Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Vieira 'vintage'

«Pedro Guerra? O que sabe de arbitragem? Pergunta a 20 pessoas se é ou não penálti. Ele enche a mesa de papéis, tem medo de errar, até parece merceeiro.»

«Um já perdeu. Cada vez que fizeram aliança ficaram sempre pelo caminho. Bem podem ir buscar em Janeiro cinco, seis jogadores, não vão ganhar nada.»

«Nunca almocei com um árbitro, nunca fui mal criado para nenhum, nunca estive no túnel ao intervalo a chamar filho da p***.»

 

Jogando em casa, em entrevista à BTV

Da verdade (1)

6PGHNQ16.jpg

 

O presidente da Federação Portuguesa de Futebol anda agora muito preocupado com a ética nas competições desportivas, insurgindo-se contra os comportamentos que possam pôr em risco a segurança nos estádios enquanto desfralda as bandeiras da transparência e da equidade. Para o efeito serviu-se até da Assembleia da República como palco das suas preocupações, escassas semanas após ter feito publicar a mesma mensagem nos três jornais diários desportivos que por cá se publicam.

Acho tudo isto muito louvável. E mais acharia ainda se Fernando Gomes aproveitasse o balanço para se insurgir contra o monopólio concedido a um determinado clube, que transmite em exclusivo os jogos no seu estádio. Em situação de concorrência desleal e ameaçando a verdade desportiva, na medida em que pode manipular e desvirtuar por seu livre critério as imagens que difunde.

Voltou a suceder, uma vez mais, nesta jornada: há um lance de grande penalidade cometido por Luisão que passa impune. Os telespectadores tiveram acesso às imagens de uma única câmara - em plano recuado - deste lance, de que poderia resultar o empate do Feirense na Luz caso o penálti fosse assinalado e convertido. Obviamente, não interessava aos responsáveis encarnados, donos e senhores do canal televisivo, que se analisasse e discutisse a intempestiva entrada de Luisão à margem das leis do futebol.

Aguardo ansiosamente pela próxima comunicação do presidente da FPF. A ver se Fernando Gomes se pronuncia enfim contra este inaceitável monopólio da BTV que inclina o campo sempre a favor do Benfica.

Missa de quarta-feira de cinzas

Não vi. Estou de férias e há coisas muito mais interessantes que assistir a um jogo da lampionagem.

Mas tenho visto desde manhã que aquilo foi, mais uma vez, para o inclinado.

A padralhada continua a dar homilias com sermão e missa cantada, com o beneplácito da liga e da fpf e agora de um tipo numa cabine.

Resta-me uma dúvida: Será que nos jogos fora, logo não transmitidos pela btv, a merda será a mesma?

BESFUTE

A crise do BES está a deixar o futebol português em pânico: era o grande financiador (juntamente com o BCP) e agora já não pode ser (e o BCP também não está lá muito bem). Era grande financiador directamente e também indirectamente, através da PT (que, tanto quanto conseguimos perceber pelas notícias, era o BES Comunicações). Tudo isto tornou mais essencial a história da venda dos direitos televisivos, cada vez mais transformada por clubes incontinentes em despesa, como o Benfica e o Porto, na próxima salvação. O Sporting também já esteve neste campeonato. Mas a pré-falência de há dois anos obrigou-o a um programa de austeridade, que o tornou bastante mais sustentável. Benfica e Porto é que estão desesperados pelo próximo chuto.

Mesmo assim, há aqui coisas que não percebo: a SportTV (ou FCPTV) está mal, mas já a BTV (ou Benfica TV) diz-se que está bem; então para que é que vai aliar-se (em formatos ainda indeterminados, mas de que se vai falando por aí) à SportTV? Talvez a história não seja bem como a contam.

Certo certo é o seguinte: o Sporting está a ser deliberadamente posto fora do festim. Mais que tudo é essencial agora a sua afirmação desportiva. O presidente tem de fazer compreender bem a urgência da situação ao treinador e aos jogadores; estes não se podem permitir a estados de alma, tipo Guimarães. Novelas como a de Nani, com incapacidade comunicar dos dois lados, não ajudam nada. A hora é mesmo de acabar com as brincadeiras.

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D