12 Jul 17

 

Na próxima época darei particular atenção aos golos metidos na própria baliza por supostos adversários do Benfica. Na época passada foram quatro. Três desses autogolos foram vitais para desbloquear o zero-a-zero inicial e o quarto garantiu um sofrido empate aos encarnados.

Valeram-lhes sete pontos, portanto.

Um manifesto exagero.


comentar ver comentários (60)
11 Abr 17
É tudo a mesma trampa?
Edmundo Gonçalves

Que a cangalhada da Federação e da Liga seja pró-Benfica até fazer doer, a gente já tinha todos percebido, mesmo os mais obstrusos como eu.

Agora, de repente, perceber que até no Governo do País há preferência descarada pela lampionagem e um favorecimento claro do Instituto Português do Desporto e Juventude (lembram-se dum post onde eu perguntei onde andava o secretário de estado do desporto?) ao Benfica, deixa-me completamente de cara à banda.

Então um organismo público, que deverá defender por igual os interesses dos cidadãos em geral e neste caso concreto os desportistas e a juventude, à sorrelfa, reteve durante meses um documento incriminatário do Benfica, a propósito das suas claques (NN e DV), que apoia à margem da Lei?

O senhor Vitor Pataco, vice-presidente daquele instituto público, foi quem guardou na gaveta o despacho que propõe a condenação do Benfica pelo apoio a claques não legalizadas. Esta coisa, para percebermos a gravidade do acto, dá interdição do estádio.

Este cavalheiro Vítor Pataco, entre 2002 e 2003 foi gestor da Benfica Multimédia SA, mas isto calhou assim, não vejam aqui nada de mais... Aposto dobrado contra singelo que é sócio! Ou desarriscou-se à pressa ontem à noite, quando foi desmascarado.

Este processo, não sejam garganeiros os lampiões de serviço aqui no és a nossa fé, não foi mais uma "queixinha" do Sporting, resultou sim do levantamento de 19 autos de notícia da PSP, reportando-se a jogos da época 2014/15. Fica evidente no processo que as faixas de grandes dimensões e tambores são guardados numa arrecadação no piso -2 junto à porta da maratona. Como a coisa não se alterou durante a época e meia seguinte (quase duas, que esta está nos estertores finais), podemos concluir que o Benfica, por protecção governamental, goza de uma clara impunidade, proteccionismo e favorecimento, já que anda desde essa altura, pelo menos, em clara violação da Lei.

O secretário de estado da juventude e do desporto, que passou pela polémica das agressões aos árbitros como cão por vinha vindimada, não pode sacudir desta vez a água do capote. É que começa a ser demais, senhor João Paulo Rebelo. Chegue-se à frente e explique lá como aconteceu este "esquecimento". A malta agradece. E também agradece que ponha o Pataco com dono, que se viu que não serve o nem para o cargo. Ou serve, se por lá o deixar continuar e aí a gente retira ainda outras conclusões que talvez lhe chamusquem a asa de grilo.

Senhor secretário de estado, é deixar de dar à tramela e mexa-me esses calcantes, antes que isto dê tudo ao bife.


comentar ver comentários (34)
10 Abr 17
Unânimes
Pedro Correia

Análise na imprensa de hoje aos casos de arbitragem do Moreirense-Benfica:

 

Luisão devia ter sido expulso aos 30'.

Duarte Gomes, A Bola: «Entrada em tackle, com força excessiva, de Luisão sobre Boateng, colocando em risco a integridade física do adversário. Devia ter visto vermelho.»

Fortunato Azevedo, O Jogo: «Por trás, Luisão pisou claramente Boateng. Clara conduta grosseira que tinha de ser punida com vermelho directo.»

Jorge Coroado, O Jogo: «Em vez de amarelo, o árbitro tinha de mostrar cartão vermelho. Foi cortês, evidenciou respeitinho.»

José Leirós, O Jogo: «Entrada violenta por trás, de sola, colocando em perigo o adversário. Tiago Martins errou: era para vermelho directo.»

Marco Ferreira, Record: «Luisão entra em tackle por trás de forma violenta, atingindo o tendão de Aquiles de Boateng. Seria vermelho: falta grosseira.»

 

Samaris devia ter sido expulso aos 90'+1'.

Duarte Gomes, A Bola: «Samaris agride Diego Ivo com um soco no estômago, no meio de vários jogadores, e deveria ter sido punido com cartão vermelho directo por conduta violenta.»

Fortunato Azevedo, O Jogo: «Samaris agrediu Diego Ivo. Outra conduta grosseira de um jogador benfiquista, que devia ter sido expulso com vermelho directo.»

Jorge Coroado, O Jogo: «A acção de Samaris sobre Diego Ivo foi semelhante à de Edson Farias sobre Gamboa no Feirense-Braga, ambas merecedoras de cartão vermelho directo. Como o Conselho de Disciplina não é videoárbitro, siga a festa.»

José Leirós, O Jogo: «Mais um erro disciplinar para a colecção. Ficou por exibir um cartão vermelho directo a Samaris, que deliberada e visivelmente atingiu Diego Ivo com um soco no estômago.»

Marco Ferreira, Record: «Na sequência do cartão amarelo exibido, Samaris atinge Diego Ivo com um murro na barriga. Conduta violenta do benfiquista e cartão vermelho por exibir.»

 


comentar ver comentários (32)
09 Mai 16
A call from mr. Pereira?
Edmundo Gonçalves

Curiosamente, a equipa que chegou ao intervalo apenas com dez jogadores, na segunda parte regressou com 13.

E nem precisava disso, que os outros foram tão fraquinhos que até doeu.

Caso para perguntar qual o tamanho da mala.

 

Tags:

comentar ver comentários (49)
07 Mar 16
Sem a menor dúvida
Pedro Correia

«Não há a menor dúvida: o jogador do Benfica [Renato Sanches] devia ter sido expulso.»

João Alves, há pouco, na SIC Notícias


comentar ver comentários (56)
06 Mar 16

Confirma-se: o Messinho do Seixal devia ter visto ontem cartão vermelho. Seria facto inédito nesta temporada - um jogador do Benfica expulso. Mas nem assim: o árbitro foi amiguinho, tudo segue como dantes.

A opinião dos especialistas na imprensa de hoje:

«Hélio Santos (Record): «A entrada de Renato Sanches é excessiva e ríspida, por isso deveria ter sido punida com o respectivo cartão vermelho. Foi o único erro de Artur Soares Dias, que não se apercebeu da sua gravidade.»

Jorge Coroado (O Jogo): «Incrível como um jogador que passou os 90' a fazer faltas sistematicamente tenha visto o cartão amarelo somente naquela que justificava cartão vermelho.»

José Leirós (O Jogo): «O grande erro no jogo. Renato Sanches tem uma entrada violenta e deliberada por trás sobre Bryan Ruiz. O cartão a exibir seria o vermelho.»

Marco Ferreira (Record): «Renato Sanches deveria ter visto o cartão vermelho. O jogador do Benfica teve uma entrada dura sobre Ruiz, merecedora de outra admoestação, por isso o árbitro errou no capítulo disciplinar.»

Nelson Feiteirona (A Bola): «Entrada muito perigosa e completamente fora de tempo de Renato Sanches às pernas de Bryan Ruiz; Artur Soares Dias mostrou cartão amarelo ao médio do Benfica mas poderia ter mostrado cartão vermelho, porque se tratou duma falta violenta e desnecessária.»

Pedro Henriques (O Jogo): «Renato Sanches usa da força excessiva ao entrar de sola sobre Bryan Ruiz, pondo em risco a sua integridade física num lance passível de cartão vermelho.»


comentar ver comentários (63)

Dois ex-árbitros - Pedro Henriques na TVI 24 e Duarte Gomes na SIC Notícias - são categóricos: o árbitro do dérbi poupou um cartão vermelho a Renato Sanches por entrada violenta sobre Bryan Ruiz, à margem das leis do jogo.


comentar ver comentários (20)
23 Fev 16
Casa de apostas
Tiago Cabral

Vamos lá apostar:

1 -  Quando sai o castigo a Slimani?

2 - Para qual dos dois próximos jogos do Sporting o árbitro João Capela é nomeado? Para Guimarães ou contra o benfas?

As minhas apostas:

1 - O castigo a Slimani sai dia 3 de Março e vão ser dois jogos de suspensão.

2 - João Capela vai ser o árbitro do Sporting-benfica.


comentar ver comentários (34)
21 Fev 16
Colinho, colinho
Pedro Correia

Títulos de capa na imprensa de hoje:

 

PENÁLTI DE AUTOR

 

O Jogo:

«Jonas desencravou jogo difícil com um penálti de autor»

Record:

«Penálti mal assinalado deu o 1-2»

 

TODO O ESTÁDIO VIU QUE NÃO ERA

 

Análise da arbitragem do Paços de Ferreira-SLB no Record:

«45': Jonas fura entre dois jogadores do Paços, adianta a bola e de seguida projecta-se para a frente, sem sofrer falta. Má decisão. Não havia motivo para penálti.» (Nuno Farinha)

«Jorge Ferreira errou redondamente no lance em que Jonas cavou o penálti que deu o 1-2.» (António Varela)

 

Análise da arbitragem do Paços de Ferreira-SLB n' O Jogo:

«Jonas, ao passar entre os adversários, dá um salto e é ele próprio que, com o pé, toca na perna de André Leal, não havendo portanto motivo para grande penalidade.» (Pedro Henriques)

«Erro crasso do árbitro Jorge Ferreira, que deixou-se levar pelo teatro do atacante encarnado, assinalando um castigo máximo, que não teve motivo para assinalar.» (Jorge Coroado)

«Que grande salto deu Jonas por cima das pernas do adversário, não havendo contacto, nem qualquer falta. Erro grave de Jorge Ferreira ao assinalar grande penalidade em lance que todo o estádio viu que não era.» (José Leirós)


comentar ver comentários (52)

Rui Pedro Brás (TVI 24):

«O segundo golo do Benfica nasce de um penálti que não existe, uma grande penalidade assinalada por suposta falta sobre Jonas que não ocorre. Tenho a certeza de que esse lance foi determinante para o desfecho da partida. (...) Além disso o árbitro devia ter marcado um cartão amarelo a Jonas, que mais tarde simulou outra grande penalidade.»

 

João Rosado (SIC Notícias):

«O penálti erradamente apontado por Jorge Ferreira teve um impacto grande no jogo. Normalmente é numa altura sempre muito melindrosa, nos últimos cinco minutos da primeira parte, sobretudo quando as equipas estão niveladas e com grandes expectativas. (...) Foi uma decisão infeliz do árbitro. O Paços de Ferreira foi para o intervalo com essa machadada psicológica.»

 

Pedro Sousa (TVI 24):

«O árbitro tem influência decisiva no jogo, tem influência no resultado. Convém não esquecer que foi ele que, como quarto árbitro, ajudou a expulsar Bruno de Carvalho no Boavista-Sporting. Mais tarde o presidente do Sporting, depois de cumprir castigo, foi ilibado pelo tribunal. (...) É um erro grave, ainda para mais depois de, com gatilho curto, ter mostrado o cartão amarelo a Bruno Moreira por simulação na área do Benfica. Depois faltou-lhe coragem para o resto...»

 

José Manuel Freitas (TVI 24):

«São tantos os casos em que o senhor Jorge Ferreira já participou ao longo desta temporada que seria difícil hoje ele fazer uma arbitragem isenta. (...) É verdade que este golo marca o resultado do jogo.»

 

António Tadeia (RTP 3):

«Eu admito as duas possibilidades. Admito que o árbitro marque grande penalidade na falta sobre o Jonas mas aí parece-me que também teria que marcar grande penalidade no lance sobre Bruno Moreira a seguir ao golo do empate do Paços de Ferreira. Também admito que não marque, como não marcou no lance sobre Bruno Moreira, mas aí não percebo como é que pode marcar sobre o Jonas. Os lances são muito semelhantes. São lances em que há contacto e nos dois parece-me a mim que o contacto é promovido pelo atacante. Eu resolveria a questão não marcando nem um nem outro. O árbitro resolveu a questão marcando um e não marcando outro. Pode ter tido a ver com alguma coisa que ele tenha visto...»

 

Comentadores televisivos, ontem à noite


comentar ver comentários (20)
Colinho
Pedro Correia

Mais um penálti inventado pelo árbitro. Mais um brinde que serviu para desatar o nó do empate. Mais uma vez a equipa levada ao colo.

A do costume.

Tags:

comentar ver comentários (12)
13 Jan 16

 

Os que agora rasgam as vestes pela alegada "agressão" de Slimani a um jogador do Braga são os mesmos que aplaudiram a "virilidade" do Luisão neste lance contra o Liedson. Que passou sem sanção, claro. Ou não fosse o SLB o clube do colinho.


comentar ver comentários (40)
12 Jan 16
Calimeros-lampiões
Pedro Correia

O ódio a Jorge Jesus é tanto que nem conseguem dizer o nome dele: pelo menos dois comentadores da cor das papoilas falam do nosso treinador fingindo não saber como se chama.

Mas não deviam andar tão cabisbaixos. Afinal são campeões de Inverno em pelo menos duas "modalidades": a das expulsões esquecidas e a dos penáltis perdoados. Ou seja, conseguiram cumprir meio campeonato sem terem nenhum jogador punido com cartão vermelho nem verem nenhuma grande penalidade apitada contra eles.

E, espantosamente, os calimeros-lampiões ainda reclamam da arbitragem. Quanto mais colinho têm, mais colinho querem.


comentar ver comentários (15)
11 Jan 16
MMAB
Luciano Amaral

Lá fui almoçar à sempre excelente Tasquinha do Lagarto. Inevitavelmente, tinham televisões a dar o Nacional-Benfica. Gostei do que vi. Enquanto praticantes de futebol, os jogadores do Benfica são excelentes executantes de Mixed Martial Arts (MMA). Fui vendo o jogo intermitentemente. Mas deu para ver um pontapé de Eliseu na barriga de um jogador do Nacional, punido com mero amarelo. Uma cotovelada do novo Pelé nas costas de outro jogador do Nacional - sem amarelo. Mais tarde, vi o Pelé pisar um jogador do Nacional, vindo de trás. Nem reparei se o árbitro marcou falta, mas amarelo não foi. Também vi o Lisandro enfiar uma cotovelada noutro jogador do Nacional. Amarelo, viste-o. Vi o Jonas rasteirar um jogador do Nacional por trás, numa falta típica para amarelo, que também não valeu o dito. Finalmente, vi um jogador do Nacional ficar com a bola em frente ao Júlio César, depois de uma jogada meramente dividida com um defesa do Benfica (encostam-se um ao outro, sem grande força, de resto), a quem foi marcada falta. A bola ainda entrou, mas o árbitro já tinha interrompido. Seria 2-1 para o Nacional. Francamente, mais valia terem dado uma escavadora a cada jogador do Benfica e pôr o árbitro a orientá-los contra os jogadores do Nacional e em direcção à baliza.

Tags:

comentar ver comentários (5)
14 Dez 15
Colinho ?
João António

                                                           (Obrigado ao Artista do dia )


comentar ver comentários (5)
20 Set 15
Ao que isto chegou
Edmundo Gonçalves

Maxi viu um amarelo por uma falta que não cometeu.


comentar ver comentários (9)
22 Ago 15
Ser ou não ser mau
Edmundo Gonçalves

A dúvida é legítima.

Assistindo a todos os jogos em casa e vendo a maior parte deles fora, na tv, vê-se um denominador comum em todos eles:

A falta de jeito dos apitadores.

Mas serão eles só maus? Ou são maus só quando querem?

Este de hoje, por exemplo: marcou um penalti contra nós que existe mesmo. Pode concluir-se que é um bom árbitro.

Pois, mas não marcou um claro e outro menos claro a nosso favor. O que faz dele um árbitro mau.

Ah! e mostrou o primeiro cartão amarelo à equipa contrária aos 81 minutos. Fabuloso! O que faz dele um árbitro habilidoso.

Este rapaz com nome de realizador produziu um belo filme, hoje à tarde. Habilidoso quanto baste, tratou de resolver o problema atacante do Paços de Ferreira, que defendeu muito bem, sem atropelo das leis do jogo, segundo este... senhor.

Fazendo parte duma fornada de jovens árbitros conotados com o Benfica, é já merecedor dos maiores encómios. Produz já os resultados previstos pela estrutura.

 

É certo que não jogámos "nada", mas não há lei nenhuma no mundo que proíba os jogos de acabar a 1-0...


comentar ver comentários (6)
17 Ago 15

Luisão cometeu penálti aos 10' do Benfica-Estoril, quando o resultado estava 0-0. É o que conclui a imprensa de hoje.

Vale a pena fixar o nome do árbitro desta partida: Tiago Martins.

 

A Bola: «Léo Bonatini escapa à defesa do Benfica, entra na área e é empurrado com o braço direito por Luisão. Penálti por assinalar. E no mínimo cartão amarelo a Luisão.» (Nuno Paralvas)

Record: «Com o braço direito, Luisão carrega Léo Bonatini pelas costas e desequilibra-o. O contacto acaba dentro da área, pelo que ficou uma grande penalidade a favor do Estoril por assinalar.» (Sérgio Krithinas)

O Jogo: «Com o braço direito, Luisão acaba por, de forma imprudente, carregar Bonatini pelas costas, levando-o ao desequilíbrio já no interior da área. Infracção passível de grande penalidade.» (Pedro Henriques)

«Luisão perde o lance, desinteressa-se da bola e deliberadamente empurra pelas costas Bonatini, desequilibrando-o e derrubando-o. Grande penalidade por assinalar.» (José Leirós)


comentar ver comentários (8)
16 Ago 15

Este ano, colinho não é suficiente. Vai ser preciso uma cadeira de rodas.

Tags:

comentar ver comentários (8)
04 Jun 15
#semcolinho
Luciano Amaral

Será no Sporting que o menino Jesus vai ter de ser desmamado: agora vai ter de aprender a jogar sem colinho.


comentar ver comentários (1)
18 Mai 15
Sinto-me feliz!
Edmundo Gonçalves

Como amante do futebol, sou frontalmente contra arranjinhos e jeitinhos e combinaçõezinhas entre equipas, tendo em vista a obtenção de resultados que agradem a uns e beneficem os outros.

Neste particular, sinto-me feliz pelos jogadores do Marítimo. Não serão obrigados a vir fazer um frete a Lisboa, no próximo fim de semana.

(lá virá a recomendaçãozinha para não estragarem a festa, mas não passará daí)


comentar ver comentários (11)
17 Mai 15

1. O autoproclamado clube mais popular de Portugal acaba de instalar uma tenda VIP no Marquês de Pombal. Depois os Viscondes somos nós.

Entretanto fiquei a saber que a equipa vem de avião... e vai aterrar no Aeroporto de Figo Maduro, o Aeroporto Militar de Lisboa. Regista-se.

 

2. Apesar do colinho que já vai sendo um hábito, feitas as contas, aquele clube, apesar de não ter conseguido vencer ao Sporting Clube de Portugal nesta época, é o justo vencedor do campeonato. Parabéns à malta decente que por tragédia do destino é benfiquista.

 

3. O Sporting leva 66 golos marcados, o primeiro classificado 82. No balanço de marcados e sofridos a coisa é mais desequilibrada, muito à conta da primeira volta. O Sporting empatou três jogos com os seus mais diretos rivais e perdeu um. Chega à última jornada com menos derrotas que os dois primeiros, mas somou sete empates aos da contenda direta. Não fica longe do registo que teve das últimas vezes em que foi campeão. Em suma, mesmo considerando o colinho, foram justos vencedores mas o Sporting não está a milhas. Nem podia numa época em que com os pontos que leva (73) teria sido campeão em grande parte dos campeonatos já disputados. Para o ano há mais, de preferência sem colinho naqueles jogos críticos, seja para quem for.

 

4. Qualquer clube que queira continuar a ter adeptos a ir aos estádios tem de zelar para que esta situação indesculpável tenha um desfecho disciplinar e público.

 

 

Alguem me explique isto?? Será k o homem estava armado ????? para o otario do policia fazer isto??? A frente da criança.

Posted by Ricardo Filipe Pinto on Domingo, 17 de Maio de 2015

 


comentar ver comentários (2)
10 Abr 15
Colinho
Edmundo Gonçalves

Vivemos num país de faz de conta.

Não é novidade para grande parte de nós que a impunidade grassa por aí, nos mais diversos sectores.

Apesar de tudo, grande parte dos vigaristas (não encontro nome mais polido, lamento) procura recatar-se e procura passar entre os pingos da chuva, com o intuito de passar despercebido e continuar na senda de ilegalidades que os projectam para estratos onde, cumprindo a legalidade, nunca chegariam.

Alguns.

Outros atiram-nos com as vigarices à cara, com orgulho. Em campanha publicitária. Certos de que fazem o que querem e que ainda lhes sobra tempo, rindo na cara de todo o país.

A vigarice compensa, neste país de pó de talco.


comentar ver comentários (32)
21 Mar 15

18147831_TsZjr[1].png

 

É preciso ter muita lata.

O treinador da equipa que está a ser levada ao colo pela arbitragem de forma escandalosa neste campeonato critica o árbitro Marco Ferreira por se ter atrevido a expulsar Luisão na derrota benfiquista de hoje frente ao Rio Ave. Apenas a segunda de um jogador do SLB na Liga 2014/15, onde os encarnados já terminaram 11 dos 26 desafios a jogar contra dez.

Parafraseando Jorge Jesus, "só param o Rio Ave com faltas".


comentar ver comentários (8)
18 Mar 15

Mais notícias do colinho, agora em versão estatística. Com direito a recordação e tudo, nomeadamente do campeonato de 2009-2010, em que o número de jogos do Benfica contra 10 foi ainda mais notável. É realmente notável. Glorioso, diria mesmo.


comentar ver comentários (4)
17 Mar 15
O colinho ilustrado
Luciano Amaral

Está aqui o colinho ilustrado. E a evidência é incompleta. Isto só mesmo levado a rir.

Tags: ,

comentar ver comentários (5)
09 Mar 15

Vi o jogo do Braga com o Porto. Acho que se fosse ao contrário, o árbitro marcava aquele penálti quase no fim.

 

Não vi o jogo do Arouca com o Benfica. Mas soube, depois, que o Benfica lá tinha acabado a jogar contra 10, numa altura em que o jogo estava longe de decidido. Não sei se a expulsão foi justa ou não, mas também não interessa. O Benfica não é deste cameponato. O Benfica não é, sequer, desta modalidade. Julgo que a modalidade que o Benfica pratica é o futebol onanístico. Só um é que goza.


comentar ver comentários (17)
24 Fev 15

 


comentar ver comentários (7)
Prognósticos
Tiago Cabral

Aceitam-se os vossos prognósticos para acertar no minuto da primeira expulsão de um jogdor do Estoril, no jogo entre benfica e Estoril dia 28 de Fevereiro pelas 17:00H.

Para facilitar as apostas informo que o árbitro nomeado escolhido foi João Capela. Sim, esse.


comentar ver comentários (24)

comentar ver comentários (16)
22 Fev 15

Chama-se Jorge Ferreira. Pôs o Benfica a jogar contra dez aos 60 minutos. Habilita-se ao Prémio Capela 2015.


comentar ver comentários (10)
Colinho, colo-colo
Pedro Correia

Do Record de hoje:

«Jorge Ferreira. O típico caso do árbitro que complica aquilo que estava a ser fácil. Vários erros técnicos, entre eles o lance que origina o 1-1 (não há razão para assinalar canto), e disciplinarmente confuso.»

«58 minutos, duplo erro: Salvio salta para a piscina e devia ter visto amarelo. Pior, não era pontapé de canto.»

 

Tags: ,

comentar

Vocês sabem do que é que eu estou a falar.


comentar ver comentários (30)
21 Fev 15
Acabem lá com isto
Luciano Amaral

Isto está a ficar demasiado penoso. Dêem-lhes lá o campeonato e a taça lucílio.

Tags: ,

comentar ver comentários (19)
16 Fev 15

Braga-Arouca (2-0)

Árbitro: Tiago Martins

Record: «O Arouca tem razão para se queixar de uma grande penalidade que ficou por assinalar ainda com 1-0 e de um lance irregular que deu origem ao segundo golo dos bracarenses. E pode também contestar, com toda a legitimidade, o critério disciplinar do neointernacional Tiago Martins, que à terceira falta do Arouca, aos 10 minutos, já tinha mostrado dois cartões amarelos aos jogadores visitantes, sendo um deles Luís Tinoco, que viria a ver um segundo amarelo no início da segunda parte, quando apenas quis disputar a bola... (Eugénio Queirós, na crónica do jogo)

A Bola: «Um golo em fora-de-jogo. Para alimentar a polémica e um desfecho enganador, a anteceder o irregular golo de Éder, uma penalidade perdoada aos minhotos (80'), por falta do guarda-redes Matheus sobre Roberto.» (José Carlos de Sousa, na crónica do jogo)

O Jogo: «[A partida] não merecia um árbitro tão fraco. Tiago Martins foi recentemente promovido a árbitro internacional. (...) Ontem, também mal auxiliado, errou em vários momentos, dois deles com gravidade: um penálti por assinalar e o segundo golo em fora de jogo.» (Carlos Pereira Santos, na crónica do jogo)

..............................................................

Benfica-V. Setúbal (3-0)

Árbitro: Manuel Oliveira

A Bola: «O árbitro portuense teve um final de tarde com demasiados erros. O jogo foi fácil de dirigir mas Manuel Oliveira conseguiu complicá-lo. O lance de Rambé e Jardel [aos 2'] era complicado de analisar mas fica a sensação de penálti contra o Benfica e a falta de Ola John sobre Pedro Queirós na jogada do 2-0 é clara.»

Record: «O juiz nortenho cometeu um erro grave: no lance do segundo golo encarnado, Ola John cometeu falta clara sobre Pedro Queirós.»

O Jogo: Unanimidade do Tribunal sobre o segundo golo benfiquista precedido por falta de Ola John não assinalada (40') e sobre um fora de jogo incorrectamente assinalado ao setubalense Rambé quando se isolava pelo meio (70').

«Rambé estava em posição legal», garante Jorge Coroado. «Rambé estava em linha com o penúltimo adversário no momento do passe do seu colega», assegura Pedro Henriques. «Rambé estava em linha com toda a defesa do Benfica», conclui José Leirós.

«Ola John empurrou Pedro Queirós com o braço esquerdo», observa Coroado. «Uma infracção atacante passível de livre directo que ficou por assinalar», sublinha Henriques. «Golo ilegal», conclui Leirós.

 


comentar ver comentários (12)
27 Jan 15

574px-Papoila_vermelha_pálida[1].jpg

Mesmo quando perde (neste caso por inépcia de Lima, que desperdiçou um penálti inventado pelo árbitro), o Benfica beneficia do colinho dos homens de apito. Foi o que aconteceu ontem, na escandalosa actuação de Bruno "olha quem" Paixão em Paços de Ferreira.

Se o critério Paixão fizesse lei geral no futebol, a partir de agora os jogadores teriam de jogar com mãos amputadas dentro da grande área defensiva. Só assim evitariam que uma bola disparada a um metro de distância lhes fosse bater inesperadamente na mão, como ontem sucedeu ao defesa Ricardo perante um remate de Jonas.

Paixão "viu" nisto um penálti - que embalaria o Benfica para uma vitória tranquila logo aos 18 minutos. Mas já não vislumbrou uma evidente falta de Luisão sobre Cícero, ocorrida na grande área benfiquista cinco minutos antes, nem a claríssima rasteira de Eliseu dentro da grande área encarnada, aos 89 minutos, numa jogada desenrolada escassos metros à sua frente. Nem ele nem o árbitro assistente mais próximo, incapaz de levantar a bandeirola. Foi necessária a intervenção do quarto árbitro, como o Adelino aqui assinalou, para evitar um roubo de catedral ao Paços de Ferreira. Isto quando o treinador Paulo Fonseca já tinha sido expulso devido a protestos algo histriónicos, muito semelhantes aos que Jorge Jesus costuma evidenciar sem qualquer sanção. Depois Paixão ainda concedeu oito minutos de tempo suplementar, algo pouco visto nos estádios portugueses desde os tempos pioneiros do mítico Calabote.

 

No Tribunal do diário O Jogo de hoje, o senhor Paixão é arrasado pelos especialistas da arbitragem devido ao penálti oferecido ao Benfica.

Escreve Pedro Henriques: «É um lance típico de bola que vai à mão. O remate é feito de muito perto, Ricardo tem o braço ao longo do corpo mas não o movimenta, não tocando por isso de forma deliberada na bola.»

Escreve José Leirós: «Paixão foi peremptório ao marcar penálti erradamente. Além de o cruzamento ter sido feito de muito perto, Ricardo tinha o braço em posição natural e não o movimentou. A bola foi à mão.»

Escreve Jorge Coroado: «A fobia instalada vai obrigar a que os jogadores sejam amputados dos membros superiores. A bola foi rematada de muito perto e com força. O jogador não fez penálti.»

Sobre a grande penalidade favorável ao Paços de Ferreira também se regista unanimidade: foi bem assinalada. Pena o senhor Paixão ter demorado tanto a apitar. Como se não quisesse. Ou não pudesse. Como se estivesse disponível para cometer mais um atentado à verdade desportiva, semelhante a tantos que vamos vendo jornada após jornada no campeonato português.

Como se tivesse um apito em forma de papoila saltitante.


comentar ver comentários (10)

Benfica roubado na capital do móvel: primeira parte não teve prolongamento.

Tags: ,

comentar ver comentários (1)
20 Jan 15

Entre muitas outras coisas, como é que o Benfica, com uma equipa reconhecidamente (até p'los próprios encarnados), mais fraca, bastante mais fraca, consegue ter melhores resultados do que na última época, até ao momento?

Terá alguma coisa a ver com ajuda divina?

E se não for pedir muito, porque é que não foi declarada, pelos jornais, crise gravíssima no clube, pela recusa perfeitamente normal de Salvio (só o seu melhor jogador) em renovar o contrato?

 

Em querendo esclarecer, é enviar respostas pela caixa de comentários, s.f.f.

Agradecido.


comentar ver comentários (18)
19 Jan 15
Todos ao marquês!
Luciano Amaral

Todos ao marquês: o Benfica ganhou um jogo sem gamanço!

Tags: ,

comentar ver comentários (6)
18 Jan 15
Duopólio
Luciano Amaral

Vejo muitos benfiquistas indignados com a arbitragem de ontem no Penafiel-Porto. Então? Queriam ser só vocês?

Tags: , ,

comentar ver comentários (10)

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Atenção aos autogolos

É tudo a mesma trampa?

Unânimes

A call from mr. Pereira?

Sem a menor dúvida

Unânimes: devia ter sido ...

O vermelho poupado a Sanc...

Casa de apostas

Colinho, colinho

Uns falam claro, outros n...

Facebook
És a Nossa Fé no Facebook
Twitter
És a Nossa Fé no Twitter
Arquivo

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

selecção

leoas

bruno de carvalho

prognósticos

jorge jesus

balanço

slb

há um ano

vitórias

campeonato

jogadores

benfica

eleições

rescaldo

arbitragem

mundial 2014

taça de portugal

nós

golos

ler os outros

liga europa

futebol

godinho lopes

árbitros

clássicos

euro 2016

comentadores

cristiano ronaldo

scp

formação

humor

análise

crise

chavões

liga dos campeões

derrotas

william carvalho

todas as tags

Mais comentados
56 comentários
52 comentários
40 comentários
34 comentários
32 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds