05 Jun 14

Pode ser sorte ou falta de experiência, mas, dentro dos meus  conhecimentos e ambientes familiares, sociais e profissionais, não conheço ninguém que manifeste com tanta grosseria as suas opiniões ou divergências sobre seja que assunto for. Muito menos se falar na condição de representante de outras pessoas ou instituições ou, como é também o caso, no exercício de funções (bem) remuneradas. Sempre gostava de saber o que diríamos se este tipo de declarações fosse proferido publicamente, no exercício da sua actividade profissional, em contacto com o público, superiores hierárquicos, subordinados, clientes ou o mais que se queira, por um advogado, gestor de empresas, canalizador, médico, funcionário dos correios, juiz, deputado, magarefe ou o que nos passar pela cabeça. O futebol é algo que tenhamos que considerar menoríssimo, algo que tenhamos o direito ou, quem sabe, o dever de subtrair às regras de uma convivência civilizada?

Lamentavelmente, as palavras do presidente do Sporting só conseguem manter atrás da cortina, pelo ruído que resulta do aproveitamento público da sua sordidez e boçalidade, as razões que dão origem às queixas. Se o Sr. Bruno de Carvalho tivesse tido, antes de se pronunciar de forma tão ridícula e soez, um assomo de rudimentar inteligência, veria que este tipo de discurso é, acima de tudo, esclarecedor sobre o seu carácter e educação, não acrescentando rigorosamente nada ao que já é sabido sobre os alvos, porventura censuráveis, de tantos desconchavos.


comentar
17 comentários:
De Anónimo a 5 de Junho de 2014 às 23:42
Tudo por causa da forma!
E lembrar-me eu que vi um presidente interromper um programa televisivo, em directo e um outro a chamar filho da puta a um jornalista e atrasado mental ao Paulinho dos equipamentos. É o futebol que temos? Talvez. Vamos ter que pedir a alguma "madre teresa" que nos ajude como "spin doctor" neste futebol limpinho, limpinho.


De João Paulo Palha a 6 de Junho de 2014 às 20:17
Faço-lhe uma pergunta que também coloco ao meu colega de blogue José Manuel Barroso: acha que as questões de forma são um elemento acessório na nossa vida em sociedade? E por que razão devemos ser mais tolerantes no futebol com a boçalidade e a grosseria do que em quaisquer outras actividades?


De Jose Manuel Barroso a 6 de Junho de 2014 às 00:03
João Paulo: infelizmente a coisa não é uma questão de Jazuz versus Bruno. É uma ameaça duríssima para o nosso clube. Com palavras aceitaveis ou sem, o Bruno retratou-a. Ficarmos distraídos, neste momento, e passarmos a ter o Bruno como alvo, é um erro enorme. Alimentarmos, do nosso lado «à Sporting» esses ataques outro. SL


De João Paulo Palha a 6 de Junho de 2014 às 19:59
O problema, para mim, caro José Manuel, não reside em ter ou não ter razão no que se alega. O que acontece, este caso retrata-o na perfeição, é que a utilização de figuras de estilo e de artifícios retóricos para que não nos encontremos minimamente preparados – é o caso evidente de Bruno de Carvalho, que, desde logo, mantém com a língua portuguesa um contencioso insanável, o que lhe dificulta obviamente a comunicação – misturada com uma linguagem desbragada e uma evidente insensibilidade para os padrões normalmente exigidos pela vida em comum, acaba sempre por fazer esquecer o fundo da questão. A forma é igualmente um elemento essencial, sem ela náo podemos sustentar a convivência em sociedade. Em minha opinião, isto é de tal maneira evidente – e tenho a certeza de que para si também – que nem vale a pena prosseguir com qualquer argumentação nesse sentido..
As consequências que tudo isto acarreta são, como tem sido óbvio, péssimas para o Sporting. Pelo que tenho visto e ouvido, praticamente ninguém, fora do círculo restrito que lê e discute estes temas nos jornais desportivos e nos blogues, faz a mínima ideia daquilo a que o presidente do Sporting se quis referir. O que a maioria das pessoas parece ter retido é o estilo apresentado pelo Sr. Bruno de Carvalho. O que essa maioria diz – estou a permitir-me tentar adivinhá-lo tomando como base a minha experiência pessoal em torno desta situação - é que mesmo que o presidente do Sporting tenha razão quanto à questão de fundo, a perde pela maneira como defende a sua posição. Diga-me lá sinceramente. O que é que acha que o Sporting ganhou com isto? Não lhe parece que teria sido muito melhor para os interesses do clube, para lá do que resultaria de não ver o seu prestígio afectado, que os princípios por que pugnamos tivessem sido defendidos com elevação, boa educação e urbanidade ( e já agora, num português suportável) ? Sei, evidentemente, que não me vai dizer, conheço-o e sei que é uma pessoa educada e sofisticada, que isto só lá vai à la Steven Seagal. Se responder, como me parece razoável prever dos termos do seu comentário, que muito agradeço, que não podemos deixar-nos cegar pelo acessório, pergunto-lhe novamente: considera mesmo que o estilo é mesmo uma questão acessória?
E já agora, deixe-me pedir a sua opinião sobre outra questão, com tudo isto directamente ligada: por que razão é mais admissível admitir o destempero na discussão do futebol do que em qualquer outra actividade? Toleraremos que, por exemplo, um médico se dirija aos membros de um órgão da sua ordem profissional nos termos em que certos dirigentes ou profissionais de futebol se dirigem aos organismos que os representam ou que representam os seus adversários de ocasião? Imagine só o que seria um jornalista a falar desta maneira de outro jornalista ou de um membro da Comissão da Carteira. Porquê toda esta tolerância?
SL


De Emanuel Silveira a 6 de Junho de 2014 às 08:50
És do Sporting?


De Pedro Portugal a 6 de Junho de 2014 às 11:28
São adeptos como o JPP que me fazem ter ainda alguma esperança na dignificação do desporto (de que o futebol é apenas o seu lado mais mediático, mas cada vez menos fair). E digo-o com a autoridade de quem lamentou profundamente ter o Benfica tido dirigentes como Vale e Azevedo, Zeca Capristano e Manuel Damásio. Aliás, o pior que um clube pode esperar dos seus adeptos é que estes, fanática ou acriticamente, tomem os seus dirigentes ou representantes sempre por bons e os dos adversários sempre por maus. No desporto, como na vida em geral, o maniqueísmo é um vírus terrível.


De João Paulo Palha a 6 de Junho de 2014 às 20:09
Agradeço-lhe o comentário, fazendo, no entanto notar que esse vírus, no Benfica, não se extinguiu com Manuel Damásio. Os últimos tempos parecem-me mesmo mostrar uma contaminação ainda mais grave. De qualquer maneira, é bom que haja em todos os lados quem seja capaz de reconhecer que a paixão clubística não se mede pela adesão acéfala a esta ou àquela direcção.


De Emanuel Silveira a 6 de Junho de 2014 às 13:45
Tenho lido e ouvido comentários de muitos pseudo sportinguistas, que sentiram vergonha, repulsa ou nojo com as palavras do Presidente BdC.
Como sportinguista havia de sentir vergonha de quê?
De um Presidente que defende os interesses do Sporting;
De um Presidente que luta contra a podridão do futebol português (Liga, FPF, conselho de arbitragem, conselho de justiça, conselho de disciplina...);
De um Presidente que luta contra a bipolarização do futebol português e que tanto tem prejudicado o Sporting;
De um Presidente que tem feito uma bela gestão desportiva e financeira;
De um Presidente que tem tido uma tarefa herculeana a limpar a porcaria que os seus antecessores fizeram no Sporting.
BdC usou palavras fortes, usou. Utilizou um discurso que pode ferir suscetibilidades, sem dúvida. Mas se o seu discurso fosse politicamente correto, será que tinha tido o impacto que teve? Será que tinha tido a atenção da comunicação social da forma que teve?
Penso que esse era o objetivo de BdC, usar uma linguagem forte, polémica mas que chamasse a atenção de todos.
Nos dias que correm no futebol como na vida temos de ser fortes, temos de ser duros, pois dos fracos não reza a história.
BdC não é o nosso adversário. Os nossos adversários são o benfica, o fc porto e o poder instituído no futebol português.
E como disse o Cherba, (A Tasca do Cherba), "Querem enrabar-nos e nós não podemos falar em cus?!?".
http://comandoc.com/querem-enrabar-nos-e-nos-nao-podemos-falar-em-cus/
Ser do Sporting é apoiar incondicionalmente o Sporting, apoiar incondicionalmente o nosso Presidente, os nossos dirigentes, os nossos treinadores e os nossos atletas.
Pseudo sportinguistas que vão a Alvalade assobiar os nossos, que constantemente criticam destrutivamente os nossos, também precisam de ir por esse grande autoclismo abaixo.
Posso ser acusado de ser um adepto fanático que toma os seus dirigentes ou representantes sempre por bons e os dos adversários sempre por maus, mas com isso posso eu bem. A sabedoria popular diz que o amor é cego.

SPORTING SEMPRE

SL


De LinaMartins a 6 de Junho de 2014 às 17:57
Haja alguém lúcido.
SL


De João Paulo Palha a 6 de Junho de 2014 às 20:22
Obrigado.
SL


De JLSCF a 7 de Junho de 2014 às 22:56
Sr. Emanuel Silveira. Gostei imenso do que escreveu!
Lógicamente, as bichonas ofendidas vieram logo para aqui comentar, tal foi a "dor" que lhes deu!
O SCP está a incomodá-los tanto que só destilam ódio e mal-dizer neste blog! Não sei se têm algum blog do club deles, mas mesmo que o tivessem nem me dou ao trabalho de ver, ler ou comentar, tal é o desprezo que merece , quem ganhando taças e campeonatos como toda a gente sabe como os ganharam, não conseguem ter a consciência tranquila e ainda provocam quem apenas gosta do SCP! Nem me dou ao trabalho de mandá-los para o tal "sítio"! Porque não vão p(a)ostar para o ........
Continue a dar-lhes forte e feio!
SL


De Emanuel Silveira a 9 de Junho de 2014 às 12:46
Caro JLSCF:

Obrigado.

SL


De Anónimo a 6 de Junho de 2014 às 18:26
este mama a banha da cobra toda, mas não tem graveto para comparticipar

não compra porque está com lagartite aguda, doença sem direito a subsídio


De Anónimo a 6 de Junho de 2014 às 23:37
o 'este' é o silveira


De Emanuel Silveira a 7 de Junho de 2014 às 17:54
Ó anónimo tu não tens coragem sequer de comentares usando o teu nome, refugias-te no anonimato.
E tu sofres do quê?
Pela maneira como escreves, deves sofrer de algum défice cognitivo grave.
Queres um conselho, pá: vai comentar para os blogs do teu clube.


De Anónimo a 7 de Junho de 2014 às 19:48
ó pimba não te zangues

fica mal a tão reconhecida figurinha pública :D

bem basta a doença com que Deus te castigou

a doença dos tristes


De André Nunes a 8 de Junho de 2014 às 14:53
O que mete nojo é que alguma massa associativa do Sporting dá mais valor à forma do que ao conteúdo. Se calhar preferiam o tom polido do Senhor Godinho, ou o jeito doce do maça podre. Enfim, somos tão anjinhos ...


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

A minha costela Jota Jota

Pontos nos is.

A Europa e o Vida

Esperança

Irritação

P.O. a D.D. - A sério?

Manto de silêncio

Ódio puro e duro

Os nossos comentadores me...

Como utilizar um miúdo 15...

Arquivo

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

memória

comentários

selecção

bruno de carvalho

leoas

vitórias

prognósticos

há um ano

jorge jesus

campeonato

balanço

slb

arbitragem

benfica

mundial 2014

jogadores

rescaldo

taça de portugal

liga europa

godinho lopes

eleições

euro 2016

árbitros

ler os outros

futebol

golos

clássicos

comentadores

nós

marco silva

crise

scp

cristiano ronaldo

análise

chavões

formação

humor

liga dos campeões

slimani

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
136 comentários
132 comentários
132 comentários
114 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds