17 Jul 17

Hoje, público aqui no ÉS A NOSSA FÉ uma pequena estória que escrevi em homenagem ao grande Beto Acosta, o nosso Matador. Com este singelo gesto, quero agradecer o seu contributo decisivo para o título de 2000. Obrigado Acosta.

 

"Uma última Cruzada"

 

Era uma vez um clube, mais do que um clube, uma gente, leonina no esforço, na dedicação, na devoção, que há 18 anos (des)esperava por a glória.

Era uma vez um homem, anafadito, engongado, empenado, trintão, cansado de árduas batalhas disputadas em múltiplos continentes, em França, no Japão, na Argentina e Chile.

Nos 2 últimos, lutara por os bastiões da "(Union de) Santa Fé" e "(Universidad) Católica".

Um desafio se propunha a este herói improvável: travar uma última Cruzada em Portugal, no Sporting.

Um dia reuniram-se em Lisboa. O início não foi promissor, uma maleita (ciática) afectava o velho guerreiro. Um ano passou e Acosta (era este o seu nome) regressou à relva Santa de Alvalade com o intuito de a conquistar. Tinha precisamente a idade com que Cristo morreu.

Quando vozes críticas já lhe davam a certidão de óbito, Acosta renasceu como a Fênix, qual "vento que, apesar de velho, continua a soprar".

Da Curva-Sul começaram a ouvir-se cânticos inspiradores que comemoravam as suas proezas e façanhas tamanhas. Sempre em crescendo, até aquele dia, o dia do juízo final, 18 de Março de 2000, em que um pobre e humilde Secretário sucumbiu no pé direito daquele guerreiro, daquele Matador.

A sorte da guerra mudou nessa batalha e o estandarte verde-e-branco ficou bem erguido na frente de outras tribos. Até ao final: a Batalha de Salgueiros.

E de Salgueiros não saímos chorões, antes em Glória, e em cortejo o povo festejou a vitória das nossas cores líderadas por aquele cruzado argentino que em boa-hora nos visitou. E, em sua memória, para sempre ecoará:

"Matador, Matador, Beto Acosta, és o nosso Matador..."

 

IMG_4069.JPG

"Recordar" voltará com o GRANDE Vítor Damas...


comentar
7 comentários:
De JHC a 17 de Julho de 2017 às 16:49
Este, como outros títulos conquistados pelo Sporting, são muito mais que o número de troféus expostos no museu ou a mera estatística dos livros e registos no wikipédia.
São conquistas heróicas a custa de sangue, suor e lágrimas. E trabalho, muito trabalho.
Cada título do Sporting Clube de Portugal é uma demonstração de lealdade, de união, de coragem, de esforço, de dedicação, de superação, de devoção, do desejo de conquistar, e uma vitória do desporto e dos seus valores.
É por isso que cada título é especial e não apenas mais um.
É por esta razão que somos o Clube em Portugal com mais títulos conquistados dentro do campo!
E é por isso que cada um deles tem o valor superlativo que tem no coração dos sportinguistas.
SL


De Pedro Azevedo a 18 de Julho de 2017 às 02:52
É isso tudo!


De Sporting Sempre a 17 de Julho de 2017 às 21:09
Não sei se recordam desses tempos, o Sporting começou a época com Matterazzi (pai do Matterazzi de Moutinho) e com Schmeichel vindo do ManUnited. Grandes tareias físicas na pré-época (lembro-me de ler na altura dum episódio do italiano mandar parar o autocarro vindo já do treino e convidar a rapaziada para uns sprints a subir uma calçada...) e a equipa a entrar engasgada no campeonato. E veio o Inácio.
E Inácio trouxe a táctica mais simples do mundo.
Schmeichel com a bola, pontapé longo para o Acosta. E aí podia dar para tudo, falta a favor ou contra, ou bola para a 2ª linha do Sporting (com Dusher à cabeça). E bola na área deles era o Acosta na confusão, podia dar golo ou falta para penalti.
Mas isso não chegava, faltava alguma coisa.
No natal veio André Cruz e já não faltava nada. O Acosta cavava as faltas e o André metia-as na gaveta.
Mas a glória do Acosta foi aquele golo ao Baía a passe lateral do Secretário que nos deu o título. Um portento.

E pensar que B.Ruiz podia ter ficado na história assim... e afinal sai pela porta dos fundos.



De Pedro Azevedo a 18 de Julho de 2017 às 02:57
Só falta aí o papel do Simone Di Franceschi no título. Nas segundas partes, quando a equipa estava de rastos, o italiano cavalgava sobre o flanco esquerdo, garantindo muitas vezes assistências para golo.


De Sporting Sempre a 18 de Julho de 2017 às 13:55
Exactamente. Um ponta esquerda italiano que parecia holandês, alto e magro, nada de fintas ou adornos, correr, centrar e assistir muito bem, um jogador de equipa tremendamente influente de facto no título.

Veio por pouco dinheiro, não ficou muito tempo, mas foi tremendamente eficaz. Como Acosta. Coisa que muito poucos conseguem.


De José a 17 de Julho de 2017 às 23:52
Ainda hoje tenho a camisola do Beto Acosta.


De Pedro Azevedo a 18 de Julho de 2017 às 02:58
Jogador de grande ratice, deixava tudo em campo.


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Os nossos comentadores me...

Tudo ao molho e FÉ em Deu...

Gostei!

Quatro em onze

Esta época, eis a primeir...

Bruno Fernandes e Bas Dos...

Bonito é metê-la lá dentr...

Recordar - Vítor DAMAS

Hoje giro eu - o meu ONZE...

Os nossos comentadores me...

Facebook
És a Nossa Fé no Facebook
Twitter
És a Nossa Fé no Twitter
Arquivo

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

selecção

leoas

bruno de carvalho

prognósticos

balanço

jorge jesus

slb

há um ano

vitórias

campeonato

benfica

jogadores

eleições

rescaldo

arbitragem

mundial 2014

taça de portugal

nós

golos

ler os outros

liga europa

godinho lopes

futebol

árbitros

clássicos

euro 2016

comentadores

cristiano ronaldo

scp

humor

formação

análise

crise

chavões

liga dos campeões

derrotas

william carvalho

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
142 comentários
138 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds