17 Jul 17

João de Vila Franca marcou o primeiro golo do Sporting.

 

«Nos finais de 1906, a população atlética do Sporting ampliar-se-ia (...). Era, enfim, a oportunidade de o Sporting, cuja primeira notícia surgiria na imprensa, muito discretamente, apenas a 23 de Dezembro de 1906, regularizar as suas actividades desportivas, resumidas a treinos durante o período de construção e organização das suas instalações. O pontapé de saída em Fevereiro de 1907. No dia 3. Num torneio de futebol (...) organizado pelo CIF, disputado no Campo de Alcântara, propriedade do clube que os Pinto Basto tinham fundado, na senda do Clube Lisbonense. Como primeiro adversário, o Cruz Negra, fundado em 1905, com campo atlético na Luz e dispondo, então, de um grupo de jogadores de certo modo tido como dos melhores de Portugal. (...)

O encontro entre o Sporting e o Cruz Negra, que “teve a presenciá-lo numerosa e ruidosa assistência, entre a qual se viam bastantes senhoras”, foi arbitrado por Pinto Basto (o introdutor do futebol em Portugal). O Sporting perdeu por 1-5. O primeiro golo “leonino” foi marcado por João de Vila Franca. Que era também um óptimo jogador de ténis.

 

Só em Maio, igualmente a 3, se disputou o jogo da segunda “mão”. E os sportinguistas, com uma equipa renovada - (...) oito dissidentes do Sport Lisboa, que tinham ajudado a fundar em 1904 e que abandonaram (antes de o clube se fundir com o Benfica, (...)) fascinados por poderem, enfim, contar com instalações dignas de verdadeiros futebolistas - ganharam. Para espanto de todos. E, num jornal da época, pôde ler-se: “O jogo desenvolveu-se com ofensivas alternadas. Por intermédio de uma passagem oportuna de Frederico Ferreira ao avançado Félix da Costa, este obteve um ponto, largamente aplaudido pela falange ‘leonina’. Ao cabo de uma exibição meritória, o Sporting acabou por vencer por 3-1. (...) Por parte do Sporting, salientaram-se Fritz [que apesar do nome poder não sugeri-lo era português de gema, chamava-se Júlio Nóbrega Lima, mas que, pelo cabelo exageradamente louro, tipo teutónico, era conhecido por essa alcunha], a defesa, Vila Franca e Shirley, nos avançados, e Borges de Castro, no eixo da linha de médios, onde se mostrou trabalhador e destemido, com um final de jogo prejudicado pelo grande número de ferimentos nos joelho.”»

In: Glória e vida de três grandes. s.l., A Bola, 1995, p. 13


comentar
13 comentários:
De JHC a 17 de Julho de 2017 às 09:23
De referir que os jogadores do Casa Pia que jogavam no Sport Lisboa transferiram-se para o Sporting quando perceberam que a agremiação iria se fundir ao Grupo Sport Benfica cujo símbolo era um melão ao centro de uma roda de bicicleta.
Perceberam logo que, por uma estranha ironia do destino, não escolheram inicialmente um clube incapaz de inventar datas de fundação e com princípios e valores dignos da época.
Posteriormente também Cosme Damião cumpriu o sonho de uma vida de envergar a camisola do Sporting Clube de Portugal!


De José Manuel a 17 de Julho de 2017 às 09:51
Cosme Damião no Sporting? Olhe Que Não!
Uma selecção de Lisboa constituída para jogar contra uma equipa espanhola não é o Sporting.

Quanto a datas de fundação nem vale responder a parvoíces. Afinal, quem mudou a data da fundação de Abril para Julho, só porque não gostavam do nome CAMPO GRANDE foi o Sporting.

Quanto aos 8 da equipa do Benfica que se deixaram inebriar pelo doce canto do dinheiro, que julgavam existir em Alvalade, ficaram para a história as doutas palavras de Cosme Damião: «O Sporting tem dinheiro. Nós temos dedicação. No imediato o dinheiro vence a dedicação. No futuro, a dedicação goleia o dinheiro.»

E como Cosme Damião estava certo. Um século depois o clube do “dinheiro” era dobrado em n.º de campeonatos pelo clube da dedicação.


De Pedro Correia a 17 de Julho de 2017 às 10:27
A data da vossa fundação é 13 de Setembro de 1908. A menos que já não se chamem Sport Lisboa e Benfica.

Quanto ao resto: Cosme Damião jogou com a camisola do Sporting em 1910 contra o Deportivo de Huelva - primeiro jogo fora de portas do futebol português.
Facto comprovado.
Deviam conhecer melhor a história do vosso próprio fundador. Mas eu percebo essas lacunas: a cultura não é o vosso forte.


De José Manuel a 17 de Julho de 2017 às 10:50
Caro Pedro Correia não insista que lhe fica mal e só serve para revelar o seu complexo de inferioridade em relação ao Benfica. A data da fundação do Benfica é 28 de Fevereiro de 2004. Foi isso que foi decidido por quem tinha capacidade de decidir, na altura própria. Podiam ter decidido criar um clube novo, mas o que decidiram foi fazer uma fusão entre dois clubes.

Quem jogou contra o Huelva foi uma seleção de Lisboa e não o Sporting. Nessa seleção, além dos jogadores do Sporting, incluíam-se 4 jogadores do Benfica (entre eles Cosme Damião) e um jogador do Sport União Belenense. A bem dizer, foi o primeiro jogo da seleção nacional no estrangeiro.

Afinal quem parece não conhecer a história, ou pelos menos revelar grande lacunas, é o Pedro Correia. Sugiro que diversifique as fontes leitura. Limitar-se a ler e a confiar nas baboseiras de certos blogues sportinguistas, não parece boa política.


De Pedro Correia a 17 de Julho de 2017 às 11:42
Afinal a fundação foi em 2004? E não terá sido num 1.º de Abril?
Férias, caro José Manuel: você está visivelmente a precisar de férias.
Pense noutras coisas. O futebol não é tudo na vida.


De José Manuel a 17 de Julho de 2017 às 12:03
Lapso de escrita directa sem reler atentamente. Data da fundação, obviamente, 28 Fevereiro 1904. Quanto aos restantes factos que enunciei mantém-se tudo.


De Francisco Xavier a 17 de Julho de 2017 às 11:18
«A data da vossa fundação é 13 de Setembro de 1908. A menos que já não se chamem Sport Lisboa e Benfica.»

O que define a vida e a duração de uma agremiação não é apenas o nome. Os Estatutos, os Dirigentes e os Associados são outros componentes que definem a idade de uma agremiação desportiva. Em 1908, os dirigentes não decidiram criar um novo clube, decidiram fundir dois clubes, o "Sport de Lisboa" e o "Grupo Desportivo de Benfica", mantendo Estatutos, Dirigentes e somando Associados. Aliás, a fusão está bem patente no símbolo e no nome do clube.

Se o Sporting, fundado em Abril, com o nome “Campo Grande Sporting Clube”, decidiu mudar a data da fundação para Julho, devido à mudança do nome para “Sporting Clube de Portugal”, é problema do Sporting e dos sportinguistas. Se sentiam vergonha e tentam esconder o nome original, problema dos sportinguistas. O que não podem é querer que outros sintam vergonha das origens.

Quanto a mudanças de nomes implicarem mudanças nas idades, já imaginou o que aconteceria a milhões de mulheres que, após o casamento, acrescentaram ao seu nome o nome da família dos maridos?
Seguindo o seu critério também se devia dizer que essas mulheres passam a ter a idade do casamento?


De Zanizo a 17 de Julho de 2017 às 10:29
Ó José Manuel e essas "doutas palavras" do Cosme Damião, foram registadas em papel de farmácia ou em papel de pharmácia?

É só para esclarecer uma dúvida existencial que me assiste de momento.

Dobrado em nº de títulos? Deve haver aí um equívoco mental qualquer dado que a nível de títulos o Sporting Clube de Portugal ombreia com os maiores do mundo (Barcelona...), se se está a referira títulos de futebol, não é um decreto do Gilberto Madaíl (em meados de 1998) que adultera a verdade da história do futebol, e essa diz-nos sustentada em documentos inatacáveis, de origem fidedigna como sejam actas de direcção da FPF, que dizem a quem quer ver que o Sporting tem um histórico de 22 vitórias no campeonato nacional/liga portuguesa.

Quanto às palavras que imputa a Cosme Damião, a época que vivemos não poderia ser a mais adequada para dismistificar essas afirmações, já que vivemos numa época em que o dinheiro tudo compra desde jogadores a árbitros e delegados e por fim campeonatos e taças. E as últimas épocas deixam isto absolutamente a descoberto.


De José Manuel a 17 de Julho de 2017 às 12:32
Sobre os títulos do SCP o assunto foi claro desde início e foi esclarecido recentemente pela FPF: são 18 os títulos de Campeão Nacional e não 22.
Não se podem somar alhos com bugalhos e os 4 títulos que o SCP invoca, são da competição que antecedeu a Taça de Portugal. A ser somados, seria á Taça de Portugal.
Ou seja, quem tenta adulterar a verdade da história do futebol, com cartazes falsos em que invoca títulos que não conquistou, é o Sporting.


De Zanizo a 17 de Julho de 2017 às 14:22
José Manuel não confudamos então alhos com bugalhos, não confundamos titulos de campeão nacional com ligas experimentais. São os documentos oficiais da FPF e são os documentos históricos quem o afirma. O Campeonato de Portugal foi até 36/37 a competição de apuramento do campeão nacional, e não é uma decisão de Gilberto Madaíl a pedido de um clube e à revelia de todos os dados históricos que determinará o contrário.

Cito:

"Em 1934/35, dá-se a primeira edição da Liga Experimental, ou seja, a primeira edição do campeonato nacional tal como o conhecemos hoje em dia, numa disputa por pontos em que jogam todos contra todos, o que na altura se denominava por “modelo inglês”. Contudo, antes de ser dada como competição que apura o campeão nacional, esta prova, entre 1934/35 e 1937/38, era apenas uma competição experimental, sendo que, o Campeonato de Portugal foi na mesma disputado ao longo destas quatro temporadas de Liga Experimental, em que, relativamente à Liga, o FC Porto venceu a primeira edição e o Benfica as três edições seguintes."

Fim de citação.

Nem o dinheiro transforma ou transformará jamais algo experimental em algo oficial!

Bem sei que há clubes que "cozinham" estratagemas para desta ou daquela forma obter por meios ilícitos vantagem sobre os demais, e hoje mais do que nunca isso se comprova, depois do Apito Dourado temos o Apito Abençoado, apenas mudam as moscas e a cor da trampa.

Podem dizer o que quiserem, podem tentar ludribiar quem quiserem pois se ha coisa que é factual e imutável é a história, e a história com factos devidamente sustentados diz que até 37/38 o Capeonato de Portugal definia o Campeão de Portugal. Apenas após esta data e com a reformulação das competições passou a ser a Liga a atríbuir este título.


De JHC a 17 de Julho de 2017 às 14:26
O Campeonato de Portugal só antecedeu a Taça de Portugal na Vossa inteligência que não dá para mais...
O campeão português era escolhido através do Campeonato de Portugal e não da liga experimental que foi somada como título ao palmarés de Benfica através de mais uma manobra de gente sem respeito e vergonha pela história e pelo desporto. Aliás é esse o Vosso ADN. Isso e tentar fazer crer que são sérios.
Mas eu compreendo. O Porto ganhava tudo e se aproximava perigosamente do Benfica em títulos.
O clube da mentira e dos 6 milhões perderia o principal motor da imagem que detém. Lá iam para o galheiro anos de trabalho e propaganda enganosa.
Caro José Manuel, caso ainda não tenha percebido, os únicos que vão nessa cantiga(cartilha) que prega diariamente vestem de vermelho e gastam horas da vida preocupados com as VMOC do Sporting sem saberem o que significa...e não comentam aqui.
Sugestão do dia: Nova Geração Benfica. Pensam todos como você.


De JHC a 17 de Julho de 2017 às 11:56
Caro José Manuel,
Não tive intenção de provocar tamanha irritação.
Não escrevi nenhuma mentira aqui. De facto Cosme Damião envergou orgulhosamente a camisola do Leão Rampante do Sporting Clube de Portugal!
O ano de fundação do Sport Lisboa e Benfica é 1908.
Os 8 jogadores do Sport Lisboa decidiram ao fim de meses que não poderiam praticar apenas piqueniques(será daí a origem do campismo como modalidade?) e optaram por jogar a bola que fazia melhor a saúde.
Em desespero, os que não tinham campo mas precisavam de meia dúzia de sócios para justificarem-se como dirigentes e impressionar as miúdas, correram para a agremiação do melão+bicicleta. Em 1908...



De José Manuel a 17 de Julho de 2017 às 14:04
JHC compreendo bem bem essa inveja por um clube de jovens que "não tinham campo" se ter transformado no maior clube nacional com o DOBRO dos campeonatos desse outro clube cheio de dinheiro e de títulos... de viscondes. Um clube de viscontes que nos últimos 40 anos tem menos títulos ganhos que o Luisão.

Temos pena, mas esse clube do Povo, FUNDADO em 28 de Fevereiro de 1904, chegou longe e assim continuará por muitos e bons anos... Aliás a inveja que desperta nos principais rivais é sinal disso mesmo.


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Podem colocar o homem em ...

Tristeza

Feito de Sporting - um de...

Frases eternas (2)

Postal aos nossos jogador...

O berço do campeonato

Mais do que desporto

Frases eternas (1)

Leoas às sextas

Ética - a morosidade da (...

Facebook
És a Nossa Fé no Facebook
Twitter
És a Nossa Fé no Twitter
Arquivo

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

selecção

leoas

bruno de carvalho

prognósticos

jorge jesus

balanço

slb

há um ano

vitórias

campeonato

jogadores

benfica

eleições

rescaldo

arbitragem

mundial 2014

taça de portugal

nós

golos

ler os outros

liga europa

godinho lopes

futebol

árbitros

clássicos

euro 2016

comentadores

cristiano ronaldo

scp

formação

humor

análise

crise

chavões

liga dos campeões

derrotas

william carvalho

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
142 comentários
138 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds