27 Set 16

Depois da excelente exibição de há duas semanas frente ao Real Madrid, desbaratada com dois golos sofridos nos últimos cinco minutos, um jogo de características muito diferentes, o desta noite frente ao Legia de Varsóvia. Jogámos o suficiente para garantir a vitória, que nos permite continuar a sonhar com a passagem à fase seguinte da prova. Bastou meia-hora de aceleração contínua, com jogo objectivo e rectilíneo, para cumprirmos a missão e seguirmos em frente. Longe do brilhantismo conseguido no Santiago Bernabéu, certamente. Mas não me importo de trocar esse brilhantismo pelo triunfo hoje alcançado. Com William, Adrien, Gelson e Bas Dost novamente em evidência.

Facto que merece destaque: foi a primeira vitória de uma equipa portuguesa nesta temporada na Liga dos Campeões.

 

............................................................................

 

 

RUI PATRÍCIO (6). Defesa aparatosa de cabeça fora da área logo aos 6'. Com segurança e convicção, dando o mote ao seu desempenho durante o resto da partida.

JOÃO PEREIRA (6). Esteve no seu melhor durante o primeiro tempo em contínuas tabelinhas com Gelson. Tirou o pé do acelerador na segunda parte. E abriu o seu corredor aos polacos no minuto 70, felizmente sem consequências.

COATES (7). Exímio a desfazer lances ofensivos da equipa adversária, sempre com a autoridade tranquila que o caracteriza. Quase marcou aos 40' com um soberbo cabeceamento, bem defendido pelo guardião adversário.

RÚBEN SEMEDO (7). Bons cortes ao longo da partida (5', 49' e 52'), contribuindo para a robustez defensiva do Sporting. Foi apenas a sua segunda actuação na Champions. Ninguém diria, a avaliar pela qualidade do seu jogo.

JEFFERSON (6). Jesus parece apostado em recuperá-lo como titular. O brasileiro retribui com voluntarismo e esforço, embora sem esconder algum nervosismo. Tentou o golo aos 22' mas a bola saiu um pouco acima da baliza.

WILLIAM CARVALHO (7). Assegura a cobertura defensiva do nosso meio-campo, num raio de acção muito largo. É o rei das recuperações e ninguém consegue roubar-lhe a bola. Excelente a definir o jogo, uma vez mais.

ADRIEN (7). O capitão inventou a jogada que deu origem ao nosso segundo golo graças à intensidade que põe em cada lance. Recuperou a bola e passou-a muito bem colocada a Bas Dost, que lhe deu a melhor sequência.

BRUNO CÉSAR (5). Vários pontos abaixo da recente prestação no Bernabéu, em que foi um dos heróis leoninos. Marcou bem os cantos, incluindo o que deu origem ao primeiro golo. Tentou o remate de longe, sem sucesso.

GELSON MARTINS (7).  Outra exibição soberba, embora sem atingir o brilho da sua recente prestação em Madrid. Excelentes arranques pela ala direita, aos 11' e 41'. Podia ter marcado aos 18': à boca da baliza, rematou à barra.

BRYAN RUIZ (6).  Positivo: reconciliou-se com o golo, ao apontar o nosso primeiro, no minuto 28, na sequência de um canto. Negativo: embrulhou-se demasiadas vezes com a bola, complicando o que é simples.

BAS DOST (7). Início de época de sonho para o artilheiro holandês que veio substituir Slimani. Tem quatro golos marcados na Liga, hoje estreou-se a marcar na Champions, iam decorridos 37'. Estava feito o resultado.

MARKOVIC (4). Substituiu Bruno César aos 67'. Está claramente abaixo de forma: abusa do individualismo e continua incapaz de sincronizar os seus movimentos com os da equipa. Correr muito não basta.

CAMPBELL (5). Entrou aos 77', substituindo um fatigado Gelson Martins. Ajudou a segurar o lateral esquerdo polaco, que estava a subir demasiado no terreno.

PETROVIC (-). Substituiu Bryan Ruiz aos 87'. Estreia na temporada oficial do Sporting após exibições pouco auspiciosas na pré-época. Contribuiu para equilibrar e reforçar o nosso meio-campo, segurando a bola.


comentar
38 comentários:
De SportingSempre a 28 de Setembro de 2016 às 00:39
Como dizia noutro comentário, acho que a nota do B.Cesar peca por defeito.

Já agora acho que a do João Pereira peca por excesso porque se é verdade que cansa de o ver acima abaixo, 90 e tal por cento dos centros e passes de ruptura são fahados e não dão em nada... e com tanto esforço, há sempre uma balda ou outra no momento de defender que permitem lances perigosos do adversário. Mas se é pelo esforço e dedicação, nota 10.


De Pedro Correia a 28 de Setembro de 2016 às 16:48
O João Pereira fez uma magnífica primeira parte, apoiando grande parte da exibição do Gelson Martins, com quem combina muito bem.

O Bruno César esteve muito aquém da prestação revelada no Santiago Bernabéu. Mas continua a ser um dos nossos melhores marcadores de cantos e livres.


De Romão a 28 de Setembro de 2016 às 10:06
O Campbell e o Markovic devem de pensar que isto aqui é só sol e praia!
Esquecem-se que estão cá para jogar á bola!


De Pedro Correia a 28 de Setembro de 2016 às 16:49
Do sérvio ainda não vi nadica de nada.


De Edmundo Gonçalves a 28 de Setembro de 2016 às 10:32
Ora bem, vamos lá:

RUI PATRÍCIO - Nem sei se esteve bem ou mal, uma vez que defesas dignas desse nome, não teve que fazer nenhuma. Em duas situações apertadas, uma a passe de Semedo à queima e outra num corte de cabeça fora da área, esteve muito bem.
JOÃO PEREIRA - Eu gosto do empenho do J. Pereira, dá tudo em campo, mas por vezes é inconsequente, borrando frequentemente a pintura por excesso de entrega. Talvez se doseasse melhor o seu esforço, as coisas lhe corressem ainda melhor. De qualquer forma, exibição bastante positiva.
COATES - Sem falhas a defender, o que começa a ser um hábito. Poderia ter marcado num belo remate de cabeça, que deu a defesa da noite ao GR adversário.
RÚBEN SEMEDO - Eu já disse aqui que este rapaz vai ser uma espécie de Beckenbauer?.
JEFFERSON - Ainda muito abaixo do que lhe vimos. Será que haverá melhoras? Bom remate de longe e muito fraquinho a defender.
WILLIAM CARVALHO - Começa a ser maior que o campo e eu começo a deixar de ter adjectivos para o qualificar.
ADRIEN - Até inventar a jogada do segundo, até nem estava a ser muito esclarecido, apesar de combativo, como sempre. Depois libertou-se e foi o capitão a que estamos habituados. Sem ele, não é a mesma coisa.
BRUNO CÉSAR - Provavelmente está cansado, daí a sua prestação menos exuberante que em Madrid. Era a unidade, a par de Jefferson, com sinal menos e foi bem substituído.
GELSON MARTINS - Exibição de luxo na primeira parte. Na segunda foi vítima do posicionamento mais recuado da equipa e o seu rendimento ressentiu-se. Bem substituído, na lógica do jogo que o treinador decidiu para o restante tempo de jogo.
BRYAN RUIZ - Matou o borrego e só por isso deve ser realçado. Agarrou-se demasiado à bola e foi pouco esclarecido em situações de ataque, onde poderia ter criado perigo, tivesse "largado" a bola a tempo.
BAS DOST - Fez o que se lhe pede e para o que foi contratado: Golo! Esperemos que o primeiro de muitos na CL.
MARKOVIC - Estará no contrato, ter que jogar sempre?
CAMPBELL - Entrou para fazer de tampão na direita. Bem nesses aspecto, mas muito mal nas decisões atacantes. Aliás, "comme d'habitude".
PETROVIC - Entrou para ajudar William, quando os polacos povoaram aquela zona. Esteve bem nesses aspecto.

Gostei da Primeira parte, com um futebol de grande nível e a espaços, genial.
Percebo a lógica da segunda parte e concordo com ela, mas nós, adeptos, queremos sempre mais, por isso soube a pouco principalmente depois da delícia da primeira metade, mas Sábado está aí o Guimarães e outros valores tiveram que ser alevantados.


De Romão a 28 de Setembro de 2016 às 13:30
Ei lá, Edmundo não percebo nem concordo "com a logica da 2ª parte". O trabalho é para se fazer até ao fim. Não é por eu fazer um optimo trabalho durante meio-dia que me dá direito a folgar da parte da tarde.

Se os polacos marcam um golo, a rapaziada mijava-se toda! E depois eu queria ver se iriamos "buscar" novamente o jogo.

SL


De Edmundo Gonçalves a 28 de Setembro de 2016 às 16:21

"...mas nós, adeptos, queremos sempre mais, por isso soube a pouco..."
Fui eu que escrevi isto Romão.
Ainda que entenda a contenção.

E a propósito do próximo jogo, gostava de saber porque não é no Domingo. Mistério...

SL


De Pedro Correia a 28 de Setembro de 2016 às 16:51
Percebo bem a argumentação do nosso amigo Romão, mas eu continuo a trocar exibições de luxo sem vitória final pelos três pontos garantidos mesmo com exibições medianas.
Tal como no Euro 2016.


De Miguel Borja Jiménez a 28 de Setembro de 2016 às 16:47
"RÚBEN SEMEDO - Eu já disse aqui que este rapaz vai ser uma espécie de Beckenbauer?.
WILLIAM CARVALHO - Começa a ser maior que o campo e eu começo a deixar de ter adjectivos para o qualificar.
ADRIEN - Até inventar a jogada do segundo, até nem estava a ser muito esclarecido, apesar de combativo, como sempre. Depois libertou-se e foi o capitão a que estamos habituados. Sem ele, não é a mesma coisa." - Edmundo Gonçalves



De Sérgio a 28 de Setembro de 2016 às 11:30
Boas,

Destaque merecido à primeira vitória de uma equipa portuguesa na fase de grupos desta temporada. Convêm não esquecer que a liga dos campeões para alguns começou mais cedo.

Abraço

Sérgio


De Pedro Correia a 28 de Setembro de 2016 às 16:47
É verdade, Sérgio. Que seja a primeira de várias vitórias. O futebol português, no seu conjunto, beneficia com elas.


De MB a 28 de Setembro de 2016 às 11:47
Bem, a quantidade de vezes que os nossos centrais salvaram/nos nas laterais, devido ao mau posicionamento defensivo dos nossos defesas laterais... Com laterais assim eh dificil ganhar competiçao alguma.

Um aparte, tenho saudades dos nossos "meninos": Tobias, P. Oliveira, Matheus Pereira, Bruno Paulista, Palhinha, Podence e Iuri. Por favor, que o Jorge Jesus os aproveite que neste momento, Matheus e Iuri (com treino do JJ, em cima) rendiam mais que o Markovic, por exemplo.


De Pedro Correia a 28 de Setembro de 2016 às 16:46
Não podem jogar todos na equipa principal do Sporting, MB. Temos de ser realistas.
O Palhinha está a fazer uma boa época no Belenenses. Idem, em relação ao Tobias no Nacional.
O Iuri, infelizmente, desperdiçou a pré-temporada com más exibições. Terá outras oportunidades, tenho a certeza.
O Matheus está tapado, mais que nunca, pelo Gelson. Mas também ele terá mais oportunidades.


De Corvo a 28 de Setembro de 2016 às 11:55
Gostei particularmente do Campelo e do ManKovic.


De Pedro Correia a 28 de Setembro de 2016 às 15:49
Eu pensava que você já estava em estágio, pronto a enfrentar a Camorra, mas enganei-me.


De Corvo a 28 de Setembro de 2016 às 16:21
Enganou-se e é normal que se tenha enganado devido aos hábitos da vossa casa.
Nós não! Nada de sofrimento que se não afigura viável. É chegar lá, limpar a coisa na boa e regressar a cantarolar.


De Pedro Correia a 28 de Setembro de 2016 às 16:43
Cantem, cantem. Quem canta seus males espanta.


De david a 28 de Setembro de 2016 às 16:34
Se a pontuação é de 0 a 10, os valores atribuídos são exagerados.
Mas como acho que a escala é de 0 a 20, concordo.

Num jogo com o antepenúltimo classificado do campeonato polaco e que mamou 6-0 do B. Dortmund no jogo de Varsóvia o Sporting tinha a obrigação de ganhar fácilmente. Acho que o jogo foi fraco e que os leões jogaram quanto baste para chegar à vitória e, por isso, passou alguns sustos n a 2ª parte.


De Pedro Correia a 28 de Setembro de 2016 às 16:41
Pela mesma lógica todos os vossos jogadores que empataram em casa contra o modesto V Setúbal (11.º classificado da Liga) mereceram nota negativa.


De Miguel Borja Jiménez a 28 de Setembro de 2016 às 16:45


De david a 28 de Setembro de 2016 às 17:01
Alguns claro que sim, principalmente os que falharam golos feitos.
Mas nesse jogo a nota mais negativa foi para o árbitro que validou o golo do Setúbal obtido em flagrante fora de jogo.

Já a nota mais positiva foi para o guarde-redes do Vitória.


De Pedro Correia a 28 de Setembro de 2016 às 18:09
Não sejam calimeros.


De david a 28 de Setembro de 2016 às 18:26
Constatações, apenas.
E, para memória futura... isto: golo do Setúbal na Luz em fora de jogo de kilómetros; penalti do tamanho do mundo por assinalar contra o Arouca favorável ao Benfica; golo limpo do Benfica invalidado no jogo com o Chaves.
Em seis jogos apenas são muitos erros...

Venham daí os bugalhos em resposta a alhos..


De Pedro Correia a 28 de Setembro de 2016 às 18:30
Aqui vai o "bugalho": boa sorte frente ao Nápoles.


De david a 28 de Setembro de 2016 às 18:45
Sim, é preciso uma boa dose de sorte, pois é um jogo bastante difícil. E as lesões não ajudam...


De Pedro Correia a 28 de Setembro de 2016 às 23:14
Foi péssimo. Quatro golos, três de bola parada. E não venham falar em lesões, quando deixam o Salvio e o Guedes no banco e põem o Djaló peruano como titular.
O treinador Vitória fez folga hoje.


De david a 29 de Setembro de 2016 às 00:28
Claro, ter tantas lesões de jogadores preponderantes não tem importância nenhuma.
Será que se não houvesse tantas lesões a constituição da equipa era a mesma?
Somos malucos ou quê?
Então se faltar um coates, um dost, um william, um adrien é a mesma coisa?
As alternativas são iguais?
As soluções são as mesmas?
Espero para ver os discursos se o onda de mazelas atingir outras casas...


De Pedro Correia a 17 de Outubro de 2016 às 11:54
Calimeros. Sois uns calimeros.


De david a 17 de Outubro de 2016 às 17:43
Apenas constatações.

Calimero é ter-se apenas um jogador lesionado, o Adrien, e andar para aqui a chorar essa "desgraça".


De Pedro Correia a 17 de Outubro de 2016 às 17:55
Você preocupa-se tanto com o Sporting que será muito mais fácil passar definitivamente para o lado de cá.


De david a 17 de Outubro de 2016 às 18:04
De facto "gosto" do Sporting pois tem-me dado muitas alegrias nos últimos 15 anos.
E reconheço que na época passada as tristezas que o Sporting me deu, como a conquista da supertaça com o golo "chourição" e a vitória 3-0 na Luz, foram amplamente compensadas com a alegria final que foi ter sido campeão dos últimos.
Como vê, Pedro Correia, tenho razões para me preocupar com o Sporting... e nos últimos 15 anos as alegrias foram demais.


De Pedro Correia a 17 de Outubro de 2016 às 18:17
No ano passado o Sporting deu-vos muitas alegrias: vitória na Supertaça, eliminação da Taça de Portugal e vitória por três secos na Luz...

Nunca acabem!


De david a 18 de Outubro de 2016 às 14:30
Pois, mas aquela vitória em Alvalade e a conquista do tri compensaram, com muitos juros, essas três tritezas.
E na presente época não me importo nada de perder o jogo na Luz com o Sporting e no fim comemorar o tetra.
Mas o Pedro Correia, sei bem, gosta mais de ganhar os dérbis e pouca se importa de no final ser campeão dos últimos. São gostos e estes, por norma, não se discutem...
Continue assim, até porque o "hábito fez o monge".


De Pedro Correia a 18 de Outubro de 2016 às 17:24
O tetra já comemorámos. Chegou a vossa vez. Vão comemorar o treta.


De david a 18 de Outubro de 2016 às 17:35
Bem sei que o extraordinário tetra do Bruno Carvalho já foi comemorado.
Já vos enderecei parabéns por terem passado de 18 para 22 títulos de campeão nacional. Proeza do Bruno...


De Pedro Correia a 18 de Outubro de 2016 às 17:40
Só não conseguimos a Taça Latrina, ao contrário de vocês, justos conquistadores do troféu.


De Anónimo a 28 de Setembro de 2016 às 19:25
GOLO invalidado ao Chaves quando estava 0x0. Não se pode ver só para um lado, os lances são idênticos.
Boa sorte para o Nápoles.


De Pedro Correia a 28 de Setembro de 2016 às 23:14
Também formulei esses votos mas andamos fracos: não serviu de nada.


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

O Steaua europeu

Parece brincadeira

Já podemos falar do tal á...

Um abraço ao Stojkovic

21 de Agosto (1560 e 2017...

Peça de vestuário

Os prognósticos passaram ...

A voz do leitor

Ética - a linguagem de Jo...

Depois dos cinco a zero

Facebook
És a Nossa Fé no Facebook
Twitter
És a Nossa Fé no Twitter
Arquivo

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

selecção

leoas

bruno de carvalho

prognósticos

jorge jesus

balanço

slb

há um ano

vitórias

campeonato

jogadores

benfica

eleições

rescaldo

arbitragem

mundial 2014

taça de portugal

nós

golos

ler os outros

liga europa

futebol

godinho lopes

árbitros

clássicos

euro 2016

comentadores

cristiano ronaldo

scp

formação

humor

análise

crise

chavões

liga dos campeões

derrotas

william carvalho

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
142 comentários
138 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds