22 Mai 17

Em tempo de guerra não se limpam armas, mas chegado este intervalo é a hora de fazer o balanço e de afirmar muito do que foi calado durante a época.

No final de um jogo onde alguns dos jogadores da Academia que andaram a rodar para ganhar estaleca deram a melhor conta possível no tempo e espaço que lhes foi oferecido, ouço o nosso treinador, com ar pesaroso e fatalista, a lavrar sentença procurando evangelizar o povo créu na religião da Academia, no sentido de que esta tem tido demasiado peso no plantel e que com ela e sem recorrermos a craques  - como "os outros que contratam jogadores de €20 milhões" - nunca teremos hipóteses de passar do que temos sido ao longo da última década e meia.

Foi há 24 horas e ainda estou de queixo meio caído.

 

Os "culpados"

 

Gelson, Ruben Semedo, Rui Patrício, Adrien, William, Beto, Esgaio mais tarde Podence são dos últimos a que me ocorre atribuir responsabilidades especiais pela má época. A estes juntaria Bruno César, Bas Dost, Alan Ruiz, Coates e Paulo Oliveira.

Junto a isto outro dado que me ocorreu pouco depois de ouvir o nosso treinador: Iuri Medeiros foi o segundo melhor marcador de entre os quadros do Sporting Clube de Portugal, marcou mais um do que Gelson e não se fez rogado em assistências.

 

Afinal porque tivemos uma época tão abaixo das expectativas?

 

Não sou fundamentalista da Academia. De todo.

Sou fundamentalista de ter no Sporting Clube de Portugal os melhores que podemos contratar e manter de forma sustentável. Sou fã de Bas Dost e acho que foi uma excelente aposta. Sei até que é impossível acertar em todas as contratações ou até na maioria. Mas também consigo ver quando a conversa atinge um patamar alheio aos factos.

 

A verdade é que este ano foi um daqueles anos em que mais suspirei por vários jogadores que já são nossos, da Academia e que, ou não estavam ao nosso serviço, ou permaneciam arredados do plantel.

Fi-lo sempre que Castaignos tocou na bola, sempre que no banco ou na bancada via jogadores que nem calçavam - como Meli. Sempre que Bryan Ruiz destruia mais um pouco a excelente imagem que tinha deixado e que o treinador teimava em exibir.

Fi-lo quando Campbell demonstrava que já tinha dado tudo o que tinha para dar e se mantinha entre os eleitos; sempre que Markovic tinha ainda mais uma oportunidade para revelar que já não era o que foi; sempre que Petrovic ocupava posição no meio campo. Sempre que Elias.... Aí cheguei a chorar (tal como quando Schelotto renovou em janeiro). Sempre que Douglas... quem? Sempre que Marvin fazia 10 jogos péssimos por cada um brilhante.

 

Saudades do Futuro

 

Foi uma época dolorosa, amenizada pela perspetiva de termos jogadores que estavam a amadurecer e a dar genuínas provas de que serão excelentes reforços.

Foi uma delícia ver o Francisco Geraldes e ficar com água na boca para o ver jogar mais. Foi muito bom ver Podence a conseguir aproveitar uma rara oportunidade que acabou por ter. É muito bom ver que Palhinha tem lugar nos 23. É muito bom imaginar Iuri a ser o segundo melhor marcador dos quadros do Sporting e a poder marcar os golos com a camisola certa.

Não fazem um plantel completo? Não. Nem todos serão titulares? Não. Mas atirar para fecho de época uma atorda de "ou compras jogadores de €20 milhões ou não chegas lá", também não engulo. Engulo... Faz-me lembrar o Imbula. Valha-me São Sinama-Pongolle!

Quanto investimos na época passada em assinatura, salários e passes de André, Elias, Markovic, Petrovic, Douglas, Campbell, Meli e outros que tais?

 

A camioneta de jogadores

 

Não, o Sporting não tem dinheiro para comprar uma camioneta de jogadores de 5 a 20 milhões cada para ter deles a mesma taxa de sucesso que tivemos este ano (de caras ficam para o ano Bas Dost e Alan Ruiz). Temos que conseguir fazer melhor, muito melhor com o que temos e com o que pagamos à nossa equipa técnica.

 

Bas Dost custou €10 milhões. Slimani €300 mil. Ambos craques, ambos matéria-prima para clubes campeões.

O que interessa não é comprar caro, é comprar bem e escolher bem em cada domingo. 

Enquanto assim não fizermos, e pegando no exemplo da época que termina, hei-de continuar a "chorar pelos meninos".

Saudações leoninas.

Tags:

comentar
14 comentários:
De Sporting Sempre a 22 de Maio de 2017 às 23:10
É isso... Jorge Jesus faz gala em cuspir no prato da sopa...

Conta a história à sua maneira, ignora o que fez Boloni, Inácio ou M.Allison e como conseguiram ganhar títulos pelo Sporting, sonha com o que tinha no Benfica, está desiludido, só tem que viajar para onde possa ser feliz, a China por exemplo...


De Pedro Correia a 22 de Maio de 2017 às 23:20
Excelente reflexão, Rui. Tocas no ponto exacto.


De Leão da Estrela a 23 de Maio de 2017 às 00:03
Bom comentário caro Rui. Concordo na totalidade com o que foi escrito e digo mais, se Jorge Jesus se considera o melhor entre os melhores, porque é que precisa de ter planteis de jogadores de milhões? Saudades do Mendes? Arranjar desculpas para o que aí vêm? Preparar o caminho para sair porque não têm condições? Porque ele é um verdadeiro Flop, tudo serve de desculpa para os insucessos.
O melhor dos melhores têm de demonstrar em campo que consegue fazer melhor que os adversários e com menos recursos. Só assim é que a história guarda a memória dos Heróis. A batalha de Aljubarrota ficou gravada na memória da história porque Nuno Alvares Pereira foi melhor, mais inteligente e mais audaz do que os adversários e assim, os portugueses em menor número e com menos recursos derrotaram os castelhanos.
O Sporting têm de demonstrar em campo que é mais inteligente, melhor técnico-taticamente e mais audaz, se Jorge Jesus não têm capacidade que se vá embora.

S. L.


De Antónimo a 23 de Maio de 2017 às 00:42
A batalha de Aljubarrota foi ganha porque Alvares Pereira teve a ajuda dos ingleses e copiou as suas tácticas.
Teve sorte pela sobranceria e subestimação dos castelhanos pois conseguiu escolher o terreno para a refrega.


De Carlos Silva a 23 de Maio de 2017 às 12:01
Não copiou as suas táticas. Aprendeu-as (conhecimento) e adaptou-as (o que se pode dizer inovou)...e ainda Antónimo, a hora tardia do início do ataque luso/castilhano e a doença do seu rei. Mas, não há vitórias nem factos sem condicionalismos externos. Lutámos bravamente e soubemos merecer todos esses factores positivos. É preciso retomar o lema das nossas meninas futebolistas - "Não há desculpas". Aprenda JJ.


De Leão da Estrela a 23 de Maio de 2017 às 12:48
Escolher o campo de batalha, o posicionamento do seu acampamento, a hora da refrega, a colocação dos seus homens (segundo consta havia uma relação de 1 português para 6 castelhanos, estes sim auxiliados por franceses e flamengos, além de possuírem cavalaria pesada, algo que os portugueses praticamente não tinham) e a tática de combate, demonstram as qualidades e a inteligência de uma líder.
Ter crença em ganhar e vontade de vencer são predicados necessários para se chegar à vitória. Quando vejo neste momento o treinador do Sporting a refugiar-se em desculpas, necessidades e problemas, sinto que ele próprio não têm crença em si, logo, se não crê no seu trabalho como poderá incutir num grupo de homens a intensidade, vontade e a crença que serão os grandes vencedores? Não consegue e isso notou-se em toda a época. Mais grave é quando o comandante não tendo crença no seu trabalho se eleva em elogios próprios quando as coisas correm de forma mais positiva, mas quando apareciam os desaires a culpa era atirada para todo o lado, inclusive aos seus jogadores. Erro crasso e maior em quem quer liderar um grupo vencedor.
Neste momento só os adeptos e não todos, é que mantém alguma crença na vitória, o que torna urgente a mudança de atitude e de mensagem. Se não resultar com quem está neste momento, será necessário mudar para alguém que o consiga, porque, a manter as coisas como estão os próprios adeptos perdem também a crença na equipa e na vitória.

S.L.


De Carlos Silva a 23 de Maio de 2017 às 14:29
Concordo em absoluto. Neste momento, começo a pensar que é melhor ter um mau treinador que um treinador que se auto valoriza a todo o momento, rebaixando todos os que o rodeiam. Ao primeiro, há sempre a possibilidade futura de aprender. Ao segundo, há a certeza da manutenção do erro. Infelizmente a forma do contrato assinado, impossibilita qualquer tomada de posição do clube. Somos reféns desse contrato.


De Sol Carvalho a 24 de Maio de 2017 às 01:40
"Quando vejo neste momento o treinador do Sporting a refugiar-se em desculpas, necessidades e problemas, sinto que ele próprio não têm crença em si, logo, se não crê no seu trabalho como poderá incutir num grupo de homens a intensidade, vontade e a crença que serão os grandes vencedores? "

Meu caro, nao podia estar mais de acordo.

Se o treinador diz que não consegue se não tiver jogadores de 20 milhões, se é verdade que já disse que iria sair sem pedir a clausula, ele está claramente a apontar JÁ o dedo para o proximo culpado, PORQUE NAO ACREDITA NA VITÓRIA.

E o que eu nao compreendo é porque raio o tal "proximo culpado" que é o nosso presidente e que, por acaso, até acha que consegue levar o Sporting para a frente mesmo sozinho (nesse aspecto, pelo menos nao atira a toalha ao chão, justiça lhe seja feita) porque raio não decide mudar?

Nao vejo entre os adeptos da continuidade de JJ nenhum entusiasmo mas apenas o velho politicamente correcto que "os projectos são para continuar", "nao devemos fazer as chicotadas", vamos ver o que se passa na pré-epoca etc etc.... mas CRENÇA de que, com ele, vamos lá.... nikles!

A unica pessoa que parece acreditar sacrifica o seu capital de apoio e o clube a que preside, para apoiar um cavalo errado... mesmo quando nao há indenização a pagar???

Não dá para entender... ou então presidente, por favor, volte a facebook ou onde quizer e explique-nos lá de uma vez por todas o que é que está a acontecer...

Ou seja, para um ... se falhar foi porque dei condições e ele falhou (Lembram-se?), depois foram os "meninos", depois ainda foram os adeptos...
Para o outro.. se falhar foi porque "nao me deram condições", nem jogadores de 20 milhões... (me desculpem mas é caso para dizer que com jogadores de 20 milhões existe mais de uma dezena de treinadores portugueses, em Portugal, que iam lá....)

E onde fica o Sporting? Nao se vê... porque a barreira de egos que se levanta não nos deixa sequer olhar o clube...

ou então ha aqui qualquer coisa que não está explicada como deve ser...



De JHC a 23 de Maio de 2017 às 00:11
Jogadores como Slimani são uma excepção!!!Em cada 50 contratações vamos encontrar um Slimani para ser lapiado( e foi JJ que o lapidou, assim como está a valorizar Bas Dost e Gelson Martins).
Não temos na formação jogadores para todas as posições. Podemos especular que temos outro Adrien Silva, William Carvalho, ou João Mário na formação, mas não temos. Estes foram Campeões Europeus!
Colocar a responsabilidade de substituir campeões europeus em jogadores que estão a iniciar o seu percurso na 1ª liga é correr o risco de hipotecar o seu crescimento.
Desculpem mas é o que penso.
Iuri é um jogador soberbo! Espero que seja psicologicamente capaz de superar a insegurança que demonstrou no inicio da época para poder brilhar com as cores certas!
Não quero saber quanto gasta o rival. Ainda agora vão emprestar Jovic 6 milhões ao Eintracht e outros 6 milhões estão na 2ª liga muitas vezes no banco(Saponic).
Os "negócios" do Benfica(Vieira/Mendes/obrigações) permitem que continuem a comprar paletes de jogadores e a culpar JJ mesmo já não estando lá!!!
Espero que passemos o playoff da Champions. Se tal acontecer necessitaremos de jogadores com alguma maturidade competitiva ( que não custam 300 mil!!!) a mistura com a irreverência da formação.
Provavelmente vamos perder jogadores nucleares e quem vier terá de se adaptar. Portanto vamos ter cabeça e dar algum tempo para que os jogadores ganhem rotinas antes de começar a criticá-los ao primeiro passe falhado!
Dizemos que os benfiquistas comem gelados com a testa mas não os vejo a criticar o Eliseu ou o flop Carrillo.
Schelloto é pre-convocado para seleção argentina e somos os primeiros a criticar a escolha de um ativo do Sporting.
Isso não me parece sinal de grande inteligência...
Saudações Leoninas



De Leão de Queluz a 23 de Maio de 2017 às 10:19
Tem razão JHC, também não foi sinal de inteligência a tarjeta com o Rubem Semedo, ontem bestial hoje besta; os sportinguistas são os primeiros a desvalorizar os seus ativos, seria como um pai dizer que tem um filho que "não vai dar nada!".
Tiros nos pés, atitude suicida. Mas isso já vem de há muitos anos.....


De Rui Cerdeira Branco a 23 de Maio de 2017 às 11:03
Uma grande verdade, não temos na formação atuais campeões europeus. Mas olhe que podemos ter futuros campeões europeus. Há poucas academias no mundo que formaram um número tão elevado de campeões europeus.
Para substituir João Mário quem fomos buscar este ano para não correr esse grande risco de pôr putos com essa responsabilidade? E como correu? Meli? Petrovic? Elias??
Repito o que digo no fim, o que interesse não é o custo do passe (muito menos a idade). O que interessa é a qualidade e a capacidade de a identificar e de a pôr a render. Na dúvida, entre dois jogadores, num clube como o Sporting que precisa inevitavelmente de afirmar a prata da casa para poder sobreviver financeiramente próximo da alta roda, escolheria sempre a prata da casa. Para entrar no plantel alguém contratado terá de ser inequivocamente superior ao que cá temos. Castaignos? André? Markovic?


De Edmundo Gonçalves a 23 de Maio de 2017 às 11:10
Meu caro Rui, há uma imprecisão crassa no teu texto.
Passo a citar: "...sempre que Castaignos tocou na bola...". Conseguiste ver?
Quanto ao resto, sem reticências.


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Hoje giro eu - o Rei vai ...

Vamos ter saudades dele

Porque hoje é Quarta-feir...

Leitura recomendada

A frase

Balanço dos 3 primeiros j...

Catorze passarinhos e um ...

Poucos se salvaram numa e...

Hoje giro eu - Equipa da ...

Na Mouche?

Facebook
És a Nossa Fé no Facebook
Twitter
És a Nossa Fé no Twitter
Arquivo

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

selecção

leoas

bruno de carvalho

prognósticos

jorge jesus

balanço

slb

há um ano

vitórias

campeonato

jogadores

benfica

eleições

rescaldo

arbitragem

mundial 2014

taça de portugal

golos

nós

ler os outros

liga europa

godinho lopes

futebol

árbitros

clássicos

euro 2016

comentadores

cristiano ronaldo

scp

formação

humor

análise

crise

chavões

liga dos campeões

derrotas

william carvalho

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
142 comentários
138 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds