12 Mar 17

Há males que vêm por bem. Foi preciso Adrien lesionar-se e ocorrer o castigo simultâneo a Alan Ruiz e Bruno César que deixou ambos de fora desta jornada para Jorge Jesus apostar enfim decididamente nos talentos oriundos da Academia leonina. Aposta coroada de êxito: a linha atacante que hoje jogou imediatamente atrás do ponta-de-lança foi composta por um trio de jovens valores formados em Alcochete. Podence no eixo, Matheus Pereira à esquerda, o nosso já bem conhecido Gelson Martins à direita.

Todos mostraram serviço nesta concludente vitória do Sporting em Tondela, por 4-1 - o mais dilatado triunfo conseguido pelo onze leonino na Liga 2016/17. Podence - em estreia como titular - fez uma excelente assistência para o primeiro golo, Matheus construiu a vistosa jogada de que resultou o segundo, Gelson Martins protagonizou a arrancada que viria a ser travada em falta dentro da grande área adversária e punida com o primeiro dos três penáltis desta noite.

Heróis deste jogo, apenas suplantados por Bas Dost, o marcador dos nossos quatro golos. E poderia ter marcado um quinto, se não tivesse falhado a terceira grande penalidade que foi chamado a converter. Há sete anos que não havia um jogador do Sporting com quatro remates vitoriosos numa só partida do campeonato.

Foi até agora a melhor exibição leonina em 2017. Um desafio assinalado ainda pela estreia de Francisco Geraldes na equipa verde-e-branca. Pouco mais de cinco minutos em campo, mas com tempo suficiente para arrancar um penálti. Também ele justificou a confiança do técnico.

O homem do jogo, naturalmente, foi Bas Dost.

 

............................................................................

 

RUI PATRÍCIO (7). Uma enorme defesa aos 57', revelando excelentes reflexos ao impedir o golo na conversão de um livre do Tondela. Atento e seguro durante toda a partida. No lance do golo, à queima-roupa, nada podia fazer.

SCHELOTTO (6). Grande desarme na área leonina, desfazendo um ataque perigoso do Tondela. Foi mais contido nas incursões atacantes do que tem habituado os adeptos. Sem rasgos mas também sem falhas dignas de registo.

COATES (7). É o defesa leonino que sai com a bola mais controlada na primeira fase de construção, o que se reflecte na dinâmica da equipa. Cobertura providencial aos 49'. Falhou a marcação a Murillo no golo adversário.

PAULO OLIVEIRA (7). Corte providencial aos 56', num lance com muito perigo. Faltou coordenar-se melhor com Coates na jogada do golo do Tondela. Só hoje viu o primeiro cartão amarelo, o que diz muito sobre o seu desempenho.

MARVIN (4). Ultrapassado em velocidade no lance do golo, iniciado na sua ala. Aos 28', fez um atraso arriscadíssimo que podia ter dado golo ao Tondela: Coates emendou in extremis. Mal se deu por ele nas acções ofensivas.

WILLIAM CARVALHO (7). Pendular, segurou o meio-campo em acções de cobertura sem se ressentir da ausência de Adrien. Foi ele quem mais esticou o jogo na fase de construção com passes longos e bem medidos.

BRYAN RUIZ (5). Jesus confiou-lhe a posição 8, mas o apático costarriquenho não esteve à altura da responsabilidade. Marcou bem um livre, aos 10'. Mas entregou mal a bola aos 53', gerando o início do golo do Tondela.

GELSON (7). Algo apagado na primeira parte, foi crescendo na segunda, quando protagonizou jogadas espectaculares aos 69' e aos 73'. Da primeira, em que foi derrubado dentro da área, resultou um penálti - e o nosso terceiro golo.

PODENCE (8).  Excelente primeira parte nesta sua estreia como titular da equipa principal. Foi dele a assistência para o primeiro golo. Foi ele também quem desenhou as jogadas mais vistosas e mais perigosas. Difícil fazer melhor.

MATHEUS PEREIRA (8). Um dos melhores, sobretudo no segundo tempo, quando assistiu para o segundo golo num slalom em que ultrapassou três adversários. Cruzou muito bem aos 76', no lance em que Dost é derrubado na área.

BAS DOST (9). Um póquer, razão mais que suficiente para merecer nota muito alta. Leva já 22 golos apontados na Liga portuguesa. A nível europeu, só é ultrapassado por Messi. Não se limita a marcar: também tem requinte técnico.

PALHINHA (5). Entrou aos 80', rendendo Matheus Pereira. Não se limitou a acções defensivas e de recuperação da bola. Fez um passe longo, com muita qualidade, aos 83'.

FRANCISCO GERALDES (5). Entrou aos 86', substituindo Podence. Estreia absoluta no campeonato com a camisola do Sporting. Teve ainda tempo para ser derrubado em falta, conseguindo assim um terceiro penálti para a equipa.

CAMPBELL (3). Entrou aos 86', substituindo Gelson Martins. Muito pouco tempo em campo, sem nada ter mostrado de positivo. Ainda recebeu um cartão amarelo, sem qualquer necessidade.


comentar
20 comentários:
De Luis Moreira a 12 de Março de 2017 às 11:22
Quem joga como jogou ontem Podence só pode ser um belíssimo jogador . Mateus, idem. Geraldes não engana.

Arranjem um defesa esquerdo e um segundo avançado que consiga beneficiar da presença de Das Bost na área. Alan Ruiz é uma hipótese boa.


De Pedro Correia a 12 de Março de 2017 às 14:09
Tal e qual, Luís. É isso. O futebol é muito mais simples do que pensamos. O problema é quando ligam o complicómetro.


De rudolfodias a 12 de Março de 2017 às 12:13
Três penaltis no mesmo jogo e para a mesma equipa não se marcavam desde quando? Os tempos do apinto dourado ou dos 6 violoncelos?


De Pedro Correia a 12 de Março de 2017 às 14:08
Três penáltis limpinhos, limpinhos. Como todos os especialistas em arbitragem hoje reconhecem por unanimidade.


De Fernando Albuquerque a 13 de Março de 2017 às 09:26
Prezado Pedro Correia

O que é normal é um apitador ver cinco penáltis e não marcar nenhum. A comunicação social falou em três, mas em relação aos dois que não viram, eu já vi marcar faltas iguais dentro da área e tudo foi limpinho, limpinho.

É por estas e outras que a catedral foi baptizada e passou a Capela da Luz.


Boa semana Fernando Albuquerque



De Leão da Estrela a 12 de Março de 2017 às 15:18
A inveja com que certas pessoas ficam quando os árbitros assinalam bem 3 grandes penalidades para a mesma equipa deixam-me completamente destroçado e emocionado.
Se isto acontecesse em todos os jogos e entre todas as equipas seria bonito, mas como não acontece, estamos a tentar entrar na lista da pré-eliminatória das Champions enquanto outros andam a mandar recados todos os dias para o CA.

S.L.


De Pedro Correia a 12 de Março de 2017 às 17:06
Talvez a melhor arbitragem de sempre do árbitro Paixão.


De rudolfodias a 12 de Março de 2017 às 12:22
O Joel Campbello foi o que teve a nota mais baixa por ter deixado o Jesus a falar sozinho?


De Pedro Correia a 12 de Março de 2017 às 14:06
Todos os jornais desportivos coincidem hoje com a minha nota. Campbell no fim da lista.


De Simão Gamito a 12 de Março de 2017 às 12:45
Belo jogo. Que seja para continuar e, principalmente, que seja para começar a próxima época em grande.
Estamos de parabéns.


De Pedro Correia a 12 de Março de 2017 às 14:07
Que seja o primeiro passo de uma enorme e vitoriosa caminhada. Jesus pode inscrever o seu nome na história do futebol do Sporting se estiver atento aos sinais dos tempos.


De Leão de Queluz a 12 de Março de 2017 às 14:23
Também penso que com Alan Ruiz a goleada seria maior; entre quem entrar os 2 putos devem jogar, Geraldes e Palhinha irão ocupar, pouco a pouco, o lugar dos colegas que forem para outras paragens. Os Herdeiros da Academia trazem garra ao nosso futebol, ontem o Sporting jogou 90 minutos, pela primeira vez.
Dost não chegava para as encomendas.

SL


De Pedro Correia a 12 de Março de 2017 às 14:26
É verdade, Leão de Queluz. Primeira goleada no campeonato, primeiro jogo em que a equipa jogou 90 minutos dignos do apoio que os adeptos lhe manifestam. Enfim, sete meses depois.


De sporting sempre a 12 de Março de 2017 às 15:43
para a coisa estar perfeita faltou esgaio a defesa esquerdo (mesmo mauzinho a defender, pior que o marvin e impossivel e pelo menos matheus tinha ganho outro apoio) e o gauld em vez do b.ruiz (a precisar de ferias urgentemente). a cena do campbell a agarrar na bola para o 3 penalti revela o que pouco que cabe naquela cabeca.


De Pedro Correia a 12 de Março de 2017 às 17:07
Campbell também já não tem lugar nesta equipa. É remetê-lo à procedência sem demora. E continuar a apostar nos nossos jovens: a partir da formação termos o melhor plantel de sempre.


De Romão a 13 de Março de 2017 às 10:15
Lido por aí:

"Sporting smells like teen spirit"

SL


De Pedro Correia a 13 de Março de 2017 às 10:17
Um autêntico 'nirvana'...


De Anónimo a 13 de Março de 2017 às 12:51
Eu quero essa atitude no dia 23/04, já estou a ver o melhor defesa direito da Europa e vizinhanças de olhos trocados; ora passa o Podence ora o Matheus e para chatear também o Bryan. O rapaz ainda volta para Sintra. Menos de 3x0 é derrota.


De Leão de Queluz a 13 de Março de 2017 às 15:14
Gelson, tem carregado a equipa às costas, agradece a ajuda de Podence e Matheus Pereira. JJ viu um pouco tarde a solução que tinha no Banco.
Lembro a JJ, está na Net, que em 1958 Vicente Feola, treinador da seleção brasileira, lançou Pelé(17 anos) em pleno campeonato do Mundo que viria a ganhar. Se os putos tem potencial não há que ter medo.


De Antonio_1969 a 13 de Março de 2017 às 20:16
Desta vez os "mininos" foram (quase) obrigados a jogar e viu-se... pela pontuação foram só os melhores em campo, juntamente com Bas Dost.

Mesmo assim, no fim do jogo houve "alguém" que estava a falar em risco. Ora, o risco que eu vi foi que podíamos facilmente ter marcado 5 golos em vez de 4...

E o golo sofrido nasce de mais uma asneira de um "minino" trintão.

Para não corrermos riscos, no próximo jogo vamos jogar com as lentidões todas ao mesmo tempo, tipo B.Ruiz, A.Ruiz, B.Cesar, Campbel (este talvez não porque saiu zangado). Assim vamos correr muito menos riscos de ganhar o jogo.

Há ainda a possibilidade de vir a adaptar o Podence a lateral, em mais uma adaptação de génio...


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Quem faz isto é capaz de ...

Os nossos comentadores me...

Futebol a sério e futebol...

Outra vez Abel?

A cartilha (parte II)

Os nossos comentadores me...

Coragem

Cada vez mais lido

O ódio criminoso

Os nossos comentadores me...

Arquivo

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

bruno de carvalho

selecção

leoas

prognósticos

jorge jesus

vitórias

há um ano

balanço

slb

campeonato

arbitragem

benfica

jogadores

rescaldo

eleições

mundial 2014

taça de portugal

liga europa

godinho lopes

ler os outros

clássicos

golos

árbitros

nós

euro 2016

futebol

comentadores

crise

marco silva

cristiano ronaldo

scp

análise

humor

formação

chavões

liga dos campeões

slimani

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
136 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds