07 Abr 17

Janela "não confirma nem desmente" ser autor da cartilha lampiónica.

Nem precisa: o estilo, os temas e até o vocabulário utilizado denunciam-no. Como uma impressão digital.

Confessa entretanto o sujeito que tem uma empresa que trabalha "com vários clubes, nacionais e internacionais". Ora aí está um excelente início de conversa: saber quais são os clubes que lhe pagam, através da tal empresa. Com a certeza antecipada de que não é o Sporting, sobre o qual tem bolçado frases cheias de ódio vesgo e rancoroso. Falta esclarecer se isso também se insere no âmbito da relação de "trabalho" que mantém com outros clubes, servindo neste caso a estação de TV como involuntária barriga de aluguer.

Os telespectadores que assistem aos debates sobre futebol têm o direito - e até o dever - de exigir às empresas televisivas que esclareçam eventuais conflitos de interesses dos comentadores que contratam para os seus painéis.

Não basta reclamar transparência para o futebol em abstracto: é preciso fazê-lo no concreto. Começando precisamente por aqui.

 

................................................................

 

Adenda.

Oportuna pergunta do Mestre de Cerimónias: quantos jornalistas receberão os briefings e os usarão no seu trabalho?


comentar ver comentários (17)
08 Mar 17
As alcoviteiras
Pedro Correia

O presidente do Sporting não devia perder um segundo a ouvir as alcoviteiras da TV. Para isso - e para cascar nelas - estamos cá nós.
Não dou conselhos a ninguém. Mas se pudesse dar-lhe algum, neste início do segundo mandato, dar-lhe-ia este.


comentar ver comentários (52)
07 Mar 17
As pitonisas
Pedro Correia

pitonisa_oraculo_delfos[1].jpg

 

«Madeira Rodrigues mostrou um discurso agregador. Não tenho a menor dúvida que Bruno de Carvalho foi goleado [no debate televisivo].»

Bruno Prata, na RTP 3 (23 de Fevereiro)

 

«Madeira Rodrigues pode ganhar as eleições. Bruno de Carvalho deixa o Sporting em cacos.»

Carlos Janela, na CMTV (23 de Fevereiro)


comentar ver comentários (35)
29 Dez 16
Os imbecis
Pedro Correia

Passam horas e horas e horas na televisão a tentar convencer o País que o Sporting é irrelevante.

Basta esse interminável tempo de antena para desmentir, só por si, o que esses imbecis apregoam.


comentar ver comentários (38)
23 Dez 16

Comentando ontem à noite o Belenenses-Sporting na SIC N, o sportinguista Ribeiro Cristóvão vergastou Beto porque no último minuto do jogo o nosso guarda-redes se atirou para o chão, pedindo assistência. Isto num jogo em que a meia hora do fim, com o resultado empatado a zero, já os jogadores da equipa anfitriã caíam a todo o momento, contorcendo-se com dores, reais ou imaginárias.

"Beto esteve em destaque pela negativa e pela positiva. Guardou bem a baliza do Sporting, mas aquela lesão já no período de descontos, quando o Sporting vencia 1-0, cheira um pouco a esturro. Há aqui o tal antijogo que Jorge Jesus tanto condena", disse Cristóvão.

É extraordinário o nível de autoflagelação que certos "leões" do comentário exibem nas pantalhas televisivas. Nenhum tão destacado como Ribeiro Cristóvão, o homem que em Março de 2012 chegou a antever uma eliminatória capaz de "envergonhar o futebol português" nos quartos de final da Liga Europa em que  eliminámos o Manchester City.

Com "leões" como estes não precisamos de lampiões.


comentar ver comentários (42)
21 Nov 16

ANDRÉ VENTURA

CMTV, 14 de Novembro, 22.05

«Eu hoje... enfim... entregaram-me isto... não sei... mas eu penso que isto é desta... eu penso que é desta... isto é deste dia, pelo menos... e é desta imagem... e por isso é que eu dizia que o Arouca tem razão para se queixar. E eu tenho aqui... e é indiscutível, é indiscutível. Uma cuspidela do presidente Bruno de Carvalho ao presidente do Arouca... Eu vou mostrar... tal como... tal como me chegaram. É claríssimo. Não deixa margem para dúvidas que há uma cuspidela do presidente do Sporting ao presidente do Arouca*. Eu... vou mostrá-la à câmara, a câmara provavelmente não vai conseguir ver bem, mas vemos o presidente do Arouca a receber essa cuspidela... Vê-se que o presidente do Sporting está a cuspir e vê-se que o presidente do Arouca está mesmo à sua frente.»

 

R. GOMES DA SILVA

SIC N, 14 de Novembro, 22.23

«Já vi imagens aumentadas [em] que se presume que alguma coisa que sai da boca do Bruno de Carvalho e atinge o presidente do Arouca... Pode ser a águia Vitória... eu vi esta imagem aumentada... dá a ideia... aquilo que dá ideia noutras imagens que andam a circular, que eu vi... dá ideia que o presidente do Sporting cospe no presidente do Arouca*... sai uma coisa qualquer... não sei se é um lenço de papel ou outra coisa qualquer...»

 

PEDRO GUERRA

TVI 24, 14 de Novembro, 22.33

«Vemos uma coisa que eu considero muito grave: vê-se claramente que o presidente do Sporting cospe na cara de Carlos Pinho*. Eu pergunto: qualquer cidadão, homem ou mulher, jovem ou... de idade, que lhe cuspam na cara, qual é que é a primeira reacção? Bom... se for mais católico... se calhar... é capaz... não sei se dá a outra face ou se pede para cuspirem outra vez... Qual é a reacção humana imediatamente? É de reacção, como é evidente. Como é que um ser humano reage quando alguém lhe faz aquilo que lhe foi feito? Ao minuto 1 ponto 10 da câmara 7 vê-se a cuspidela do presidente do Sporting... e depois na câmara 6 vê-se o presidente Carlos Pinho a limpar a cara, como é também humano e legítimo.»

 

* As frases assinaladas a encarnado e com asterisco, como é óbvio, terão de ser comprovadas em tribunal.

 


comentar ver comentários (96)
19 Nov 16

Cinco noites consecutivas com o País suspenso: Bruno de Carvalho cuspiu ou não cuspiu? Eis a melhor prova de que não existem verdadeiros problemas neste torrão à beira-mar plantado: no ano em que a douta Academia de Oxford elegeu pós-verdade como palavra do ano, três canais televisivos quiseram transformar o presidente do Sporting em bombo da festa a propósito de um não-facto - numa manobra concertada que teve como maestro o principal impulsionador da campanha de reeleição de Luís Filipe Vieira no SLB.

Um gato mal escondido com um enorme rabo de fora.

Como diria o Sherlock Holmes para o doutor Watson, não há coincidências.

 

Um desses canais, procurando bater a concorrência, simulou uma "experiência" em estúdio com o Paulo Futre a fumar um cigarro electrónico em imitação de Bruno de Carvalho numa aparente tentativa de demonstrar que da boca do presidente saiu água destilada, propileno glicol e glicerina vegetal - substâncias contidas na fugaz onda de vapor que se forma em vez do presumível fumo.

A experiência, obviamente, foi inconclusiva. Nem poderia ser de outra maneira para manter a panela de pressão bem acesa em lume vivo.

 

Por mim, acho tudo isto insuficiente. Da próxima vez sugiro ao Futre que escarre na cara de alguém. Em directo, ao vivo e a cores. Pode ser na mimosa face do tal director da campanha de reeleição de Vieira, que costuma ser seu companheiro de painel. Tudo filmado com várias câmaras, de diversos ângulos e repetido as vezes que forem necessárias. Nada melhor do que uma experiência destas para se dissiparem as derradeiras dúvidas.

Se o tipo aguentar estóico, não lhe rachar a cana do nariz à cabeçada nem se queixar do facto em conferência de imprensa versão pós-verdade, fica cabalmente demonstrado que Bruno de Carvalho fez o que não devia se quer continuar saudável: inalou e exalou.

 

Cuspidela, apenas na imaginação delirante dos peões de brega de Vieira, emprestados à corte de bandarilheiros da famiglia Pinho.

Pensem só qual seria a vossa reacção se alguém vos escarrasse na cara.

 


comentar ver comentários (80)
21 Ago 16
O melhor é o pior
Pedro Correia

A avaliar pelo que se concluiu no longo programa de comentário futebolístico deste serão na TVI 24, o melhor jogador do Sporting em Paços de Ferreira foi o ausente João Mário, que já está de partida, e o pior foi o costarriquenho Joel Campbell, que ainda não chegou.

São uns pândegos, estes comentadeiros incapazes de elogiar quem está, prontos a desancar quem ainda não se estreou e ansiosos por ver os nossos maiores craques fora do Sporting. Um dia destes vamos eleger aqui o melhor de todos eles. Quero dizer: o pior.


comentar ver comentários (16)
15 Ago 16
Por vontade deles
Pedro Correia

Por vontade deles, o Sporting vendia já os quatro campeões europeus e o melhor marcador sub-30 da Liga 2015/16.

Até salivam perante tal hipótese. É vê-los e ouvi-los agora, de painel em painel, elogiar desmedidamente os nossos cinco craques - os mesmos de quem ainda há pouco diziam tão mal. E conseguem falar sem morder a língua.


comentar ver comentários (42)
14 Ago 16

Hoje testemunhei em Alvalade um Sporting a momentos magnífico, com um jogo rápido exibindo um entrosamento e alegria muito invulgares para uma equipa em início de época. Qual é o meu espanto quando em casa oiço os comentadores encartados das TVs em vez de comentarem a exibição (os factos) a especularem sobre uma crise virtual por conta da cobiça de outros clubes pelas estrelas leoninas...


comentar ver comentários (4)
23 Jul 16

finestra%20chiusa[1].jpg

 

Há por aí um senhor que responde pelo nome de Carlos Janela. Ignoro se foi um futebolista conceituado ou se é um treinador com mérito. A falha só pode ser minha: apenas muito recentemente ouvi falar dele. Não por qualquer mérito revelado no campo desportivo, mas por marcar presença assídua nos estúdios televisivos, sobretudo em dois canais.

Geralmente não presto a menor atenção ao que diz. Mas a insistência dele em bater na selecção nacional - talvez para se fazer mais notado - foi tão forte que tomei a devida nota do que afirmou, na SIC Notícias, em duas ocasiões sucessivas: imediatamente antes da meia-final contra o País de Gales e na véspera da final.

Chamou-me a atenção o tom peremptório em que garantiu aos telespectadores que Pepe jogaria a meia-final. Esta presença seria obrigatória, assegurou, pois o central do Real Madrid é o único elemento do nosso reduto defensivo com "capacidade e velocidade para acompanhar as movimentações do ataque de Gales".

Tamanha sabedoria parecia digna de ser assinalada.

O problema, como sucede a tantas personagens que se pavoneiam nas pantalhas a propósito do futebol, é que os factos não se dignaram ajustar às sábias palavras do professor doutor Janela. Pepe, com dores musculares, não jogou. E mesmo assim os seus colegas mantiveram a baliza portuguesa invicta, travando todas as investidas galesas.

Deixo-vos o conjunto das afirmações que anotei. Chamando desde já a atenção para uma notável incongruência: segundo o autor das declarações, em apenas quatro dias a selecção portuguesa deixou de "defraudar expectativas" por não exibir um "modelo de jogo bem definido" para se tornar na principal candidata à conquista do Campeonato Europeu de Futebol.

Bastou esse curto intervalo para os jogadores deixarem de permanecer "divididos em vários pensamentos", sem saber se haveriam de "atacar pela direita ou pela esquerda", tornando-se afinal "muito fortes em termos mentais".

É obra.

 

5 de Julho

 

«Pepe vai jogar. (...) A ausência de Pepe implicaria uma diminuição da velocidade de reacção da nossa defesa muito complicada. Diminuiria a nossa capacidade de uma forma perigosa porque o Pepe é o nosso único defesa que tem capacidade e velocidade para acompanhar todas aquelas movimentações do ataque de Gales.»

 

«Nós não temos apresentado qualidade de jogo.»

 

«Portugal não tem um modelo de jogo bem definido. Nós olhamos a França, olhamos a Itália, vemos os jogos da Alemanha, vemos os jogos de Espanha, e no final do jogo qualquer comentador consegue definir o estilo de jogo dessa selecção. Na nossa ficamos sempre na dúvida.»

 

«Durante os jogos sentimos que no momento ofensivo não controlamos o adversário e no momento defensivo não dominamos o adversário.»

 

«A selecção só tem conseguido os objectivos à custa de situações excepcionais.»

 

«Mesmo com adversários de menor dimensão - porque não apanhámos Espanha, Inglaterra, Itália e França - não conseguimos realizar uma boa exibição em cinco jogos, ficámos a dever aos analistas internacionais alguma coisa.»

 

«O problema somos nós próprios. Nós não fizemos o nosso trabalho. Nós é que temos defraudado expectativas.»

 

«Nós estamos a jogar muito abaixo das nossas capacidades. Eu sinto que nalguns momentos do jogo a equipa está dividida em vários pensamentos, em várias emoções, não sabe se há-de atacar pela direita ou pela esquerda.»

 

9 de Julho

 

«Neste Europeu as arbitragens têm tido um nível de excelência, a grande maioria delas. (...) A arbitragem neste Europeu só merece elogios.»

 

«O perfil do jogador português é muito mais forte em termos mentais.»

 

«Amanhã vamos ganhar à França e vamos ser campeões europeus. É uma conclusão lógica de todo este percurso.»


comentar ver comentários (10)
22 Jul 16
Leitura recomendada
Pedro Correia

Introducing Luís Aguilar. Do Mestre de Cerimónias, n' O Artista do Dia.


comentar ver comentários (4)
08 Jul 16

«Temos que dizer honestamente: qual foi o 'tubarão' que Portugal apanhou?»

Rodolfo Reis, na SIC Notícias (3 de Julho). Esquecendo que a França, a outra finalista do Europeu, tinha até essa altura enfrentado uns "tubarões" chamados Roménia, Albânia, Suíça, Irlanda e Islândia

 

«Na primeira fase tivemos uns carapauzinhos alimados para devorar. E não devorámos.»

Rui Santos, no mesmo programa (Play-Off)

 

«Dá a sensação de que neste Campeonato da Europa não há outra alternativa a não ser o futebol defensivo, táctico, muito carregado tacticamente [da selecção portuguesa]. O País de Gales, o nosso adversário [das meias-finais], é a demonstração exactamente ao contrário: não tem que jogar num futebol defensivo para estar onde está.»

Rui Santos, idem

 

«Portugal tem melhores jogadores, mas melhor equipa tem o País de Gales. É uma equipa mais bem formatada, jogadores a jogarem nas suas posições, com um futebol com a baliza sempre no objectivo, mas defendem sempre em bloco. É uma equipa que luta sempre pela posse de bola em cada centímetro do campo.»

Rodolfo Reis, idem

 

«Esta equipa [País de Gales] cultiva uma certa alegria no futebol e dá gosto vê-la jogar.»

Rui Santos, idem

 

«Eu gostei muito do futebol da Itália e lamento muito que a Itália tenha saído. Significa que há equipas que jogam futebol, e que jogam futebol no campo todo, e a Itália demonstrou isso.»

Idem

 

«A Alemanha tem as dimensões todas do futebol. É uma equipa super-equilibrada, com várias soluções, poderosa fisicamente, tecnicamente muito bem dotada, com uma dimensão táctica. Os jogadores alemães são fantásticos. Para mim o grande jogador é o que tacticamente cumpre de acordo com aquilo que é um plano global e que depois tem para cada um tarefas individuais importantes.»

Idem

 

«A França é uma equipa fresca, que joga um futebol positivo.»

Idem

 

«Este Europeu mostrou três ou quatro grandes equipas, muito interessantes, boas, capazes de jogar um futebol de dimensão total, ao contrário de Portugal, que não tem essa dimensão total.»

Idem

 

«Nós não fomos melhores que a Croácia, não fomos melhores que a Croácia. A Croácia foi melhor que nós.»

Idem

 

«Esta é uma das grandes falhas de Portugal: no momento contra-ofensivo não é rápido nem agressivo. (...) Este estilo demasiado defensivo, muito carregado tacticamente, faz com que Portugal passe ao lado de uma imagem de marca que devia ficar clara na Europa do futebol.»

Idem

 

«Eu não me revejo neste futebol.»

Idem


comentar ver comentários (10)
06 Jul 16
Comentadores
Pedro Correia

O que eu me divirto a ouvi-los.

Há um que faz questão de evitar magoar seja quem for, dizendo "com todo o respeito" frase sim, frase não. Só falta fazer uma vénia obsequiosa: vai longe, o rapaz. Por enquanto vai estando em antena de manhã à noite.

Outro gosta de mirar o tecto do estúdio, eventualmente por ser de baixa estatura, e repete a todo o instante a expressão "do meu ponto de vista". E fala tanto que custa a crer como é que aqueles óculos não ficam embaciados.

Um terceiro começa toda a apreciação ao desempenho dos jogadores durante as partidas com a palavra "sim". Quase sempre para dizer o contrário. Chega a dizer várias vezes "sim... mas não." Este génio do comentário devia registar a patente: eis outra forma de nunca incomodar ninguém. Mansinho e fininho - tudo bem apropriado ao ar dos tempos.

Sabem-na toda, é o que é.


comentar ver comentários (2)
21 Jun 16

… daqueles que nos fazem duvidar sobre se a terra gira ao contrário ou os rios nascem no mar? O jornalista/ comentador desportivo José Manuel Freitas defende a colocação de uma estátua de Cristiano Ronaldo na capital portuguesa, igual à que está no Funchal. Já agora, em Lisboa onde, senhor Freitas?

 


comentar ver comentários (14)
11 Jun 16
Volta, Freitas Lobo
Pedro Correia

Alguém me explica o que significa a expressão "futebol combinativo", que já escutei três vezes esta noite, proferida pelo comentador Bruno Prata durante a primeira parte do Inglaterra-Rússia?


comentar ver comentários (6)
23 Mai 16

Ronda televisiva de ontem à noite. Em vez de sublinharem os méritos do Braga, diversas vozes sublinhavam apenas os erros do FC Porto. Incapazes de analisar o futebol para além do esquematismo dos "três grandes". Como se Portugal - e o futebol português - se circunscrevesse a Lisboa e Porto. E tudo o resto fosse paisagem dispensável.

Mais palavras para quê? São os comentadores que temos. Incapazes de se distanciarem do sistema. Porque fazem parte dele também.


comentar ver comentários (8)
17 Mai 16

treinador-leonino-fez-ainda-crc3adticas-a-cosme-ma

 

Os mesmos que passaram um ano inteiro a achincalhar e enxovalhar Jorge Jesus - inclusive em painéis televisivos onde nem o nome dele conseguiam pronunciar - celebram agora o "tricampeonato", contando portanto com as duas Ligas consecutivas que ele venceu.

Para serem coerentes na sua alergia sectária ao actual treinador do Sporting, deviam omitir essas duas vitórias que os levam agora a papaguear tantas vezes a palavra "tri". Pura hipocrisia: apagam-no para uns efeitos da fotografia (até literalmente), mas mantêm-no quando lhes dá jeito. A menos que dois daqueles campeonatos tenham sido conquistados sem treinador...

Vangloriam-se de tudo quanto Jesus lhes deu enquanto fazem de conta que ele nunca por lá passou. Pior que isso: interpuseram uma  acção milionária contra ele em tribunal, por alegada quebra de compromisso contratual, quando é público e notório que o melhor treinador a trabalhar em Portugal se limitou a cruzar uma porta de saída já escancarada por decisão alheia.

Cobrem-se de ridículo nesta competição muito particular em que são indiscutíveis campeões: a do ódio visceral a quem tão bem os tratou. E com tudo isto só acabam por conferir motivação adicional a Jorge Jesus para uma grande temporada 2016/17. Aquela que começa a ser preparada agora.


comentar ver comentários (44)
16 Mai 16

"O campeonato que o Sporting fez foi excelente. Podia ter ganho o campeonato com a pontuação que fez."

João Alves, SIC Notícias, ontem à noite


comentar ver comentários (56)
09 Mai 16

«Não há dúvida nenhuma, aconteça o que acontecer, que o Sporting fez um excelente campeonato

Rui Santos, SIC Notícias, 1 de Maio


comentar ver comentários (7)
06 Mai 16

«Quem é que joga melhor futebol? É o Sporting. Um futebol de qualidade, de categoria, de envolvimento.»

Rodolfo Reis, Sic Notícias, 1 de Maio


comentar ver comentários (4)
28 Abr 16
Se eu mandasse...
Francisco Vasconcelos

No que se refere a jornalistas, colunistas, paineleiros e comentadores todos temos os nossos preferidos e os nossos ódios de estimação. Se pudéssemos escolher, de certeza que colocávamos fulano no programa X e retirávamos sicrano do programa Y.

 

Tendo isso em conta, digam de vossa justiça acerca de quem acham que deveria representar-nos e quem deveria ser enviado para uma ilha longínqua.


comentar ver comentários (14)
21 Fev 16

Rui Pedro Brás (TVI 24):

«O segundo golo do Benfica nasce de um penálti que não existe, uma grande penalidade assinalada por suposta falta sobre Jonas que não ocorre. Tenho a certeza de que esse lance foi determinante para o desfecho da partida. (...) Além disso o árbitro devia ter marcado um cartão amarelo a Jonas, que mais tarde simulou outra grande penalidade.»

 

João Rosado (SIC Notícias):

«O penálti erradamente apontado por Jorge Ferreira teve um impacto grande no jogo. Normalmente é numa altura sempre muito melindrosa, nos últimos cinco minutos da primeira parte, sobretudo quando as equipas estão niveladas e com grandes expectativas. (...) Foi uma decisão infeliz do árbitro. O Paços de Ferreira foi para o intervalo com essa machadada psicológica.»

 

Pedro Sousa (TVI 24):

«O árbitro tem influência decisiva no jogo, tem influência no resultado. Convém não esquecer que foi ele que, como quarto árbitro, ajudou a expulsar Bruno de Carvalho no Boavista-Sporting. Mais tarde o presidente do Sporting, depois de cumprir castigo, foi ilibado pelo tribunal. (...) É um erro grave, ainda para mais depois de, com gatilho curto, ter mostrado o cartão amarelo a Bruno Moreira por simulação na área do Benfica. Depois faltou-lhe coragem para o resto...»

 

José Manuel Freitas (TVI 24):

«São tantos os casos em que o senhor Jorge Ferreira já participou ao longo desta temporada que seria difícil hoje ele fazer uma arbitragem isenta. (...) É verdade que este golo marca o resultado do jogo.»

 

António Tadeia (RTP 3):

«Eu admito as duas possibilidades. Admito que o árbitro marque grande penalidade na falta sobre o Jonas mas aí parece-me que também teria que marcar grande penalidade no lance sobre Bruno Moreira a seguir ao golo do empate do Paços de Ferreira. Também admito que não marque, como não marcou no lance sobre Bruno Moreira, mas aí não percebo como é que pode marcar sobre o Jonas. Os lances são muito semelhantes. São lances em que há contacto e nos dois parece-me a mim que o contacto é promovido pelo atacante. Eu resolveria a questão não marcando nem um nem outro. O árbitro resolveu a questão marcando um e não marcando outro. Pode ter tido a ver com alguma coisa que ele tenha visto...»

 

Comentadores televisivos, ontem à noite


comentar ver comentários (20)
31 Jan 16
Unânimes
Pedro Correia

A Bola: «Escândalo - Inacreditável que o segundo golo da Académica tenha sido validado» (texto da manchete de hoje)

 

Record: «Jogo com graves erros de arbitragem - penálti por assinalar e golo mal validado» (texto da manchete de hoje).

 

António Tadeia (RTP 3): «Sem dúvida irregular, o segundo golo da Académica.»

 

Joaquim Rita (SIC Notícias): «Um erro grave do árbitro. Foi demasiado óbvio que João Leal estorva a acção de Ewerton.»

 

José Nunes (RTP 3): «Há, de facto, um fora de jogo posicional. A posição do jogador da Académica perturba a acção do jogador do Sporting.»

 

Luís Vilar (SIC Notícias): «[João Leal] está claramente fora de jogo. Não só se fez ao lance como até tocou em Ewerton. O Sporting acaba por ser prejudicado neste lance.»

 

Nuno Dias (RTP 3): «O Sporting tem claras razões de queixa de Cosme Machado, um árbitro que se equivoca muitas vezes e hoje voltou a estar mal. Há claramente uma grande penalidade sobre Carlos Mané e há clara irregularidade no segundo golo da Académica.»

 

Pedro Sousa (TVI 24): «A Académica fez um remate e marcou dois golos, sendo que o segundo é irregular. (...) Duas decisões absolutamente erradas de Cosme Machado. Carlos Mané foi derrubado pelas costas: era não só grande penalidade como expulsão do jogador da Académica. Um ror de erros no capítulo disciplinar.»

 

Rui Pedro Brás (TVI 24): «Independentemente de o jogador da Académica ter ou não tocado na bola, é sempre fora de jogo. É um lance fácil de ajuizar. Um erro grosseiro, mas não foi o único: Cosme Machado, desde o início, mostrou uma tendência de inclinar o campo. (...) Aquele penálti sobre Carlos Mané era penálti em qualquer parte do mundo.»


comentar ver comentários (50)
08 Dez 15

I

Sobre o penálti cometido por Tonel no Sporting-Belenenses ao pôr a mão na bola, Tempo Extra (SIC Notícias), 1 de Dezembro:

«Há claramente um movimento intencional de Tonel.»

«Isto é muito grave para o jogador do Belenenses. É uma irresponsabilidade!»

«Foi uma acção deliberada.»

«Um jogador com esta maturidade, com este perfil, não pode fazer uma coisa destas. Isto é incompetência, é irresponsabilidade.»

«Eu se fosse responsável do Belenenses não estava contente, eu se fosse treinador do Belenenses não estava contente, eu se fosse presidente da SAD do Belenenses não estava contente. Há um prejuízo claro da equipa do Belenenses, em termos desportivos, em função de uma acção deliberada de um jogador que tem responsabilidades, que tem experiência e que não se pode fazer ao lance como se fez.»

«Um defesa com aquela experiência não pode fazer aquilo.»

«Não se entende.»

«Este lance é todo ele atípico, muito estranho... O facto de o jogo estar a acabar e de ser um ex-jogador do Sporting torna as coisas mais complicadas.»

 

II

Sobre o penálti cometido por Ofori no Benfica-Académica ao pôr a mão na bola, Tempo Extra (SIC Notícias), 8 de Dezembro:

«O jogador Ofori tem claramente a noção de que bola lhe vai cair e coloca o braço à mão. Eu sei que o futebol é um jogo dinâmico. Quem lá está dentro naturalmente tem uma emoção e tem uma tensão própria. Temos de ter algum cuidado no sentido de perceber que uma coisa é estarmos sentados a observar o futebol e outra coisa é jogá-lo. E jogá-lo é uma coisa completamente diferente. E tem as suas tensões e tem os seus momentos. Alguns momentos são até quase irracionais. Mas, evidentemente, jogadores profissionais com alguma experiência têm que ter noção das consequências de algumas situações.»

Actualizado


comentar ver comentários (32)
05 Dez 15
A picareta falante
Pedro Correia

A cabeça mais brilhante do comentário futebolístico português - brilhante apenas por ser a que mais esbanja brilhantina no couro cabeludo - dedicou há dias meia hora da tribuna sem contraditório de que dispõe na pantalha a pôr em causa o profissionalismo de Tonel.

Aguardo com alguma expectativa o que dirá esta picareta falante sobre o virtuosismo andebolístico daquele rapaz de negro que ofereceu um brinde pré-natalício aos lampiões. Meterá a viola no saco?


comentar ver comentários (10)
24 Nov 15
Azia
Pedro Correia

A azia é tanta que nem conseguem pronunciar o nome de Jorge Jesus nos comentários das pantalhas.


comentar ver comentários (6)
25 Out 15
AHAHAHAHAH
Edmundo Gonçalves

AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH

 

Melhor em campo: Rui Pedro Brás. Três embalagens de kompensan até ao intervalo.

 

AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH


comentar ver comentários (1)
13 Out 15

Por ter dado ontem um correctivo exemplar ao energúmeno. Ao vivo, em directo e a cores.


comentar ver comentários (10)
05 Out 15

A avaliar pelo que opinaram os inúmeros comentadores carrilhísticos nos dias e nas horas que precederam o jogo, o resultado do Sporting-V. Guimarães de ontem nunca existiu.


comentar ver comentários (13)
17 Set 15

 

Lamento verificar que o Pedro Correia não percebe nada de ciência futebolística nem de semiótica linguística. Vejo-me, assim, obrigado a vir aqui, em prol da verdade e dos legítimos interesses dos leitores, converter o que disse o magistral geómetra Freitas Lobo na língua própria dos treinadores e restantes profissionais da bola, quando gritam aquilo que Lobo interpreta. Senão vejamos:

Quando o Freitas Lobo diz: «O Porto neste início de encontro define uma zona de pressão média-baixa.»; Lopetegui, na verdade, exclamou: "Ponham-se à retranca cabr$#&!!" 

FL: «Lopetegui não pediu largura a André André, pede-lhe que apareça por dentro a pegar na bola.»; Polesegui: "Ou deixas de fazer ronha ou estás fod&%$# comigo!!!"

FL: «O jogador russo já lhe tinha ganho a frente.»; Lobrecusi: "O panasc$#% do russo está-te a comer e tu a ver!!!"

FL: «O Porto baixou a zona de pressão.»; Tropegosi: "Estão todos borrados, mas é."

FL: «Embora jogando com dois pivôs, há sempre a possibilidade de um deles bascular um pouco para fazer essa cobertura.» Telogueti: "O gajo é um buraco do tamanho da &%$# da mãe dele, tapa-me isso, car&ª$#!!!"

FL: «André André procura sempre associar-se a outras linhas, juntando as pontas do meio-campo.» Petelogui: "Mas o qué'que esta palhaço está prá'li a fazer???"

FL: «É uma transição individual, feita apenas por um jogador em posse, sem a ligação colectiva que a equipa deve ter nessa construção mais apoiada.» Tetelegui: "Passa a bola, fução do ca&/*$!!!"

FL: «Ruben Neves tem que esticar o jogo mais rapidamente no flanco.» Pipilogui: "Corre, panel$#%&, andáste ontem nos copos e não podes com uma gata pelo rabo!!!"

FL: «André André adapta-se a tudo isto com a sua intensidade e qualidade de interpretação dos espaços.» Lepegoti: "Vai-te a eles, caral&%$#!!!"

Como vêem falta ao Pedro Correia um ou dois mestrados em futebolês para chegar ao nível hermenêutico que eu, felizmente para vós, já adquiri.


comentar ver comentários (4)

ng2445240[1].jpg

 

Não vi o jogo, mas conservei a música de fundo. Não era Mozart, nem a Callas, nem sequer Ella Fitzgerald

Era o que se arranjava: Luís Freitas Lobo.

Enquanto trabalhava, mantive ontem o som da partida Dínamo de Kiev-Futebol Clube do Porto, transmitida pela Sport TV: forneceu a atmosfera ideal para me me concentrar naquilo que fazia.

Freitas Lobo é muito mais do que um comentador do esférico: é um verdadeiro poeta da pantalha, artífice da metáfora, ourives do rendilhado oral.

Fala de futebol como se discorresse sobre física quântica. Ficamos a perceber o mesmo: nada. Mas não deixamos de admirar aquela catarata de palavras com o seu cunho inconfundível.

 

Aqui estão algumas das suas pérolas, que fui escrevinhando enquanto o escutava de costas para a televisão: 

«O Porto neste início de encontro define uma zona de pressão média-baixa.»

«Lopetegui não pediu largura a André André, pede-lhe que apareça por dentro a pegar na bola.»

«O jogador russo já lhe tinha ganho a frente.»

«O Porto baixou a zona de pressão.»

«Embora jogando com dois pivôs, há sempre a possibilidade de um deles bascular um pouco para fazer essa cobertura.» 

«André André procura sempre associar-se a outras linhas, juntando as pontas do meio-campo.»

«É uma transição individual, feita apenas por um jogador em posse, sem a ligação colectiva que a equipa deve ter nessa construção mais apoiada.»

«Ruben Neves tem que esticar o jogo mais rapidamente no flanco.»

«André André adapta-se a tudo isto com a sua intensidade e qualidade de interpretação dos espaços.»

 

Outros diriam: por qué no te callas? Mas eu não. Considero aliás que Lobo está para a bola como algumas divas estão para a ópera: com ele ao leme, até o microfone treme. De reconhecimento e emoção.

Só lamento que actue em transição individual, feita apenas por um jogador em posse, sem a ligação colectiva que a equipa deve ter nessa construção mais apoiada. Signifique isto o que significar.

Também aqui


comentar ver comentários (26)
09 Set 15

 

«O nosso treinador está a ser vítima de um linchamento televisivo. (...) Eu enquanto adepto sinto orgulho no treinador. Espero que os benfiquistas que até agora punham em causa Jorge Jesus, o seu profissionalismo e a sua dedicação ao clube revejam a sua posição.»

Palavras proferidas em tempos idos pelo mesmo cavalheiro que agora participa num linchamento semanal num canal de televisão ao mesmíssimo treinador depois de ter sido corrido de outro canal, onde se especializou em volumosas  peixeiradas  capazes de ensurdecer qualquer espectador e conseguiu  incompatibilizar-se com  todos os parceiros de painel.

Pequena diferença: Jorge Jesus agora já não treina o clube dele. Daí ter passado de bestial a besta, segundo o rotundo e grosseiro critério deste senhor.


comentar ver comentários (24)
07 Set 15

boi.jpggordo.jpg

É pá, eu já estava no passo número 8! A sério, três meses sem dizer asneiras... Peço desculpa aos médicos, mas estes cagalhões tiram-me do sério. A ideia é simples: terrorismo sírio parido na praça da Luz, isto é, desestabilizar o Sporting com interpretações de declarações, ajustes de contas com o passado, rumores, roubo de jogadores, gamanço de sabonetes e cafés por pagar. Por mim, pendurava-os pelo pescoço. Mas não posso carregar com animais pesados. Por isso, fico por um pano encharcado nas trombas. Só ladram sobre o Sporting. E ladram sobre Jesus. E ladram sobre o presidente. E ladram. E ladram. Lá se foi o meu tratamento, não foi?

 


comentar ver comentários (14)
oito segundos
Pedro Oliveira

39'52'' de jogo; Vieirinha ganha uma bola na defesa, de cabeça, coloca em Bernardo Silva, o monegasco recepciona de pé direito, muda para o pé esquerdo e faz um passe a um albanês... comentário: "Bernardooo Siiilva, excelente trabalho do n.º 15, tenta o passe para Cristiano (...)[diz o relatador da RTP] "muito bem Bernardo Silva, mais uma vez, a justificar, plenamente, a sua chamada ao onze nacional" [diz o comentador António Tadeia].

40'00'' aquilo que eu vi foi um jogador que entrou para substituir João Mário ou Adrien ou os dois... a dominar uma bola, completamente só, e a colocar a bola nos pés dum albanês; para António Tadeia isso é uma acção fantástica; para mim; não.

Setenta e sete minutos de jogo... tudo a zero.


comentar ver comentários (12)
12 Ago 15
A sério ?
João António

"Jorge Jesus... é uma besta genial"

Ao contrário de alguns comentadores, que nem o lugar que ocupam é genial. 


comentar
11 Ago 15
Que qualidade...
Gabriel Santos

 

 Já antes do jogo se sentia a inquietação dos comentadores desportivos.


comentar ver comentários (12)
Ódio primário
Pedro Correia

Já se percebeu qual vai ser a táctica deles. Perdem em campo e procuram na noite seguinte vencer nas televisões. Para compensar.

Isso ficou bem evidente ontem à noite, pelo menos em dois canais. Representantes do Benfica a espumar contra Jorge Jesus - o inimigo principal. E a tentar separar o treinador leonino do presidente do Sporting - subitamente tornado inimigo secundário. Dividir para reinar, como é de ver.

São técnicas de manual de guerrilha opinativa. Técnicas desenvolvidas de forma canhestra pelos referidos representantes do SLB e prejudicadas pelo discurso de ódio primário que desenvolveram contra Jesus, entre guinchos e gritinhos histéricos. Logo eles, os derrotados de agora, que ainda há bem pouco o levavam num andor.


comentar ver comentários (28)
05 Ago 15
Inácio em grande
Pedro Correia

Gosto de ver o Augusto Inácio no painel de comentadores do Play Off, da SIC Notícias. Teve uma estreia em grande na noite de domingo enfrentando o sarrafeiro de plantão.


comentar ver comentários (7)
29 Jul 15
A brigada da azia
Pedro Correia

A eleição de Pedro Proença, derrotando Luís Duque para a presidência da Liga de Clubes, causou revolta e mágoa e dor em vários comentadores de futebol. Como ontem à noite ficou bem patente nas televisões:

 

«Eu estou muito preocupado. Este é um dia negro para o futebol português.»

Pedro Guerra, na TVI 24

 

«Eu estou contra este tipo de promessas [de Pedro Proença].»

Joaquim Rita, na SIC Notícias

 

«Há aqui uma viragem perfeitamente incompreensível e que vai continuar a causar fracturas na Liga.»

Ribeiro Cristóvão, na SIC Notícias

 

«Luís Duque estava a resolver os problemas, tinha encontrado soluções para as dificuldades mais importantes.»

Idem, ibidem


comentar ver comentários (10)

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Direito à transparência

As alcoviteiras

As pitonisas

Os imbecis

Com estes "leões" quem pr...

A tropa de choque em miss...

Nada melhor do que cuspir...

O melhor é o pior

Por vontade deles

Quando a realidade ameaça...

Arquivo

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

bruno de carvalho

selecção

prognósticos

leoas

jorge jesus

vitórias

há um ano

balanço

slb

campeonato

arbitragem

benfica

rescaldo

jogadores

eleições

mundial 2014

taça de portugal

liga europa

godinho lopes

ler os outros

nós

golos

clássicos

árbitros

futebol

euro 2016

comentadores

crise

marco silva

cristiano ronaldo

scp

análise

humor

formação

chavões

liga dos campeões

slimani

todas as tags

Mais comentados
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds