29 Mai 14
Marcos Rojo, o 6.
Luís de Aguiar Fernandes

 

Há uns dias surgiu uma polémica com o treinador argentino, na qual este, supostamente, se tinha enganado na táctica do benfica e na posição de Rojo, que disse ter jogado o ano todo na posição 6. Serve este post para o defender Sabella, não quanto ao engano no sistema táctico, mas sim quanto à posição de Rojo. Na minha opinião, Sabella não se enganou. Eu passo a explicar.

 

 

Na imagem acima, retirada de um fantástico post do João André no Delito de Opinião, vemos que na Argentina a tradição coloca o nº 6 no central que joga pela esquerda. Devido às diferentes tradições, que são explicadas no mesmo post, na Argentina a posição 6 e a posição 5 surgem trocadas com aquilo que é costume na Europa. Assim, quando Sabella diz que Rojo fez a época toda na posição 6, refere-se ao facto de ter jogado como central pela esquerda (e não como lateral esquerdo, posição que ocupa na Argentina), o que é verdade. E se a tradição já não é o que era, na selecção sul-americana ainda tem o seu peso. É por isso que Otamendi vai ser o 6 e Gago, que na Europa é um 6 puro, será o 5. Também o outro central ficará com o 2 (Garay) e o lateral direito, contra o que é costume por cá, com o 4 (Zabaleta fica com o número que Zanetti também usou). O mesmo se verificou em 2010: Demichelis com o 2; Heinze com o 6; Bolatti com o 5. E, se quisermos pensar mais para trás, todos nos lembramos de Cambiasso ou Redondo com a 5 e, por exemplo, Sensini com a 6.

 

Posto isto, Sabella enganou-se? Pode ter acontecido. Se assim foi, correu bem. A outra hipótese é ter-se limitado a falar em termos de tradição de números na Argentina e os jornalistas nem terem posto essa hipótese. E entre uma coincidência e uma hipótese justificada com factos, eu tendo a preferir a segunda. Caso assim seja, a ignorância clamada por todos os jornalistas que sobre isto escreveram em Portugal acaba por passar para o lado deles.

 

 

 

Nota: Leiam o post referido, e percebam que há outras tradições em termos de numeração. Se lerem, vão perceber, por exemplo, porque é que vimos sempre Roberto Carlos com o 6 na selecção brasileira (ou Michel Bastos, em 2010) ou Gerrard com o 4 em Inglaterra.

Tags: ,

comentar
5 comentários:
De JPT a 29 de Maio de 2014 às 11:52
No tempo do 1 a 11, na Inglaterra o n.º 6 sempre foi o central. SEMPRE. Também na selecção Argentina, salvo quando usaram a ordem alfabética (como esquecer o 1 do Ardilles!), na selecção, o 6 sempre (desde que vejo bola) foi um central: 86, Passarella; 94, Ruggeri; 98, Sensini (que, nesse mundial, foi central); 02, Samuel, e 06 e 10 Heinze (que, na selecção era central). SL.


De Luís de Aguiar Fernandes a 29 de Maio de 2014 às 12:00
Na selecção inglesa lembro-me bem do 6 nas costas de Martin Keown (o colega Tony Adams ficava com a 5, e o 4 ia para um médio centro) e, mais recentemente, de John Terry.

Portanto, e na sua opinião, acha que Sabella se enganou ou disse precisamente o que queria dizer? SL


De JPT a 29 de Maio de 2014 às 12:29
O Sabella disse precisamente o que queria dizer: o Rojo jogou toda a época a central (posição 6). O pessoal é que prefere encontrar "gaffes" em vez de tentar perceber... SL!


De BIGBOSS do ResteloLOO a 29 de Maio de 2014 às 13:35
LOOOOOOOOL tão e o Benfica joga em 4-3-3... um vintém será sempre um vintém. O gajo percebe muito pouco de bola e tentar defender só porque o exemplo do rojo dá certo é surreal. Continua lagarto!


De Luís de Aguiar Fernandes a 29 de Maio de 2014 às 14:13
O facto de cometer um erro, não quer dizer que cometa dois.


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Balanço (35)

Palmarés leonino (41)

Palmarés leonino (40)

Palmarés leonino (39)

O polvo encarnado (4)

Os nossos comentadores me...

Balanço (34)

Pontapé de saída

Palmarés leonino (38)

Memória de peixe outra ve...

Facebook
És a Nossa Fé no Facebook
Twitter
És a Nossa Fé no Twitter
Arquivo

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

selecção

bruno de carvalho

leoas

prognósticos

balanço

jorge jesus

slb

há um ano

vitórias

campeonato

benfica

jogadores

eleições

rescaldo

arbitragem

mundial 2014

taça de portugal

nós

liga europa

ler os outros

godinho lopes

golos

clássicos

futebol

árbitros

euro 2016

comentadores

cristiano ronaldo

scp

humor

formação

análise

crise

chavões

liga dos campeões

derrotas

william carvalho

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
136 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds