Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

O dia em que não me deixaram sair do Jamor

Foi a terceira vez que fui ver o Sporting Clube de Portugal disputar a final da Taça de Portugal no estádio do Jamor. Depois do Belenenses e do Porto tive a fortuna de  conseguir bilhetes para mais uma festa e desta vez com companhia VIP na qual destaco a filhota mais velha. Tivemos direito a bilhete completo, nem de encomenda poderia sair melhor. Todas as lições foram oferecidas a jovens e menos jovens leões.

A dada altura, com mais uma queda de um jogador do Braga, supostamente alazarado, já perto do final da segunda parte, violei os meus preceitos habituais em Alvalade e disponho-me a sair do estádio, desculpando-me com a poupança da petiz à confusão do fim de festa que se adivinhava confusa e amarga. Benditos bilhetes na central que prolongaram a saída do estádio pelo tempo bastante para que Slimiani nos pusesse a acreditar com mais vigor! Alto! Que já ninguém arreda. E foi do topo do topo sul, bem no meio da mancha vermelha que ficámos que nem loucos com o golo de Montero.

No regresso à casa de partida que de imediato encetámos para de lá só sairmos com a Taça, ainda houve tempo para travar cumplicidades com um agente da PSP que, mais tarde, no fim da festa, no inevitável reencontro na passagem pela porta de controlo, se confessou do Sporting tendo no cadastro mais de meia dúzia de finais ao serviço, sendo o Sporting um dos contendores. Prometemos reencontro para o ano, no mesmo local para festa igual.

Termino com uma nota especial de agradecimento ao presidente, equipa diretiva, jogadores, equipa técnica e ao treinador Marco Silva, um treinador que tantas vezes como hoje revelou tanto falhas de aprendiz quanto mestria de comandante de homens. Por mais que o seu destino esteja ou não traçado e que haja razões justificadas ou não para o presidente legitimamente findar a relação (veremos) hoje merece todo o respeito e admiração dos adeptos. Cada coisa no seu tempo, hoje é para nos darmos ao respeito, respeitando quem objetivamente merece. Como nunca deverá deixar de ser no Sporting.

 Viva o Sporting! A Taça é nossa!

2 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D