Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Editorial do Director do Jornal Sporting na edição n.º 3632

É extenso, mas como alguns dos leitores estarão de férias, são apenas cinco minutos do vosso tempo que vos tomo. 

 

"É  continuar a assobiar para o lado porque não se passa nada! Três secretários de Estado demitiram-se por terem aceitado o convite de uma empresa privada para assistirem à final do Euro 2016 que teve lugar em França e que levou a nossa Selecção Nacional a sagrar-se campeã europeia. Nestes casos, embora se considere que não seria pelas viagens que os secretários de Estado alterariam as suas decisões políticas, houve o entendimento que esta não foi a conduta adequada para os cargos que exerciam, pelo que assumiram as respectivas consequências e demitiram-se.

Talvez agora as virgens ofendidas, os “encartilhados”, os hipócritas e alguns ingénuos percebam melhor o que estava, ou melhor, o que está em causa no caso “vouchers dourados”. Há, no entanto, para já, pelo menos, uma questão que distingue os casos anteriores, é que contrariamente ao primeiro, nos “vouchersdourados” não houve, para já, qualquer tipo de consequência. Mas se não é considerado adequado um secretário de Estado aceitar uma oferta de uma entidade privada com quem se relaciona, e sobre a qual toma decisões, já o será no caso nos nossos eternos rivais com os “vouchers dourados”?

De facto com o “manto sagrado” que os protege, como dizem “nuestros hermanos”, no pasa nada. O modus operandi, apesar de denunciado, continua a permitir que os seus responsáveis continuem impávidos e serenos a cumprirem o seu habitual expediente. Veja-se, por exemplo, os últimos episódios com a directora executiva da Liga, Sónia Carneiro, em que as práticas habituais da actual gestão do nosso rival dão uma vez mais o ar da sua graça. Esta que é a mesma que lhes permite continuarem a usar as denúncias de que são alvo como argumento das suas campanhas publicitárias, um sentimento típico de quem goza e tem um sentimento de impunidade. Resta saber apenas até quando…

Enquanto isto, como denúncias não pagam dívidas, há que continuar a criar cortinas de fumo para desviar as atenções, anunciando investimentos em universidades, ninhos de empresas e centros de investigação & desenvolvimento. Acreditamos que não tardará também uma estação orbital, sim, porque astral já terão por certo, pois esta fará parte do quotidiano… ou será bruxaria?

A propaganda, essa, continua cada vez mais intensa, com o vermelho a dominar boa parte da comunicação social. E não se pense que é com a cor da nossa Selecção Nacional, nem com a evocação da conquista europeia que agora completou um ano. Embora aqui se continue a fazer passar que um jogador oriundo da formação rival vale por 10 dos nossos, precisamente o número dos jogadores oriundos da nossa Academia que integraram os catorze jogadores utilizados na final de Paris. Por isso, apenas por ser curioso, sem questionarmos a transparência ou a metodologia dos Prémios da Liga, debrucemo-nos sobre a coerência da sua atribuição. Vejamos, por exemplo, o caso de Gelson Martins, nomeado para “jogador revelação do ano” e simultaneamente também para “jogador do ano”, sendo o único a ser nomeado para esta categoria entre os três que foram nomeados para a “revelação do ano”. A lógica diz-nos que se nenhum dos outros dois tiverem lugar nos três melhores da Liga, que é o prémio maior, então num prémio de outro patamar o nomeado para “jogador do ano” vence naturalmente o prémio revelação, certo? Errado, pois não foi isso que aconteceu com Gelson, e nem será necessário revelarmos qual a cor da equipa do jogador que venceu, pois os leitores já perceberam há muito!

A nossa equipa de futebol já iniciou os seus trabalhos, estando neste momento na Suíça, onde decorre a pré-época e onde estão a ser realizados jogos de preparação com equipas de topo. Uma primeira nota que aqui queremos registar é o apoio incondicional que, uma vez mais, os melhores Sócios e Adeptos do mundo têm demonstrado à nossa equipa desde a sua chegada a terras helvéticas.

Na próxima segunda, a nossa Sporting TV completa três anos, depois de em 17 de Julho de 2014, pelas 19:06 ter dado início às emissões regulares, sete dias por semana, 24 horas por dia. Actualmente, somos distribuídos em Portugal em todas as plataformas, e estamos a alargar a nossa presença internacional, sendo os conteúdos da Sporting TV também já presença assídua em voos de longo curso de algumas companhias aéreas. Nestes três anos temos vindo a crescer nas audiências e em qualidade, um caminho a continuar. Parabéns a todos quantos tornaram a Sporting TV possível e àqueles que diariamente trabalham afincadamente para levar aos Sportinguistas, tal como aqui no Jornal, toda a verdade verde no branco.

Boa leitura!"

Salada Russa

A conversão da Rússia já era.

O milagre de Fátima passou a ser a vitória de Salvador Sobral no Grand Prix Eurovision de la Chanson. Um certame que, este ano, foi boicotado por um país: a Rússia!

 

Mas parece que um tal Tetra também se deu por influência do centenário de Fátima.

Hmmm... Tetra-Tetris: Rússia?

 

Pelos vistos, o Benfica, que cilindrou o Guimarães, é o único clube, pelo qual Nossa Senhora está autorizada a intervir.

 

Já nem D. Afonso Henriques nos vale! Mas quem precisa do fundador da nação, quando se tem uma geringonça? Desde que ela tomou conta dos destinos cá do burgo, é um fartar vilanagem:

2016 - Campeões Europeus de Futebol

2017 - Vencedores do Eurofestival

 

E em 2018, graças a Nossa Senhora e à geringonça, havemos de ser Campeões do Mundo!

Onde? Na Rússia!

 

- E o Sporting será finalmente campeão.

- Cala-te!

É isto, não é?

Este slb, que veio elogiar o fcp por se demarcar de cânticos que aludem à morte de adeptos rivais, é o mesmo que não o faz (e ainda apoia ilegalmente) os seus adeptos que fazem o mesmo (aliás, o mesmo não, porque efectivamente os adeptos do fcp não assassinaram ninguém) em todos os dérbis, não é? 

 

Para avivar a memória de alguns hipócritas de carnide, que já estão aí a salivar para comentarem, deixem-me lembrar-vos da faixa a dizer "verylight 96", num recente dérbi de futsal, ou de cânticos que começam com "foi no jamor, que o lagarto ardeu", em todos os jogos contra nós. A todos os outros, não abram os links, para não ficarem nauseados.

Eles andam à rasca

As exibições têm sido uma valente...

No último jogo então, fizeram um remate enquadrado com a baliza.

E querem saber como se mede o arrasquismo deles? pelas visitas a estes posts.

Toalhitas, alguém tem por aí?

 

Por sugestão do nosso consócio Jorge Ferreira (que confessa estar a rebolar-se de rir), este post não vai ter nem moderação, nem resposta pelo autor do mesmo.

Sugeria que ficasse aberto apenas a lã piões (a ti não, Rudolfo!)*.  Com nicks publicáveis, fáxavor, caso contrário, seguem o destino normal.

Aconselha-se os mais susceptíveis a não entrar. Conteúdo altamente tóxico!

*Eu disse "aberto apenas a lã piões"; Para além do nosso JP, que lhes está a dar troco, parece que também entraram algumas melancias... e o Francisco. Xico, amigo, é mais forte, eu compreendo... Abidjan. Priceless!!!

Enchente

À falta de melhores argumentos, tenho ouvido muito benfiquista dizer que encheram o estádio de Aveiro (Mini Luz li algures na imprensa do fim de semana), que a sobrevivência de muitos clubes da Liga dependem do Benfica e outras afirmações do género.

Naturalmente que nas entrelinhas está uma mensagem: a de que mais nenhum clube em Portugal faz enchentes de tamanha dimensão nas suas deslocações.

Por curiosidade e por ter a percepção de que o estádio de Aveiro estaria muito similar nos dois jogos que já recebeu neste campeonato, consultei os dados oficiais da Liga de Clubes:

- Arouca x Benfica » 23.540

- Tondela x Sporting » 22.003

Diferença de 1.500 adeptos.

Uma enormidade!

Antes alemão do que lampião!

Estava planeado ser um interessantíssimo, mas pacato, serão transmontano: inauguração, no Museu de Arte Sacra de Macedo de Cavaleiros, da exposição "Pastor do Povo Local" pelo Reverendíssimo Bispo de Bragança-Miranda, Dom José Cordeiro, seguida do lançamento do livro "Macedo de Cavaleiros - Arte e Cultura dos seus Povos", de António Rodrigues Mourinho. Estava precisamente o autor a falar da sua obra, quando se começaram a ouvir as primeiras apitadelas. Alguém não se conteve, exclamou: parece que o Benfica é campeão. Gerou-se um burburinho, alguns aplausos, que o autor aguentou com muito fair-play (não me pareceu particularmente satisfeito com o resultado desportivo) e só pôde continuar, quando a calma regressou.

 

Depois de finalizado o evento, e a caminho de casa, deparei com uma caravana de automóveis. Pensei: nem aqui há sossego! Algumas buzinas custavam a aguentar e eu só queria chegar depressa a casa. Estávamos a pé, a distância não é grande. O problema é que o meu marido alemão achou muita piada à manifestação popular e se pôs a tirar fotografias! Influenciado por mim, simpatiza com o Sporting, mas é claro que nunca será um adepto de coração e a sua tolerância em relação ao Benfica e ao Porto é enorme. Eu é que não achei piada nenhuma, sempre a parar, para fotografar a turba histérica. A certa altura, deixei-o a fotografar sozinho e abalei. Ele não se zangou (também era melhor).

 

Enfim, vejamos o lado positivo: era bem pior ter um marido lampião!

Calma lá

Recomeça a conversa de que o Sporting está afastado do título. Estávamos afastados quando tínhamos menos 10 pontos do que o líder e parece que estamos afastados agora que temos menos 7 e ainda faltam disputar 42 (ou seja, seis vezes a diferença que nos separa). À frente vão aqueles gajos que foram lá ontem simular lesões e demorar meia-hora a fazer lançamentos laterais. Os mesmos que só têm 7 pontos a mais graças ao célebre amparo apafiano. Não se pode desistir assim. Que benfiquistas e portistas o façam, é o papel deles. Agora nós não. Ninguém diz que é fácil. Mas é continuar em cima deles como uma carraça. Aqueles cromos não merecem ganhar isto.

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D