Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

És a nossa Fé!

Rumo ao Mundial (23)

 

 

HUGO ALMEIDA

Ele é um dos jogadores que mais polarizam opiniões em Portugal - e até aqui no blogue. Não admira: Hugo Almeida é capaz do melhor e do pior.

Entre as suas melhores actuações ao serviço da selecção incluiu-se o decisivo segundo jogo do apuramento para o Campeonato do Mundo, frente à Suécia, que em Novembro passado facultou o nosso passaporte para o Brasil. Foi dele um passe magistral para Cristiano Ronaldo fazer um dos três golos dessa partida, de tão boa memória para todos nós. Esta madrugada (hora portuguesa), foi dele o golo inaugural na terceira e última partida de preparação para o Mundial, em Newark, contra uma débil selecção irlandesa. Correspondendo a uma excelente assistência de Silvestre Varela, ele cabeceou da melhor maneira. E, não satisfeito com isso, ainda viria a fazer o terceiro dos nossos cinco golos - também após passe de Varela.

É bem diferente este Hugo Almeida daquele que já tem falhado golos de forma incrível, com a baliza aberta à sua frente. Ou daquele que, na recente fase de qualificação, apenas marcou uma vez em seis jogos.

Aos 30 anos, mantém agora ao serviço do Besiktas, na liga turca, as características que o notabilizaram noutros clubes, nomeadamente o FC Porto e o Werder Bremen: envergadura física e bom jogo de cabeça, podendo também servir-se do pé esquerdo. Em posições fixas na grande área, exigindo um sistema 4-3-3 para potenciar os seus irregulares atributos de goleador: marcou 19 vezes em 55 desafios pela selecção nacional.

É já um veterano de fases finais no futebol de alta competição: este é o seu terceiro mundial, depois de ter sido convocado por Luiz Felipe Scolari em 2006 e Carlos Queiroz em 2010. Participou também nos Europeus de 2008 e 2012. Mais como carregador de piano do que como solista de violino.

Mas se voltar a fazer uma assistência como aquela que fez para Cristiano Ronaldo em Estocolmo já será bastante para demonstrar, neste Campeonato do Mundo, que não é só um jogador de muita força e pouca técnica. Esse será, para ele, um desafio dentro do desafio maior da prestação portuguesa no Mundial.

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D