26 Jan 17
Palavra de benfiquista!
Edmundo Gonçalves
"O motivo principal disto é a arbitragem. Não tenho dúvidas nenhumas". Foi assim, em entrevista à Sporting TV, que Jorge Jesus justificou os sucessivos desaires da equipa de futebol que ele próprio treina. Pois bem, concordo com Jorge Jesus. Sem ironia, concordo mesmo.

 Não se trata de assentir com teorias de conspiração, nem de acusar polícias e ladrões, mas sendo certo que cada um vê de acordo com a sua opinião, a opinião do que vejo é que o Sporting tem sido prejudicado sucessivamente ao longo do campeonato. Não em todos os jogos, não nos jogos inteiros, mas sempre naquele lance decisivo que basta para mudar o rumo do resultado. E assim foi até o Sporting ficar derrotado e desmoralizado, a equipa em baixo com o presidente em cima, e já tudo ser mais ou menos irrecuperável.

 Agora, o Sporting já não conta para o Totobola, já não compete pela liderança do campeonato, agora já não são as arbitragens, são mesmo as más exibições, porque agora o leão já está de juba mansa. É opinião, não é facto, mas também não é tendência. Da mesma maneira que na época passada aqui escrevi que o Sporting teria sido um justo vencedor do campeonato, este ano acho que ninguém chega para o Benfica, que de uma forma ou de outra está a limpar a competição. O FC Porto ainda está na peugada, mas aquele futebol não enche a alma.

 Independentemente disso, e da boa organização desportiva, dos negócios milionários (como a venda de Guedes ao PSG) que resultam de uma estratégia acertada da administração com o treinador do Benfica, o Sporting foi arrumado por um punhado de decisões erradas de árbitros. Não a tem em muito mais mas, nisso, Jorge Jesus tem razão. O Sporting perdeu muitos pontos por erros de arbitragem. Pontos de mais


 

Pedro Santos Guerreiro, in Record


comentar
12 comentários:
De Anónimo a 26 de Janeiro de 2017 às 16:46
Vejo o Sporting há muitos anos e apesar de concordar que fomos prejudicados dizer que isso é a causa desta situação é escondermo-nos dos reais problemas que temos entre mãos. Dos problemas que temos, más contratações, incompetência nas decisões do treinador, incompetência do presidente, como chefe máximo do futebol (contratações, comunicação, orientação estratégica interna, posicionamento e estratégia nas instâncias do futebol, etc.), péssimo futebol, intranquilidade da equipa, as más arbitragens seriam a última coisa que eu apontaria como causa da situação em que nos encontramos.

Saudações Leoninas
José Neto


De Edmundo Gonçalves a 26 de Janeiro de 2017 às 16:59
Permita-me discordar meu caro José Neto.
Sem colocar em causa as questões que apontou e estando até em parte de acordo consigo, este ano, nem que viessem os do Bayern ou os de Madrid vestir a nossa bela camisola, estávamos mais ou menos na mesma.
O objectivo foi claro, como diz este benfiquista que me acostumei a ler (quase sempre ponderado, ainda que nem sempre concorde com o que escreve), que foi arredar o Sporting das discussões pelos títulos.
Aposto, dobrado contra singelo, que até final vamos ser escandalosamente beneficiados em dois ou três jogos, para que no final se diga que a contabilidade dos benefícios está equilibrada, como sempre.

Saudações Leoninas


De Anónimo a 26 de Janeiro de 2017 às 17:47
Edmundo está a esconder os problemas reais. Um, se o Sporting estivesse a jogar o mesmo que o ano passado estávamos lá em cima com o Benfica. O SCP em 18 jogos encaixou 18 golos, se a equipa estivesse a funcionar como o ano passado não teríamos perdido pontos, pelo menos, na Madeira, Guimarães, Moreirense, Chaves, Braga e Tondela. Nestes, pelo menos fazíamos 3 no berço, 1 Braga, 3 Chaves, 3 Tondela e 1 em Moreira, dou de barato empate na Madeira. Faça as contas, teríamos mais 9. Meta aqui as arbitragens e verá que teriam pouco efeito, Guimarães nem falo, Moreira, com a equipa do ano passado muito dificilmente passava-se o que se passou, mas até dou empate, Chaves, depois de estarmos a ganhar nunca iríamos deixar-nos empatar, Tondela foi inacreditável o mau futebol, Braga, não perdíamos. Como digo faça as contas e não me venha com as arbitragens. Falar nestas como problema número é esconder o que está de mal e embarcar na contínua desresponsabilização de BdC e JJ, é o estilo de conversa que funciona nos lamps e tripeiros. Neste momento defender o Sporting não é escamotear o que está de mal e arranjar desculpas esfarrapadas para uma época onde a incompetência reina. Com isto não estou a dizer que acho que BdC não deve continuar como presidente do nosso clube e que JJ deve ser despedido, algo que o Edmundo aqui defendeu. Mas se não olharmos de frente o que está de mal não conseguimos salvar o resto da época, dentro do possível, e começamos já a preparar pessimamente a próxima época. Digo isto tudo sem animosidade e com a certeza que ama o clube como eu amo.

Saudações Leoninas
José Neto


De Edmundo Gonçalves a 26 de Janeiro de 2017 às 18:31
Joel, permita-me que discorde novamente.
Parte do pressuposto errado, que é o de que se a equipa jogar bem, ganhará jogos. Ora o facto de jogar bem não é sinónimo disso, como muito bem se viu em Madrid, p.e.
Dos jogos que refere, apenas em Chaves não houve mão do árbitro e o jogo de Chaves foi já jogado em situação de perda emocional.
Se bem leu, eu não descuro outros factores para a situação actual, mas não fosse o Sporting descaradamente roubado e teríamos no mínimo mais dez pontos. Sabe onde estaríamos com mais dez pontos? Exactamente, com mais três pontos que o Benfica e quatro que o Porto. Mesmo sem jogar bem.
Portanto a jogar mal também lá poderíamos ter chegado.
Mais, não tivéssemos sido claramente roubados e certamente o desempenho da equipa seria certamente outro, para melhor, como convirá. Os níveis motivacionais seriam outros para melhor.
Errou-se nalgumas contratações, é verdade.
Disse-se algumas coisas que não se devia, é também verdade.
Mas meu caro Joel, estivéssemos nós lá em cima como deveríamos estar por direito e ninguém aqui viria questionar a planificação da época, ou se o presidente é um desbocado.
Portanto sim, os erros dos árbitros, propositados ou não, condicionaram a época do Sporting e isso é um facto indesmentível, que até um benfiquista com visibilidade não tem pejo em reconhecer.
O que me custa é ver que alguns sportinguistas não admitam que isto é um facto.

SL


De Edmundo Gonçalves a 26 de Janeiro de 2017 às 18:46
Perdão, que o chamei de Joel não sei porque carga de água...


De miguel c. a 26 de Janeiro de 2017 às 18:56
Para cavalgar uma onda a ordem dos factores até pode ser arbitrária, mas negar que as arbitragens tiveram um enorme e, fundamentalmente, inicial papel nisto é negar evidências.

Neste momento, agora, nesta fase, também acho que o benfica está a jogar melhor q o Sporting. Negar que não ter competição muito chegada ajuda é ... negar outra evidência.

Podemos estar todos muito tristes mas não temos que, por tal, passar a ser parvos.


De Edmundo Gonçalves a 26 de Janeiro de 2017 às 20:56


De Anónimo a 26 de Janeiro de 2017 às 19:53
Não gosto de meter foice em seara alheia, mas Joel foi um extremo direito da seleção brasileira de futebol na Copa de 58 e, em muito boa hora, substituído pelo Garrincha, um dos maiores jogadores do Mundo de todos os tempos, ao lado de Pelé, Maradona, Messi e Ronaldo.

Foi preciso um Benfiquista para demonstrar o que um fanático, BURRO, lampião não quer ver, e curiosamente, alguns sportinguistas, serão? Masoquismo?
Certíssimos, basta ir ao youtube: Guimarães - 2 pontos; Nacional da Madeira -2 pontos; Carnide - 3 pontos; Marítimo - 2 pontos.

Estou-me nas tintas se o clube está a jogar mal ou bem, no ano passado jogamos muito bem e ganhamos-- tremoços.
Este ano fomos ROUBADOS.

Ninguém melhor que JJ que já beneficiou do colinho lá do outro lado para fazer esta avaliação.

Neto(o verdadeiro)


De Edmundo Gonçalves a 26 de Janeiro de 2017 às 21:02
O Joel?

Nasci em 60, não me lembro dessa referência.
Quanto ao mais, meta sempre a sua foice!

Se o Jesus abrisse a boca...

SL


De Carlos Silva a 26 de Janeiro de 2017 às 21:14
Meu caro, Anónimo Neto ou Neto Anónimo para quem vem em sentido contrário. Comecei a ler o seu post e o início foi verdadeiramente fascinante. Fiquei logo por aí. "Não gosto de meter a foice em seara alheia". Pois meu caro, você nunca põe a foice. Normalmente vai de tractor. Mas ainda bem que não gosta, enquanto houver "És a nossa fé" há esperança.


De Júlio a 27 de Janeiro de 2017 às 10:49
Não consigo concordar com a justificação da arbitragem. Não consigo mesmo. Seja qual for o clube. É válido para toda a gente. E porquê:

Toda a gente diz que no ano passado o Sporting jogou bem e lutou até ao fim pelo campeonato, quando também houve 2 jogos em que venceram 1-0 com golos em fora de jogo (Slimani em Moreira de Cónegos e outro em casa que não me recordo o adversário).

Toda a gente diz que neste ano o Sporting não luta pelo campeonato por causas das arbitragens.

Nada disso. O nível de futebol praticado é completamente diferente e isso é que gera os pontos. E nota-se tão bem de um ano para o outro.

Outra coisa que a mim me custa, é conseguir fazer contas das Ligas da Verdade. Quem tem bola de cristal para saber se o árbitro marca a mão do Pizzi, se o penalty dá golo. E ainda mais, como podemos saber que se o Sporting marca esse golo e fica a ganhar 1-0 à meia hora de jogo, o Sporting ganha esse jogo?

Isto é válido para todos os jogos e todas as equipas. Isto não é Matemática. Não é chegar ao final do jogo e dizer: o resultado ficou 2-1 mas houve ali um penalty por marcar e por isso ia ficar 2-2. Ia?


De Edmundo Gonçalves a 27 de Janeiro de 2017 às 10:55
Um argumento que arrasa a sua teoria: No Funchal, o Sporting marcou 3 golos e o adversário 2 e empatou o jogo.
Seria difícil ao Marítimo, naquela altura do jogo, marcar o terceiro.

O ano passado, dando de barato os dois jogos que refere, tenho para a troca o Benfica em casa, pe.

Já expliquei a um descrente lá em cima que quando se ganha tudo está bem. Não preciso de fazer um desenho, pois não?


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Frases eternas (2)

Postal aos nossos jogador...

O berço do campeonato

Mais do que desporto

Frases eternas (1)

Leoas às sextas

Ética - a morosidade da (...

A voz do leitor

264 visualizações por hor...

A primeira de muitas....

Facebook
És a Nossa Fé no Facebook
Twitter
És a Nossa Fé no Twitter
Arquivo

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

selecção

leoas

bruno de carvalho

prognósticos

jorge jesus

balanço

slb

há um ano

vitórias

campeonato

jogadores

benfica

eleições

rescaldo

arbitragem

mundial 2014

taça de portugal

nós

golos

ler os outros

liga europa

godinho lopes

futebol

árbitros

clássicos

euro 2016

comentadores

cristiano ronaldo

scp

formação

humor

análise

crise

chavões

liga dos campeões

derrotas

william carvalho

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
142 comentários
138 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds