29 Jul 17

20170729_175920.jpg

 

Aos 28', tivemos uma sensação estranha no estádio. Bas Dost acabara de marcar um golo, levantámo-nos para festejar, mas logo o árbitro travou a nossa euforia. Ia recorrer ao vídeo-árbitro. A coisa demorou cerca de um minuto: só então pudemos dar largas à nossa alegria, gritando o nome do avançado holandês.

Dost voltou a ser determinante. Este golo solitário bastou para a vitória desta tarde do Sporting frente à Fiorentina, conquistando assim mais um Troféu Cinco Violinos. Num estádio muito composto, onde éramos mais de 37 mil a puxar ruidosamente pela nossa equipa.

 

Gostei do que vi. Uma equipa mais consistente e confiante, com maior solidez defensiva e uma apreciável qualidade de passe, desenhando boas jogadas no relvado de Alvalade e revelando capacidade de pressão sobre os adversários. Para tanto contribuiu desde logo a surpresa reservada por Jorge Jesus, que estreou William Carvalho como central, fazendo-o recuperar para o eixo esquerdo da defesa. O campeão europeu, com uma actuação irrepreensível, deu boa conta do recado. De tal maneira que, na minha opinião, foi ele o melhor em campo.

Em muito bom plano estiveram também Battaglia (ocupando a posição habitualmente reservada a William), Podence, Gelson Martins e um voluntarioso Acuña, um dos mais aplaudidos pelos adeptos. Muitos aplausos também para Fábio Coentrão, na sua melhor exibição de verde e branco até à data. Piccini fez igualmente o seu melhor jogo até ao momento e protagonizou aos 56' um dos mais vistosos individuais do desafio, cruzando todo o flanco direito em fintas a sucessivos adversários até à grande área italiana.

 

Aos 61', como é costume nestes jogos não pertencentes ao calendário oficial, Jesus mudou mais de meia equipa, fazendo entrar Adrien para o lugar de Bruno Fernandes (hoje mais apagado do que esperaríamos), Alan Ruiz para o lugar de Gelson Martins, Doumbia para o lugar de Bas Dost, Bruno César para o lugar de Acuña, Jonathan Silva para o lugar de Coentrão e Iuri Medeiros para o lugar de Podence.

Vinte minutos depois, uma última alteração: saiu Battaglia, entrou Palhinha. Sem que o colectivo se ressentisse destas mudanças.

As exibições mais apagadas - destoando do conjunto  - couberam a Tobias Figueiredo (visivelmente nervoso, cometendo preocupantes lapsos defensivos e errando muitos passes) e Alan Ruiz (que ainda não se reencontrou desde que voltou de férias, lento e preso de movimentos).

Foi, em suma, um teste positivo antes dos desafios a sério que estão quase a chegar: o Aves-Sporting, da jornada inaugural da Liga 2017/18, joga-se já a 6 de Agosto.

 

............................................................................................

 

Os jogadores, um a um:

Rui Patrício (29 anos).

Tranquilo, sereno, seguro. Melhor momento: bons reflexos a defender, corrigindo um lapso de Tobias Figueiredo aos 41'.

Piccini (24 anos).

Mais desenvolto, mais atrevido, arrancou aplausos ao acelerar junto à linha e galgar terreno aos 56', com a bola dominada. Em plano menos positivo na manobra defensiva.

Tobias Figueiredo (23 anos).

A jogar sobre brasas, denotando fragilidade, despejou demasiadas bolas sem critério para a frente. Quase comprometeu com um lapso defensivo aos 41' emendado por Rui Patrício. Atravessa momento menos bom.

William Carvalho (25 anos).

Jorge Jesus colocou-o a central. Aposta ganha. William defendeu bem, passou melhor, pôs ordem no sector defensivo que tem andado muito intranquilo. Nota máxima.

Coentrão (29 anos).

Ajudou a trancar os caminhos para a baliza leonina e ainda fez duas incursões à frente muito sublinhadas com aplausos em Alvalade. Denota alegria a jogar, o que ajuda muito.

Battaglia (26 anos).

Descomplexado e voluntarioso, abordou todos os lances com determinação e vontade de puxar a equipa para a frente. Muito bom no desarme. Foi um elemento fundamental na prestação positiva do onze leonino.

Bruno Fernandes (22 anos).

Desta vez não deu muito nas vistas pois a equipa preferiu canalizar jogo pelos flancos, procurando menos o eixo do meio-campo. Mas teve apontamentos de inegável qualidade técnica.

Gelson Martins (22 anos).

Grande parte das transições rápidas foram asseguradas pelo extremo leonino, que nunca deixou de se integrar nas manobras defensivas. Outra exibição em bom nível.

Acuña (25 anos).

Criou desequilíbrios no corredor esquerdo e revelou acutilância. Fundamental nas bolas paradas: hoje, tal como contra o Mónaco, foi ele a marcar o canto de que resultou o golo.

Podence (21 anos).

Conquistou por mérito próprio um posto no onze-base deste Sporting. Imprime velocidade ao jogo sem nunca descurar a qualidade técnica. Aos 28' deu um nó cego à defesa italiana que arrancou aplausos no estádio.

Bas Dost (28 anos).

Por vezes transmite a ideia de que se encontra algo desligado do jogo. Mas nos momentos cruciais não falha. Voltou a acontecer: aproveitando um ressalto, não perdoou. Mais um golo para o seu currículo.

Jonathan Silva (23 anos).

Entrou aos 61'. Vê-se que procura mostrar serviço, agradando ao público e ao treinador, mas não basta revelar vontade: é preciso mostrar mais acerto. O jovem argentino ainda tem muito que corrigir no plano defensivo.

Adrien (28 anos).

Entrou aos 61', na sua habitual posição de médio criativo. Rápido a reagir à perda da bola, ajudou a dinamizar a equipa e a ligar os sectores. Com a qualidade de sempre.

Bruno César (28 anos).

Entrou aos 61'. Percebe-se que procura recuperar a boa forma revelada nas últimas duas épocas, mas está ainda longe de a encontrar. A sua excessiva polivalência em campo, sem uma posição fixa, também não ajuda.

Iuri Medeiros (23 anos).

Entrou aos 61'. Destaca-se pela qualidade de passe, pela visão de jogo e pela eficácia nas bolas paradas. Hoje não teve grande oportunidade de mostrar estes atributos. Mas parece ter agarrado um lugar no plantel.

Alan Ruiz (23 anos).

Entrou aos 61'. Lento, apático, desgarrado da equipa, revelando algum ar de enfado, nada lhe saiu bem. Tentou o passe, sem conseguir. Tentou desmarcações, sem sucesso. Gastou quase todo o tempo a jogar a passo.

Doumbia (29 anos).

Entrou aos 61'. Menos acutilante e muito menos influente do que Podence, o titular da posição de segundo avançado, nota-se no entanto que anda à procura de acertar. Precisa de procurar mais linhas de passe.

Palhinha (22 anos).

Entrou aos 80'. Ainda a tempo de se evidenciar na recuperação de bolas e no reforço do quarteto defensivo. Contribuiu para consolidar um colectivo forte.


comentar
42 comentários:
De JHC a 29 de Julho de 2017 às 22:08
Sabe bem ganhar este Troféu. Sabe bem ganhar.
Não vou maçar a malta, mesmo porque o resumo do caro Pedro Correia diz tudo.
Acrescendo apenas que gostei de Battaglia uma vez mais, tal como no jogo com o Guimarães. É impressionante a força física e a forma como transporta a bola colada ao pé!
SL


De Pedro Correia a 29 de Julho de 2017 às 23:46
Gostei do desportivismo, da recepção aos jogadores do Fiorentina, do hino deles, dos cinco violinistas a tocar 'O Mundo Sabe Que', do regresso do Matías Fernández a Alvalade, do sol, do calor, das famílias, de ver cada vez mais mulheres no estádio, da alegria, do vídeo-árbitro a repor a verdade desportiva no nosso estádio pelo segundo jogo consecutivo.
Gostei até das 13 ou 14 pombas que não arreavam pé da nossa lateral direita, petiscando as sementes da relva fresca.
Tudo isto faz parte da festa do futebol.


De Pedro Azevedo a 29 de Julho de 2017 às 22:20
O melhor: Battaglia; O pior: Alan Ruiz (displicente, sem chama, sem espírito de sacrificio). Com Podence de pedra e cal e Doumbia, que pode jogar atras de Dost, Alan que se cuide...


De JHC a 29 de Julho de 2017 às 23:30
Podence lutou pelo lugar e continua a fazer pela vida.
Alan Ruiz perdeu o lugar e parece acomodado.
É certo que não teremos Podence 90 minutos todos os jogos, mas desta forma Alan Ruiz só calça se Dumbia não puder jogar.


De Anónimo a 30 de Julho de 2017 às 00:22
Gostei do piccini quando tinha o gelson e não com B cesar.
Gostei do Battaglia, Podence, Gelson, Coentrão e do mais que firme Bruno Fernandes.
Não Gostei do B César, Iuri ( não me convence ) e do Alan que por mim é o 3o na posição, atrás do Podence e do Dala.
Doumbia acho que será para render Bas Dost em jogos de taco a taco ou para entrar em jogos apertados para abrir latas.


De Pedro Correia a 30 de Julho de 2017 às 00:33
Gostei muito:
Do William Carvalho, do Battaglia, do Gelson Martins, do Podence.
Gostei bastante:
Do Rui Patrício, do Coentrão, do Bruno Fernandes, do Acuña, do Bas Dost, do Piccini, do Adrien, do Palhinha.
Gostei pouco:
Do Iuri Medeiros, do Bruno César, do Doumbia.
Não gostei:
Do Tobias Figueiredo, do Jonathan Silva, do Alan Ruiz.


De Anónimo a 30 de Julho de 2017 às 08:53
Do doumbia gostou pouco porque o francês do JJ ainda não está afinado.
Agora a sério doumbia sofreu do parceiro como o piccini.
Um o Alan Ruiz o outro Bruno César.
O JJ bem quer aproveitar Bruno César e Iuri ao ponto de inventar trocar de posições para terem defesas mais acessíveis pela frente, mas o problemas deles é falta de vontade, como Alan Ruiz que assim ainda vais ver o miúdo Dala passar à frente.


De Pedro Correia a 30 de Julho de 2017 às 09:37
Alan Ruiz neste momento não tem lugar no onze. Questiono-me até se tem lugar no banco.
Bruno César também demonstrou não ter lugar no onze, dada a sua má forma actual.


De Anónimo a 30 de Julho de 2017 às 16:51
Concordo


De Carlos Silva a 30 de Julho de 2017 às 10:14
Não gostei de mim. Quando soube que o William ía jogar a defesa central fiquei furioso. Depois durante o jogo o prazer de o ver jogar foi subindo em crescendo. Que grande jogador. Desculpa JJ qualquer coisinha, constatei que estava a ser injusto


De Pedro Correia a 30 de Julho de 2017 às 10:33
Esta é a parte boa do JJ. A parte em que ele faz da necessidade um engenho.
Quando os recursos são em excesso é que a coisa começa a complicar-se. Há, portanto, que lhe dar sempre menos do que ele pede.


De dos_santos_silva@hotmail.com a 30 de Julho de 2017 às 13:43
Talvez seja preferível um plantel magro, que outro obeso.


De Pedro Correia a 30 de Julho de 2017 às 20:37
De acordo.


De Anónimo a 30 de Julho de 2017 às 08:54
Onde pára o senhor do estagiário Tobias?
Ainda tem a mesma opinião?
Enfim...quem vai culpar desta vez para proteger o afilhado?


De Pedro Correia a 30 de Julho de 2017 às 09:34
Não percebi nada dessas perguntas, anónimo. São tão obscuras como a sua identidade.


De Anónimo a 30 de Julho de 2017 às 16:54
Não são nada obscuras.
No jogo em que o tobias ofereceu golo depois de passe de william houve aqui quem contou uma história de um estagiário Tobias.
Recorda-se?
Neste jogo não deu golo, mas mostrou em pleno a sua tosquice na arte da bola. Não fosse ter um bataglia com pilhas duracell e uma fiorentina em modo festa e....


De Pedro Correia a 30 de Julho de 2017 às 20:38
O que tem isso a ver com este jogo Sporting-Fiorentina? Talvez devido ao calor, hoje estou muito lento de raciocínio.


De Rudolfo Dias a 30 de Julho de 2017 às 09:30
Está encontrado o campeão 2017/2018.
Adrien no banco é sinal que vai embora, talvez após falhada a entrada na champions.


De Pedro Correia a 30 de Julho de 2017 às 09:34
Está encontrado. É o que leva cinco do Hull City e outros cinco do Arsenal.
Sem colinho.


De Rudolfo Dias a 30 de Julho de 2017 às 09:45
Não comento assuntos que fujam ao tema do post.


De Pedro Correia a 30 de Julho de 2017 às 10:35
Como eu o compreendo.


De JHC a 30 de Julho de 2017 às 11:24
Foram 5 dos Young Boys e não do Hull City. Com este último foi apenas 1.


De Pedro Correia a 30 de Julho de 2017 às 12:33
Sim, é isso. Rapazinhos suíços contra uma defesa que parecia um queijo suíço. Cheia de buracos.


De JHC a 30 de Julho de 2017 às 11:38
Não sei se seremos campeões. Sei é que será muito mais complicado para o Benfica revalidar o título.
Aqui no Porto, o FCP trabalha em silêncio e concentrado em criar um conjunto forte e competente. Têm a base constituída por jogadores já conhecedores do clube, e com qualidade.
No Benfica e no Sporting estão a chegar jogadores novos, e leva sempre algum tempo a construir o entendimento em campo e os laços de balneário que fazem dum conjunto de jogadores uma equipa na verdadeira acepção da palavra.


De Pedro Correia a 30 de Julho de 2017 às 12:32
Eles andam preocupados sobretudo com o vídeo-árbitro. O que é uma óptima notícia.


De Rudolfo Dias a 30 de Julho de 2017 às 13:12
Só agora reparei que uma pessoa assim bem formada, teria que ser do Porto. É dos poucos lagart sportinguistas que por aqui existem, só conheço portistas e benfiquistas.
Um dia destes ainda nos vamos encontrar para esgrimir argumentos e outras coisas.
Mas quanto ao serem ou não campeões, cada vez tenho menos dúvidas, pois Benfica e Porto ainda não tiveram uma decisão pelo VA, vocês só têm a favor, contra não interessa.


De JHC a 30 de Julho de 2017 às 19:37
Caro Rudolfo,
Obrigado pelo elogio, acho...(lagarto e bem formado é um dois em um).
No entanto discordo que a boa formação esteja confinada ao Porto, e as pessoas que aqui escrevem, sendo de diferentes zonas do país, contrariam a sua afirmação.
Gosto sempre de esgrimir argumentos consigo, como já deve ter percebido.
É sempre bem humorado e as provocações que escreve não são maldosas como a de alguns benfiquistas que aqui opinam.
Não queremos ser beneficiados pelo VAR, arbitragens, CD, FPF, ou que os outros sejam prejudicados.
Queremos, como sempre, que as equipas joguem em igualdade de condições e que os jogos sejam decididos dentro das quatro linhas.
Haverá muitas situações em que o VAR não será capaz de retirar as dúvidas de um fora de jogo milimétrico ou de um toque com a mão, dentro da grande área, quanto a sua intencionalidade.
Mas haverá uma redução dos erros e será maior o mérito de quem vence.
Assim talvez as diferenças dos 3 grandes para Braga, Guimarães e Marítimo, por exemplo, possam ser reduzidas e permita terem também uma palavra em relação ao título.


De Anónimo a 30 de Julho de 2017 às 16:57
O Porto não consigo dizer se está forte ou fraco.
Há muitos que dizem que sim porque tem ganho, mas contra quem?
E no México?
Vou esperar para ver...


De Pedro Correia a 30 de Julho de 2017 às 20:29
O Porto está muito forte. É, de longe, a equipa mais forte neste arranque de época. Acabo de ver a primeira parte do jogo contra o Deportivo da Corunha (2-0, com golos de Aboubakar), confirmando esta ideia.
A diferença que faz um treinador - neste caso Sérgio Conceição, comparado com os técnicos anteriores (Peseiro, Lopetegui e Espírito Santo) para motivar uma equipa e empolgar a massa adepta...


De JHC a 30 de Julho de 2017 às 21:16
Não podemos nem devemos subestimar o FCPorto.
Vão fazer das fraquezas a sua força e "vão comer a relva" como era tradição no passado.
Vencer no arranque da temporada será fundamental para os candidatos ao título. Quem começar mal arrisca-se a ficar "arrumado".


De Pedro Correia a 30 de Julho de 2017 às 21:19
Está muito forte, a equipa do FCP. Por isso os títulos nunca podem ser prometidos. Não dependemos só de nós, temos de nos lembrar sempre que há outros candidatos.


De Anónimo a 30 de Julho de 2017 às 22:49
As ofertas do Depor deixam-me na dúvida porque só vi mesmo os golos e não o jogo completo. Faço fé em vocês.


De Pedro Correia a 30 de Julho de 2017 às 22:56
Não tenha dúvidas: o FCP - sem ter contratado nenhum jogador de campo neste defeso - está muito bem.
O Sporting não deve menosprezar os adversários. Será um erro enorme se isso acontecer.


De Veterinário do SLB a 30 de Julho de 2017 às 14:43
Só cá faltavas tu veadona Rudolfina...nem por teres apanhado 5 na peida deixas de vir aqui.Viciado no Sporting.Adepto de corruptos.SL


De Rudolfo Dias a 30 de Julho de 2017 às 23:54
Nuno, o meu fiel (per)seguidor, qual Sancho Pança dos tempos modernos.
Sei que não perdes nenhum comentário meu, gostas de ouvir as verdades sobre o Sporting.


De l. rodrigues a 30 de Julho de 2017 às 09:53
Provavelmente um dos maiores problemas do videoárbitro, aquele que refere logo ao início do texto. É bom que no final da época não hajam situações de dúvida e não haja discussão de baixo nível e acusações de favorecimento aqui e ali, e o futebol seja de facto melhor. Porque se o videoárbitro não servir para isso, o fim das explosões de alegria incontida é um preço demasiado elevado.


De Pedro Correia a 30 de Julho de 2017 às 10:34
Subscrevo.


De Antonio_1969 a 30 de Julho de 2017 às 12:01
No jogo de ontem e quanto às aquisições deste ano, realço o Battaglia. Desde o início que tem revelado vontade mas falta-lhe alguma capacidade a construir. Ontem também mostrou isso, mas mostrou uma grande capacidade física e algumas melhorias no passe. Se continuar a evoluir assim pode vir a ser um óptimo reforço.

Falando ainda de novas "aquisições", com o vídeo-árbitro afigura-se que vai ser mais difícil a próxima época para os tipos dos mails.


De Pedro Correia a 30 de Julho de 2017 às 12:31
Também gostei do Battaglia. Faz jus ao apelido. É muito batalhador.


De Fernando Albuquerque a 31 de Julho de 2017 às 09:42
Prezado Pedro Correia


Também gostei da primeira parte do jogo. Aquelas substituições massivas estragaram o espetáculo na segunda parte.

Também concordo com a sua apreciação em relação á prestação de cada jogador.

Esta incerteza das entradas e saídas de jogadores é uma estupidez, que não se compreende porque insistem na data de 31 de Agosto e nalguns casos existem Países com mais tempo .

Quanto às compras que efectuámos nesta temporada, estou bastante agradado com a prestação de dois jogadores: Battaglia e Bruno Fernandes. Excelentes compras efectuadas, se mantiverem o nível até agora mostrado..

Os restantes ainda não me convenceram, embora o Piccini tenha melhorado neste último jogo, mas não noto grande diferença em relação ao colega, que o nosso treinador colocou de lado, sem sabermos qual a razão dessa decisão.

Grandes desilusões: Iuri Medeiros e Tobias Figueiredo. Haverá razões para esta pouca ambição de ambos ?

Quanto a saídas de jogadores. Verifico que ainda poucos jogadores foram transferidos, isto em relação aos atletas que JJ não os quer na equipa. Por aí se verifica a sua qualidade. Em relação ao Adrien e a W. Carvalho, penso que o primeiro já tem substituto na equipa e que o segundo se sair vai fazer imensa falta.

Acabaram as experiências algumas caricatas . Esta semana já vamos ter futebol a sério e isso é que eu gosto.

Uma palavra para a crise que existe em Carnide e que a comunicação social mais uma vez branqueia , pois acham normal a chapa 5 que está a demonstrar a fragilidade existente e que só encontram em Alvalade.

Votos de boa semana Fernando Albuquerque



De Pedro Correia a 31 de Julho de 2017 às 23:22
Meu caro Fernando Albuquerque: subscrevo por inteiro estas suas palavras: «Acabaram as experiências, algumas caricatas . Esta semana já vamos ter futebol a sério e disso é que eu gosto.»
Um abraço.


De Romão a 31 de Julho de 2017 às 12:40
Deve ser por ainda não ter ido de férias...parece que só eu é que não vi nada de especial.
Dois centrais no estaleiro e a epoca ainda nem começou. O frances parece um eucalipto mal se mexe em campo. O rapaz que veio de Braga é só artroses...O Piccini é uma especie de Schelotto, não acrescenta nada. Pior que o Esgaio que despachamos para Braga. Tal como despachamos o Paulo Oliveira e o Semedo e destes novos nada de especial. A "gestão de esforço" do Coentrão leva-me a pensar que é só mazelas e deve dar pra jogar jogo sim, jogo não...
O Battaglia é bom sem ser excelente. Nunca fará esquecer nem o Adrian nem o William se algum destes se for embora. O Doumbia deve ter uns 40anos. O Ruiz a mesma lontra de sempre....
Salva-se o Bruno Fernandes e o Acuña que acrescentam alguma coisa. Dos outros não vi nada de especial.

Para meu bem e do clube, é bom que esteja enganado mas não me entusiasmaram nada!

SL


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Até agora tudo bem

Jorge Sousa, Duarte Gomes...

Hoje giro eu - A incorrup...

A voz do leitor

O Steaua europeu

Parece brincadeira

Já podemos falar do tal á...

Um abraço ao Stojkovic

21 de Agosto (1560 e 2017...

Peça de vestuário

Facebook
És a Nossa Fé no Facebook
Twitter
És a Nossa Fé no Twitter
Arquivo

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

selecção

leoas

bruno de carvalho

prognósticos

jorge jesus

balanço

slb

há um ano

vitórias

campeonato

jogadores

benfica

eleições

rescaldo

arbitragem

mundial 2014

taça de portugal

nós

golos

ler os outros

liga europa

futebol

godinho lopes

árbitros

clássicos

euro 2016

comentadores

cristiano ronaldo

scp

formação

humor

análise

crise

chavões

liga dos campeões

derrotas

william carvalho

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
142 comentários
138 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds