18 Mar 17

2017-03-18 19.20.37.jpg

 

 

Gostei

 

De ganhar o jogo.  Segunda vitória leonina consecutiva no campeonato. Desta vez em casa, por 2-0, frente ao Nacional.

 

De Bas Dost. O holandês soma e segue: marcou os dois golos do Sporting na sequência de cantos bem apontados por Bryan Ruiz, aos 13' e aos 34'. Reforça a liderança da lista dos artilheiros da Liga 2016/17 e ganha terreno na corrida à Bota de Ouro europeia. Com 24 golos marcados em 23 jogos do campeonato. Foi novamente o nosso melhor jogador em campo - e já com direito a cântico personalizado em Alvalade.

 

De Gelson Martins. Excelente partida do nosso extremo direito. Os dois golos são antecedidos de grandes jogadas do jovem internacional formado na Academia leonina, ambas desviadas in extremis para canto. Quase marcou aos 16' e aos 88'. Protagonizou ainda grandes lances na sua ala (25', 34' e 66').

 

De Podence. Após uma hora de jogo, o Sporting começou a esmorecer, com muito toque inconsequente, muito atraso de bola, fraca velocidade e falta de vontade de construir um resultado mais dilatado frente ao modestíssimo Nacional. Jorge Jesus mandou então sair Alan Ruiz, hoje com uma pálida exibição, e fez entrar Podence, que sacudiu o jogo, imprimindo-lhe dinâmica e velocidade. Boa prestação do jovem reforço, sublinhada com aplausos das bancadas.

 

De Matheus Pereira. Hoje voltou a ser titular. E voltou a demonstrar ao treinador que justifica a aposta que está a ser feita nele. Nota positiva.

 

De Rui Patrício. Decisivo em dois momentos do jogo para travar o Nacional. Logo aos 9', com uma aparatosa defesa de cabeça no limite da grande área. Depois, aos 76', respondendo da melhor maneira a um remate rasteiro de meia distância, muito bem colocado.

 

De ver a nossa defesa invicta. Ao contrário do que vem sendo habitual, desta vez as nossas redes permaneceram invioladas. É caso para celebrar.

 

De ver o estádio muito preenchido. Segundo números oficiais, hoje fomos 43.167 em Alvalade. Viam-se muitas famílias nas bancadas, o que é sempre de louvar. Consequência do dia e da hora (sábado, pelas 18.15) e também da tarde muito amena, com temperaturas acima da média já a antecipar a Primavera.

 

De ver diminuída a distância para o Benfica. De pouco nos vale, mas o tropeção dos encarnados em Paços de Ferreira fez reduzir de 12 para 10 pontos a nossa diferença pontual com a equipa que ainda lidera o campeonato.

 

 

Não gostei

 

Do adormecimento da equipa nos últimos 25'. Vários jogadores pareceram conformados com o 2-0 e sem vontade de ampliar a vantagem. Perderam-se em pequenos toques no nosso meio-campo e sucessivos atrasos ao guarda-redes. Comportamento de equipa pequena frente ao lanterna vermelha do campeonato, o que é inaceitável.

 

Da goleada que não aconteceu. Ao intervalo vencíamos com uma vantagem confortável. Não faltou quem pressentisse uma goleada - seria a primeira deste campeonato em Alvalade. Os adeptos esperam sempre o melhor da sua equipa. Infelizmente, não foram correspondidos. Para desapontamento do próprio treinador.

 

De Marvin. Segundo jogo como titular, mas transmitindo novamente a sensação de que tanto lhe faz jogar ou não. Falhou demasiados passes, não soube articular-se com Matheus no corredor esquerdo. Tem uma atitude displicente: parece faltar-lhe sempre um suplemento de ânimo.

 

De Bruno César. Substituiu Matheus Pereira a meio da segunda parte, quando o treinador quis imprimir velocidade ao jogo leonino. Mas entrou mal: não foi o "chuta-chuta" de outros tempos, longe disso.

 

Da última substituição, a um minuto do fim. Não havia que queimar tempo, pois a vitória estava garantida. Achei incompreensível a inútil troca de Bryan Ruiz por Palhinha.

 

Dos assobios à equipa. Nota-se uma irritação crescente no "tribunal" de Alvalade: as bancadas não perdoam ao mínimo deslize dos jogadores, sobretudo quando detectam falta de empenho e falta de combatividade. Mas hoje, sobretudo na última meia hora, abusou-se dos assobios: William Carvalho, Bryan Ruiz, Marvin e Schelotto foram alguns dos mais visados. Não havia necessidade.

 

Fotografia minha, tirada esta noite em Alvalade


comentar
18 comentários:
De Edmundo Gonçalves a 18 de Março de 2017 às 22:22
Por motivos de força maior, estou este fim de semana no Porto. Não vi ainda o jogo. Amanhã com calma, opinarei. Apenas deixar a satisfação pela vitória e o bis do nas.


De Pedro Correia a 18 de Março de 2017 às 22:35
Boa primeira parte, Edmundo. Com boas jogadas colectivas. Na segunda parte, a equipa começou demasiado cedo a fazer a gestão do resultado, o que irritou muita gente no estádio. Eu não concordo com os assobios durante o jogo, mas percebo-os.


De Sporting Sempre a 18 de Março de 2017 às 22:44
Algures entre a luta pelo 3º lugar e a tal pré-época, com um onze nunca antes testado (que me recorde), até que as coisas não estiveram assim tão mal:
1. Ganhámos facilmente e naturalmente. Podia ter sido diferente se o Nacional rematasse em condições. Mas não foi.
2. Dost foi o melhor em campo com dois belos golos, principalmente o segundo.
3. Dos 11 jovens promessas que o Sporting dispõe, jogaram 3 a titulares e 2 entraram depois. E os 3 que entraram estiveram bem (Gelson, Matheus e R.Semedo). Dificil Matheus sobressair com o cepo Marvin nas suas costas. Muito mais fácil a vida de Gelson com Schelotto.
4. A equipa que entrou estava bem arrumada em campo, com os jogadores nos sítios certos (B.Ruiz esteve bem a 8). Depois Jesus quis mexer e deu cabo daquilo. Podence e B.Cesar nada acrescentaram. Palhinha nem o vi, já tinha saído do estádio, dizem-me que entrou. Acredito. Ainda bem para não arrefecer o entusiasmo.

O ambiente esteve óptimo (esquecendo os petardos da Juve Leo), bancadas 3/4 cheias mas muita gente jovem e acho que o 3º lugar está garantido...

Mas para quem quer ser campeão e/ou não fazer figuras tristes na Europa falta muito, mesmo muito.... pode ser uma questão de scouting ou não...



De Pedro Correia a 18 de Março de 2017 às 23:07
Soube a pouco frente ao Nacional que tinha levado há pouco 7-0 do FC Porto.
Muitos de nós queríamos hoje uma goleada. Seria a primeira da época em Alvalade. Infelizmente não aconteceu.

Rúben e Matheus estiveram bem. Gelson foi superlativo, uma vez mais: só lhe falta apurar a eficácia em lances de golo.

Podence foi o segundo melhor Leão no jogo anterior, em Tondela. Merecia ter sido titular hoje também em Alvalade. Certamente não teria uma exibição inferior à do apagado Alan Ruiz.


De Anónimo a 18 de Março de 2017 às 22:48
Não tem a ver com o post, os lampiões iniciaram hoje a derrocada, cá os esperamos em Alvalade com Matheus, Podence, talvez Geraldes e o resto da cantera.
Gelson é um espetáculo, sozinho vale o bilhete.


De Pedro Correia a 18 de Março de 2017 às 23:01
Estou de acordo consigo, anónimo.

Paupérrima exibição do SLB em Paços de Ferreira. A melhor oportunidade de golo pertenceu mesmo à equipa da casa, com um petardo de Welthon, de livre directo. Por sinal um jogador que pode vir em breve para o Sporting.

De acordo também nos elogios que faz a Gelson. Hoje, no estádio, pensei várias vezes isso mesmo: só para o ver jogar vale a pena ver os jogos ao vivo em Alvalade.


De Simão Gamito a 18 de Março de 2017 às 23:32
Acho que a SAD leonina, daqui até ao fim do campeonato e nos jogos em Alvalade, devia cobrar metade do preço dos bilhetes. Não preciso de fazer um desenho a explicar, tenho a certeza.
E também não gostei nada de termos ganho por 2-0 quendo, há poucos dias, uma equioa da cidade do Porto ganhou por 7. Mas enfim... que seja pelas alminhas!


De Pedro Correia a 18 de Março de 2017 às 23:37
Boa primeira parte, medíocre e sofrível segunda parte. Uma vez mais, quase só jogámos bem metade do jogo. Concordo, por isso: o preço dos bilhetes devia ser reduzido à mesma proporção.


De JMA a 19 de Março de 2017 às 00:42
Boa vitória do Sporting. Os jogadores do Nacional - honra lhes seja feita - lutaram sempre e jogaram com garra, corressem os nossos metade e a goleada era certa. Não gostei da falta de ambição, e garra dos jogadores (a maioria). O jogo só teve duas velocidades, lento e muito lento. O JJ mexeu na equipa porque alguns jogadores estavam quase a adormecer e nas bancadas nós também. JJ é um grande treinador, como já provou. Comete erros, - como todos - mas não é ele que joga, não é ele que corre. Na bancada onde estava, na 1ª substituição eu achava que devia de entrar o jogador A, outros preferiam o B e outro ainda o C (é assim o futebol). No próximo jogo exijo outra atitude e mais garra da equipa, é o mínimo. SL


De Pedro Correia a 19 de Março de 2017 às 13:32
Este jogo só teve 60 minutos, o que é inaceitável. Compreendo os sonoros assobios de muitos adeptos, que revelam crescente impaciência perante esta falta de brio de cerca de dois terços dos jogadores. Os bilhetes são caros, muitas vezes são pagos com extremos sacrifícios, os jogadores que ganham rios de dinheiro não podem andar a brincar com os sentimentos dos sportinguistas.
Não aceitamos ver o nosso Sporting jogar como equipa menor. Muito menos quando o jogo é em nossa casa.


De JRamos a 19 de Março de 2017 às 02:29
Se tivessemos laterais do nível dos titulares do benfica ou do porto não teríamos o atraso de pontos que temos. Os laterais quando jogam bem simplesmente não comprometem muito, mais que isso não fazem. Vários ataques hoje que morreram nos pés dos laterais.


De Pedro Correia a 19 de Março de 2017 às 13:35
É verdade. Este Sporting com laterais eficazes seria muito mais forte e poderoso.
Mas não esqueçamos que Marvin e Schelotto, os laterais, são escolhas de Jesus.


De Carlos Silva a 19 de Março de 2017 às 11:26
Apraz-me assinalar mais um contributo para a verdade desportiva.
Os apitadores estão a vestir-se ultimamente de vermelho.


De Pedro Correia a 19 de Março de 2017 às 13:38
É extraordinário: arbitragens impecáveis nos dois últimos jogos do Sporting. Ainda por cima por parte dos senhores Bruno Paixão e Jorge Ferreira, árbitros extremamente polémicos.
Confirma-se: as arbitragens adulteradas existem sobretudo no primeiro terço do campeonato, quando as posições na tabela estão a ser definidas e tudo permanece em aberto.
É preciso pôr cobro a isto. Em nome da verdade desportiva.


De Carlos Silva a 19 de Março de 2017 às 15:40
Comprova-se um duplo saber. Sabem arbitrar e sabem inclinar os campos. Tal como os administradores da Caixa, os agitadores também deviam apresentar os rendimentos. ( estou a caricaturar)


De Pedro Correia a 19 de Março de 2017 às 16:45
Eheheheh... (Não está mal lembrado, não).


De Orlando a 19 de Março de 2017 às 12:53
Pedro, gostei essencialmente da primeira parte. Na segunda a equipa tirou o pé do acelerador dando a sensação de já estar satisfeita com o resultado e assim acabaram por frustrar a minha aposta na goleada (4-0). Eles gostam de me contrariar! ( eheh). Mas pelo menos o Bas Dost respeitou o meu prognóstico. Apostei que ele marcava dois golos, e não é que ele marcou mesmo?
De qualquer forma o período que a equipa está a atravessar é bastante positivo ( um dos melhores da época), com seis jogos consecutivos sem perder ( cinco vitórias e um empate, ou seja 16 pontos conquistados em 18 possíveis). Só desejo que continue neste registo até ao final do campeonato, não nos vai dar o campeonato, mas pelo menos a equipa acaba a época com uma boa imagem, o que não deixa de ser moralizador e estimulante.
SL.


De Pedro Correia a 19 de Março de 2017 às 13:44
É verdade, Orlando. Este parece ser o melhor período do Sporting na actual temporada.
Mas não podemos contentar-nos com tão pouco. Devemos exigir do treinador uma aposta decidida nos jovens da formação, que vão integrar a linha dorsal do Sporting da próxima temporada e da próxima geração de selecção nacional de futebol.
Apostar em trintões do actual plantel, estrangeiros que em breve deixarão o futebol português, é olhar para trás. Quando nós precisamos é de olhar para a frente.


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Este é capaz de tudo

Os nossos comentadores me...

Balanço (30)

Isto será sobre o quê?

Pergunto por perguntar

E agora Fernando?

Guerra, o espião que veio...

Sábias palavras de aviso

Os nossos comentadores me...

Balanço (29)

Facebook
És a Nossa Fé no Facebook
Twitter
És a Nossa Fé no Twitter
Arquivo

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

selecção

bruno de carvalho

leoas

prognósticos

jorge jesus

balanço

há um ano

slb

vitórias

campeonato

benfica

jogadores

eleições

rescaldo

arbitragem

mundial 2014

taça de portugal

nós

liga europa

ler os outros

godinho lopes

golos

clássicos

futebol

árbitros

euro 2016

comentadores

cristiano ronaldo

scp

humor

análise

crise

formação

chavões

liga dos campeões

derrotas

william carvalho

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
136 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds