22 Jul 17

A equipa que, prevejo, JJ poderá por a jogar, de início, com o Monaco:

Rui Patricio; Piccini, Coates, Mathieu, Coentrão; Gelson, Battaglia, Bruno Fernandes, Matheus Pereira (Acuña); Podence, Bas Dost.

Qual a vossa previsão e quem gostariam de ver alinhar de início?


comentar ver comentários (21)
14 Jul 17

2014 - Estágio em Doorwerth (Holanda);

2015 - Estágio na África do Sul;

2016 - Estágio em Lausanne (Suíça);

2017 - Estágio em Nyon (Suiça).

Ryan Gauld é hoje em papa-milhas só à conta dos estágios do Sporting. O ano passado jogou 1 minuto. Este ano, só ele e Leonardo Ruiz, como jogadores de campo, ainda não se estrearam.

Entretanto, o "Mais Futebol" anuncia hoje que Ryan, Leonardo, Palhinha e Xico Geraldes treinaram à parte do restante plantel, acompanhados por adjuntos de Jesus. Alguém que explique tudo isto como se nós fôssemos muito burros, havendo quatro alternativas possíveis:

- alguém não deu o guião certo ao "Mais Futebol";

- alguém precisa urgentemente de ler o "Ensaio sobre a Cegueira";

- a equipa técnica Introduziu o "duche escocês", juntamente aos banhos e massagens;

- consumo demasiado de café da Colômbia, para conseguir ver todos os jogos da América Latina.

Nós por cá já temos os pés assentes no chão. Quando se repetem sempre os mesmos erros, o resultado é previsivel. Na linha daquela máxima: "Quem por sistema resiste à mudança, acaba a resistir à extinção".


comentar ver comentários (9)

Gostaria de ver a reacção de um Coates, um Mathieu, um Dost, Adrien ou William se lhes acontecesse o que Francisco Geraldes vivenciou ontem. Isto não é autoridade, é autoritarismo! Jesus quer fazer do Futebol uma ciência, mas depois comporta-se como um vendedor ambulante de elixires pelas feiras deste país, com os seus experimentalismos. É o Melquíades dos Cem anos de solidão, ao leme de um clube que de solidão de títulos já leva 15 anos. No capítulo das invenções, tivemos Alan Ruiz e Bruno Cesar como pontas-de-lança. Ryan Gauld ainda vai a tempo de repetir a "oportunidade" do estágio da pré-época transacta, 1 minuto, ele que foi peça fundamental no xadrez de Luis Martins para se ter evitado a descida de divisão dos Bs. Depois, lança-se um Jovane Cabral, um miúdo ainda claramente verde, mas isso não é aposta, é só mais um placebo, um elixirzito para o esquecimento.


comentar ver comentários (20)

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Hoje giro eu - o meu ONZE...

Hoje giro eu - RYANair

Hoje giro eu - Melquíades...

Facebook
És a Nossa Fé no Facebook
Twitter
És a Nossa Fé no Twitter
Arquivo

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

selecção

leoas

bruno de carvalho

prognósticos

balanço

jorge jesus

slb

há um ano

vitórias

campeonato

benfica

jogadores

eleições

rescaldo

arbitragem

mundial 2014

taça de portugal

nós

golos

ler os outros

liga europa

godinho lopes

futebol

árbitros

clássicos

euro 2016

comentadores

cristiano ronaldo

scp

humor

formação

análise

crise

chavões

liga dos campeões

derrotas

william carvalho

todas as tags

Mais comentados
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds