10 Ago 17

O tema não é novo, mas assume contornos mais relevantes a partir do momento em que existe o VAR: os responsáveis pelas organizações dos campeonatos permitem que um dos intervenientes nas competições nacionais (Benfica) transmita e realize (através da Btv) os jogos dessa referida equipa em casa.

Não me parece uma Boa Prática e não vejo exemplo semelhante na Premier League, na Ligue 1, na Bundesliga, na Série A ou na La Liga. 

Não ponho em causa a seriedade de quem realiza as transmissões, apenas acho que deveriam ser operadores independentes dos clubes a transmitir os jogos. À mulher de César...

Vem este arrozoado a propósito da transmissão da Btv, de ontem, do Benfica-Braga: houve dois golos anulados à equipa bracarense. No primeiro - indiscutível fora de jogo - a realização mostra um "frame" em que a bola já saiu ligeiramente do pé do jogador Jefferson (que efectuou o cruzamento) e se vê Hassan adiantado. Acredito que o avançado bracarense estaria, de todo o modo, deslocado, mas o "frame" não foi perfeito e deveria ter sido. No segundo lance de anulação de golo, é mostrada uma primeira imagem onde não aparece um jogador do Benfica no lado direito que, acredito, estaria a pôr em jogo o jogador do Braga que marca o golo. Só mais tarde aparece um plano mais aberto onde se vê o jogador benfiquista, no lado direito do ecrã, a pôr, eventualmente, em jogo o dianteiro bracarense. E digo "eventualmente" porque a realização não coloca a célebre linha de fora-de-jogo para dissipar dúvidas.

Importa ainda referir que, quando mostrado o plano completo do 2º lance, nem uma palavra se ouviu por parte do(s) comentador(es) de serviço da Btv. 

Ao ser permitido que um operador ligado a um clube transmita os jogos (o pecado original, na minha perspectiva), obviamente o escrutínio aumenta. Por isso, a realização deveria ter maior atenção a estes pequenos/grandes aspectos, na salvaguarda da integridade das competições. Por outro lado, também seria interessante perceber que imagens e que meios tem o Vídeo-árbitro disponíveis para além do que é apresentado na TV. Seria benéfico este trazer a público quais as razões que levaram à anulação do tal segundo lance, inclusivé mostrando o "frame" que a BenficaTV não apresentou, com o jogador benfiquista à direita e a linha de fora-de-jogo. A bem da transparência e da Verdade Desportiva.

 Atenção, com esta reflexão não quero pôr em causa o mérito da vitória do Benfica. Ganhou (e ganhou bem) e com uma intensidade que nós (ainda) não temos.

 


comentar
54 comentários:
De Romão a 10 de Agosto de 2017 às 19:14
Isto já nem é vergonhoso. Roubam "á-tromba-estendida".
Até nas imagens do video arbitro eles conseguem roubar.

A BTV roubou, que eu vi imagens ao video arbitro. Começamos bem. No estádio da Luz só as imagens que eles querem. Ranhosos.
Bem podem ir bardamerda!


De Pedro Azevedo a 10 de Agosto de 2017 às 21:19
Só acho que as imagens que serviram de base à decisão do var deveriam ter sido mostradas...


De Anónimo a 10 de Agosto de 2017 às 19:40
Com frame ou sem frame o Benfica depois do tetra vai para o prenta; faz parte do circo romano.
Como não tem César para entregar a taça lá terá que ser o 3º na hierarquia a cumprir a praxe.


De Pedro Azevedo a 10 de Agosto de 2017 às 21:17
Circo romano? É mais o Cardinal(i)


De Lenhas a 11 de Agosto de 2017 às 09:37
Ui, grande confusão aqui vai.

Não me querendo alongar acerca dos foras de jogo assinalados (bem, porque já é pública a imagem do segundo golo anulado, aquele que poderia gerar mais dúvidas), vou limitar-me ao VAR.

Por pontos:
1) As imagens vistas pelos árbitros não são as da transmissão televisiva.
2) O VAR tem acesso a todas as câmaras e pode fazer as confirmações que quiser com as imagens disponíveis pelo conjunto global de câmaras
3) por 1)+2) não é possível um realizador ou clube que emita os seus próprios jogos, como o Benfica, ter a ideia antes do jogo começar de que certa câmara não poderá estar ali, porque isso o iria beneficiar (ou o seu oposto)
4) A assimetria de condições físicas que existe nos vários estádios não permite que todos os jogos tenham as mesmas condições de realização
5) O nível de escrutínio nos vários jogos também será diferente, o que não é justo
6) As imagens do VAR não pdoem ser públicas uma vez que pertencem à empresa que detém os direitos de transmissão (já viram o que seria passado um dia todas as transmissões de todas as câmaras serem públicas? Ninguém pagava Sportv ou BTV para ver jogos, esperavam pelo dia seguinte)
7) Por causa de 6), as polémicas vão continuar a entreter o pessoal
8) A meu ver estamos a dar demasiada relevância ao VAR


De Pedro Azevedo a 11 de Agosto de 2017 às 09:45
Agradeço o seu esclarecido contributo, mas devo alertá-lo de que no rugby ou no ténis, enquanto o arbitro decide, os espectadores estão a ver as imagens no ecran , o que, deve convir, adiciona transparência ao processo. E não me venham falar de problemas de segurança pois hoje, via telemovel ou através de ecrans de TV espalhadas por bancadas, os espectadores sabem se uma decisão foi correcta ou não


De Lenhas a 11 de Agosto de 2017 às 09:54
O Rugby e o tenis são comparações infelizes. Esses desportos vivem de factos (bola dentro ou fora, contacto nesta ou naquela parte do corpo, contacto da mão com a bola ou não).

Os únicos eventos do futebol compráveis e passíveis de serem corrigidos com o VAR são o fora de jogo e a troca de identidades (e a bola ter entrado ou não na baliza). Apenas esses são indiscutíveis. Tudo o resto parte de interpretações (intenção, intensidade) e isso nunca será passível de ser corrigido pelo VAR uma vez que eu e o meu amigo ao meu lado, que é de clube diferente, vemos coisas diferentes.

A visualização, em estádio, dos foras de jogo (como este do Benfica), parece-me aceitável. Nunca poderão ser vistas no estádio outras situações, como as outras de dúvida.

Quanto a ser visível em casa, ou posteriormente, numa base de dados, não sei se estará previsto nos contratos televisivos ou se a Liga poderá exigir tal coisa. A existir, terá sempre de ser algo restrito e por isso de limitada utilidade.

Não creio que o tão-pedido VAR vá ajudar muito mais do que em situação limite como a do golo de Marcano na primeira jornada.


De Pedro Azevedo a 11 de Agosto de 2017 às 10:11
Meu caro, a interpretação de um lance não invalida que seja apresentado real tine. Não tem fotografias, retratos em casa? O que são eles? Reproduções, frames. Um lance de fora de jogo com as linhas é um frame que valida um facto. Não é um mero indício. Isso era no tempo em que não havia VAR . Aí sim, o auxiliar tinha muitas vezes indícios e determinadas mnemonicas eram usadas para estimar foras de jogo. Posicionamento face aos lances, experiência, eram elementos cruciais. Agora estamos a falar de algo científico. O VAR no rugby às vezes tb analisa 'avant', será isso um facto?


De Lenhas a 11 de Agosto de 2017 às 10:25
O "avant" é uma peculiaridade. E não só é mais fácil interpretação (a meu ver), como a implicação de uma decisão errada não é tão penalizadora como no futebol porque pelo que sei dá direito a formação ordenada.

Mas voltando "à bola". Tenho fotos, por exemplo de férias. O que me permite relembrar momentos, com se estava feliz naquele momento, ou com quem estava. Mas com essas fotos não me consigo lembrar como cheguei a esse sítio, se dormi bem na noite anterior, etc.

Como eu dizia num comentário anterior, as únicas situações "científicas" e mesmo estas, são as de bola na baliza (que em situações de embrulhada, até estas podem ser discutidas, trocas de identidade e foras de jogo. Todas as outras não podem ser analisadas com fotos, e mesmo que fossem, nunca haveria consenso total.

Ah, e nem vale entrar na situação que seria depois referida de que "aquele" frame não é o correcto, mas o seguinte ou o anterior. Ou dois antes ou depois.

Enquanto por parte do adepto houver tanta reserva mental (justificada pelo passado criminoso do nosso futebol nacional), não haverá VAR ou solução que evite discussão à segunda feira.


De Pedro Azevedo a 11 de Agosto de 2017 às 11:03
Ora bem, em primeiro lugar a sua (boa) argumentação constitui para mim um estímulo intelectual, um pouco como um jogo de xadrez. Mas, perdoe-me ter de dizer isto: agora meteu água. É porque? Uma decisão errada num avant é muitíssimo mais penalizações, na medida em que constitui uma violacao clara da primeira regra que um principiante apreende, que consiste na bola jogada à mão ter de ser obrigatoriamente passada para trás. No futebol, um fora de jogo é algo quase casual não tem o peso de um guarda redes marcar um golo com um arremesso feito com a mão. Por tudo isto, o seu argumento não é válido. Já quanto às fotos ou franes, não me interessa tb se o jogador está feliz quando chuta ou não, mas já me interessa o estado de alma do espectador, o consumidor final, quando lhe vendem gato por lebre...Cumprimentos


De Pedro Azevedo a 11 de Agosto de 2017 às 12:38
Curioso, hoje no Tecord ' var não teve acesso a nenhum ângulo mais claro do que aquele que chegou aos telespectadores'. As 12 câmaras não chegaram, ao contrário do que já vi aqui escrito procurando adulterar a verdade dos factos. E agora?


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Até agora tudo bem

Jorge Sousa, Duarte Gomes...

Hoje giro eu - A incorrup...

A voz do leitor

O Steaua europeu

Parece brincadeira

Já podemos falar do tal á...

Um abraço ao Stojkovic

21 de Agosto (1560 e 2017...

Peça de vestuário

Facebook
És a Nossa Fé no Facebook
Twitter
És a Nossa Fé no Twitter
Arquivo

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

selecção

leoas

bruno de carvalho

prognósticos

jorge jesus

balanço

slb

há um ano

vitórias

campeonato

jogadores

benfica

eleições

rescaldo

arbitragem

mundial 2014

taça de portugal

nós

golos

ler os outros

liga europa

futebol

godinho lopes

árbitros

clássicos

euro 2016

comentadores

cristiano ronaldo

scp

formação

humor

análise

crise

chavões

liga dos campeões

derrotas

william carvalho

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
142 comentários
138 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds