores, questões essas prontamente respondidas com ar, mas ar do aceitável, daquele que não permite contraditório. São deste modo preenchidas 7 páginas da edição de hoje d`A Bola. No fim o senhor que coloca as questões, rendido ao esplendor que ilumina o líder que tem na sua frente, poisa a pena e exulta com a cabeça entre as orelhas; entrevista difícil mas perfeita, o objectivo foi cumprido, aprende Diamantino.


comentar ver comentários (24)
18 Nov 16

comentar ver comentários (18)
09 Nov 16

Se és ambicioso, começa já a treinar para seres mentiroso compulsivo. Assim chegas mais depressa a vice-presidente do teu clube.


comentar ver comentários (60)
27 Out 16

img_770x433$2016_04_09_14_09_35_1086883.jpg

 

5 Out 2016 - Vieira: "Não falem dos outros clubes."

27 Out 2016 - Vieira: "Não descontámos nada do contrato dos direitos televisivos mas os outros clubes já."

 


comentar ver comentários (6)
16 Out 16

12642486_1018508814858719_8350775691706147414_n[1]

 

«Toda a gente sabe que há uns anos eu era um homem de confiança de Pinto da Costa.»
Luís Filipe Vieira, 8 de Novembro de 2013


comentar ver comentários (32)
10 Out 16

Luis-Filipe-Vieira[1].jpg

 

 

«Sou sócio do Sporting, mas só porque necessitei, num período crítico da minha vida, de utilizar as piscinas do clube para fazer determinados exercícios respiratórios.»


Luís Filipe Vieira, 26 de Outubro de 2001


comentar ver comentários (76)
09 Set 16
Puxa-saco
Pedro Correia

Sintonizei anteontem a TVI 24, às 21.30. Em estúdio, o presidente do Benfica. Rodeado de três conhecidos adeptos benfiquistas: Domingos Amaral, Pedro Ribeiro e Diamantino Miranda. Também este, espantosamente, fez as vezes de entrevistador dirigindo perguntas a Luís Filipe Vieira. É caso para perguntar se a Comissão da Carteira Profissional outorgou título de jornalista ao efémero ex-seleccionador de Moçambique.

Aguardei pela primeira pergunta de Diamantino, na certeza antecipada de estar ali perante um protagonista de uma sessão de puxa-saco onde sobrava a claque e faltava o contraditório.

Não tardou muito. O pontapé de saída foi dele.

"Luís Filipe Vieira é conhecido, entre os benfiquistas e não só, como um dos presidentes - senão o único - que tem demonstrado um grande respeito pelos actuais jogadores e pelos antigos jogadores. E eu posso prová-lo."

Primeiras palavras do Diamantino nesta paródia de entrevista. Se tivesse acesso à Benfica TV no meu cardápio de canais, teria mudado para lá. Sempre preferi os originais às cópias.


comentar ver comentários (92)
19 Ago 16

25 milhões andou a apregoar por todo lado. Correu a China, Inglaterra e Salvaterra de Magos para vender o Talisca. Pelos vistos, acaba no Besiktas por empréstimo de dois anos com opção de compra de, imagine-se, 25 milhões. Mas claro, depois de ter o jogador durante dois anos, é óbvio que o clube turco vai pagar o montante pedido. 


comentar ver comentários (20)
27 Mai 16

comentar ver comentários (8)
10 Mai 16
Vieira a Ministro
Francisco Vasconcelos

Após uma queda de 2% nas exportações, no primeiro trimestre deste ano, Luís Filipe Vieira, visionário e altruísta, vende a maior pérola da "fortissima" formação benfiquista, Renato Sanches, por 35 milhões de euros.

Com esta transferência, o presidente benfiquista volta a revelar uma enorme veia para negócios de dimensão internacional (não esquecer as suas excelentes ligações com Angola).

Com este negócio, Vieira pretende não só travar a queda das exportações, mas também diminuir os índices de agressividade e o número de bolas perdidas pela sua equipa.


comentar ver comentários (74)
08 Mai 16
Presidente dos afectos
Paula Caeiro Varela

Luis Filipe Vieira a querer seguir os passos de Marcelo Rebelo de Sousa. São afectos, senhores!

 http://www.record.xl.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/detalhe/vieira-e-carlos-pereira-chegaram-a-restaurante-no-mesmo-carro.html

Captura de ecrã 2016-05-8, às 17.49.07.png


comentar ver comentários (41)
02 Mai 16

Depois de o ter destratado de forma que o macaco não faz à mãe, faltando quiçá apenas chamar-lhe de pai, eis que, surpreendentemente, o tipo cuja foto abaixo reproduzo publica um livro sobre o seu clube, direito legítimo que lhe assiste sublinhe-se, com o prefácio(?) de Luís Filipe Vieira, precisamente o homem a quem acusou de ser um dos maiores vigaristas deste país, em vários artigos dados à estampa no extinto "O Independente". Das duas, uma: Ou LFV é santo, o que eu, agnóstico confesso, não acredito, ou esta é mais uma "gabrielada". Que acham, ãhn, ãhn?

 

Adiante. Correndo o risco de promover a venda de muitos milhares de exemplares da "obra", mas tendo em mente o serviço público que é também este blogue, aqui vai, para os "nossos" queridos visitantes lampiões, sem questionar a opção de photoshop, que me parece de muito má manipulação: Onde se viu um tipo com uma cabecinha tão pequenina e dono de uma tão grande mala?

Ou alma, onde também cabe um perdão do tamanho duma caixa de televisão...

 

guerra.jpg

O agradecimento ao António Manuel Venda, que fez o favor de nos enviar por e-mail esta boa nova.


comentar ver comentários (13)
11 Abr 16

«O Sporting, que vai atrás, jogará tudo para levar o seu rival a desconcentrar-se e a perder pontos. Octávio entrará mais vezes a titular no jogo das palavras e das pressões. Se for necessário, Bruno de Carvalho também fará uma perninha, nem que seja, pelo Facebook. As respostas virão de João Gabriel, que está destinado a ir a todas, uma vez que Vitória não entra nesse jogo, Vieira, tal como disse, defende a indústria e não cai na asneira de sujar a camisola e Rui Costa mantém-se, como sempre, fora destas guerras.»

Vítor Serpa, no editorial de ontem do jornal A Bola

 

«Gostava de ver amanhã (segunda-feira), nas manchetes dos jornais desportivos, o título roubo em letras bem grandes. Vocês, jornalistas, viram bem o que se passou hoje na Luz. E o mais estranho é que o líder dos árbitros é o mesmo da última época. Escrevam a verdade, não tenham receio.»

Luís Filipe Vieira, "defendendo a indústria e caindo na asneira de sujar a camisola", em declarações aos jornalistas após o Benfica-Rio Ave (20 de Dezembro de 2015)


comentar ver comentários (56)
28 Mar 16
O mini-vizir
Pedro Correia

iznogoud3[1].jpg

 

É a nova modalidade estatística da papoila mais saltitante das noites de segunda-feira: fazer o inventário do que não ganhou. "Eu à conta de Jorge Jesus perdi três campeonatos daqueles que devia ter ganho, perdi uma Liga Europa com o Chelsea no último minuto, perdi uma Liga Europa com o Sevilha!", zumbiu há uma semana.

Se repararmos bem, o verdadeiro destinatário desta farpa é Luís Filipe Vieira, que se sagrou "não-vencedor" na grande maioria dos anos do seu mandato, iniciado em Novembro de 2003. Em 12 campeonatos possíveis, só conquistou quatro (três deles com Jesus). Um terço do total.

A pretexto do actual treinador do Sporting, portanto, Silva quer atingir o presidente do Benfica. Como o grão-vizir da banda desenhada criada por René Goscinny, também ele sonha ser califa no lugar do califa.

Vai ficar pelo sonho, pobre dele. E nem a grão-vizir chega. Só a mini-vizir.


comentar ver comentários (7)
29 Fev 16

comentar ver comentários (5)
05 Fev 16
O preço do ódio
Pedro Correia

Com a contratação de Carrillo, Luís Filipe Vieira desmente de uma assentada duas prioridades que anunciara para esta época: estancar a hemorragia financeira do Benfica e apostar na formação. O peruano nunca fez parte da escolinha do Seixal, tanto quanto sei. E os dois milhões de euros que empochará por época não prometem melhorar a saúde orçamental do clube situado na margem sul da Segunda Circular - até por já se antever uma espiral de "melhoramentos" salariais na equipa encarnada para prevenir manifestações de desagrado no balneário.

Tudo vale, portanto, para ajustar contas com o "renegado" - como se o ódio tivesse um preço. Desta vez Jorge Jesus respondeu-lhes com o silêncio. E fez muito bem.


comentar ver comentários (46)
29 Jan 16
Para memória futura
Edmundo Gonçalves

Porque convém não esquecer:

http://cmtv.sapo.pt/atualidade...

Porque convém estar informado:

http://expresso.sapo.pt/econom...

Porque há ligações perigosas (ou como se explica a relação de subserviência do Belenenses e quiçá a porta 18):

http://www.ionline.pt/418631

Quando ele ainda queria dividir títulos connosco (e razão pela qual, tendo levado com os pés, anda tão abespinhado que mete dó):

http://www.record.xl.pt/futebo...


comentar ver comentários (2)
30 Out 15
Nunca mais aprende
Pedro Correia

Lá conseguiu ler umas penosas linhas que alguém lhe escreveu. Mas tarda em aprender: continua a ler muito mal, daquela forma trapalhona e titubeante a que habituou os sócios.


comentar ver comentários (16)
26 Out 15
Ficou tudo em ordem?
Gabriel Santos

"No dia certo e à hora certa saberemos ajustar contas" Luís Filipe Vieira - Out 10, 2015


comentar ver comentários (1)
14 Out 15

 

 

Dos 14 títulos de Luís Filipe Vieira enquanto presidente do Benfica, só apenas 4 não foram ganhos na "ERA JESUS". Isto são factos!
Assim sendo, cai por terra toda aquela "lenga-lenga" propagandista da "estrutura mágica" benfiquista. Quem fazia realmente a diferença era o Jorge Jesus, o resto são conversas da "treta". 

 


comentar ver comentários (17)
09 Out 15

 

No canal televisivo A Bola, o ex-guarda-redes suplente do Benfica foi buscar lã e saiu tosquiado. Estava ele a vergastar os maus modos de Bruno de Carvalho quando José Couceiro, e muito bem, lhe lembrou esta peixeirada ocorrida em 2004 durante um programa da SIC Notícias que foi interrompido em directo:

 

 

Um exemplo de elegância, dignidade e respeito pela liberdade de informação: invadir os estúdios de um canal televisivo, como um xerife manhoso a entrar num saloon a pontapé nos westerns de série B.

Delgado, armado em fino, acha bem. O Bruno é que não tem modos.

 

Via O Artista do Dia


comentar ver comentários (12)
21 Ago 15

«Mais de dois meses depois percebe-se que o plano [de Luís Filipe Vieira] não podia ter corrido pior. Porque levou Jorge Jesus para o Sporting e essa escolha do técnico obrigou o Benfica a repensar a estratégia. A gastar no mercado verbas que Vieira não pretendia (está a caminho dos 20 milhões). E, principalmente, a segurar no plantel quem ele não queria.

Tudo isto poderia ser transformado em vitória desde que no Algarve a equipa erguesse a Supertaça na cara de Jesus. Ocorreu o contrário. À liderança de Jesus restou uma opção: carregar com tudo em cima de Jesus, desviar as atenções dos resultados da equipa e criar uma guerra sem quartel com o antigo treinador. A estratégia, no essencial, resultou, contando com a inestimável colaboração das marionetas do costume. E teve até um bónus: fez voltar Bruno de Carvalho ao Facebook e esquecer o seu papel.

No meio de tudo isto, o clube ficou a dever um salário a Jesus. Argumenta um vendedor de banha da cobra que não fazia sentido pagar, dado que ele não trabalhou. Pois não. Estava de férias. Mas, já agora, cabe a pergunta: Miguel Quaresma, Raul José e Mário Monteiro trabalharam? Também não. Mas, ao que se sabe, receberam.»

José Ribeiro, hoje, no Record


comentar ver comentários (20)
14 Ago 15
Dado adquirido...
Gabriel Santos

"Benfica perdeu 100 mil sócios"

Deve ser alergia ao manto sagrado.


comentar ver comentários (1)
20 Jun 15

«Ontem, todos os dirigentes presentes no Conselho de Presidentes vislumbraram o cumprimento de mãos dos líderes do Benfica e do FC Porto.»

 

«Aliás, o cenário montado no restaurante Pedra Bela, situado na zona da Malaposta, a cinco quilómetros do Europarque, só reforçou a ideia de que a diplomacia impera entre presidentes dos blocos encarnado e azul e branco.»

 

«No almoço oferecido pela autarquia de Santa Maria da Feira, Pinto da Costa e Vieira sentaram-se à mesma mesa, convívio novamente testemunhado pelos demais dirigentes, que se distribuíram por outras mesas na mesma sala.»

 

(Excertos da ternurenta prosa hoje publicada no jornal A Bola à qual só faltou o número de telefone do restaurante como "informação útil" aos leitores)


comentar ver comentários (8)
10 Jun 15

ao fim de uma semana, Luís Filipe Vieira é uma embalagem familiar de sais de frutos.


comentar ver comentários (4)
14 Mai 15

comentar ver comentários (10)
19 Fev 15

«Como é possível alguém que se diz sportinguista ficar incomodado com o corte de relações decretado pelo nosso clube com os outros da segunda circular?»

 

Aproveitando o confronto entre o Sporting e o SLB, alguns sportinguistas têm disparado não contra Vieira mas contra Bruno.

Nos blogues e nas colunas de jornais, por exemplo.

Como escreve o Ricardo Dias, «são estas pessoas, com as suas atitudes, que ajudam a explicar porque é que o nosso clube chegou ao estado em que se encontra».

Em claro contraste, não vejo um benfiquista a criticar Vieira.

Isto diz muito sobre a cultura desportiva dos dois clubes. E sobre a atitude de certos sportinguistas: sempre prontos a renderem-se ao adversário, sempre prontos a lançar pedras não para fora mas para dentro. Sem perceberem a mais elementar das evidências: todas essas pedras fazem ricochete.


comentar ver comentários (18)
14 Fev 15

Ponto prévio: sou contra insultos, cânticos ordinários, faixas provocatórias e qualquer exibicionismo rasca no nosso estádio. E critico a omissão do nome das equipas adversárias - apelidadas de "visitantes" - nos microfones de Alvalade. Não só porque defendo o desportivismo mas também por uma questão de gosto. Sejamos ou não os melhores em campo, jamais devemos baixar o nível.

Por maioria de razão, acho totalmente intolerável o lançamento de isqueiros e outros objectos contra os jogadores. Defendo a interdição absoluta de tochas e petardos nos estádios e não aceito a cultura de tolerância que se instalou no futebol português sobre os vândalos que se instalam nas bancadas. Tenham a cor clubística que tiverem.

Mas nada é comparável ao que assistimos por estes dias: não apenas à apologia da violência mas à glorificação - em tarjas, camisolas, urros paleolíticos e caixas de comentários - do homicídio de um adepto do Sporting que assistia pacificamente à final da Taça de Portugal em 1996, no estádio do Jamor.

Enaltecer esse homicídio e a besta que o cometeu é uma canalhice sem nome. Dizer - como disse ontem Vieira, ainda por cima armado em virgem ofendida - que a faixa só não foi retirada do pavilhão da Luz porque o director da segurança do clube (mandará mais do que ele?) o preveniu de que isso só causaria "problemas bem maiores", é somar provocação à injúria.

Há vários anos que não via nada tão degradante e tão rasteiro no futebol português.


comentar ver comentários (8)
02 Jan 15
Antes assim
Pedro Correia

728xNxa-bola-2015-01-02-6b51d4.jpg.pagespeed.ic.fz

O Artista do Dia já tinha avisado: tão fatal como as andorinhas voltarem na Primavera, é este segundo dia do ano começar com uma "entrevista exclusiva" do jornal A Bola a Luís Filipe Vieira, um dos seus mentores espirituais. Gostei de ver hoje, nas bancas, que a tradição se cumpriu: temos mais um "rigoroso exclusivo" com o entrevistado de sempre.

Eis também uma forma de aquele vetusto periódico nos revelar logo a abrir o ano qual é a sua preferência clubística. Sem sofismas nem disfarces. Antes assim.


comentar ver comentários (8)
21 Out 14
O grão-duque
Luciano Amaral

O Sporting é muitas vezes acusado de ter feito panelinha com Pinto da Costa. Não nego que o tenha feito, e isso é algo que não honra quem o fez. Mas nunca o Sporting escancarou as portas do sistema a Pinto da Costa como Manuel Damásio fez enquanto presidente do Benfica nos anos 90. Foi a aliança de Damásio com Pinto da Costa que deu origem à segunda grande vaga de domínio do futebol português pelo FCP. Agora, o Benfica, pela mão de Luís Filipe Vieira, volta ao local do crime. Acho que estamos conversados quanto a moralidade para acusar o Sporting de pactuar com o pior do nosso futebol.

 

É claro que há muito tempo que Benfica e Porto participam na panelinha da "bipolarização", cujo grande propósito é tornar o Sporting irrelevante. O Benfica sempre foi o clube do sistema desde os anos 60, com maior ou menor controlo do dito; o Porto criou o seu sistema local, que depois conseguiu expandir para o nível nacional, chegando mesmo a destronar o Benfica no topo dos meandros sistémicos. Podem rivalizar em muitas coisas, mas numa estão de acordo: o futebol português é deles, e o Sporting é um empecilho para a concretização disso. A coisa até parecia estar a correr bem nos últimos anos, com o Sporting a tornar-se efectivamente cada vez mais uma memória do passado, umas meras camisolas listadas a arrastarem-se por aí. A impertinência da actual direcção do Sporting foi recusar esse papel. Os meninos não têm gostado nada disso e têm-no feito saber. A materialização mais clara desta reacção é Luís Duque na presidência da Liga, uma coisa feita com requintes de provocação. A história é triste, mas tem uma vantagem: obrigou a mostrar onde estamos e quem está com quem. Como é que era a história das nádegas?

 

Quanto a Luís Duque, nem sei bem o que dizer. Percebo que ser processado pela direcção do Sporting, tenha esta ou não razão, é algo a que ele não poderia ficar indiferente. E seria mais do que suficiente para romper de forma bem violenta com a direcção. Mas uma coisa é demonstrá-lo através, por exemplo, da luta interna, de artigos de jornal, da constituição de uma equipa de oposição à actual direcção. Outra é oferecer-se para capacho de um projecto cujo óbvio propósito é arrasar o Sporting enquanto clube. Estamos esclarecidos.


comentar ver comentários (3)
A boca no trombone
Pedro Correia

Como a falta de memória é enorme no futebol português, vale a pena lembrar algumas das finas expressões que Luís Filipe Vieira endereçou a 26 de Novembro de 2011 ao agora putativo presidente da Liga de Clubes, conforme ficou provado em acórdão do Conselho de Disciplina da mesma Liga que em Julho de 2012 condenou o presidente do SLB a 45 dias de suspensão:

«Devias ter vergonha!»

«Era para isto que vocês queriam controlar tudo!»

«Era para isto que queriam que a gente controlasse a arbitragem!»

«Foste tu que me disseste que tínhamos que controlar tudo!»

«Não me faças falar, não me obrigues a pôr a boca no trombone!»

Segundo a participação de Duque, Vieira terá ainda declarado o seguinte naquela data, logo após a realização de um Benfica-Sporting:

«Não tens vergonha, chulo, bandido!»

«Não tens vergonha, vai jogar à bola, vai para o c...!»


comentar ver comentários (2)

"Vieira e Pinto da Costa almoçaram na mesma mesa"

Título de 1ª página d' A Bola

 

"Pinto da Costa e Vieira apertaram as mãos"

Título de 1º página do Record

 


comentar ver comentários (10)
30 Mai 14
Vieira, o Cupido da dívida
Jose Manuel Barroso

O Vieira, na sua entrevista à RTP, resolveu namorar o FCP e distanciar-se do SCP. Aos que não entenderam o porquê da setinha do Vieira/Cupido ao pintinho, desse xicoração lã_pião aos andrades, eu explico. O Benfica e o Porto têm um passivo descomunal não resolvido com a banca, ao contrário do nosso. Não lhes chega vender jogadores, para aliviar as coisas, têm de baixar os custos e pagar as dívidas. A banca, na conjuntura atual, já não é, nem pode ser, tão amiga. Mas SLB e FCP precisam da gentileza da banca, ou terão de seguir o caminho do SCP, diminuindo drasticamente os seus custos, nomeadamente com jogadores. Isso, para eles, é uma revolução - com eventuais consequências na competitividade interna e externa. Um perigo, o exemplo do Sporting esta temporada: mais com menos. Percebe-se, assim, porque o Vieira diz que lhe não caem os pêlos das manitas e falará com o Papa emérito (o em funções é o dito Vieira). Eles vão usar o argumento falso dos «favores da banca» ao SCP, para querer favores a sério. Sem contrapartidas de racionalidade de custos, que o SCP corajosamente adotou. Estão numa de pressão sobre a banca, junto desta e usando os adeptos, passando uma mentira como verdade. Acham que a pressão a dois será mais efetiva. São dois coxos que se apoiam, a ver se se equilibram. Dois coxos com a mesma ideia da verdade desportiva e da verdade financeira. Ou seja, sem verdade e sem vergonha nenhuma. Vão-se aliar para encher pneus rotos. Tentando usar o honrado SCP como «argumento». Sigamos os próximos capitulos. E o próximo campeonato.


comentar ver comentários (11)
16 Abr 14
O fim do jejum
Pedro Correia

 

Mais de dois anos depois, Pedro Proença volta a arbitrar um jogo no estádio da Luz: está nomeado para apitar o Benfica-Porto de hoje. Termina assim o veto decretado pelo presidente benfiquista ao "melhor árbitro do mundo" em Março de 2012. "O senhor Pedro Proença, se se sente condicionado a apitar o Benfica, não apite mais nenhum jogo do Benfica. É um favor que presta a todos os benfiquistas e presta ao futebol. (...) Ele não está à altura de apitar um jogo", disse na altura Luís Filipe Vieira. Mostrando assim a Vítor Pereira quem manda na arbitragem portuguesa.

E a verdade é que Proença não apitou mesmo. Assim foi durante vinte e cinco longos meses. Um favor prestado a todos os benfiquistas.


comentar ver comentários (41)
23 Dez 13

comentar
05 Jun 13

«Vamos manter o rumo», promete Luís Filipe Vieira.


comentar ver comentários (10)

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Uma vitória de Bruno de C...

Quem faz isto é capaz de ...

Caiu-lhe de vez a máscara

Se a hipocrisia rendesse ...

Tratar da vidinha

Um exemplo de cortesia e ...

Conselho a um benfiquista

O senhor silêncio, Luís F...

Um homem de confiança

Exercícios respiratórios

Arquivo

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

bruno de carvalho

selecção

prognósticos

leoas

jorge jesus

vitórias

há um ano

balanço

slb

campeonato

arbitragem

benfica

rescaldo

jogadores

eleições

mundial 2014

taça de portugal

liga europa

godinho lopes

ler os outros

nós

golos

clássicos

árbitros

futebol

euro 2016

comentadores

crise

marco silva

cristiano ronaldo

scp

análise

humor

formação

chavões

liga dos campeões

slimani

todas as tags

Mais comentados
92 comentários
74 comentários
46 comentários
44 comentários
41 comentários
41 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds