24 Set 16

Regresso às vitórias, regresso às exibições convicentes. Com uma equipa madura, bem oleada, protagonista de inúmeras jogadas vistosas, denotando clara superioridade frente a um débil Estoril que foi incapaz de dar réplica ao Sporting.

Vencemos 4-2. Mas o resultado é enganador, tão grande foi a disparidade entre os dois conjuntos. Ao intervalo, vencíamos 1-0. Aos 62', vencíamos 3-0. Os estorilistas apontaram os seus golos em duas das três ocasiões em que dispuseram de algum espaço na nossa área durante toda a partida. Então já a turma leonina deixara de carregar tanto no acelerador, poupando energias suplementares para o desafio de terça-feira, frente ao Legia de Varsóvia, a contar para a Liga dos Campeões.

O melhor deste jogo foi a confirmação da veia goleadora de Bas Dost. O internacional holandês marcou o primeiro e o terceiro, encabeçando já a lista dos melhores marcadores da Liga 2016/17 a par de André Silva (FCP) e Marega (V. Guimarães). Mas com menos minutos disputados. Em três jogos já pôs a sua assinatura em quatro golos. Nada mal.

 

............................................................................

 

RUI PATRÍCIO (5). Encaixou mais dois golos. Sem hipóteses de defesa no primeiro, pareceu no entanto mal batido no segundo, com uma saída extemporânea da baliza.

JOÃO PEREIRA (6). Combativo, como sempre. E muito bem integrado na frente atacante, tabelando com Gelson Martins. Batido em velocidade no primeiro golo do Estoril.

COATES (6). Fez o gosto à cabeça apontando o segundo golo leonino, na sequência de um canto. Bem a defender excepto no segundo golo do Estoril, em que pecou por falha de marcação.

RÚBEN SEMEDO (6). Exibição impecável até aos 85', com a autoridade e a concentração que já nos habitou. Falhou na acção de cobertura ao marcador do Estoril no primeiro golo adversário.

JEFFERSON (5). Recuperou a titularidade por impedimento físico de Marvin. Voluntarioso, com vontade de mostrar serviço. Mas não esteve inspirado nos cruzamentos, a sua habitual mais-valia.

WILLIAM CARVALHO (8). Soberba partida do nosso médio de contenção, especialista em recuperações de bola. Assistência para o terceiro golo e intervenção na construção do quarto com excelentes passes de ruptura.

ADRIEN (7). Voltou a ser o dínamo da nossa equipa, alargando e alongando a manobra ofensiva leonina. É também um poço de energia. Único senão: agarrou-se por vezes demasiado à bola. Saiu ovacionado aos 76'.

GELSON MARTINS (8).  De jogo para jogo assume-se como um dos melhores profissionais que actuam no campeonato português. Fez a assistência para o primeiro golo, confirmando a sua influência no bloco ofensivo leonino.

BRYAN RUIZ (6).  Assistiu no quarto golo, participou na construção do primeiro e soube pressionar o Estoril. Mas mantém uma relação complicada com a baliza: voltou a falhar um golo a escassos metros da linha final.

ALAN RUIZ (3). Com ele em campo, na primeira parte, o Sporting pareceu jogar só com dez. O argentino fez um bom remate mas isto esgotou a sua intervenção no jogo. Jesus decidiu castigá-lo retirando-o ao intervalo. Fez bem.

BAS DOST (8). Titular de novo, deu a resposta adequada. Com dois golos que o confirmam como artilheiro. O primeiro num bom cabeceamento, o segundo culminando uma excelente jogada de bola corrida. Saiu aos 73', muito aplaudido.

ANDRÉ (6). Entrou na segunda parte, conferindo mais dinâmica à equipa em comparação com o que fizera Alan Ruiz nos primeiros 45 minutos. Autor do quarto golo, que certamente lhe transmitirá mais confiança para os próximos jogos.

MARKOVIC (6). Substituiu Bas Dost aos 73'. Protagonista de duas arrancadas que empolgaram os adeptos, aos 74' e 81'. Tem clara vontade de mostrar o seu valor aos sportinguistas, que lhe retribuíram com gestos de incentivo.

ELIAS (4). Substituiu Adrien aos 76'. A equipa em nada beneficiou com a troca, muito pelo contrário. O brasileiro, mal recebe a bola, despacha-a de imediato, sem progredir com ela. Inócuo e banal.


comentar
12 comentários:
De SportingSempre a 24 de Setembro de 2016 às 02:10
Tem escola este holandês, sabe muito bem posicionar-se na área e encostar para o golo. De todas as formas. Obviamente não tem o raio de acção do Slimani, não transporta a equipa atrás de si pelo exemplo, mas é letal. Parece muito boa aquisição.

E marca golos entendendo-se por gestos com os jogadores mais próximos, que nem falam inglês ao que parece (Jesus dixit).


De Pedro Correia a 24 de Setembro de 2016 às 08:30
O 'ratio' de golos dele é impressionante, até agora. Dois jogos e meio, quatro golos.
E não se limita a ser homem de área. O segundo dele da noite passada, em que recebe a bola de trás para a frente, em corrida, superando o defesa que procura interceptá-la com perfeita noção do tempo de remate, credita-o como goleador.
Este não engana. Podemos contar com ele.


De Jorge Sousa a 24 de Setembro de 2016 às 13:24
Bas Dost é um matador, daqueles que já escasseam. Grande contratação! Concordo com a observação em relação ao Adrien, agarrou-se nuito à bola.


De Pedro Correia a 24 de Setembro de 2016 às 14:00
Adrien, compreensivelmente, procura ir a todas. Não precisa. Deve aprender a dosear um pouco mais o esforço. Contamos muito com ele na eliminatória da Champions desta terça-feira.


De Edmundo Gonçalves a 24 de Setembro de 2016 às 16:49
"Atão" vamos lá:
Quero falar em primeiro lugar do árbitro: Capela esteve muito bem. É verdade que não houve situações complicadas e os jogadores contribuiram para isso. É de salientar ainda que não foi mostrado um único cartão, e houve situações em que alguém que quisesse protagonismo, poderia ter feito "porcaria".

Quanto à equipa, uma bela resposta à derrota na jornada anterior, com uma exibição convincente, construindo um resultado que pecou por escasso. A ver se a mini-crise não passou disso mesmo.

Quanto aos jogadores:
Patrício - Eu acho que Madrid ainda "lá" anda...
J. Pereira - Ontem fez-se sofrer aquelas faltas que deveria ter sofrido em Madrid. Aprendeu a lição.
Coates - Uma desconcentração que não lhe retira o mérito da marcação do segundo da noite.
Semedo - Exibição de luxo, manchada por uma entrada a destempo no primeiro do Estoril. Nada que lhe retire o mérito de grande central, que fez alguns cortes cirúrgicos noutras ocasiões do jogo.
Jefferson - Está "fora dela", e o próprio Jesus tem dado sinais disso. Em Janeiro lá teremos que ir às compras...
William - Luxo!
Adrien - Ainda afectado pelo episódio Leicester.
Gelson - O otorrino. Uma pérola, vai ser complicado segurá-lo. Em campo e no Sporting.
Byan - É um prazer ver este rapaz jogar. Será muito pedir-lhe que fique mais meia hora na academia, a treinar remates à baliza?
Alan - Quem? Um a menos. No entanto não o quero crucificar, vejo ali talento e muito potencial. Oxalá não me engane.
Bas Dost - Sli... quê? Melhor elogio que este...
André . Parece mais rodado que o argentino e marcou um belo golo. Quem dera que seja o primeiro de muitos.
Markovic - A fazer, tal como os reforços, a pré-época, o que se denota pela falta de ritmo e concentração. Não seria avisado colocá-lo uns jogos na B, a ele e aos outros, para ganhar ritmo competitivo e já agora para ajudar a equipa a conseguir umas vitórias, que aquilo não anda grande coisa?
Elias - Continua a aumentar o crédito que temos para com este rapaz. Será que alguma vez nos pagará?

Terça há mais. Liga dos campeões, para dar um bom espectáculo e ganhar de forma clara.


De Pedro Correia a 24 de Setembro de 2016 às 20:07
Boa apreciação, Edmundo. Tudo de essencial está cá.


De Nuno a 25 de Setembro de 2016 às 01:14
Dominámos o jogo por completo, boa resposta da equipa após dois desaires, jogaram c confiança e sem receios.
Alan Ruiz tinha muito espaço na Argentina,em Portugal o mesmo n acontece, n está habituado a ter tantos adversários perto de si..sinceramente começo a duvidar que a aposta nele irá dar certo. É que(para já) nem golos nem joga bem,o teo ao menos marcava golos.
André também n me parece capaz p jogar atras de bas dost, será q campbell é solução p essa posição?
Jefferson tem q voltar a ter confiança e ritmo...
Excelente exibições de bas dost, william e gelson.


De Pedro Correia a 25 de Setembro de 2016 às 10:24
Sim, Bas Dost, Gelson e William Carvalho tiveram exibições de luxo.
Jefferson não acertou um só cruzamento. O melhor que fez foi a marcação de um livre directo, que quase roçou a baliza estorilista.
Alan Ruiz rematou uma vez com perigo. De resto, zero. Quando saiu, ao intervalo, já foi tarde.


De Miguel Borja Jiménez a 25 de Setembro de 2016 às 14:34
"Jefferson tem q voltar a ter confiança e ritmo...
Excelente exibições de bas dost, william e gelson." - Nuno

Poucos referem o João Pereira. Além de estar a provar que é um bom profissional, está a ter um início de temporada muito sólido. Em Madrid, muito bom. Contra o Estoril, esteve geralmente a um bom nível - infelizmente, tal como os companheiros, não conseguiu prevenir o primeiro golo dos adversários. Com 32 anos, e a fazer estas exibições...Impressionante.

Jefferson:
5 centros, 5 acções mal medidas. E em jogadas que tinham grande potencial de perigo. Isto não vem de agora devido à falta de ritmo, é já algo repetitivo. É bom profissional, é maduro mas toma decisões pouco acertadas na conclusão dos seus lances. Defensivamente, tem altos e baixos, mas é suficientemente seguro para ser uma opção válida.

Confirma-se que o Sporting tem, neste momento, um pequeno problema com a lateral defensiva esquerda.

William:

O que mais impressiona é a maturidade com que lê os lances, a rapidez de raciocínio, e a forma como protege a bola. Finalmente, a entrega teleguiada de bolas e a distancia considerável. Quem, em Portugal, tem esta capacidade? Ninguém, parece-me.

Gelson:

teve 20, 25 minutos apagados, os dribles e as incursões saiam-lhe todas mal. Tem um potencial gigantesco e se conseguir dominar os dribles curtos vai ser imparável. Nesta altura, parece-me um ponto intermédio entre o CRistiano Ronaldo do 3º ano no Man United, e o Nani imediatamente antes de ser vendido aos ingleses, o que já diz muito.

Patricio:

posso estar sozinho nisto, mas parece-me que atravessa uma fase fraquinha. Teve responsabilidades (ligeiramente atenuadas, é verdade, tendo em conta os lances) em Madrid, e não esteve bem no posicionamento e reacções em Vila do Conde. Contra o Estoril, o 1º golo precisava de uma reacção mais rápida, de uma antecipação do que ia acontecer (que o avançado do Estoril ia chutar/direccionar a bola directamente para a frente, para o poste mais próximo), e ele não teve nem uma coisa nem outra.

É o melhor guarda-redes português na actualidade, e um dos 5 melhores da Europa, e pode fazer melhor.

Reforços:

Bas dost, já o tinha dito, é MUITO BOM. Alguém o comparou ao "cardozo", mas é largamente melhor que o paraguaio, tem melhores pés e possui espírito de sacrifício. E ainda não vimos algo que sei que tem: potencia de remate. Outra coisa, boa velocidade de ponta apesar do 1.96m, e óbvias dificuldades na aceleração.

Andre: AINDA não me convenceu totalmente, mas vamos ver, parece-me confiante e bom companheiro. É um reforço com qualidade para contribuir de forma decisiva para a equipa.

Castaignos: tenho a certeza de que é o companheiro ideal para o Dost. Só que é muito jovem. Menos experiente. Falando a mesma língua do Dost, entender-se-iam perfeitamente.

Alan Ruiz: não sei. Pode ser que desponte...mas algo na atitude corporal, na fisionomia me diz que não é um profissional combativo.

Elias: em forma duvidosa. Pouco entrosado. Tem um ou outro pormenor interessante.

Para o lugar de Adrien mais depressa colocaria o Paulista (o que o vimos fazer no Brasil é fenomenal), mas é obvio que o Paulista é muito muito jovem. Talvez um dia o venhamos a ver com o Gauld, o Podence, o Iuri e o Matheus (sem esquecer um Carlos Mané mais amadurecido), talvez o vejamos já este ano. De qualquer forma, se o Paulista é pouco experiente para este futebol fechado e de puxões e empurrões que temos, o Elias, com menos físico e em forma que levanta duvidas não me parece alternativa credível...ainda.

Campbell: o jogo horroroso frente ao Rio Ave colocou-nos duvidas a todos. Vamos ver.


De Pedro Correia a 26 de Setembro de 2016 às 00:25
Preocupa-me que o Rui Patrício tenha sofrido sete golos nos últimos três jogos.
Tem responsabilidade clara no segundo golo do Estoril: desposicionou-se, saindo da baliza, sem a menor necessidade.

Substituições: tirar Adrien para meter Elias é passar do dia para a noite, salvo seja. Sofremos quatro golos (em Madrid e Alvalade) após estas substituições, já com Adrien fora de campo.

Jefferson é vítima da subida de fasquia do plantel. A qualidade média subiu, ele manteve-se. Parece hoje mais fraco do que era nas duas épocas anteriores. Parece e é.


De Miguel Borja Jiménez a 26 de Setembro de 2016 às 01:09
Totalmente de acordo.

Foi uma das coisas que me está a surpreender negativamente, 7 golos em 3 jogos!!!, tendo em conta os jogadores que estão em bom plano (Coates, João Pereira, Ruben Semedo).

Se é verdade que a equipa não esteve no seu todo bem a defender quando os golos aconteceram...o Rui não esteve bem em vários dos golos - como se...a velocidade de processamento de informação (trajectoria da bola, consciência situacional) tivesse decrescido drasticamente...?

Mas enfim, todos têm os seus momentos menos bons.


De Pedro Correia a 26 de Setembro de 2016 às 09:04
Esperemos que este mau momento seja ultrapassado já no fundamental jogo de amanhã frente ao Legia.


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Tão preocupado que eu est...

Cuspiram acusações entret...

Os nossos comentadores me...

Balanço (1)

Boas notícias

Liga dos Palpites 2016/20...

Indigno

Os nossos comentadores me...

Os prognósticos passaram ...

Bas Dost versus Slimani (...

Arquivo

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

bruno de carvalho

selecção

prognósticos

leoas

jorge jesus

vitórias

há um ano

balanço

slb

campeonato

arbitragem

benfica

rescaldo

jogadores

eleições

mundial 2014

taça de portugal

liga europa

godinho lopes

ler os outros

nós

golos

clássicos

árbitros

futebol

euro 2016

comentadores

crise

marco silva

cristiano ronaldo

scp

análise

humor

formação

chavões

liga dos campeões

slimani

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
136 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds