08 Dez 16
A Europa e o Vida
Pedro Oliveira

Há pessoas que têm tendência para o conformismo, para o "deixa andar", "é a vida" dizem enquanto encolhem os ombros.

Como dizia Antero de Quental: não é lisonjeando o mau gosto e as péssimas ideias das maiorias, indo atrás delas, tomando por guia a ignorância e a vulgaridade - que se hão-de produzir as ideias, as ciências, as crenças, os sentimentos que a humanidade contemporânea precisa.

A frase citada tem cerca de 150 anos, foi proferida aquando da "Questão Coimbrã" e continua actual.

Quando analisamos futebol, tendemos a olhar para o imediato mas olhemos um pouco mais para trás, recuemos ao dia 1 de Novembro de 2016.

Nesse dia, num estádio em Lisboa, foram cometidos e assinalados dois penalties um para cada equipa.

Ontem foram cometidos mas não foram assinalados penalties a favor do Sporting, um penalty concretizado seria a diferença entre estar ou não na Europa, esta frase, também, tem validade para o jogo a que atrás aludi. Não fosse o penalty cometido por Vida e concretizado por Sálvio e o penalty falhado por Júnior Moraes, o Dínamo de Kiev continuaria na Champions e o Benfica estaria fora da Europa.

É a vida... foi o Vida.

Tags:

comentar ver comentários (55)
22 Nov 16
Slow down
Luciano Amaral

Não percebo muito bem esta coisa de que temos que ganhar ao Real Madrid, como já tínhamos que ganhar ao Borussia Dortmund, se não somos um fracasso e a época é um desastre. Julgo até que esse espírito está na origem de uma parte grande dos problemas desta época. Apostar as fichas em passar num grupo com Real Madrid e Borussia Dortmund é, no mínimo, lírico. Talvez irresponsável fosse até uma palavra melhor. Apostar as fichas em ganhar um jogo ao Real Madrid ou ao Borussia Dortmund não me parece grande estratégia. Porquê? São equipas de outra dimensão. Podes (como diz o nosso treinador) fazer o jogo da tua vida e mesmo assim não ganhar. Não é nada a que estejamos habituados. Por exemplo, não é como jogar com Porto ou Benfica. Com esses, fazes um bom jogo e ganhas. O mesmo já não se passa com equipas como as que nos calharam em sorte no grupo. Isso viu-se perfeitamente no jogo com o Real: um jogão e, no fim, embrulha uma derrota. O Modric, o James, o Benzema, o Kroos e o Ronaldo arranjam lá uma coisa qualquer e marcam. Mas também se viu nos jogos com o Dortmund: bastou o Aubameyang acelerar um bocadinho à frente do Rúben Semedo e lá voltámos com zero pontos. O pior disto tudo é a consequência interna, i.e. perder também por cá, como se viu nos jogos a seguir. Lá está a irresponsabilidade. Posso estar a ver mal as coisas, mas parece-me que Jesus apostou muitas fichas na Champions. O que significa que preparou mal a equipa para o campeonato, pelo menos nesta fase inicial.

 

Dito isto, não quer dizer que não se ganhe ao Real Madrid. Mas isso não passa por ir jogar "olhos nos olhos". Passa por ratice. Como o Legia de Varsóvia, que lhes sacou um empate. Não jogou "olhos nos olhos". Jogou "olhos no queixo" e foi assim que lá lhes meteu três. Foi também assim que o Porto ganhou ao Bayern Munique há dois anos nas Antas. O Jesus tinha obrigação de saber montar uma equipa com este espírito.

 

Se não ganharmos, não percebo qual é o drama: estamos onde sempre toda a gente imaginou que iríamos estar, em 3º lugar num dos grupos mais difíceis. Drama é estarmos como estamos no campeonato.


comentar ver comentários (6)
03 Nov 16

1. Jorge Jesus é irredutível e fiel ao seu 4-4-2 mas ontem, quando escalou Coates, Semedo e Paulo Oliveira de início, não sei qual foi a vossa reacção, mas eu cá lembrei-me que na última vez que o Sporting foi campeão, o 11 base tinha...3 centrais (André Cruz, Beto e Phill Babb).

2. Contrariando todas as expectativas, o Sporting vai chegar à 5ª jornada da fase de grupos ainda a disputar o apuramento para a fase seguinte da Champions. Acho que não poderíamos desejar melhor tónico para o jogo contra o Real em casa do que ainda estarmos na discussão pelo apuramento.

3. Weidenfeller, histórico redes do Dortmund, é suplente. Os nomes nunca jogam nos 11. Que bom seria que o exemplo alemão encontrasse eco em Alvalade. 

4. Apostar em cruzamentos contra equipas alemãs ou inglesas, tem tantas probalidades em resultar como as do William Carvalho nos penaltis (por falar nisso, que não tive notícia, o JJ sempre explicou por que é que escolheu o William para marcar contra o Nacional?). 

5. Novo falhanço de Bryan Ruiz em mais um momento decisivo do jogo. É caso para dizer que o costarriquenho, de quem sou fã, é o homem errado, no sítio certo, à hora certa.


comentar ver comentários (12)
19 Out 16

Esta fase de grupos arrisca-se a ficar como a das vitórias morais: "pusemos o Real em sentido", "pusemos o Dortmund 15 minutos a jogar para trás". Pois, eu queria era ver-nos a nós a jogar para trás com um golo de avanço - e houve oportunidade para isso em Madrid. O spin dos últimos dias ficou perfeitamente comprovado: o Dortmund com nove lesionados é super acessível. Pois, pois: quantos dos nossos jogadores teriam entrada directa na equipa do Dortmund? Dois, na melhor das hipóteses, três? Aquele Aubameyang (uma espécie de Usain bolt com bola: viste-o, Semedo?) está ao nível do ponta-de-lança do Chaves, de que agora não me lembra o nome, e o Mario Götze nem sequer chega aos calcanhares daquele criativo do Paços de Ferreira, como é que ele se chama...? Exacto, o Minhoca. O problema é que bater o pé ao Real Madrid e ao Borussia Dortmund é muito bonito mas traz mazelas. Por isso, o que eu quero ver é como vão estar as perninhas no jogo contra o Tondela. Oremos.


comentar ver comentários (25)
16 Out 16
Aguarela de Portugal
Pedro Oliveira

20161016_074423

20161016_080736

Foi, precisamente, numa das zonas mais conhecidas (e mais bonitas) do país que o Dortmund decidiu ficar, entre a Torre de Belém e os Jerónimos.

Oxalá apreciem as vistas porque, provavelmente, da noite de terça-feira não ficarão com boas recordações.


comentar ver comentários (50)
09 Out 16

20161009_155613

20161009_150926

Deixo ao critério das estimadas pessoas que lerem estas palavras a opção de escolherem quem é o Cocó e quem é o Ranheta. 

Miguel Sousa Tavares e Rui Gomes da Silva estão irmanados num bloco central de facadas (lá está) ao Sporting que seria preocupante se não fosse risível, devido à mediocridade (enquanto analistas desportivos) dos envolvidos.

Miguel na sua crónica de 2016.10.04 n' A Bola mostra-se embevecido com Rui, louvando-o pela sua solidariedade com o treinador do FC Porto, cito: "Rui Gomes da Silva confessa que deseja que NES [Nuno Espírito Santo] fique no Porto por muitos e bons anos" p. 36, mais à frente no último parágrafo do texto é que estraga tudo, tentando comparar os péssimos resultados de Porto e Benfica na "champions" com os resultados normais do Sporting.

A admiração de Miguel por Rui é tanta que até lhe "rouba" o título da crónica no citado pasquim para intitular um artigo de opinião no Expresso de ontem (p. 7).

Vamos ao que importa, analisemos então os "desastrosos resultados dos nossos três grandes nos OITO PRIMEIRO JOGOS da Champions" [sic].

 

Porto

Terça, 27 Setembro 2016 - 19h45 - 
Fase de Grupos Grupo G
Leicester City 1 vs FC Porto 0 (golo aos 25', Slimani)
Conclusão, o Porto esteve empatado 25' e a perder 65'; perdeu.
 
Quarta, 14 Setembro 2016 - 19H45 -
Fase de Grupos Grupo G
FC Porto 1 vs Copenhaga 1 (golo 13', Otávio/FCP; Cornelius 51'/Copenhaga)
Conclusão, o Porto esteve a vencer durante 38' e empatado nos restantes 52', empatou.
 
Benfica
 
Quarta, 28 Setembro 2016 - 19H45
Fase de Grupos Grupo B
Nápoles 4 vs Benfica 2 (golo 20' Marek [...])
Conclusão, o Benfica esteve empatado durante 20' e a perder durante 70', perdeu.
 
Terça, 13 Setembro 2016 - 19H45
Fase de Grupos Grupo B
Benfica 1 vs Besiktas 1 (golo 12', Cervi/SLB; Talisca 90+3/Besiktas)
Conclusão, o Benfica esteve a vencer durante 78' e empatado 12', empatou ou taliscou se preferirem.
 
Sporting
 
Terça, 27 Setembro 2016 - 19h45 - 
Fase de Grupos Grupo F
Sporting 2 vs Legia 0 (golos aos 28', Bryan e Dost 37')
Conclusão, o Sporting esteve empatado 28' e a vencer 62', venceu.  
 
Terça, 27 Setembro 2016 - 19h45 - 
Fase de Grupos Grupo F
Real Madrid 2 vs Sporting 1 (golos aos 48' Bruno César; aos 89' Cristiano e aos 90+4 Morata)
Conclusão, o Sporting esteve empatado 48' e a vencer 41', perdeu.
 
Resumindo, no conjunto dos dois jogos o Sporting esteve a vencer durante 103' (quase duas horas) das quais cerca de 45' em Madrid, o Benfica esteve a vencer durante 78' em casa e deixou-se taliscar, o Porto esteve, apenas, a vencer durante 38' o "poderoso" Copenhaga e deixou-se empatar.
Para Miguel Sousa Tavares os números que referimos atrás representam resultados desastrosos.
Os do Porto e os do Benfica, sim. Os do Sporting nem por isso.
 


comentar ver comentários (29)
29 Set 16
a nossa champions
Pedro Boucherie Mendes

Nunca tive muita paciência para a fase de grupos da Champions. Ou se é tubarão e a passagem acaba por estar quase garantida, ou tudo pode acontecer. E não tenho paciência, porque há um fingimento geral em relação a isso.
Vejamos. Distracções, penalties duvidosos, livres directos, bolas na trave, jogadores inspirados que fazem a exibição de uma vida, tudo entra em campo nesta altura e acaba por nivelar a coisa, mais do que se suponha, entre não tubarões. Neste sentido, as equipas portuguesas (não sendo tubarões), precisam de sorte e de a saber procurar. Desde logo no sorteio, em seguida na ordenação das jornadas e na sua ligação à jornada doméstica e à forma e adaptação dos reforços. Com tudo isto no tabuleiro, pronto para ir ao forno, irritam-me os comentadores, adeptos e teóricos que acham que se pode concluir muita coisa acerca da equipa. Porque todos fingem que a Champions é importante na vida dos clubes portugueses, como fingem que as equipas dos nossos grupos são do melhor que há. Não é, como JJ já disse várias vezes e não são. O Besiktas por exemplo é uma péssima equipa, como é o Légia, ou o Brugge. O Leicester nada tem a ver com o Real ou o Dortmund e mesmo o Napoles está a dois mil quilómetros de ser um colosso.
No fim do dia, o que interessa mesmo é ganhar a liga nacional e ir para o Marquês (ou avenida dos Aliados). Todos o sabem, do segurança que está na cancela da Academia ao presidente, mas todos alinham nesta coisa mais ou menos parola de que os clubes portugueses têm pergaminhos na Champions. Não têm. O que acontece é que em alguns anos têm mais sorte que outros e vão passando a fase de grupos até serem comidos por um tubarão. É ir ver o sorteio do Porto que ganhou a  final do Mónaco e aquela sorte do golo do Costinha em Manchester ter sido validado.
Para que me percebam melhor, o apuramento é fundamental por causa da massa e da visibilidade que dá aos atletas (para os vender), os pontos são precisos pela massa extra, mas a partir de determinada altura é cerrar os dentes e acender velinhas para não levar uma coça que fará os adeptos dos outros clubes gozarem com o nosso. É pensar pequeno? Eu chamo-lhe damage control e gestão das expectativas, porque muito do nosso futebol se joga fora de campo. Ou no campo, sem ter a ver com o jogo em si. Rui Vitória deixa André Horta a titular (e tira Sálvio) e faz subir Carrillo porque a ideia é mostrá-los no mercado. Adrian Lopez joga porque pode ser que faça um golo que lhe suba a cotação. É também isto a nossa Champions.
Eu acho que não estou sozinho neste encarar de Champions como algo exógeno aos objectivos da época. Acho que se nota nos nossos jogadores (dos três grandes). Pressente-se que eles sabem que não terão nenhuma hipótese de vencer aquela competição e se entregam à sorte do jogo. Se marcarem primeiro, tanto melhor. Se não o empate serve. A derrota? Se não for por muitos, também está bem… Viu-se no pós-jogo de Madrid, mas também no pós-Besiktas, um conjunto de bons rapazes muito bem pagos, mas que de equipa e sistema de jogo nada têm. Se o Real é de facto bom, embora só tenha jogado minimamente nos últimos 10 minutos, pintarem o Besiktas como grande equipa já é gozar. Mesmo o Leicester, enfim…
Curiosamente Gelson ou Gonçalo Guedes (como Renato o ano passado) pareceram ter outra atitude, mais esfomeada. A ver vamos…

Tags:

comentar ver comentários (11)
19 Set 16
Lição da semana
Luciano Amaral

A lição da semana é: a jornada europeia começa na jornada da Liga que antecede o jogo da Champions e só termina na jornada da Liga que segue ao jogo da Champions. E não vale a pena vir com histórias de mudança de "chipe". Não serve de nada ir jogar a Madrid como se fôssemos o Barcelona para depois vir jogar com o Rio Ave como se fôssemos o Feirense. Talvez a lição devesse já estar estudada para a próxima jornada europeia, que começa na sexta-feira: Estoril-Legia-Guimarães. Está bem que o Legia não é o Real, mas cada uma destas equipa é suficientemente chata para não poderem existir distracções.


comentar ver comentários (3)
18 Set 16
"Mudar o chipe"
Luciano Amaral

Convém mesmo aprender a "mudar o chipe", senão a coisa não vai correr bem.


comentar ver comentários (9)
15 Set 16

14355670_2113103388913988_2883281382596130332_n.jp

Ronaldo foi empurrado para fora do Sporting

Ronaldo foi assobiado pelos adeptos do Sporting ontem e sempre

Ronaldo festejou efusivamente o golo marcado ao Sporting

Ronaldo fez declarações que visavam prejudicar o Sporting

Ronaldo mostrou-se distanciado dos jogadores do Sporting

Ronaldo mostrou falta de respeito pelo presidente do Sporting


comentar ver comentários (16)
14 Set 16
Cair no Real
Luciano Amaral

Caímos no Real. Será o maior teste à inteligência do nosso treinador até hoje. Habituado a jogar "por cima" ou de igual para igual (mesmo na Europa, onde ainda não calhou coisa do género), o Sporting de Jesus é sobranceiro (justificadamente, em geral). Hoje não pode ser. Basta pensar nos duelos-tipo: João Pereira (ou Schelotto) vs. Cristiano Ronaldo; Bruno César vs. Bale; Coates e Semedo vs. Benzema ou Morata. Não é coisa para tranquilizar ninguém. Lembro-me de uma eliminatória do Benfica de Jesus com o Barcelona há uns anos, em que o Benfica jogou "à grande". O Barcelona, com a equipa Z, chamou-lhes um figo. Jesus era outro nessa altura. Terá entretanto aprendido a moderar os seus ímpetos napoleónicos. E no último ano no Benfica também pareceu que tinha aprendido a montar equipas "de contenção" e não apenas de "rolo compressor". Logo se vê.


comentar ver comentários (1)
26 Ago 16
Tá no papo
Luciano Amaral

juventus-real-madrid-cristiano-ronaldo_3303074.jpg

 


comentar ver comentários (2)
25 Ago 16
"O Sporting não teve sorte"
Francisco Chaveiro Reis

 

Tags:

comentar ver comentários (17)

14040029_10153695766971555_2311621460405491345_n.p

Parece que ninguém acertou na previsão. Foi um sorteio à Sporting. Sem a sorte dos nossos rivais, mas nada é impossível, estamos cá sempre para lutar e certamente vamos dar uma óptima réplica.

Vai ser bonito ver o melhor jogador português de todos os tempos regressar à casa que o formou. Venham de lá esses jogos.


comentar ver comentários (14)
Hoje há sorteio!
Francisco Vasconcelos

14117688_1158080730918274_3332110910992969293_n.jp

Bem sei que se trata de uma prova onde estão os melhores e que todos têm mérito e não há equipas faceis, mas qual pensam que seria o melhor grupo para o nosso Sporting, tendo em conta a composição de cada pote?

 

Para mim seria CSKA, Arsenal e Copenhaga.

 

Quem quiser arriscar fazer o sorteio, pode tentar aqui.

Tags:

comentar ver comentários (16)
28 Mai 16
Comandante
Paula Caeiro Varela

fotografia.JPG

 

Siiiiiiiiii! 💚

 

(Messi deve estar a vomitar, Blatter à espera da ordem de prisão)


comentar ver comentários (7)
27 Ago 15
Batam à vontade II
Edmundo Gonçalves

Sim, também me parece que o trabalhinho foi bem encomendado.

A actuação dos seis artistas condiciona e de que maneira, eu sei.

Mas será muito forte dizer, sem que isso signifique estar a bater no ceguinho, que fizemos uma segunda parte miserável?

Digam lá de vossa justiça.


comentar ver comentários (13)
26 Ago 15
O cotovelo de Deus
Luciano Amaral

Ser do Sporting cansa.


comentar ver comentários (4)
Não me digas nada
Marta Spínola

Não me digas que foi o árbitro. Não me digas que foi um arco na atmosfera assinalado. Não me digas que foi a defesa. Não me digas que foram os cortes do Adrien e do Carrillo. Não me digas que foi a UEFA. Não me digas que foram as substituições. Não me digas que era merecido. Não me digas que foi injusto. Não quero saber. Hoje, aqui, agora, não quero. O Sporting perdeu um jogo que só tinha de ganhar, e isso é a minha dor de cabeça. Falamos amanhã.


comentar ver comentários (4)
Andebol
Edmundo Gonçalves

E lá vai mais um com a mão.


comentar ver comentários (4)
18 Ago 15

Belo jogo em Alvalade (grande ambiente) contra uma equipa muito boa. Tenho ideia de já termos jogado, há uns anos, contra esta formação russa mas é uma lembrança nebulosa!

Uma equipa que domina tanto um jogo tem de marcar mais golos. E não faltaram oportunidades. Slimini teve, pelo menos, mais três ocasiões em que poderia ter feito mais.

Grande jogo de Carrillo, Adrien e João Mário. Gelson Martins joga que se farta. Tem potencial para ser um enorme jogador de futebol. Aquilani não engana, tem muito futebol naqueles pés. Voltando a Carrillo: será que podem renovar com o rapaz?!

Gostei bastante, entre os russos, de Musa e Doumbia. O João Pereira ainda deve andar à procura deles no balneário. Na Rússia não podemos perder tantas bolas no meio-campo adversário porque com a velocidade dos dois jogadores africanos corremos demasiados riscos nas transições defensivas.

Sábado há mais e é como diz a Juve Leo: Onde tu fores jogar, eu vou lá estar, para te apoiar!


comentar ver comentários (1)
O patriotismo
Luciano Amaral

Ah e tal, lá fora somos todos portugueses, até porque ajuda à pontuação e metemos mais clubes na Europa... 'Tá bem abelha. Adeptos a rejubilar com a derrota de outros clubes portugueses está farto de ser visto. Mas esta é a primeira vez que um clube português tenta colocar pressão sobre outro clube português na véspera de um jogo decisivo para a Europa. É que a Europa não é para muitos clubes portugueses, é só para dois, isto porque não pode ser só para um. Esta acção tem pelo menos uma vantagem: acaba com uma barreira de hipocrisia.


comentar ver comentários (3)
07 Ago 15
Sorteio
Francisco Melo

Espero que daqui a uns minutos o sorteio proporcione um Sporting x Rapid Viena.

Nenhum jogo me feriu tanto como o Rapid Viena x Sporting para a taça das taças, em 95/96. Ainda mais do que a nossa derrota em Munique.

Está na hora do leão ajustar umas contas!

 

Adenda: Não deu Rapid, mas antes CSKA Moscovo. Também são importantes contas para ajustar.


comentar ver comentários (1)
17 Jul 15
Boa notícia
Francisco Melo

Como é do conhecimento geral, o Sporting apenas será cabeça de série no play off da Champions se pelo menos Ajax ou Shakhtar Donetsk forem eliminados.

O sorteio de hoje da pré-eliminatória ditou um Shakhtar Donetsk x Fenerbahçe.

Nani, não nos deixes ficar mal! 


comentar ver comentários (4)
05 Mai 15

Já imagino Marco Silva com a cabeça no cepo, depois de um jogo em que entrou em campo com dez e saiu com nove...

 

Marco, tu vê lá, na final da Taça mete os melhores, não faças como o treinador do Real Madrid hoje à noite!

E, por favor, acerta nas substituições!


comentar ver comentários (4)

Meias-finais da "champions" em Turim, o árbitro Atkinson (filho de Atkin, lá está) aponta a marca da grande penalidade devido a um defesa -  Carvajal - que ceifou um avançado - Tévez; tanto quanto vimos na televisão não levou nenhum cartão mas talvez tenha visto o cartão amarelo, repito, amarelo.

Por cá os árbitros filhos da pátria, da nossa pátria, por muito menos, expulsaram por duas vezes, Figueiredo, Tobias Figueiredo.


comentar ver comentários (18)
12 Mar 15

Aos 84 minutos, a ganhar por 1-0 contra 10, tira um médio ofensivo e mete um terceiro central. É bem feito.


comentar ver comentários (2)
11 Mar 15
Mais azar
Luciano Amaral

Pois é Edmundo, foi azar outra vez. Este é que era o Real bom para apanhar. Foram estes mesmos cromos do Schalke a quem o Sporting deu um bailarico aqui em Lisboa e contra quem, lá na Alemanha, recuperou de 3-1 para 3-3 apenas com dez em campo. Não há muitas oportunidades como esta.


comentar ver comentários (2)
15 Dez 14
Prioridades
Luciano Amaral

Dá-me a impressão de que alguém anda com as prioridades trocadas: o jogo de Londres não era importante, o de ontem é que era. Claro que o jogo de Londres era importante para experimentar a alta roda, coisa de que o Sporting tem andado afastado há demasiado tempo. Mas não mais do que isso. Ganhar lá era uma enorme improbabilidade e empatar também não andava longe disso. E depois, passar aos 1/8 de final da Champions para quê, excepto para sacar uns cobres? Reparem: os desgraçados que passaram em vez de nós vão jogar agora com o Real Madrid. Boa noite e boa sorte. Pois, bye bye Schalke, como seria bye bye Sporting. É verdade que ao Porto calhou o chouriço do Basileia, mas o Porto veio do pote 1 e teve um grupo de mancos, o que deu para ficar em 1º sem dificuldades.

 

Agora, ontem é que era para ganhar: o Belenenses perdeu, o Guimarães empatou, o Porto perdeu. Mais dois pontinhos e estávamos a dois do 2º, longe do 7º e ainda a uma distância realista do Benfica. Assim, ainda continuamos naquela molhada do 4º até ao 7º. Não sei quem é que convenceu os jogadores de que estavam talhados para os grandes palcos e o jogo bonito. Os campeonatos ganham-se é a jogar durante um ano inteiro estes jogos feios, porcos e maus, com equipas que não querem bem jogar à bola. E ou metem isto no bestunto e começam a arranjar manhas para ganhar ou adeuzinho - reparem no Benfica: assumiram o papel de Moreirense (acho que a posse de bola foi 60%-40%) e marcaram uns golos ranhosos (um dos quais num daqueles lançamentos terceiro-mundistas do Maxi). Foi quanto bastou.

 

Entretanto, para a Liga Europa calhou-nos o Wolfsburgo. É só o 2º da liga alemã, logo a seguir ao Bayern. Diz que éramos cabeças-de-série. Bem, o que seria se não fôssemos.


comentar ver comentários (25)
11 Dez 14

Agora é esquecer esta história e concentrarmo-nos no que é importante: garantir o lugar na Champions do ano que vem, à qual chegaremos com os jogadores já a saberem o que é entrar num estádio como Stamford Bridge. Hoje, coitados, nem perceberam bem onde é que estavam. E não há que os culpar por isso.


comentar ver comentários (6)
27 Nov 14
Únicos na Champions
Luciano Amaral

Vendo bem, o Sporting é a única equipa portuguesa que continua a poder ficar na Champions. O Porto não vale, porque anda desde o princípio a jogar com equipas da Liga Europa.


comentar ver comentários (6)
26 Nov 14
Faltou a luz
Alexandre Poço

nani-sporting-lisbon-supporters-champions-league-0

Mas estava lá a Estrela! 


comentar ver comentários (8)
22 Out 14

Depois de 30 minutos em que metemos o Schalke no bolso, começaram as ofertas. E logo duas praticamente em simultâneo, a de Maurício (incrível a imprudência que este homem tem na maioria das suas acções, e não me refiro apenas às entradas “a la central à moda antiga” – que muitos adoram, diga-se -, mas a quase todas as decisões que tem que tomar durante um jogo) e logo de seguida a de Rui Patrício. Depois foi a vez do recorrente Sarr oferecer dois golos. No primeiro não vale a pena enganarmo-nos dizendo que o Huntelaar está milimetricamente adiantado, porque o erro está na colocação de Sarr que não acompanha a subida da linha defensiva. Sobre o terceiro golo (quarta oferta) nem é preciso saltar falar.

Após este período de beneficência sportinguista, eis que a equipa incrivelmente se ergue e volta a demonstrar toda a sua superioridade em relação aos alemães que foram 3os classificados na Bundesliga (ainda me querem convencer que o campeonato alemão é ultra competitivo), mas que só tem 3 jogadores com nível. Fazemos dois golos e controlamos o jogo. Até que aparece a quinta oferta, desta vez foi a equipa de arbitragem que resolveu distorcer a verdade dos factos, a troco sabe-se lá de quê. Sim, porque o árbitro de baliza viu bem o lance e se decidiu daquela forma, alguma motivação terá.

Montero. Que jogador. O que este homem acrescenta à equipa. A jogar com 10, sem João Mário, ficou fácil de perceber que a qualidade com que Montero ocupa os espaços foi decisiva para a cobertura da linha média e para a baralhação da linha defensiva do Schalke.

Fomos displicentes, roubados e mesmo assim demonstrámos superioridade. Estamos muito fortes.


comentar
26 Set 14
Leão à sexta
Pedro Oliveira

Parece-me ou parece a mim que hoje tivemos Leão.

Um Leão sério e a sério.

Não durou noventa minutos mas esteve lá.

Melhor, esteve cá, na nossa casa.

"És a nossa fé" gritava-nos a "tarja" antes de começar o jogo.

São a nossa fé... e o Chelsea que pague as favas, pois o Leão tem fome.


comentar ver comentários (5)
17 Set 14
Não é azar
Luciano Amaral

Este filme já se repetiu demasiadas vezes para ser só azar: domínio completo do jogo do meio-campo para a frente, sem soluções de finalização; grande susceptibilidade ao contra-ataque adversário; erros infantis dos centrais, que resultam em golo adversário. Bem se pode, e bem se deve, gozar com o alívio ridículo dos dois centrais, mas se a bola tivesse entrado mais uma vez na outra baliza, como devia, o dito alívio de anedota não tinha tido tanta importância.


comentar ver comentários (4)
Golo, golo... golo
Pedro Oliveira

Golo de Nani e, neste momento, Sporting segue em primeiro no grupo com "três" pontos.


comentar ver comentários (8)

Inacreditável o golo do Chelsea; o número quatro dos azuis "ceifa" um defesa alemão que procura sair a jogar e organizar o ataque; levanta-se, renasce para a jogada e marca golo.

Mais um golo... special


comentar ver comentários (2)
28 Ago 14
Traduzindo o sorteio
Francisco Melo

Não foi mau de todo.

O Chelsea não era, propriamente, o tubarão n.º 1 contra quem os sportinguistas desejariam jogar, mas a equipa londrina está repleta de excelentes jogadores e seguramente que irá proporcionar noite de casa cheia em Alvalade. Além de que será curioso ver Marco Silva, a nova coqueluche dos treinadores portugueses vs o monstro sagrado do banco técnico, José Mourinho.

Schalke 04 traz consigo as más memórias do Sporting contra equipas alemãs. Não é um Dortmund, mas não deixa de ser uma equipa complicada. Será o nosso rival directo para o 2.º lugar e, comparando com outros grupos, até que não é dos mais inacessíveis.

O Maribor é o adversário menos cotado do grupo. Os jogos contra a equipa eslovena são para ganhar, ponto. Haja humildade perante o adversário e poderemos conseguir pontos e € importantes nessa jornada dupla.

Agora é treinar bem, jogar melhor no campeonato, para quando começar a jornada europeia a equipa apresentar-se o melhor possível. Há qualidade para os oitavos, vamos a isso!


comentar

 

Daqui a poucas horas o Sporting vai conhecer a sua sorte europeia. Naquela prova que verdadeiramente interessa a todos os amantes de futebol, acrescento.

A todos? Bom, talvez para alguns sportinguistas fosse melhor não estarmos na competição maior do futebol de equipas. Uma posição intrigante, é certo, mas, verdade seja dita, com a apetência destrutiva com que avaliam a equipa e o treinador outra conclusão não se poderia retirar daquelas cabecinhas pensadoras.

Ao olhar para a composição dos potes é natural que haja alguma preocupação perante a possibilidade de um grupo composto, por exemplo, por Real Madrid, Borussia Dortmund, Sporting e Roma. O grupo da morte, expressão de que a imprensa tanto gosta.

É um facto que atenta a qualidade da maior parte das equipas participantes na Champions, o Sporting se vá deparar com adversários de elevada dificuldade. Mas se esta é a prova onde todos os jogadores, treinadores e dirigentes querem estar, então não se pode querer ter sol na eira e chuva no nabal. O melhor, portanto, será aceitar sem receios o que o sorteio ditar e encarar com ambição os jogos que aí vêm.

Digo isto não por ilusão de adepto, mas por ter assistido a alguns bons exemplos de superação, quando todas as vozes apontavam para um desfecho catastrófico. Portugal no Euro 2000. Todos nos davam como eliminados na fase de grupos e foi o que se viu. Costa Rica no Mundial 2014. Ninguém colocava um euro pelos costa-riquenhos e fizeram a prova que se viu.

Também é verdade que abundam mais os exemplos em que a equipa mais fraca de um grupo (do Euro, Mundial ou Champions) confirmou esse menor estatuto sendo eliminada nessa fase. Mas na vida desportiva os exemplos a seguir são os bons e é nesses que o Sporting se deve inspirar.

Das equipas do pote 1, tenho duas preferências: Arsenal (a minha equipa inglesa preferida), no que seria uma belíssima oportunidade de Arséne Wenger se confrontar com a excelência da academia leonina e retirar bons apontamentos para futuros defesos. Real Madrid (a minha equipa espanhola preferida), cujos jogos contra nós foram sempre muito disputados e contribuíram para o mito das noites europeias em Alvalade, que o nosso estádio e os adeptos merecem ter de volta.

Do pote 2, a calhar um forte que fosse o Borussia. É certo que nunca temos sorte contra alemães, mas no caso seria o contacto directo com um clube que serve de paradigma para o novo Sporting. Um clube que esteve pelas ruas das amarguras e soube, com competência e qualidade, voltar à mó de cima. Outro bom exemplo a seguir.

Do pote 4, o Ludogorets. Adoraria ter o Sporting a treinar na Bulgária com o Iordanov e o Balakov a assistirem e a torcerem por nós.

Seja qual for a carruagem que parar em Alvalade, será sempre um combóio que nenhum jogador, treinador, dirigente e adepto do Sporting deixará de querer apanhar. 


comentar ver comentários (2)
22 Abr 14

A Liga portuguesa está decidida no que diz respeito aos lugares cimeiros. O Benfica foi campeão com competência, o Sporting ficou em segundo com muito, muito mérito e o Porto em 3º por demérito próprio. Falta portanto saber quem desce ou quem permanece na 1ª liga.

 

É tempo de começar a pensar na próxima época e o que se pretende para ela. A CL (Champions League) é naturalmente a montra máxima do futebol europeu, quiçá mundial. Só lá entra quem demonstrar mérito para tal. E o Sporting apresentou durante toda a época, não obstante alguns (estranhos!!) desaires, valor para ingressar no lote das melhores equipas europeias. Tenho natural consciência de que com o actual orçamento dificilmente passaremos à segunda ronda. Mas como diria alguém ligado ao futebol: no final é que se fazem as contas.

 

Posto isto, apresento aqui algumas das minhas preferências quanto a equipas a defrontarem o Sporting, na fase de grupos. Em primeiro lugar preferia ter o Chelsea de José Mourinho. Para além do Real Sociedad em Espanha, gosto especialmente do Chelsea. Apreciaria também ver no grupo do Sporting uma equipa francesa. Mas nada de equipas alemãs, turcas ou gregas. Podem ser muita boas (e serão garantidamente), mas pouco apetecíveis.

 

E se eventualmente não for a equipa de Londres pode ser o Real Madrid. Sempre poderia (re)ver Cristiano Ronaldo em Alvalade. Entretanto há que (re)começar a preparar a próxima liga. Convinha que saíssem poucos jogadores e entrassem apenas os necessários a darem garantias da mesma qualidade de jogo deste ano.

 

A Academia continua a ser um bom fornecedor de talentos. Há que saber aproveitá-los! E Leonardo Jardim parece ter sensibilidade para tal.

 

Também aqui


comentar

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

A Europa e o Vida

Slow down

Soltas do Dortmund x Spor...

Perninhas para que te que...

Aguarela de Portugal

Cocó, Ranheta e facada

a nossa champions

Lição da semana

"Mudar o chipe"

Para quem gozou com o gol...

Arquivo

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

bruno de carvalho

selecção

leoas

prognósticos

vitórias

jorge jesus

há um ano

balanço

campeonato

slb

arbitragem

benfica

jogadores

mundial 2014

rescaldo

taça de portugal

liga europa

eleições

godinho lopes

ler os outros

clássicos

árbitros

golos

euro 2016

futebol

nós

comentadores

crise

marco silva

scp

cristiano ronaldo

análise

formação

humor

chavões

liga dos campeões

slimani

todas as tags

Mais comentados
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds