17 Dez 16

img_770x433$2016_03_06_19_16_40_1073377[1].jpg

 

Já o escrevi aqui  e repito: Bruno de Carvalho faz muito mal em funcionar como assessor de imprensa de si próprio. O principal erro do Sporting desde que ele assumiu a presidência tem sido a vertente comunicacional, com o presidente a expor a todo o momento o corpo às balas nas mais diversas questões. E por vezes a falar primeiro e a reflectir depois.

Voltou a acontecer esta semana, com o líder leonino a disparar contra tudo quanto mexe - desde o Tribunal Arbitral do Desporto português por ter suspendido uma medida disciplinar contra Luís Filipe Vieira aos mais  fanáticos comentadores que seguem religiosamente a cartilha do Benfica nas segundas-feiras televisivas, concedendo-lhes assim uma propaganda adicional que eles só podem agradecer-lhe, sem esquecer o Supremo Tribunal da Suíça, que entendeu não contrariar a decisão anterior do Tribunal Arbitral do Desporto europeu a propósito do famigerado caso Doyen. Neste caso, note-se, estava em causa a moldura jurídica anterior à actual, mais restritiva. Entretanto, tudo quanto se vai tornando público sobre a Doyen deixa mais evidente que estamos perante um enorme  poço com muitos e nada recomendáveis fundos.

 

Não contente com a decisão da justiça civil suíça, aliás mais do que expectável em função da prática jurisdicional daquele órgão, Bruno de Carvalho entendeu abrir esta semana uma quarta frente de batalha - algo que Sun Tzu, autor do clássico A Arte da Guerra, certamente lhe desaconselharia. E desta vez contra a Federação Portuguesa de Futebol, em termos impróprios, a partir de uma leitura apressada de uma "notícia" surgida no único jornal que vem fazendo eco das teses do Benfica na polémica contabilização de títulos de campeão nacional da modalidade.

Esse jornal, puxando uma vez mais a água ao moinho encarnado, "noticiou" que a Federação Portuguesa de Futebol dera razão ao SLB nesta controvérsia, quando o que se passou foi bem diferente: no âmbito da remodelação do seu sítio noticioso na internet, a FPF entendeu republicar as listas de vencedores que tinham sido anteriormente estabelecidas, sem se pronunciar sobre a questão. Algo que poderá mudar em breve, julgo saber, se o FC Porto se juntar ao Sporting na reivindicação de que os vencedores do Campeonato de Portugal entre 1922 e 1938 sejam integrados na extensa lista de campeões nacionais.

O presidente leonino precipitou-se ao ler no falacioso título d'A Bola que a polémica tinha sido "resolvida pela Federação". Tudo quanto disse em função disso foi excessivo e deslocado. E não serve os interesses do Sporting: viver rodeado de inimigos, reais ou imaginários, constitui uma péssima carta de recomendação.

 

Uma vez mais, estamos perante um problema de comunicação. Que só existe porque Bruno de Carvalho persiste em aparecer a todo o tempo a pronunciar-se sobre quase tudo. Por vezes não chega sequer a poupar-se a si próprio. "Sinto-me um pouco aquele doido que está à janela", disse também nesta semana em que não conseguiu permanecer calado.

Espero que a tranquilidade da quadra natalícia lhe permita reflectir melhor em tudo isto. Porque o destempero verbal só o prejudica. E, deste modo, também o Sporting sai lesado.


comentar
100 comentários:
De Leão de Queluz a 17 de Dezembro de 2016 às 09:50
Subscrevo, em linguagem taurina, o Presidente anda a fazer demasiadas pegas de caras; devia fazer pegas de cernelha.

Bom Natal e ótimo 2017, com o Sporting campeão, para todos os autores e comentadores do Blog e especialmente para o Presidente.

SL


De Pedro Correia a 17 de Dezembro de 2016 às 10:40
Meu caro Leão de Queluz, agradeço e retribuo com gosto os seus amáveis votos de Boas Festas.
Um abraço.


De Simong2 a 17 de Dezembro de 2016 às 10:11
Essa é uma verdade muito verdadeira. O nosso presidente tem que moderar a sua "actuação" presidencial. E quando responde aos comentadores dos adversários, está a pôr-se ao nível deles. Um presidente a responder a comentadores de tv? Por amor da santa...


De Pedro Correia a 17 de Dezembro de 2016 às 10:49
Não consigo perceber esta espécie de homenagem que o presidente do Sporting presta à estratégia comunicacional do SLB elevando a interlocutores os pontas-de-lança do ódio lampiónico ao nosso clube.
Das duas uma: ou considera válido o modelo de comentadores televisivos amamentados pela central de propaganda do Benfica, e nesse caso não se entende como é que ele não consegue reproduzi-lo com eficácia a partir do Sporting, ou acha que aqueles programas e aqueles sujeitos são infrequentáveis e nesse caso não se entende por que motivo lhes dá palco ao elegê-los como alvos das suas palavras em vez de deixar figuras leoninas de segundo ou terceiro plano a dar-lhes réplica.


De Antónimo a 17 de Dezembro de 2016 às 11:25
Os comentadores do Benfica não mostram ódio pelo Sporting. Isso é falso e eu sei do que falo.
Eu falo por mim, de alguma simpatia que sentia passei para comiseração. E a culpa não é minha.


De Pedro Correia a 17 de Dezembro de 2016 às 11:41
Cresce e aparece, anónimo. Se queres diálogo tens de começar por dizer como te chamas.


De Carlos Silva a 18 de Dezembro de 2016 às 18:15
Já expressei a minha opinião sobre o intervencionismo exagerado No entanto, só não compreendo é o silêncio dos outros membros da direcção. Os ataques que sofremos são variados e muito agressivos. Todos, mesmo todos, temos não só o direito mas o dever de reagir


De Pedro Correia a 18 de Dezembro de 2016 às 19:28
Você, Carlos, traz uma excelente achega para este debate. Também se comunica pelo silêncio. Ora o silêncio da esmagadora maioria dos titulares dos órgãos sociais leoninos é ensurdecedor. O que também não me parece bem.


De Carlos Silva a 19 de Dezembro de 2016 às 10:30
Mesmo que esses senhores venham a dizer o mesmo que o presidente, não o deixem falar sozinho e dispersem a atenção de quem o queira atingir, e são muitos, como sabemos. Uma Direcção é um todo (daí a sua força) e não 1 + X. Se esses senhores querem ser directores, então que deem a cara e mostrem que o presidente não está só, no que faz de bem e de mal. Digo o mesmo para o Conselho Leonino (um número exageradíssimo), qual lista de casamento, e cuja utilidade se perde no meio de tantas boas vontades. Sou apologista de poucos mas bons, só assim a comunicação passa, e a utilidade aparece.


De Pedro Correia a 19 de Dezembro de 2016 às 14:08
Eu considero o Conselho Leonino uma inutilidade - e não é de agora. Serve para umas jantaradas e pouco mais.


De Carlos Silva a 19 de Dezembro de 2016 às 14:17
Sou da mesma opinião. O clube devia de ser modernizado numa estrutura mais flexível.


De Pedro Correia a 19 de Dezembro de 2016 às 19:56
De acordo total com as suas palavras. Hei-de voltar a este assunto, quatro anos depois de ter pugnado por isso (em vão).


De Carlos Silva a 19 de Dezembro de 2016 às 21:26
Então já somos dois. Só temos que convencer os outros 149.998 sócios.


De Pedro Correia a 19 de Dezembro de 2016 às 22:06
É uma tese que há-de seguir o seu caminho, sem dúvida alguma.


De Joao Carlos a 17 de Dezembro de 2016 às 10:17
Entretanto: "Temos de deixar de ser aquele clube onde achamos que somos diferentes, porque somos tolinhos". Caramba!


De Pedro Correia a 17 de Dezembro de 2016 às 10:50
Caramba, mais um tiro verbal no próprio pé. Até dói.


De jmfs1947 a 17 de Dezembro de 2016 às 12:14
Desculpe, caro senhor pela minha intervenção. Estou a quebrar um "voto de quarentena" mas estamos no "Natal... ninguém leva a mal"... Ups... enganei-me... mas não faz mal.
Permita-me uma correcção: eu considero-me "diferente" porque os adeptos do meu clube de coração resistem às adversidades (umas permitidas, outras impostas e de que maneira!) e não renegam o seu clubismo! Tolinhos não nos considere! Estou a caminho dos 70,
já passei por muita desilusão mas... muito orgulho no Sporting!
Bruno de Carvalho tem defeitos, o comunicacional então...
Mas defende o Sporting do maior ataque concertado que já se viu nesta pobre terra de merdas da comunicação... e não só!
Por esse facto, tenho que engolir os exageros de que (e bem) aqui é acusado.
Aproveito para desejar aos Sportinguistas uma santa quadra. Compreendam, estou num espaço Leonino e o meu coração, nesta matéria, é pequeno...


De Pedro Correia a 17 de Dezembro de 2016 às 15:01
Caro JMFS, pela minha parte venho agradecer e retribuir os seus votos de boas festas.
Aproveitando para lhe reiterar o convite à sua participação neste espaço como comentador. O 'És a Nossa Fé' não é só de quem o faz: é também de quem o lê.


De jmfs1947 a 17 de Dezembro de 2016 às 15:13
Caro Pedro Correia,
Agradeço as suas palavras e o convite renovado mas, embora visitando este espaço com alguma regularidade (já não tanta como outrora, confesso) sou manifestamente alérgico a comentários do "outro lado", muitos deles primando por aquilo que alguns são...
Participando, levar-me-ia, talvez, a mostrar a esses tais, a repulsa (é este o termo, creia) que me inspiram. Quero poupar a saúde que já não é muita...
Já agora, permita-me a pergunta: será que o estimado amigo Francisco Gonçalves se cansou de lhes "dar troco"? Se se mantém "no activo" apresento as minhas desculpas. Para todos, reitero os votos de uma quadra com saúde e paz.
Um abraço para si.


De Pedro Correia a 17 de Dezembro de 2016 às 22:45
Renovo os meus agradecimentos pelos seus amáveis votos, meu amigo. E espero que sinta esta casa como sua também.
Natal feliz, com saúde e harmonia familiar.
Um forte abraço.


De joaquim reis a 17 de Dezembro de 2016 às 11:16
Saudações leoninas! e Natalícias.

Sr Pedro Correia,concordo na generalidade com o seu texto critico sobre a estratégia da comunicação do mandato Bruno de Carvalho.
Alias Bruno de Carvalho segundo afirmou estará em meditação se vale ou não a pena.... Numa coisa ele tem razão nos lugares importantes da sociedade portuguesa quase todos os sportinguistas fogem da defesa dos interesses do SCP para não se "queimarem"... ! E É pena pois o resultado é igual...pois os nossos adversarios vão nos queimando o intimo e profanando o nosso sportinguismo e nós a assistir normalmente impávidos à espera do frio para a vingança que nunca a servimos.
Deste seu importante texto (uma temática muito muito importante ) e que urge medidas fica incompleto e generalista por não apontar soluções,caso as tenha.
Obrigado pelos seus textos que normalmente leio.
E repito saudações leoninas e um Natal bem Verde.


De Pedro Correia a 17 de Dezembro de 2016 às 11:44
Grato pelas suas palavras, caro Joaquim Reis. Voltarei a este tema - não por gosto mas por imperativo de consciência - as vezes que forem necessárias.
A comunicação no mundo contemporâneo é demasiado importante para ser submetida aos estados de alma de cada protagonista do momento. Tem de ser confiada a estruturas profissionais. Com tempo, espaço e autoridade para exercerem a missão. Caso contrário os resultados são nulos.
Julgava eu que isto era uma evidência. Mas não é. Ainda há necessidade de sublinhar o óbvio.

Boas festas também para si e todos os seus.


De Joao Carlos a 17 de Dezembro de 2016 às 12:43
Então, o Nuno Saraiva não é profissional? O José Quintela não é profissional? Para amadores, fazem-se pagar muito bem. E já nem falo dos consultores, dos Calafates e Armandinos desta vida...


De Pedro Correia a 17 de Dezembro de 2016 às 14:59
O Quintela já lá não está. Como vários outros já saíram. Ter quatro equipas diferentes de comunicação em menos de quatro anos, valha a verdade, não tem ajudado nada. E é um bom espelho da instabilidade do Sporting a este nível.


De Joao Carlos a 17 de Dezembro de 2016 às 15:08
Há dois dias o Quintela ainda era o director do Jornal Sporting. Foi despedido entretanto?


De Pedro Correia a 17 de Dezembro de 2016 às 22:34
A questão de fundo não tem a ver com X ou Y. Tem a ver com a política de comunicação do Sporting, que é definida pelo próprio presidente. Bruno de Carvalho é - como refiro no texto - o assessor de imprensa de si próprio.
Como se não confiasse em mais ninguém, o que constitui um erro clamoroso.
Como se imaginasse que é um génio da comunicação, o que está muito longe de corresponder à verdade.


De miguel c. a 17 de Dezembro de 2016 às 14:16
O problema é q o homem é um vaidosos do caraças.
Tem umas manias. Não se pode ter tudo... nem ele nem nós!

Um gajo destes, para fazer um trabalho destes, tinha que ter um defeito destes.

Mas é um gajo novo. Não vai ser igual daqui a uns anos.
Diga-se o q se disser, era dum gajo destes de q o Sporting precisava. E está à vista de toda a gente.
De verdes e de encarnados. De quem gosta do trabalho dele e de quem não gosta do trabalho dele.

Como dizem já muitos: é lidar.


De Pedro Correia a 17 de Dezembro de 2016 às 14:48
Claro que tem muito que aprender, Miguel. Mas aprende com críticas e não com solos de violino.
Convém nunca esquecer que no momento em que o Titanic se afundava a orquestra continuava a executar fabulosos solos de violino.


De polik a 17 de Dezembro de 2016 às 12:54
Quase todos concordamos com o que escreves sobre a impaciência de BdC na comunicação.

Eu, e muita gente achamos que devia ser de outra forma.

Mas o homem é assim e já está de tal maneira queimado na CS, que mesmo que invertesse a sua comunicação em 180 graus nenhum beneficio daí retiraria. Além disso é a forma intrínseca da sua forma de ser, e esta só se modificará com os anos e o amadurecimento que essa experiência lhe dará.

Todos achamos que é um erro, mas eu tenho que para mim que após o primeiro título no futebol 11 a forma como é visto amainará, ou não...

Só as vitórias lhe trarão o respeito dos «outros»... Vide a forma como PdC é tratado apesar de ter sido igual ou muito pior no início, e meio, do seu percurso. Até LfV passou por isso embora em menor escala.

SL e que venha as vitorias..


De Pedro Correia a 17 de Dezembro de 2016 às 14:58
Desperdiçar energias em mil assuntos laterais em nada contribui para alcançarmos a meta central, que é a conquista do campeonato.
Eu gostaria que nos meses mais próximos o Sporting fosse notícia por isso. E pela dobradinha - campeonato e Taça.
Ser notícia todos os dias porque se ocupa muitos títulos nos jornais com as mais diversas polémicas é uma forma errada de concretizar o nosso objectivo n.º 1.


De MB a 17 de Dezembro de 2016 às 14:17
Se ele refilar tanto com as mas contratacoes como refila com o resto, ja fico satisfeito.


De Pedro Correia a 17 de Dezembro de 2016 às 14:50
Aí pode refilar internamente. Tem bons motivos para isso. Mas que não o faça na praça pública.
Um bom exercício que devia praticar já em 2017, aliás, seria reduzir um terço das intervenções públicas. E pôr outros a falar e a escrever. Nenhum general vence guerra alguma sem tropas.


De JRamos a 17 de Dezembro de 2016 às 14:19
Eu acho que é tão vergonhoso terem sido atribuídos títulos de campeão nacional ao benfica ganhos numa competição que os não definia e terem sido retirados títulos de campeão ao Sporting ganos numa competição que os definia - o Campeonato de Portugal de 1922 a 1938 - que de Bruno de Carvalho nesta matéria só se perdem as que possam cair no chão. O que ele diz se calhar ainda é pouco.

Imagine que você entra numa competição definida institucionalmente como eleitora do campeão nacional e que a ganha e que anos mais tarde lhe digam basicamente que apesar da competição ter sido feita sob o pressuposto de designar o campeoão nacional ela não conta como designadora do campeão nacional. Na sua forma é o mesmo que eu lhe propor pagar um salário por uma tarefa só para depois da tarefa estar feita vir dizer-lhe que considerei que a tarefa afinal não tinha direito a salário. A forma é a mesma. É um roubo à cara podre. Eu espero que haja possibilidade de levar isto a tribunal. Se é mais uma frente, que se abra, porque é justa. E temos 22 títulos de campeão nacional. Esta é a verdade histórica e não a verdade da secretaria que é a que vigora.


De Pedro Correia a 17 de Dezembro de 2016 às 14:54
Sinceramente, eu preferia que as energias leoninas se concentrassem na conquista do título de 2017, não nos títulos das décadas de 20 e 30 do século XX.
Nunca devemos dispersar-nos por pequenas e médias refregas quando ambicionamos vencer uma grande batalha.


De JRamos a 17 de Dezembro de 2016 às 15:42
Uma coisa não impede a outra. O Presidente do Sporting olha para e pelo clube em sua dimensão global. Ficar calado é deixar-se roubar e quem se deixa roubar uma vez, duas vezes, três vezes perde o respeito, que foi o que aconteceu ao Sporting dos aristocrettes.

Já agora reparou que ainda que você diga isto:

"Esse jornal, puxando uma vez mais a água ao moinho encarnado, "noticiou" que a Federação Portuguesa de Futebol dera razão ao SLB nesta controvérsia, quando o que se passou foi bem diferente: no âmbito da remodelação do seu sítio noticioso na internet, a FPF entendeu republicar as listas de vencedores que tinham sido anteriormente estabelecidas, sem se pronunciar sobre a questão."

- ou seja que um jornal publicou uma notícia falsa sobre a FPF, a FPF não vem desmentir, não vem tomar posição, deixa a coisa dita como se afinal aproveitasse para deixar o barro atirado à parede a ver se cola. Porque razão a FPF não veio desmentir as notícias que a visam directamente?



De Pedro Correia a 17 de Dezembro de 2016 às 22:39
O presidente do Sporting precipitou-se ao disparar um chorrilho de insultos aos responsáveis da FPF com base num título do jornal 'A Bola'.
Isto reflecte bem um dos defeitos da política de comunicação do Sporting, definida pelo próprio presidente: disparar primeiro e reflectir depois.
Em momento algum, seja em que actividade for, é aconselhável agir desta forma.
Ninguém pode ter razão sozinho contra o mundo, disparando em direcção a tudo quanto mexe. Só esta semana foi contra o presidente do SLB, a justiça federativa, o Supremo Tribunal da Suíça, os comentadores lampiões, a FPF... e certamente estará a faltar-me algo mais.
Quando o próprio Bruno de Carvalho confessa sentir-se como "aquele doido que está à janela", isto deveria acender nele uma campainha de alarme.
Não faz sentido


De JRamos a 18 de Dezembro de 2016 às 02:31
Você não estranha que um jornal minta sobre o que pensa a FPF e a FPF não desmente? Eu acho isto mais estranho do que os disparos de BdC. Tenho a certeza que se a notícia mentisse dizendo que a FPF reconhecia os 22 títulos do Sporting que a FPF já tinha desmentido.

Uma coisa os poderes sabem do Sporting de hoje, que não roubam sem terem resposta firme, sem serem incomodados por isso. O mínimo que um ladrão deve sentir numa sociedade que não desapareceu é pressão por ser ladrão. E assim é BdC, a pressão sobre os ladrões do Sporting. Por isso não faço declarações gerais sobre as guerras abertas por BdC, faço considerações guerra a guerra. A maior parte delas acho justas e para continuar, nomeadamente esta contra a FPF.


De Pedro Correia a 18 de Dezembro de 2016 às 09:46
Eu estranho é que o presidente do Sporting se tenha apressado a cortar relações com o FCP, ainda antes de ter cortado relações com o SLB.
A massa adepta, naturalmente, aplaudiu. E talvez continuasse a aplaudir se fosse anunciado o corte de relações do Sporting com os restantes clubes que disputam o campeonato nacional.
O problema é que os actos produzem consequências.
Agora que precisava do FCP como aliado estratégico na guerra que entendeu promover com a FPF por causa da contabilização dos campeonatos, Bruno de Carvalho fica a falar sozinho. Pelo meio, fez atirar para o lixo um 'Almanaque do Sporting' na própria sessão de apresentação - algo que não lembraria certamente a mais ninguém...
Por tudo isto, insisto na necessidade de rever toda a estratégia comunicacional do Sporting. É um erro grave guerrear contra tudo e todos ao mesmo tempo. É um erro ainda mais grave insistir em dar tiros sucessivos nos próprios pés.


De JRamos a 18 de Dezembro de 2016 às 13:52
Duas coisas apenas.

Sobre o Almanaque, não o atirou para o lixo, discordou da posição do seu autor quanto aos títulos do Sporting. E bem.

Quanto ao porto.

Acho que não se lembra que BdC foi pessoalmente desrespeitado quando estendeu a mão para cumprimentar um vice-presidente e ficou de mão estendida. Ninguém se retratou dessa falta de respeito e por isso cortou relações e bem.


De Pedro Correia a 18 de Dezembro de 2016 às 14:23
Sobre o 'Almanaque': desancou-o na própria sessão de apresentação da obra, abrindo assim mais uma frente de batalha. Desta vez contra o próprio autor do 'Almanaque do Sporting', o que é verdadeiramente extraordinário.
Que você tenha aplaudido isso, não me espanta. Já vi que é dos incondicionais.
Lamento ser diferente: eu só aplaudo aquilo que realmente merece aplauso.


De JRamos a 18 de Dezembro de 2016 às 14:50
Eu também só aplaudo o que merece aplauso. O autor do Alamanque seguiu a cartilha da FPF. A direcção do Sporting tem outra ideia. Era o que faltava que o Sporting ficasse vinculado ao que o autor de um Alamanaque acha quando à matéria em disputa. E não desancou o autor. Discordou dele. A não ser que desancar. Não sei porquê a hiperbole aqui.

A mim espanta-me mais que se aceite retroactivamente alterar títulos justamente ganhos - isto é que é o mais grave.

Eu não sou dos incondicionais de BdC. O que eu faço é uma discriminação das lutas em que o presidente do Sporting se mete e decido por mim quais as que apoio e quais as que não apoio; o que eu não faço efectivamente é o que você faz - uma consideração geral que nos deixa sem saber se para você vale a pena lutar pelo reconhecimento da história do Sporting ou não, se vale a pena ter lutado contra a preponderância dos fundos no Sporting? Se valeu a pena denunciar o aliciamento dos árbitros pelo benfica através dos vouchers? Etc.


De Pedro Correia a 18 de Dezembro de 2016 às 16:48
Portanto, na sua perspectiva, disparar para todo o lado e arrasar tudo e todos é uma estratégia com sucesso.
Não consigo então perceber por que motivo esta estratégia... não está a ter sucesso.
Se tivesse sucesso, você não escreveria estas linhas que deixou publicadas hoje mesmo noutra caixa de comentários: "O campeonato português é uma fraude. O campeonato português está entregue."


De JRamos a 18 de Dezembro de 2016 às 17:24
Porque acho que é uma fraude considero imperativo ter um presidente guerreiro. Se não se fizer guerra aos poderes que destroem a verdade do nosso futebol esta nunca regressará. O espírito da lampião é ganhar por quaisquer meios mesmo destroindo a verdade desportiva - e assim é o nosso futebol.

E já agora não existe isso de "disparar para todo o lado". Existe disparar para uns quantos lados. Eu decido os lados que acho bem que se dispare. Já a sua posição sinceramente não a entendo bem. Não sei o que significa em termos práticos dada a actividade permamente contra os interesses do Sporting no mundo do futebol. Não sei se já notou que há um ataque generalizado ao vídeo-árbitro em Portugal e que o Sporting praticamente está sozinho no apoio o que quer dizer que a disposição geral em Portugal é a de preferir o erro do árbitro, a adulteração da verdade do jogo. Porquê? Eu sei porquê. Eu sei quem se beneficia disso.

Eu prefiro aceitar os exageros de BdC do que para os calar perder o presidente guerreiro que precisamos. Talvez você gostasse de um presidente à medida, que fosse exactamente de acordo com o que prefere mas isso é irreal. Nenhum homem é capaz de agradar a toda a gente, nenhum homem público é capaz sempre àqueles a quem agrada em geral e portanto como de facto em geral considero a presidência de BdC fundamental para o Sporting estou perfeitamente disposto a aceitar algumas acções que posso em abstracto estar em desacordo.

Toda a gente tem um modelo ideal de presidente e BdC nunca vai conseguir ser esse modelo ideal para cada um e portanto o melhor que seja ele mesmo no que ele entende ser em defesa do Sporting e nós cá estaremos para julgar.


De JRamos a 18 de Dezembro de 2016 às 19:28
Leia-se "destruindo" e não "destroindo" como grafei.


De Pedro Correia a 18 de Dezembro de 2016 às 19:35
Percebi. Foi mera gralha.


De Pedro Correia a 18 de Dezembro de 2016 às 19:34
Quase quatro anos depois da eleição do "presidente guerreiro", você chega à conclusão que o futebol português "é uma fraude" e que Bruno de Carvalho "está praticamente sozinho" (palavras suas). É lícito, portanto, concluir com base no seu raciocínio que Bruno de Carvalho em nada conseguiu melhorar o futebol português.
Eis uma conclusão tramada, como vê. Quando abusamos das palavras duras, elas acabam por atingir-nos por ricochete.


De JRamos a 18 de Dezembro de 2016 às 19:41
O próprio Bruno de Carvalho percebe que em nada mudou o futebol português; da vergonha que era quando chegou continua a vergonha que é hoje. A luta continua e portanto estou com o presidente guerreiro. Mas de facto até agora de fundamental quanto à verdade desportiva, ao benefício sistemático do benfica pela arbitragem e demais poderes institucionais do futebol, ainda não se conseguiu nada. De que vale estar calado, ser mais educadinho para com os poderes do futebol. De nada. Já que são ladrões o mínimo que se pode fazer é denunciar para quem quiser ouvir.



De Pedro Correia a 19 de Dezembro de 2016 às 14:10
Eu não quero um presidente que se ponha aos berros na praça pública a reivindicar títulos obtidos há 90 anos.
Quero um presidente eficaz, que conquiste títulos agora.


De Anónimo a 17 de Dezembro de 2016 às 15:21
Quanto ao número de títulos, aconselho a lerem o "Almanaque do Sporting"... refere 18 Campeonatos Nacionais e não 22! Mais palavras para quê!

Luís


De Pedro Correia a 17 de Dezembro de 2016 às 22:39
Feliz Natal também para si.


De Anónimo a 18 de Dezembro de 2016 às 22:20
Feliz Natal... mesmo a 8 pontos!


De Pedro Correia a 19 de Dezembro de 2016 às 14:10
Cuidado, que tens o Porto à perna. Não digas que eu não avisei.


De Anónimo a 21 de Dezembro de 2016 às 21:34
Não precisas de avisar, conheço muito bem pois já ando "nisto" há bastantes anos... esses vão ser "empurrados" até ao final como foram vocês no ano passado!... e o Braga em 2010... Bom Natal, apesar de tudo!


De Schmeichel a 17 de Dezembro de 2016 às 15:49
Caro Pedro,

Concordo com a generalidade do seu post....eu como sócio já tenho o meu voto garantido em BdC, porque respeito o trabalho que desenvolveu a recuperar o Sporting nos últimos 3 anos.... mas BdC tem de melhorar a sua postura como Presidente e isso implica por vezes não falar e quando fala, em vez de mandar umas postas de pescada, acho que por vezes a ironia chegava....


De Pedro Correia a 17 de Dezembro de 2016 às 22:42
De acordo, Schmeichel. Os problemas comunicacionais que apontamos resolvem-se. Com o apoio de profissionais conceituados do sector. Mas é preciso o presidente do Sporting respeitar aquilo que lhe é recomendado. Se for para virar tudo ao contrário e voltar ao ponto inicial, mais vale não contar com apoio algum.


De Antonio_1969 a 17 de Dezembro de 2016 às 16:10
Já aqui escrevi várias vezes que o BdC calado é um poeta, e mantenho.

O presidente está a fazer um bom trabalho ao nível desportivo e financeiro, não isento de erros como é óbvio, mas claramente um bom trabalho.

Não devia estragar esse trabalho com um discurso irreflectido e demasiado bélico. Que faça o favor aos sportinguistas de continuar a trabalhar mas calado.

Saudações e boas festas



De Pedro Correia a 17 de Dezembro de 2016 às 22:49
Não têm faltado neste blogue elogios ao trabalho desenvolvido pelo presidente do Sporting. No capítulo organizativo, desportivo, financeiro. Foi incansável na forma como recuperou o clube, que se afundara na mais humilhante e preocupante crise de sempre.
Mas no capítulo da comunicação Bruno de Carvalho continua a revelar insuficiências e defeitos que devem ser apontados com o intuito de que as coisas melhorem igualmente nesta área. A crítica leal e frontal é também uma forma de servirmos os interesses do clube.


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Os nossos comentadores me...

Pódio: A. Ruiz, Gelson, C...

Sporting: questões em deb...

Os nossos comentadores me...

Rescaldo do jogo de hoje

Mafiosos

O debate na blogosfera le...

Os nossos comentadores me...

De quem gostam os nossos ...

O melhor espanta-moscas d...

Arquivo

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

bruno de carvalho

selecção

leoas

prognósticos

vitórias

jorge jesus

há um ano

balanço

campeonato

slb

arbitragem

benfica

jogadores

rescaldo

mundial 2014

taça de portugal

liga europa

eleições

godinho lopes

ler os outros

clássicos

árbitros

golos

euro 2016

nós

futebol

comentadores

crise

marco silva

scp

cristiano ronaldo

análise

formação

humor

chavões

liga dos campeões

slimani

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
136 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds