04 Jun 14
Conversa da treta
Paulo Gorjão

Apoiar também passa por criticar, directa e frontalmente, sem agendas escondidas, quando esse é o caso. Vamos a isso: não vejo como é que a conversa de Bruno de Carvalho, nos termos em que o fez hoje, defende os interesses do Sporting. Se visse seria o primeiro a apoiar, mas confesso que não vejo. Aliás, duvido que esteja sozinho nesta minha incompreensão. O Sporting não precisa de ruído lateral e de distracções estéreis. Mantenhamos o foco e que Bruno de Carvalho continue o seu excelente trabalho, com mais silêncio e menos conversa da treta.


comentar
9 comentários:
De Pedro Correia a 4 de Junho de 2014 às 21:35
Não estás sozinho, Paulo. Subscrevo inteiramente as tuas palavras.


De Paulo Gorjão a 4 de Junho de 2014 às 22:06
Pois é, Pedro, julgo que não seremos os únicos.


De Francisco Melo a 5 de Junho de 2014 às 09:16
Somos 3. Também não gostei nada da forma como Bruno de Carvalho abordou o tema.


De Anónimo a 4 de Junho de 2014 às 21:44
Estamos em guerra e não se desgasta a besta com botões de punho e em silêncio, mas sim de mangas arregaçadas e a fazer-lhe uma marcação cerrada. Este não é um Sporting de cavalheiros, mas sim de guerreiros.
Para não sermos espezinhados esta é a atitude certa. A Arte da Guerra de Sun Tzu explica tudo.


De Paulo Gorjão a 4 de Junho de 2014 às 22:10
Sun Tzu explica, de facto, que a guerra não se faz à bruta e de forma cega. É preciso bom senso, incluindo na guerra.


De Caiano Silvestre a 4 de Junho de 2014 às 21:51
Boa noite.

De facto eu não achei nada pertinentes as declarações do Presidente, mas... quem sou eu?

São, na minha opinião, mais prejudiciais que benéficas para o Sporting.

Além de que o discurso me pareceu ter saído "torto"...


De Paulo Gorjão a 4 de Junho de 2014 às 22:07
Também penso que são mais prejudiciais do que benéficas.


De Jose Manuel Barroso a 4 de Junho de 2014 às 23:02
Poderia (e deveria) ter sido igualmente forte, com outros termos. Mas, no essencial, ele tem razão. Há duas bochechas.


De Paulo Gorjão a 4 de Junho de 2014 às 23:09
Tendo razão ou não, os termos tornam-se o epicentro da intervenção.


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Fanfarronice ou será que ...

Prognósticos antes do jog...

Os nossos comentadores me...

Leoas às sextas

A minha costela Jota Jota

Pontos nos is.

A Europa e o Vida

Esperança

Irritação

P.O. a D.D. - A sério?

Arquivo

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

memória

comentários

selecção

bruno de carvalho

leoas

vitórias

prognósticos

há um ano

jorge jesus

campeonato

balanço

slb

arbitragem

benfica

mundial 2014

jogadores

rescaldo

taça de portugal

liga europa

godinho lopes

eleições

euro 2016

árbitros

ler os outros

futebol

golos

clássicos

comentadores

nós

marco silva

crise

scp

cristiano ronaldo

análise

chavões

formação

humor

liga dos campeões

slimani

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
136 comentários
134 comentários
132 comentários
114 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds