28 Dez 16

Confesso que nunca tinha ouvido falar em Pedro Madeira Rodrigues. Problema meu, assumo. Garantem-me vários sportinguistas que ele "interveio" nos últimos anos oculto num pseudónimo, disparando algures farpas a torto e a direito contra a direcção leonina. Se isso for verdade, faz sentido que eu seja incapaz de associar o recém-anunciado candidato à presidência do Sporting a qualquer posição pública emitida de 2013 para cá: pseudónimos, para mim, só valem na literatura. Num debate de ideias, seja político ou desportivo, só por manifesta cobardia haverá quem recorra a um expediente destes.

Seria portanto para sportinguistas tão ignorantes a seu respeito como eu que Madeira Rodrigues deu há poucas horas a cara, em duas ocasiões, para dizer quem é e ao que vem. Primeiro numa conferência de imprensa, depois numa entrevista ao principal serviço noticioso da CMTV.

Acompanhei as suas declarações com atenção. O que disse, lamento registar, foi muito pouco: emitiu uns lugares-comuns sobre a necessidade de alterar a gestão, garantiu que manteria o treinador e que não iria pronunciar-se sobre jogadores, e disparou algumas críticas a Bruno de Carvalho, acusando-o de copiar "o Pinto da Costa da década de 80". Sem reparar, aparentemente, que estas palavras constituíam um elogio implícito ao presidente do Sporting: naquela década, o FC Porto somou títulos e até se sagrou campeão europeu.

Sobre programa e metas e núcleo dirigente, nada. Sobre o que pretende alterar em concreto, além de propor um estilo mais dialogante, coisa nenhuma. Perdeu portanto a primeira oportunidade para fazer a diferença e mostrar aos sportinguistas o que realmente o faz correr. Aguardarei pelas próximas. Mas, como dizia o outro, não há segunda oportunidade para causar uma primeira impressão.


comentar
70 comentários:
De FCS a 27 de Dezembro de 2016 às 23:16
Peço desculpa mas alterações em concreto foi bastante claro - Deixa de ir para o banco - É alias a sua primeira medida!!


De Pedro Correia a 27 de Dezembro de 2016 às 23:23
Essa foi genial. Ele prefere o camarote.


De Carlos Silva a 28 de Dezembro de 2016 às 11:15
Um Oasis de palavras floridas, no meio de um imenso Deserto de Ideias. Neste habitat, espero que os sportinguistas não sejam os camelos.


De Pedro Correia a 28 de Dezembro de 2016 às 12:42
Frases destacadas na imprensa de hoje:

"Modelo de Bruno de Carvalho está esgotado"
"É contra Bruno de Carvalho que vou combater em Março"
"Bruno de Carvalho está isolado, o Sporting precisa de aliados"
"Não é a comunicação que está mal... é o estilo de liderança"
"Bruno de Carvalho perdeu-se, revela um total desnorte"

Tudo isto espremido dá nada.


De Carlos Silva a 28 de Dezembro de 2016 às 15:34
A questão é não haver nem matéria para espremer


De Pedro Correia a 31 de Dezembro de 2016 às 19:05
Como se diz isso em inglês?


De Carlos Silva a 31 de Dezembro de 2016 às 19:15
Bye bye


De Pedro Correia a 1 de Janeiro de 2017 às 20:27


De Rui Alexandre a 28 de Dezembro de 2016 às 00:01
"Sem reparar, aparentemente que estas palavras constituíam um elogio implícito ao presidente do Sporting: naquela década, o FC Porto somou títulos e até se sagrou campeão europeu"
Caro, Pedro Correia, cito-o directamente do postal para evidenciar, se me permite a falácia, da sua análise, mas que títulos o presidente do Sporting Clube de Portugal somou:
- Uma Taça de Portugal, conquistada por um treinador que vergonhosamente foi despedido cinco dias depois;
- Uma Supertaça derivada da conquista da anterior, por um treinador que nada mais conquistou, apesar de ter um salário e, maxime, um orçamento dez vezes superior ao seu antecessor!!!


De Pedro Correia a 28 de Dezembro de 2016 às 00:03
O seu comentário evidencia que não percebeu nada do que eu escrevi.
De resto, se fosse "falácia", seria do candidato pois foi ele que fez a comparação.


De Rui Alexandre a 28 de Dezembro de 2016 às 00:18
Caro Pedro Correia
Sempre respeitei o que escreve, a casa onde escreve é também sua e se não percebi o que escreveu, a culpa, como é evidente, é minha.
Mas creio que do seu texto desde já se pode extrair que "puxou o tapete" ao candidato (veja-se o seu primeiro parágrafo) e claro está, na actual lógica (?) de comunicação (?) dando espaço a novas abordagens ("aguardarei pelas próximas").
Lamento, mas seguramente serei eu que estarei errado.
SL


De Pedro Correia a 28 de Dezembro de 2016 às 09:12
Não puxei o tapete a ninguém nem tenho essa capacidade. Quis ficar esclarecido sobre o motivo que levava este candidato a correr mas nada soube a respeito disso após uma declaração, uma conferência de imprensa e uma entrevista.
Por onde andou nestes anos enquanto sportinguista? O que disse? Foi às assembleias-gerais? Só agora despertou para as críticas a Bruno de Carvalho? Fiquei na mesma.
Projecto? Nada.
Equipa? Népia.
Mudar o quê? Só trocar o banco pelo camarote.
Tudo espremido, deu quase nada. É tão pouco que nem merece referência.


De miguel c. a 28 de Dezembro de 2016 às 01:13
Mais um analfabeto funcional.


De Carlos Silva a 28 de Dezembro de 2016 às 11:25
Curiosamente, os carnidenses relativamente ao JJ, o que lhe apontam de mais negativo, são os seus vencimentos. Estão-lhes atravessados. Há muito pouco tempo, quando ele estava ao seu serviço, enalteciam os milhões que JJ tinha conseguido com a valorização dos jogadores. Esquecem-se quanto custa ter jogadores muito bem pagos, só para comporem os treinos, ou por vingança como o caso Carrillo.


De Pedro Correia a 28 de Dezembro de 2016 às 12:43
Como é que um clube que tem no plantel um Taarabt e um Djaló peruano pode falar dos salários dos outros?
O peruano até agora só foi titular em UM jogo. Extraordinário, para quem ganha quatro milhões de euros anuais.


De Carlos Silva a 28 de Dezembro de 2016 às 15:37
Só com este artista, lá vai metade do vencimento do JJ


De Antónimo a 28 de Dezembro de 2016 às 22:16
O peruano, como lhe chama, ganha 2M/ano que é o tecto salarial do Benfica e não 4M como afirma. Não somos o Sporting.


De Pedro Correia a 28 de Dezembro de 2016 às 22:39
4M, salário bruto. Só os totós não topam.


De Daniel Neves a 28 de Dezembro de 2016 às 00:23
A parte mais ridícula da conferência é quando ele se dirige directamente a uma pessoa que não está lá presente só para lhe dizer que é também sportinguista. Ora o Miguel de Vasconcelos também era português como o D.João IV e no entanto um fez muito por Portugal já o outro não.

Se houver um terceiro candidato, ele vai ser a versão 2017 do Carlos Severino, alguém que não chama de atenção de ninguém e por isso pode dizer os maiores disparates.
Se não houver mais ninguém a candidatar-se, a imprensa em peso vai elogia-lo a torto e a direito. De certeza que vão aparecer um paineleiro televiso com o discurso "apesar de não sportinguista, considero este candidato muito bom blá blá" Vão fazer dele um estadista. Este candidato não tem passado e nem ideias, duas coisas indispensáveis. Se houvesse um candidato opositor que no passado tivesse posto a sua empresa a patrocinar o Clube, alguém que já tivesse criado e/ou liderado um núcleo, etc... ainda lhe dava alguma credibilidade, mas não assim não.

Uma coisa que também pouca gente reparou é que ele não apresentou nomes para a sua equipa, muito menos nomes de gente manifestamente qualificada para ocupar determinado cargo. Ele tem gente qualificada com ele ou vai por nomes dos primos e dos colegas de trabalho na sua lista só para preencher os lugares? Parece-me que esta é mais um candidatura para ele tentar encher o ego do que outra coisa qualquer. Não confio num homem que é muito sportinguista desde a semana passada e que não tem propostas a não ser querer ir senta-se num poltrona na tribuna.


De Pedro Correia a 28 de Dezembro de 2016 às 14:13
Ele tem todo o direito de candidatar-se à presidência do Sporting. É um direito que ninguém pode negar-lhe.


De SportingSempre a 28 de Dezembro de 2016 às 00:27
Ouvi de raspão Pedro Almeida Rodrigues, passei por Alvalade para ver o treino (e aqui poderia dizer algumas coisas) e depois vi a conferência de imprensa do Bruno de Carvalho.
Gostei do que disse (a diferença entre ler o preparado e debitar calinadas de improviso) na conferência e acho que lhe está a fazer bem saber que vai ter concorrência.
Que haja concorrência, que se debatam as questões, e que ganhe o melhor para o Sporting.



De Pedro Correia a 28 de Dezembro de 2016 às 09:15
Bruno de Carvalho melhorou, sim. No tom e no conteúdo. Mesmo assim, falou de mais.
Dez minutos bastariam para dizer o que disse. Quando se fala muito aumenta o risco de distorção da mensagem.
Mas esteve bem no geral. TV e jornal do clube neutralizados durante o período de pré-campanha (não só durante a campanha). Instalações à disposição de todos os candidatos. Abertura para o debate.
Saibamos demonstrar aos nossos rivais - e aos portugueses em geral - como se vive a democracia num grande clube de futebol.


De MB a 28 de Dezembro de 2016 às 01:48
A primeira impressão é de alguém com cabeça e juízo.
Agora é aguardar pela próxima vez e esperar que este aprofunde e desenvolva as suas ideias... Ou nao.


De Pedro Correia a 28 de Dezembro de 2016 às 09:15
A (minha) primeira impressão é de alguém com ar simpático e um imenso vazio de ideias.


De Fernando Albuquerque a 28 de Dezembro de 2016 às 09:42
Prezado Pedro Correia

Antes de mais desejo-lhe BOAS FESTAS e um FELIZ ANO NOVO.

Também ouvi a entrevista deste Sportinguista, que não conhecia, mas isso não interessa, pois existem milhões de adeptos no nosso clube, e que basta serem associados para concorrerem ás próximas eleições.

Não critico, as palavras proferidas, mas de uma coisa tenho a certeza como Sportinguista estou bastante desiludido com o que se passa a nível de futebol da nossa equipa principal, pois embora os roubos continuem na Capela da Luz, perdemos muitos pontos que não são admissíveis.

Todos sabemos quem são os culpados destes desaires e não vale a pena culpar os jogadores, pois tal como os nossos filhos vieram ao mundo porque nós os desejávamos, estes atletas foram contratados por alguém que se enganou, pois a base da equipa continua felizmente a ser a nossa formação.

Neste sentido algo terá de mudar, pois o que mais me aborrece como adepto de uma grande instituição, é ser gozado pela comunicação social, cujo tema é sempre o mesmo e o atingido é o nosso clube.

Esperamos, que esta situação se altere, pois os 8 pontos são
recuperáveis. desde que encarem com seriedade todos os compromissos, que ainda faltam. O comandante do campeonato é uma equipa que está nas melhores equipas da Europa, mas que não ganhou nenhum jogo. perdendo dois e empatando outros dois e assim foi apurado, porque ganhou 6 pontos a uma equipa sem currículo.


Abraço leonino

Fernando Albuquerque


De Pedro Correia a 28 de Dezembro de 2016 às 10:20
Sim, caro Fernando. Os oito pontos são recuperáveis.
Se fizermos uma segunda volta como a da época passada (excepto os jogos em Guimarães e em Alvalade frente ao SLB), acredito que possamos lutar novamente pelo título.
O problema é não dependermos só de nós. Por isso ninguém de boa fé pode "prometer o campeonato": só pode ser prometido mais esforço, mais trabalho, mais competência.
Muito lhe agradeço os seus votos de boas festas e bom Ano Novo, que tenho todo o gosto em retribuir, acompanhados do meu desejo de que goze de boa saúde ao longo de 2017.
E que possamos festejar novos títulos e troféus. Já merecemos, caramba!

Um abraço amigo.


De JPT a 28 de Dezembro de 2016 às 10:09
A única coisa que retive (e só vi o resumo do discurso de apresentação que deu num noticiário - fui ver o Grande Bonga, um lampião de que gosto!) foi que papagueou aquela "pedroguerrice" de que enquanto Bruno de Carvalho esta na presidência, o Benfas foi tricampeão. Que tem a mesma lógica (e "patriotismo") de um inglês vir dizer, em 1941, que foi enquanto Churchill esteve no poder que os nazis bombardearam Londres e Coventry.


De Pedro Correia a 28 de Dezembro de 2016 às 10:23
Espero que numa das próximas entrevistas alguém lhe pergunte o que fez, onde andou e em que iniciativas participou nos últimos quatro anos, em que andou aparentemente distante e silencioso relativamente à vida leonina, salvo eventual lapso da minha parte.


De Mike Portugal a 28 de Dezembro de 2016 às 10:53
Ele esteve bem ativo nestes anos. Ele é o City Lion do blog Camarote Leonino.


De SL a 28 de Dezembro de 2016 às 15:06
Invejo-lhe a paciência de andar de Blog em Blog a fazer copy paste da missiva: "Ele é o City Lion do blog Camarote Leonino."
Sendo ou não (facto que desconheço) o que interessa é a forma como se apresenta publicamente após a formalização da sua candidatura, qual o seu projecto, ideias/programa que defenderá para os próximos anos?




De JPT a 28 de Dezembro de 2016 às 18:10
Inovador, este conceito de que, se um candidato tem um excelente "projecto, ideias/programa que defenderá para os próximos anos" não interessa para nada o que ele fez antes de se "apresentar publicamente após a formalização da sua candidatura". Esperemos, portanto, que o Violador de Telheiras, o Pedro Guerra, ou o José Sócrates não tenham, para o SCP, um excelente "projecto, ideias/programa que defenderão para os próximos anos", ou ainda veríamos o comentador SL a apoiá-los e a defendê-los, contra que os que se atrevessem a atacá-los, com base no que eles fizeram antes de se "apresentarem publicamente após a formalização da sua candidatura".


De SL a 29 de Dezembro de 2016 às 23:04
Acima de tudo e antes de ser sportinguista considero-me pessoa de bom senso e com sentido de respeito... E o clube representa muito para mim, mas não serve com certeza para me para toldar o julgamento e juízo!
Diria que não serão umas linhas anónimas ou não num blog mais ou menos conhecido no meio de uma blogosfera que poderão ser determinantes... ou até motivo para não se dar espaço e ouvir o que defende. Chama-se processo eleitoral.

Tentar comparar umas linhas num blog com os atos e pessoas que enumera ...isso sim é inovadoramente desproporcionado!




De Eduardo Louro a 28 de Dezembro de 2016 às 10:22
Pode parecer-lhe estranho aparecer por aqui... Mas é acima de tudo por estima. E por achar que percebeu mal a referência a Pinto da Costa, porque sei que não é pessoa para distorcer as coisas. O senhor disse que Bruno de Carvalho utiliza a estratégia de Pinto da Costa dos anos 80, mas acrescentou que os tempos são outros. Interpreto eu - que não tenha nada a ver com isso, mas que por acaso até concordo - que copiar uma coisa para aplicar 30 anos depois não é lá grande ideia. Por muito que o estilo seja apreciado, uma cópia é sempre pior que o original. Bom... e 30 anos depois, a cópia só não sai ainda mais prejudicada se já ninguém se lembrar do original.
Um abraço, Pedro. E não me leve a mal por me intrometer por aqui.


De Pedro Correia a 28 de Dezembro de 2016 às 10:30
Viva, Eduardo.
Saiu mal ao candidato a comparação. O modelo Pinto da Costa dos anos 80 - pré-Apito Dourado - é um modelo vencedor. Em campeonatos nacionais, competições europeias e até uma Taça Intercontinental.
Se a intenção era denegrir o presidente do Sporting, o tiro saiu ao lado. De resto, reitero que o candidato perdeu uma excelente ocasião de dizer ao que vem, de mostrar metas programáticas e revelar quem o acompanha. Dizer que "este modelo de gestão está esgotado" é coisa nenhuma.
Um abraço. Apareça sempre.


De Simão Gamito a 28 de Dezembro de 2016 às 10:30
A minha primeira impressão também não foi a melhor. Nem sequer gostei da maneira como o senhor se exprimia. Isso não será importante, mas... mas é!


De Pedro Correia a 28 de Dezembro de 2016 às 10:39
Frases vazias e sem substância:
"O modelo deste presidente está esgotado"
"Vou trazer uma gestão muito rigorosa"
"Navegamos à vista, sem rumo"
"Acredito que seremos capazes de gerar receitas"

Muito pouco para quem esteve na sombra, durante quatro anos, preparando uma alternativa ao actual presidente.


De LEOA MARIA a 28 de Dezembro de 2016 às 11:30
Vi a apresentação da sua candidatura, e logo no início achei piada quando pediu "elevação" ao presidente do Sporting nas eleições, fui então reler todos os seus posts enquanto "City Lion", (encontram-se disponíveis no mister do café para quem quiser consultar) confesso que fiquei chocada com o vocabulário e timing utilizados, e fiquei a pensar, mas quem é cobarde ao ponto de atacar uma pessoa, sob um pseudónimo durante quatro anos, que moralidade lhe assiste para exigir elevação seja em que for? Se isto não fosse mesmo sério era para rir, para mim está apresentado, não vai haver detergente suficiente, que vá conseguir branquear a opinião que tenho dele...

SL


De Jorge Santos a 28 de Dezembro de 2016 às 13:52
Será que Leoa Maria é o seu verdadeiro nome? Ou também será um pseudónimo? E não está aqui, debaixo desse pseudónimo, a criticar o Dr. Pedro Madeira Rodrigues por ele ter feito ao Dr. Bruno de Carvalho o que agora lhe faz a ele?


De LEOA MARIA a 28 de Dezembro de 2016 às 15:52
Sim Maria, é o meu nome verdadeiro e com mto orgulho, Leoa é adoptado, pois defendo o Sporting CP, acima de todos os interesses, nunca precisei de me esconder atrás de um pseudónimo para criticar seja quem for, não faz o meu género, e já agora digo-lhe o que está no meu comentário anterior não é nenhuma, critíca (pois essas prefiro fazê-las cara a cara) é apenas a minha opinião, e não abdico de a expressar, quer agrade ou não...

SL


De Pedro Correia a 30 de Dezembro de 2016 às 13:08
Muito bem, Leoa Maria.


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Frases eternas (2)

Postal aos nossos jogador...

O berço do campeonato

Mais do que desporto

Frases eternas (1)

Leoas às sextas

Ética - a morosidade da (...

A voz do leitor

264 visualizações por hor...

A primeira de muitas....

Facebook
És a Nossa Fé no Facebook
Twitter
És a Nossa Fé no Twitter
Arquivo

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

selecção

leoas

bruno de carvalho

prognósticos

jorge jesus

balanço

slb

há um ano

vitórias

campeonato

jogadores

benfica

eleições

rescaldo

arbitragem

mundial 2014

taça de portugal

nós

golos

ler os outros

liga europa

godinho lopes

futebol

árbitros

clássicos

euro 2016

comentadores

cristiano ronaldo

scp

formação

humor

análise

crise

chavões

liga dos campeões

derrotas

william carvalho

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
142 comentários
138 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds