19 Dez 16
O que fazer?
Edmundo Gonçalves

Eu não quero mudar o presidente, nem mudar de presidente.
Eu não quero mudar o treinador, nem de treinador.
Eu quero sim, que mude o paradigma, tão nosso, de ficarmos a "um bocadinho assim" de qualquer coisa.
Eu quero sim, mudar a táctica de anos do futebol para trás e para o lado, que volta e meia regressa à nossa equipa.
Eu quero ver os jovens da formação, em vez de turistas à pazada, que ganham várias vezes mais e que jogam imensamente menos.
Eu quero um Sporting com mentalidade ganhadora, como já mostrou saber ter.

Mas quero, sobretudo, verdade no futebol.
E se não houver verdade no futebol, arrisco-me a dizer que nunca ganharemos um campeonato, ou se o ganharmos será um mero incidente.

Nesta altura em que tantas suspeições se levantam sobre o futebol, pergunto onde anda o secretário de estado do desporto, o que anda a fazer para além de colar-se aos resultados das federações e às medalhas dos atletas. Por que caminhos anda, qual a cartilha que o rege, se está preocupado, porque se demite das suas funções.

Gostava também de saber onde andam os polícias de investigação. E o ministério público. E os juízes e os tribunais.

É que a coisa não se resume a uma má escolha de jogadores, a uma época mal planeada, a um mau jogo de atletas que já mostraram que são bons executantes. Ajuda, mas há mais, muito mais, para além disso. E enquanto não se mudar este estado podre, esta fossa onde vive o futebol português, a verdade desportiva estará sempre e para sempre, hipotecada.
E porque é da nossa natureza jogarmos limpo, seremos sempre ultrapassados pelos rivais, por mais argumentos que apresentemos em campo.

E porque o polvo tem demasiados tentáculos e ventosas e sinceramente não vejo nesta altura quem o consiga derrotar. Se quem pode e deve se demite da sua obrigação, do governo do país à polícia, aos tribunais, à uefa e à fifa, dificilmente um homem, uma direcção e um Clube, conseguirão mudar o rumo das coisas.

E as mudanças, quando têm que ser drásticas, em regra só o conseguem ser recorrendo a violência. Pode-se seguir por aí, mas mais uma vez, não é da nossa natureza, não o faremos.

Assim, nesta altura, mais que disparar a torto e a direito, de tão envergonhado que estou de ser parte, ainda que passiva, de um negócio de milhões que não me interessa e que me passa ao lado, o que eu exijo, como cidadão de pleno direito, é tão imensamente simples: Exijo Justiça!


comentar
64 comentários:
De john john a 19 de Dezembro de 2016 às 11:53
Parvo! Q post mais parvo fdx...


De Edmundo Gonçalves a 19 de Dezembro de 2016 às 12:01
Parvo! Que comentário mais parvo, foda-se!


De 20Comer a 19 de Dezembro de 2016 às 13:23
parvo e que parvo não visto mesmo agora mais um golo do Peyroteu ?


De Edmundo Gonçalves a 19 de Dezembro de 2016 às 14:00
Visto! Não que não visto. Com um frio destes...


De José Amado a 19 de Dezembro de 2016 às 16:12
Ia precisamente escrever algo desse género. É inacreditável a quantidade de aleivosias juntas num único texto.


De Edmundo Gonçalves a 19 de Dezembro de 2016 às 16:23
Perdão?
Pode indicar em que parte do texto traio o Sporting, ou algum dos seus símbolos, partindo do pressuposto que ao ser-se sócio se é fiel depositário da confiança do Clube?

(ou o meu caro desconhece o significado da palavra e lembrou-se assim de escrever isto porque é "cool"?)


De José Amado a 19 de Dezembro de 2016 às 16:43
Implicitamente (pode ir novamente consultar o priberam) à direcção - parágrafos 3º, 4º e 5º; ao treinador - parágrafo 10º.
Daí para baixo é só ridículo.


De Edmundo Gonçalves a 19 de Dezembro de 2016 às 16:53
Não sabia, efectivamente.

E voltou a não ler o texto do post.
O que tem a ver a direcção com o que escrevo nos parágrafos citados? E há alguma dúvida de que a época foi mal planeada e de quem é a responsabilidade?

Ridículo será V. Exa., se me permite, já que considera então estar tudo bem no mundo do futebol em Portugal. Ridículo e autista, permita-me o atrevimento.
Autista sabe o que significa, talvez...


De Simong2 a 19 de Dezembro de 2016 às 11:58
Assino por baixo. No estado em que as coisas estão, vai ser muito difícil ganharmos um campeonato.


De Edmundo Gonçalves a 19 de Dezembro de 2016 às 12:02
Eu não tenho dúvida nenhuma.

SL


De Anónimo a 19 de Dezembro de 2016 às 12:08
Uns lembram-se da natação. Outros chamam pelo governo.


De Edmundo Gonçalves a 19 de Dezembro de 2016 às 12:10
Outros deixam estar como está. Convém-lhes.


De Carlos Luz a 19 de Dezembro de 2016 às 12:09
Edmundo,

No fundo responsabilizas tudo, com factores externos ao Sporting. Excepto uma ou outra bicada à formação. O que olhando a esta época é anedótico e mais grave, é mentiroso.

Falar da muito má planeada época, com manias de grandeza, de uma pré-época que indicava desastre, de um treinador narcisista que se coloca acima do clube, e de um presidente que arranja dezenas de batalhas, metade das quais destinadas ao fracasso. Disso já não falas.

Pedes justiça? Eu peço competência e dedicação.
Até um Porto com um treinador anedótico, com um plantel repleto de falhas, e com um inicio de época onde convenhamos foi prejudicado em vários jogos se vai chegando à frente.

Mesmo com a arbitragem no derby, o resto é responsabilidade nossa! E falar de justiça, de FIFAS e afins nesta altura é apenas assobiar para o lado. Farto desse Sportinguismo da treta!!


De Edmundo Gonçalves a 19 de Dezembro de 2016 às 12:23
Não leste tudo o que escrevi, percebo que a derrota te tenha tirado algum discernimento. Ontem no estádio não fui dos que acenou lenços, mas dei por mim a pensar que se calhar até faziam sentido. Mas isso foi ontem, um minuto depois de terminar o jogo, a quente e fodido por uma derrota e uma exibição de merda.
"É que a coisa não se resume a uma má escolha de jogadores, a uma época mal planeada, a um mau jogo de atletas que já mostraram que são bons executantes. Ajuda, mas há mais, muito mais, para além disso." Está no post
Eu quero sim, que mude o paradigma, tão nosso, de ficarmos a "um bocadinho assim" de qualquer coisa.
"Eu quero sim, mudar a táctica de anos do futebol para trás e para o lado, que volta e meia regressa à nossa equipa.
Eu quero ver os jovens da formação, em vez de turistas à pazada, que ganham várias vezes mais e que jogam imensamente menos.
Eu quero um Sporting com mentalidade ganhadora, como já mostrou saber ter." Também está no post
Parece-me que, para bom entendedor, se assaca as responsabilidades a quem as tem.
E se leres o meu post anterior (http://sporting.blogs.sapo.pt/cinema-paraiso-2989657) verás que não deixo de atribuir culpas a quem também as tem.

Pois o que nos deixou KO, foi precisamente a arbitragem do derby. Poder passar para a frente, ter jogado melhor, merecer ganhar e perder por influência dum terceiro elemento, passar a cinco pontos, deixa marcas. Para quem anda lá dentro, independentemente das fortunas que alguns ganham, sentir que se é impotente mesmo dando o máximo, é complicado. Se juntarmos a isso mais algumas arbitragens manhosas como a de Guimarães, p.e. está explicada uma parte da queda anímica da equipa.

Gosto de te ver solidário com o Porto, isso sim é sportinguismo.


De Riskos a 19 de Dezembro de 2016 às 21:44
Como querias planificar melhor a época e a escolha dos jogadores se no ultimo dia do mercado ainda nem sabias bem que ia ficar e quem ia sair.

Os interesses do Sporting pelo menos neste aspecto foram muito bem defendidos e isso não é coisa pouca, infelizmente ainda não se pode ter tudo.


De Edmundo Gonçalves a 19 de Dezembro de 2016 às 21:55
Sol na eira e chuva no nabal é realmente complicado e difícil.
Mas errar em contratações é bom para mim, que de futebol tenho uma "gloriosa" carreira no Matrena até aos juniores e de bancada há mais de 45 anos. Aos profissionais bem pagos para a prospecção, seria exigível que, na perspectiva iminente de saída de algumas peças-chave, estivessem referenciados verdadeiros substitutos. Não estavam, percebe-se agora. Salvo Bas Dost, que é reforço, estamos pior que em Agosto e a culpa não é minha!

SL


De Riskos a 19 de Dezembro de 2016 às 22:11
A culpa não é tua nem minha, por certo. Referenciar jogadores, provavelmente até estariam, a questão é mais, estariam livres em condições acessíveis.

Isso não desculpa por exemplo a contratação do lateral esquerdo, vendo por outro prisma, a época começa com a aposta nos jovens da formação e aquilo era só goleadas, já depois do meio de Agosto e na iminência da saída de JM, Adrien, Sli e até se chegou a falar no William foi-se buscar aquilo que havia disponível, Markovik, Campbell Elias, Douglas, André (este ultimo por causa da lesão do Spalvis. Não estavas à espera de ver o Sporting a contratar um Rafa por 15M, por exemplo.

Houve erros sem duvida, mas provavelmente nem tanto nos mais apontados e que deveriam fazer a diferença. Petrovic, se não vale mais do que o mostrou, mesmo atendendo ao baixo custo é grande erro. Alan Ruiz, muito caro, mas uma pequena retrospectiva, Di Maria, Gaitan e Enzo que tb foram caros, nos primeiros anos, luz andaram a encher pneus. Meli, é emprestado, mas também não se percebe.

No final de Agosto toda a gente dizia que apesar das saídas, no global não ficávamos pior pois agora havia mais soluções, por vezes não dão certo, mas ainda há muito campeonato e no próximo ano seguramente os jovens que deram barraca em Agosto, depois de uma época a jogarem regularmente voltarão mais fortes e com possibilidades reais de discutirem um lugar na equipa e não no banco de suplentes.


De Edmundo Gonçalves a 19 de Dezembro de 2016 às 22:57
Se não é minha nem tua, é de alguém com responsabilidades e não estou a ver quem seja, já que o Inácio até foi posto com dono.
É um facto que os jogadores são um pouco como os melões, mas há um mínimo... Markovic estava parado há meses, vinha de uma lesão grave, Elias esteve por cá e não deixou saudades e no brasileirão jogou a 10, a "volante" e foi assim que foi campeão, etc, etc.
Os que referes e que vieram para o Benfica, cedo se viu que eram bons, clubite à parte. Alan Ruíz não me parece bom, nem razoável, nem nada.
Mas a grande questão é esta: Fariam os miúdos da academia pior que o que estes estão a fazer? Não saberemos nunca, mas pelo menos tínhamos uma folha salarial muito menor. Assim como assim, se era para jogarem sempre os mesmos, melhor fora ficarmos com os miúdos, digo eu.
Concordo contigo e eu próprio o escrevi aqui, que olhando para os nomes, tínhamos alternativas credíveis no banco e estaríamos descansados sempre que desse uma caganeira ao Adrien, mas o que é facto é que isso não se verificou.
E, repito, a culpa não é minha, que não percebo nada disto.
Eu não quero a cabeça de ninguém, quero é que se assumam responsabilidades. Cada um às suas, como dizíamos em garotos.

Agora é aguardar por Janeiro e trazer a vassoura do Bettencourt e fazer regressar o defesa esquerdo que até é regularmente titular da selecção argentina, o Geraldes ou o Paulista que podem ajudar o William a descansar um jogo ou outro e mais o Podence ou o Medeiros e ganhar os 54 pontos que ainda estão em disputa, que seremos campeões com 81.


De Riskos a 19 de Dezembro de 2016 às 23:21
Basicamente estamos de acordo em quase tudo excepto no facto de na minha opinião e porque me lembro das goleadas do Monaco, Zenit, PSV Betis e sei lá quem mais, com Palhinha, Iuri, Podence, Tobias, no onze, se actualmente estivessem na equipa, com maus resultados, seriam assobiados e no final da época levavam com a vassourada que falas, e eu ainda acredito neles e eles ainda estão a crescer.
Por outro lado também mantenho, Markovic e Elias foram as soluções, provavelmente únicas, que existiam no ultimo dia de mercado e negociados numa altura que se mantinha indefinida a saída de Adrien. Infelizmente não tem resultado.


De Edmundo Gonçalves a 19 de Dezembro de 2016 às 23:29
As pré-épocas são o que são e valem o que valem. Paulo Oliveira há dois anos fez uma pré-época miserável e foi o nosso melhor central durante a época, portanto...
Continuo a achar que há miúdos que podem e devem regressar, vide exemplo de João Mário e R. Semedo, p.e.

Mas sim, basicamente estamos de acordo.

SL


De Anónimo a 19 de Dezembro de 2016 às 12:10
Logo agora que até já temos uma amostra do papa. Custou mas foi.


De Edmundo Gonçalves a 19 de Dezembro de 2016 às 12:27
Este não gosta de chocolatinhos e detesta fruta.
Não é como o teu, o autêntico.


De Pedro Almeida a 19 de Dezembro de 2016 às 12:13
Mas a justiça já está a ser feita, demora sempre muito, mas não falha.
- Caso Doyen finalizado, têm que pagar.
- Caso Vouchers arquivado. (Falta o processo cível que o Benfica intruíu)
- Caso 4 campeonatos fantasma FPF já repôs a verdade.
- Caso incêndio na Luz, ainda corre recurso, mas devem ter que pagar em breve.
- Caso Somague, corre na justiça, só devem ter que pagar daqui por uns anos.


De Edmundo Gonçalves a 19 de Dezembro de 2016 às 12:32
Pois não. Espera pelo Novo Banco.
E pela Doyen.
Os vouchers não foram arquivados na FIFA, é mentira.
A FPF limitou-se a republicar aquilo que estava no seu site, não repôs verdade nenhuma, é mentira.
Pagaremos certamente, não temos crédito mal-parado como vocês.
A Somague é useira e vezeira no esquema que utilizou com o Sporting. Tem perdido outros casos semelhantes, perderá também este.
Mais?


De a 19 de Dezembro de 2016 às 12:19
no ano passado quando ganharam a supertaça ao Benfica, eliminaram o Benfica da taça, "espataram" três secos ao Benfica na Luz e eram os senhores do universo não pediam justiça, pois não?


De Edmundo Gonçalves a 19 de Dezembro de 2016 às 12:32
Houve alguma irregularidade nessas nossas vitórias?


De OInc a 19 de Dezembro de 2016 às 13:24
Tu és cego?

Se houve irregularidades? Caralho, ainda me estou a rir!

É preciso ser-se muito o que se é: lagarto e cego.


De Edmundo Gonçalves a 19 de Dezembro de 2016 às 14:01
Não abras muito a boca.
Ou outro orifício.


De Carlos Silva a 19 de Dezembro de 2016 às 14:36
Mais vale lagarto e cego, que lampião sem a mínima educação.


De Rui Alexandre a 19 de Dezembro de 2016 às 12:31
O que fazer?
Já aqui o havia dito:
JÁ ESTÁ NA HORA,
JÁ ESTÁ NA HORA,
DO BRUNO E DO JESUS,
IREM EMBORA!
SL


De Edmundo Gonçalves a 19 de Dezembro de 2016 às 12:34
Sugestões para os substituir, por favor.
Mandar postas de pescada e não saber fazer os filetes...


De Anónimo a 19 de Dezembro de 2016 às 12:40
Com todo o gosto. Aqui vai:
Para Presidente do grande Sporting Clube de Portugal:
Dr. Rogério Alves
Para treinador:
Marco Silva
Bem sei que o primeiro disse que não era candidato, mas num esforço conjunto de milhares de sportinguistas....
Relativamente ao segundo, creio que não tem clube...
Ou para algo improvável, mantinha-se o actual Presidente que em acto de contrição pública vinha dizer:
Desculpa Marco Silva, enganei-me, queres voltar?


De Edmundo Gonçalves a 19 de Dezembro de 2016 às 13:56
O primeiro não me parece mal escolhido, mas o próprio já disse, numa verdadeira lição de sportinguismo, que não pensa no assunto.
Quanto ao segundo, é porque ganhou ao Porto?
Marco Silva é passado, mas se o não for, que mostre o processo de que foi alvo, para sabermos se merece voltar ou não.

Convém não ter memória curta.


De Joao Carlos a 19 de Dezembro de 2016 às 12:41
O secretário de Estado? Estou a perceber bem, ou o que se pede aqui seria Justiça por decreto, à boa maneira do Estado Novo? Não me parece que a interferência política no mundo associativo, aliás proibida pelo estatuto da FIFA, possa ser um caminho legítimo para a Justiça que reclama.


De Edmundo Gonçalves a 19 de Dezembro de 2016 às 13:52
"Não me parece que a interferência política no mundo associativo, aliás proibida pelo estatuto da FIFA, possa ser um caminho legítimo para a Justiça que reclama."
Pois não percebeu, ou não quis perceber.
Isto vai muito para além do factor desportivo e você sabe-o muito bem. Tão bem que o quer descartar.
Que sabor é que quer?
Do gelado.


De JPT a 19 de Dezembro de 2016 às 12:42
A meu ver, na (justa) derrota de ontem, foi decisivo o jogo de anteontem, na Amoreira, onde a “mão da sorte” se juntou à mão da sorte para desmoralizar, de vez, a nossa equipa - a mim, certamente, desmoralizou-me, porque não a eles também? Todos já vivemos isto nos anos 80/90, todos temos youtube e, por isso, todos sabemos que não é "por acaso" que o que numa semana, e numa área, não é penalti, na semana a seguir, e noutra área, já é. Mas vê-lo, assim, nem com 7 dias de diferença, deita qualquer um abaixo. Antes era o Baía que podia defender fora da área, agora é o Ederson que pode ser o último homem e não ser expulso, antes era o fora-de-jogo que podia ou não ser posicional, agora é a bola que numa área vai à mão, na outra já é a mão que vai à bola. Ou seja, mudaram as moscas e mudou o estrume, mas o cheiro é o mesmo. Claro que isto não apaga o desastre (inesperado, ao menos para mim, que não sou bruxo) que foram as contratações de Verão, e que é a razão do esgotamento dos titulares e da absoluta dependência de Gelson (terrível porque o miúdo finaliza pessimamente), mas, mesmo assim, se estivéssemos todos a jogar no mesmo campeonato - o que, tenho de me render à realidade, não passa de um sonho - esse desastre não tinha impedido que, nesta altura, o estivéssemos a liderar. E essa é que é essa. SL!


De Edmundo Gonçalves a 19 de Dezembro de 2016 às 13:58
Haja alguém que me entenda! Obrigado, JPT.


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Palmarés leonino (41)

Palmarés leonino (40)

Palmarés leonino (39)

O polvo encarnado (4)

Os nossos comentadores me...

Balanço (34)

Pontapé de saída

Palmarés leonino (38)

Memória de peixe outra ve...

O polvo encarnado (3)

Facebook
És a Nossa Fé no Facebook
Twitter
És a Nossa Fé no Twitter
Arquivo

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

selecção

bruno de carvalho

leoas

prognósticos

jorge jesus

balanço

slb

há um ano

vitórias

campeonato

benfica

jogadores

eleições

rescaldo

arbitragem

mundial 2014

taça de portugal

nós

liga europa

ler os outros

godinho lopes

golos

clássicos

futebol

árbitros

euro 2016

comentadores

cristiano ronaldo

scp

humor

formação

análise

crise

chavões

liga dos campeões

derrotas

william carvalho

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
136 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds