Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Ética - Lesão de Honra e de Reputação

Isto já parece uma brincadeira. O presidente do Sporting arrisca-se a ser punido com uma suspensão entre 2 meses e 2 anos por "lesão de honra e reputação" ( a que poderão acrescer entre 3 meses a 1 ano, por violação da suspensão a que estava sujeito), devido a uma entrevista concedida à TVI em 24 de Março deste ano.

 

Entretanto, ficamos a aguardar o julgamento do Conselho de Disciplina sobre a lesão de honra e de reputação a que esteve sujeito o presidente do Sporting por ter sido afirmado, uns dias após os factos, e já entretanto desmentido pelos instrutores da Liga, que teria cuspido no presidente arouquense. Os factos remontam a 6 de Novembro do ano passado(!), foram há 9 meses...

 

Se as imagens televisivas são suficientemente claras, se o presidente arouquense é visto a, pelo menos, empurrar 2 stewards, se o próprio anteriormente em declarações relacionadas com o não empréstimo de Iuri tinha sido, no mínimo, deselegante com o presidente do Sporting, se quando a equipa B jogou em Arouca tambem tinha havido problemas com insultos a Manuel Fernandes, porque é que o CI da Liga e o CD da FPF demoram tanto a produzir uma decisão deixando BdC exposto perante a opinião pública? A quem é que interessa está situação? O presidente do CD deveria vir a público explicar estes acontecimentos que beliscam a imagem deste Órgão, até porque poderão haver razões ponderosas que os justifiquem. Não dizer nada passa a imagem de caça ao homem...

Temos todos dificuldade em entender

 

«Como cidadão, tenho dificuldade em entender porque não acontece em Portugal, neste caso sob a tutela da Liga, o que sucedeu ainda nas últimas semanas - e de forma distinta em Inglaterra ou em Espanha. Na Premier League, Ibrahimovic agrediu um adversário num jogo de domingo, o árbitro não viu no campo, as autoridades competentes analisaram as imagens e na terça-feira foi-lhe aplicado um castigo de três jogos.

Em Espanha, Neymar foi expulso por acumulação de amarelos e a jurisprudência ditaria um jogo de suspensão, mas o comportamento incorrecto já fora do campo, assinalado pela equipa de arbitragem e confirmado pelas imagens televisivas, ditou (já) um afastamento por três jogos.

Ora, em Portugal, a Liga, a única entidade que pode fazer processos sumários, não faz. Julgo que não fez nenhum esta época.»

Nuno Santos, hoje, no Record

Castigo a Bruno de Carvalho

Este país, por vezes, é uma anedota pegada. O castigo a Bruno de Carvalho por dar a sua opinião sobre arbitragens e quem nomeia os árbitros é do mais ridículo que existe. Neste país quem dá a sua opinião está condenado. Logo. Este país é de quem vive na sombra, nos segredos e intrigas. Quem vive a conseguir nomeações e bons contactos nos lugares chave. Liberdade de opinião e expressão? Culpado. Dizer as verdades? É logo considerado um louco. Assim vai o futebol.

Tribunal unânime: amarelo injusto para Adrien

Não há dúvidas para o trio de ex-árbitros que compõem o painel de avaliadores das arbitragens no jornal O Jogo: o cartão amarelo que impede Adrien de jogar a última jornada em Braga "castiga" uma falta que só existiu na imaginação de Tiago Martins.

Seguem-se os veredictos.

 

Jorge Coroado: «Adrien saltou no meio de dois adversários. Foi ele que atingiu o adversário ou o adversário que bateu com a cabeça no braço? Nem falta, nem cartão amarelo.»

Pedro Henriques: «Adrien saltou e levantou os braços para se impulsionar e equilibrar, nem sequer tinha os olhos no seu adversário, acabando por atingi-lo negligentemente. Infracção não merecedora de amarelo.»

José Leirós: «Adrien não fez falta. Foi apertado por dois adversários e nem sequer atingiu o rosto do adversário, que simulou essa acção. Mal punido com o amarelo.»

 

Recordo: este cartão que nunca devia ter existido saiu ontem do bolso de Tiago Martins quando iam decorridos apenas 14 minutos do Sporting-V. Setúbal.

Eis algo que nos poderia acontecer e nós não gostaríamos

Não sei os contornos, desconheço os regulamentos, posso estar a incorrer num erro crasso.

Sim, era tão mais fácil dar uma vista de olhos ao site da FPF e esclarecia a dúvida, mas escrevo este post colocando-me na posição do adepto anónimo.

E, sem qualquer pudor, afirmo categóricamente que não vejo razão nenhuma para este castigo, mesmo que os regulamentos assim o obriguem.

Os jogos e as competições ganham-se, ou perdem-se, dentro de campo.

A Liga e as multas

A gente sabe que a liga de futebol profissional tem algumas dificuldades financeiras.

A gente também sabe que uma das suas maiores fontes de financiamento são as multas aplicadas, jornada após jornada, aos actores dos jogos que por esta ou aquela razão, infringem os regulamentos. Nada mais justo e legal!

O pior é quando não bate a bota com a perdigota, e os castigos aplicados sobre supostas infracções, afinal não têm razão de existir.

Eu, em jeito de ajuda, dava até uma sugestão: A liga institui uma vaquinha entre todos, jogadores, treinadores, dirigentes, roupeiros, apanha-bolas, bombeiros e maqueiros e mais alguém que por lá apareça, deixa de fazer figuras ridículas e acaba por amealhar o mesmo. Que tal, Pedro, meu querido?

Carrillo descarrilhado

Noticia-148586-seleccioin-peruana-zambrano-y-carri

 

Depois de ter sido alvo de um processo disciplinar no Sporting, pelos motivos que sabemos, o inefável André Carrillo arrisca-se agora a  ser afastado da selecção do país dele após ter sido apanhado numa noitada, documentada com a foto aqui reproduzida, captada às 5.45 da madrugada de ontem e logo reproduzida nas redes sociais.

Segundo a imprensa peruana, a festarola terá sido muito animada. Mas pode sair cara ao folião, tanto mais que o Peru se estreou a perder contra a Colômbia (de Teo Gutiérrez) na campanha para o apuramento do Mundial de 2018 e é necessária concentração máxima para o desafio contra o Chile, na terça-feira.

Vai de mal a pior este peruano que tem andado a gozar com a massa adepta leonina, que tanta compreensão revelou com ele ao longo destes cinco anos. Mas Carrillo agora não tem dúvidas: a nossa paciência já se esgotou.

chamem-me lá o que quiserem

"A Sporting Clube de Portugal, Futebol SAD relembra os seguintes factos:

 

1 – O Presidente Bruno de Carvalho foi castigado no dia 24 de Junho de 2014, com suspensão de 45 dias (que teve início dia 1 de Julho de 2014) e multa acessória de 1148 euros por alegada lesão da honra e reputação dos órgãos da estrutura desportiva e dos seus membros. Posteriormente o Presidente do Sporting foi absolvido, no dia 29 de Julho de 2014, tendo cumprido 29 dias de suspensão.

2 – No dia 22 de Fevereiro de 2015 realizou-se o jogo entre o Sporting e o Gil Vicente, do qual resultou um castigo para o Presidente Bruno de Carvalho, de suspensão de um mês e uma multa no valor de 765 euros. Em causa estava uma suposta ofensa a um elemento da equipa técnica do Gil Vicente, no decorrer do intervalo do referido jogo, sendo que a realidade dos factos é que o referido funcionário do Gil Vicente havia-se dirigido de forma ofensiva para o Presidente do Sporting e este nunca se dirigiu verbalmente de forma directa e isolada para quem o havia ofendido. Apesar disto, e apesar de as imagens o comprovarem, ainda o elemento do Gil Vicente, José Augusto Ferreira afirmou “que não trocou palavras nenhumas com o Recorrente, que não se apercebeu de nada e nem se lembra de nada”. Apesar de todas estas evidências, o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol decidiu apenas dar valor à palavra do Delegado da Liga naquele jogo, Tiago Belchior, com o argumento de que a palavra do Delegado é mais credível e relevante.

3 – No dia 26 de Setembro de 2015 realizou-se o jogo Boavista vs Sporting, no qual o Presidente do Sporting foi expulso por supostamente ter ofendido o árbitro Artur Soares Dias. Na sequência da receção do mapa de castigos foi notificada a instauração de um processo disciplinar que irá seguir os seus trâmites legais. Muito embora o Conselho de Disciplina tenha deliberado instaurar o processo disciplinar, foi o Presidente notificado que para além disso se encontra suspenso de forma preventiva provisória pelo período de 20 dias. Isto significa que muito provavelmente haverá um novo período de castigo associado ao actual.

Perante o sucedido, os reiterados enganos e decisões absurdas e perante os factos descritos no relatório do árbitro que ou não são verdadeiros ou estão totalmente descontextualizados dos acontecimentos, vem a Sporting SAD comunicar que o seu Presidente, na qualidade de Presidente do Sporting Clube de Portugal, tomou a decisão de enquanto decorrer esta suspensão e processo, não voltar a nenhum estádio de futebol seja na bancada, tribuna ou em qualquer outra área.

Esta decisão visa a demonstração clara da forte necessidade de alteração imediata de mentalidades e procedimentos do futebol português, obtendo com isso a necessária credibilização, transparência e modernização do mesmo, mais se informando que o Presidente Bruno de Carvalho não se inibirá de dar o seu acompanhamento próximo às equipas de futebol do Sporting Clube de Portugal, bem como, não se coibirá de realizar qualquer acto, seja escrito, seja falado, que deriva do facto de ter sido livremente eleito pelos Associados para Presidente do Sporting Clube de Portugal.

Neste seguimento, o Presidente Bruno de Carvalho nunca se negará à defesa intransigente do Sporting Clube de Portugal, nem de dar as devidas opiniões e explicações sobre todas as temáticas que abranjam o âmbito das suas funções que por direito democrático e legal desempenha no Sporting Clube de Portugal."

 

Dobrado contra singelo que os castigos (do presidente e de Jesus) aparecem antes do derby?

Dois pesos, duas medidas

"O que vocês estão a fazer é uma vergonha". Uma frase tão grave e tão grosseira como esta deu direito à expulsão do treinador leonino do seu posto como técnico no estádio municipal de Coimbra, onde foi forçado a acompanhar a segunda parte do jogo Académica-Sporting da bancada.

Estou plenamente de acordo com esta mão pesada dos árbitros, agora que Jorge Jesus mudou da Luz para Alvalade. Só estranharia a severidade dos senhores do apito se ele tivesse dito algo tão inócuo e gracioso como "ele viu tudo e só não marcou porque não quis".

Os nossos comentadores merecem ser citados

«É possível que o aparecimento da Benfica TV contribua, mais cedo ou mais tarde, para acabar com os castigos baseados em imagens televisivas. Estes são, aliás, um erro antigo: o recurso à TV sempre implicou uma injustiça, porque nem todos os jogos têm transmissão e porque nem todos são transmitidos com recurso aos mesmos meios.»

PRB, neste texto do João Paulo Palha

Eu já nem falo nos castigos que resultarão daqui...

 

Infelizmente, sabemos bem como funciona a justiça desportiva... Eu já só falo mesmo da forma como as duas notícias são dadas - ao título das mesmas, sobretudo (sendo que a imagem relativa à do Benfica é muito mais eloquente). Isto da parte do jornal que, de há dois dias para cá, não desiste de tentar causar instabilidade no balneário do Sporting (imagem via O Cacifo do Paulinho).

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D