25 Out 15

Gostei

 

Da vitória na Luz. A primeira vez que ganhamos no reduto benfiquista para o campeonato desde 2006. E por números concludentes: três golos sem resposta.

 

De estar a ganhar já aos 9 minutos. Começámos cedo a construir a vitória. E a arrasar psicologicamente a equipa adversária.

 

De alinhar com seis portugueses no onze titular.  Rui Patrício, João Pereira, Paulo Oliveira, William Carvalho, Adrien e João Mário deram boa conta do recado. Quem disse que Jorge Jesus não apostava em jogadores nacionais?

 

De Teo Gutiérrez. Parece ter um gosto muito especial em marcar ao Benfica. Já o tinha feito na Supertaça, a 9 de Agosto, e hoje abriu caminho à vitória do Sporting, que vergou a equipa encarnada na Luz.

 

De Slimani. Soma e segue: mais um golo no seu currículo. O melhor deste encontro: aos 21', de cabeça, na sequência de um grande centro de Jefferson. Livre de marcação, ao segundo poste, o argelino não perdoou. Esteve quase a marcar novamente aos 36', com um remate forte e bem colocado, para defesa difícil do guardião encarnado que originou a recarga bem-sucedida de Bryan Ruiz - e o terceiro golo do Sporting.

 

De Bryan Ruiz. A melhor exibição do costarriquenho desde que chegou ao Sporting. Coroada merecidamente com o terceiro golo leonino, aos 36', aproveitando muito bem o ressalto de uma bola após defesa incompleta de Júlio Cesar. O seu golo de estreia ao serviço da nossa equipa.

 

De João Mário. Boa parte do êxito do Sporting tem a ver com o desempenho deste jovem médio, que Jesus voltou a colocar na posição em que mais rende: junto à ala direita, como falso extremo, apoiando o ataque com sucessivas incursões para o eixo do terreno. Pondo a render a sua qualidade técnica, manteve a defesa encarnada continuamente em sentido com estes movimentos rápidos. Para mim foi o melhor em campo.

 

De William Carvalho. Foi o gigante do costume. Pareceu um dique a travar os adversários, reduzindo Jonas à insignificância. Impressionante, a forma como galga largos metros de terreno sempre com a bola controlada e clara intenção atacante, alargando a todo o momento a nossa manobra ofensiva.

 

De Adrien. Assistência soberba para o golo de Teo, aos 9', com um passe de ruptura que apanhou toda a defensiva encarnada em contrapé. Recuperou bolas e ordenou o nosso jogo a meio-campo com a categoria habitual.

 

De Jefferson. Cruzou com perfeição para a cabeça de Slimani no lance em que nasceu o segundo golo leinino, aos 22'. Aos 57', esteve quase a marcar: a bola rasou o poste. Bom também na cobertura defensiva.

 

Do nosso meio-campo. Grande qualidade de recepção, recuperação e circulação da bola. Foi com a excelente organização desta zona do terreno, muito bem povoada sobretudo no eixo central, que Jesus levou a equipa do Sporting a assumir uma clara supremacia táctica sobre os onze jogadores de Rui Vitória.

 

Da nossa produção goleadora. Dezassete golos marcados nos últimos quatro jogos. À média de mais de quatro por desafio.

 

Que não tivéssemos sofrido qualquer golo. Têm sido raros os jogos em que mantemos as nossas redes invictas. Este foi um deles.

 

Que Bruno de Carvalho tivesse comparecido na Luz. Fez bem em contrariar os lampiões e as melancias que o acusavam de "falta de coragem".

 

Que tenhamos mais oito pontos que o Benfica à oitava jornada. Somos cada vez mais candidatos ao título.

 

 

Não gostei

 

Do Benfica. Ao longo de todo o jogo teve só uma oportunidade de golo, iam decorridos 68 minutos.

 

Dos adeptos benfiquistas. Durante todo o jogo brindaram Jorge Jesus com as máximas expressões de "carinho" de que foram capazes. Já esquecidos de que foi o treinador que os conduziu à conquista de três campeonatos.

 

De Luisão. Aquele inqualificável atraso ao guarda-redes esteve a milímetros de transformar-se no quarto golo do Sporting e no maior autogolo da temporada. Júlio César salvou-o da humilhação.

 

De Samaris. O médio grego do Benfica pode agradecer aos céus (e ao árbitro Carlos Xistra) o facto de ter permanecido em campo após uma falta clamorosa que lhe devia ter valido o segundo cartão amarelo.

 

De Jonas. Alguém o viu em campo?


comentar
24 comentários:
De Jorge Ferreira a 25 de Outubro de 2015 às 23:28
Caro Pedro Correia
Gostei também de ver o calção preto. Tinha saudades...

Um abraço


De Pedro Correia a 25 de Outubro de 2015 às 23:31
Bem observado, Jorge.


De Edmundo Gonçalves a 25 de Outubro de 2015 às 23:40
Bela antecipação!
Eu que vinha aqui apenas gritar SPOOOOORRTINNNGGGGG e pedir para que não mudem a cor dos calções...


De Pedro Correia a 26 de Outubro de 2015 às 09:20
Ontem ouviram-se solos de violino no relvado da Luz. Em vez de cinco, foram onze.


De Edmundo Gonçalves a 25 de Outubro de 2015 às 23:43
Eu só quero dizer SPOOOORRRTINGGGGG!!!

Bom, digo mais qualquer coisa: Ruiz!
Vejam lá bem o jogo deste senhor e depois digam qualquer coisa, sff.


De Pedro Correia a 26 de Outubro de 2015 às 09:20
Esteve excelente. E também o João Mário, que desequilibrou a todo o momento no corredor central.


De Edmundo Gonçalves a 26 de Outubro de 2015 às 10:22
Pedro, mas esse é um Ómega!


De Pedro Correia a 26 de Outubro de 2015 às 10:35
Melhora de jogo para jogo. É extraordinário.


De Orlando a 26 de Outubro de 2015 às 00:49
Pedro, hoje a nossa equipa deu um banho de tática e de bola aos lampiões, o que como adepto e sócio do Sporting me deixou naturalmente feliz. Afinal parece que a "estrutura" da equipa de carnide não chegou nem de perto nem de longe para fazer frente à superior qualidade da nossa equipa! Em grande medida, acho que o segredo da nossa exibição e vitória, residiu no nosso meio campo que se superiorizou ao do adversário, bloqueando-o literalmente. E para que este domingo terminasse ainda mais feliz, o FC Porto, fez o favor de empatar com o Braga, deixando-nos isolados no topo da classificação. Venham mais jornadas destas que nós sportinguistas agradecemos.
FORÇA SPORTING!!! ALLEZ, ALLEZ!!!


De Pedro Correia a 26 de Outubro de 2015 às 09:22
Orlando, o Benfica não perdeu só em campo. Perdeu também fora dele. As lamentáveis declarações do Rui Vitória ao dizer que iria defrontar não uma equipa mas só "onze jogadores" produziram efeito de ricochete: 24 horas depois viraram-se contra quem as proferiu.
Vitória não tem estatuto nem sequer para pensar frases destas. Muito menos para falar como falou.


De Orlando a 26 de Outubro de 2015 às 17:19
Inteiramente de acordo, Pedro. Até mesmo para entrar em "picardias" é preciso ter classe para as fazer, o que pareceu não ser o caso de Rui Vitória.
SL


De Pedro Correia a 27 de Outubro de 2015 às 21:49
Sem dúvida, Orlando.


De JC a 26 de Outubro de 2015 às 00:53
Que pena, se alguém merecia aquele 4º golo era o Luisão :-)


De Pedro Correia a 26 de Outubro de 2015 às 09:27
Ele promete intensificar os treinos para marcar em Alvalade a 21 de Novembro. Júlio César que se cuide.


De Romão a 26 de Outubro de 2015 às 01:11
Não gostei do Antonio Costa.
Ainda deve de andar a ver como é que será possível reverter a derrota.

SL


De Pedro Correia a 26 de Outubro de 2015 às 09:28
Achei inócuas as incursões dele pela ala esquerda.


De SportingSempre a 26 de Outubro de 2015 às 09:20
Confesso que vi o jogo de uma perspectiva curiosa, no 1º anel por detrás da baliza onde marcámos os golos e rodeado de NN por todos os lados. Coisa de ter um sobrinho benfiquista de 11 anos, de lhe ter prometido que iamos ver o jogo e não havia mais bilhetes que esse. No 1º golo ainda ia gritando... mas o cérebro accionou os pulmões no momento preciso e o berro ainda começou a sair mas morreu na garganta... Correu tudo bem, e fiquei espantado pelo apoio que aqueles adeptos deram à equipa mesmo a perder por 3-0.

Mas indo ao que interessa, não me recordo na minha vida futebolistica de uma vitória na Luz por 3-0. Desde 1972 não aconteceu concerteza. Foi uma vitória clara, sem espinhas, de uma equipa sólida, muito bem orientada e com um jogador de rendimento extra, Slimani que resolveu o jogo e desestabilizou permanentemente a defesa do Benfica com desmarcações a toda a largura do terreno. Além dele, todo o meio campo esteve excelente e foi lá também que se decidiu o jogo.

O árbitro (apertadinho pelas declarações do M.Ferreira) naquele jeito complicado de amarelar tudo e todos e podendo estragar o jogo a todo o instante com um 2º amarelo, resolveu bem os lances cruciais do encontro, as simulações dos avançados benfiquistas perto ou dentro da área.

Concluindo, uma vitória retumbante, um fim de tarde memorável, e a certeza que temos treinador e equipa para trabalhar e melhorar e nos darem outras grandes alegrias até ao fim da época.


De Pedro Correia a 26 de Outubro de 2015 às 09:30
Nunca tínhamos ganho por 3-0 na Luz, meu caro. O resultado mais comparável a este foi um 4-1 que conseguimos na época 1947-48. Com os Cinco Violinos.


De Anónimo a 26 de Outubro de 2015 às 09:33
Vantagem, com desvantagens, de se ser mais antigo: 1-4 com 4 golos de Lourenço, em Outubro de 65. Vi ao vivo e a cores.


De Pedro Correia a 26 de Outubro de 2015 às 09:44
Meu caro anónimo, agradeço-lhe a boa memória que aqui nos traz desse jogo numa época em que fomos campeões. Mas essa vitória na Luz - o jogo da vida do Lourenço - foi de 4-2.


De Schmeichel a 26 de Outubro de 2015 às 10:55
Caro Pedro,

Grande jogo, grande equipa... faltou só aí uma coisa no Gostei:

- do nosso treinador. Que deu um baile táctico e de mind game à lampionagem. O mestre da táctica, que tanta gente criticou por usar os suplentes na Liga Europa deu uma demonstração do que é gerir o esforço fisico, enquanto do outro lado é vê-los a ficar todos rotos...

De resto um grande abraço leonino e que como estas venham mais... já em Novembro para a Taça!


De Pedro Correia a 26 de Outubro de 2015 às 12:45
Jorge Jesus merece texto(s) à parte, caro Schmeichel. Grande exibição, grande tareia nos nossos principais adversários. Grande melão... das melancias.
Um abraço.


De Jorge Sousa a 26 de Outubro de 2015 às 14:41
Em primeiro lugar e em jeito de Preâmbulo ao meu comentário ao jogo, dizer que vi o jogo na TV Inácio, pela primeria vez desde que me lembre com um benfiquista ao lado ( algo que eu detesto, porque nestes jogos não há paciência para ouvir os comentários dos outros...) e ia comentando o jogo via Skype com o meu Pai, um Leão dos sete costados, que através da partilha de ecran pôde assim também assistir ao jogo. O trabalho que os gajos da Carnide TV dão á malta....

Passando ao comentário ao jogo, dizer que não fomos bons, fomos MUITO BONS!! De facto o Benfica até entra com um ligeiro ascendente, mas como fazemos o primeiro golo bem cedo o jogo começa aí a cair para o nosso lado. Eles ainda tentam reagir, mas Super Slim sem tirar os pés do chão faz o segundo o que começava a ser demasiado para os de vermelho. E mais ainda quando Bryan Ruiz faz o terceiro aos 36 min a mata o jogo. Impensável? Talvez, mas a organização que o Sporting demonstrou enquanto equipa foi na minha opinião o que fez a diferença. O Sporting anulou os pontos fortes do adversário de uma forma contudente. Gaitan, de que se esperava ser a principal ameaça nem se viu, perante um acertado e experiente João Pereira.

A segunda parte foi para gerir o resultado e o Sporting soube fazê-lo com mestria. João Mário nesse designio foi Gigante, controlando os tempos de jogo, e tendo sempre a decisão certa na altura de soltar a bola dos pés. Podíamos ter marcado mais, pois podíamos. Por Jefferson no começa da segunda parte e já no final por um inusitado atraso de Luisão para a sua própria baliza, que Júlio César salvou" in extremis". Jesus voltou a um lugar onde já foi feliz, para voltar a sê-lo, duas vitórias frente ao Benfica em dois jogos sob a batuta do Mestre da Tática é obra! O seu conhecimento profundo sobre a equipa do Benfica terá sido importante e não vem mal ao mundo por isso, pelo contrário, há que tirar o máximo partido dessa circunstância.

Uma Grande Grande Vitória, dos Jogadores, de Jesus, de Bruno de Carvalho e dos Adeptos!!!

E melhor ainda, estamos em Primeiro lugar isolados!!!

Eu te AMO Sporting!!!

P.s. - Os calções pretos deram sorte :)


De Pedro Correia a 26 de Outubro de 2015 às 14:51
Desde Dezembro de 2013 que não seguíamos em primeiro no campeonato, Jorge. Voltamos a essa posição três escassos meses após a contratação de Jesus.
Não há coincidências, por mais que o professor Derrota venha agora dizer que perderam por "azar".

Abraço.

P. S. - Não sejas galináceo: vê a TV Inácio!


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Os nossos comentadores me...

A solução e o problema

Os nossos comentadores me...

Gamanço Futebol Clube

Os nossos jogadores, um a...

Rescaldo do jogo de hoje

Regras para um candidato ...

O mais comentado de sempr...

Os nossos comentadores me...

Pum! Um tiro na candidatu...

Arquivo

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

bruno de carvalho

selecção

leoas

vitórias

prognósticos

jorge jesus

há um ano

balanço

campeonato

slb

arbitragem

benfica

jogadores

mundial 2014

rescaldo

taça de portugal

liga europa

godinho lopes

eleições

ler os outros

árbitros

euro 2016

golos

clássicos

futebol

comentadores

nós

crise

marco silva

scp

cristiano ronaldo

análise

chavões

formação

humor

liga dos campeões

slimani

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
136 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds