02 Abr 14

  

4. PLANTEL

Fazer muito melhor com muito menos

 

O Sporting Clube de Portugal é um clube diferente, que não se confunde com nenhum outro. Por dois motivos fundamentais.

Em primeiro lugar, pelo seu enorme ecletismo, que o leva a ser o segundo clube do mundo com mais títulos no conjunto de todas as modalidades. Em segundo lugar, pela excelência da sua academia, que o leva a ser o terceiro clube do mundo a formar mais futebolistas galardoados com a Bola de Ouro.

Isto incomoda muito os nossos rivais, mas estamos perante factos indesmentíveis. Que, se o desportivismo entre nós não estivesse tão subjugado pela clubite aguda, todos deviam considerar património comum do desporto português. E, portanto, algo digno de aplauso por parte dos adeptos de todas as cores.

 

Bruno de Carvalho, neste primeiro ano do seu mandato, soube honrar as melhores tradições do Sporting. Atribuindo prioridade absoluta aos jogadores da formação. Que em todos os jogos do campeonato dominaram o onze-base. Uma aposta que valeu a pena: com custos em salários no futebol avaliados em cerca de 62% do que gasta o FC Porto, estamos oito pontos acima do clube ainda dirigido por Pinto da Costa. Apenas o Benfica segue à nossa frente, quando pagamos só cerca de 53% do que custa o plantel da Luz.

Houve, portanto, que trabalhar com a prata da casa. E ninguém nega que a aposta resultou. Rui Patrício, Cédric, André Martins, William Eduardo e Carlos Mané foram jogadores da nossa formação que deram nas vistas nesta Liga 2013/14. Dois outros evidenciaram-se ainda mais: William Carvalho e Adrien Silva, ambos elogiadíssimos neste campeonato.

 

Após uma época fracassada, com a auto-estima leonina no mais baixo ponto de sempre, o sucessor de Godinho Lopes soube estabelecer prioridades. Formação, sim - mas só lançando jogadores na equipa principal após clarificação do seu vínculo contratual ao clube. E renovando os contratos de 17 profissionais, fazendo subir as respectivas cláusulas de rescisão para um mínimo de 45 milhões de euros.

Tudo para não voltar a repetir-se o sucedido com Bruma, que de candidato a herói dos sócios na última época passou a vilão consumado. Primeiro com inaceitáveis manobras dilatórias, exercidas em articulação com o seu agente, para se considerar livre das obrigações assumidas com o clube que o formou. Depois em litígio aberto com o Sporting. Um litígio dirimido pela comissão arbitral paritária, que deu plena razão à liderança sportinguista.

Bruma acabou por ser transferido para o Galatasaray. Outro dos talentos da nossa academia que revelou desinteresse em permanecer no Sporting, Tiago Ilori, rumou à equipa B do Liverpool, que o cedeu depois ao Granada. O conjunto das transferências ocorridas esta temporada rendeu-nos cerca de 24 milhões de euros, quantia só ultrapassada por Filipe Soares Franco na época de 2007/08, com as vendas de Nani, Ricardo e Custódio.

Para o cenário ser quase perfeito faltou-nos dispensar Elias - a aquisição mais cara de sempre na história do Sporting, por 8,8 milhões de euros, e talvez também o maior fiasco de que há memória em Alvalade. Esteve quase, mas não aconteceu.

 

Reabilitação da academia e valorização segura do plantel - que vale hoje cinco vezes mais, segundo os cálculos feitos por Leonardo Jardim. Este é um dos maiores feitos que o presidente Bruno de Carvalho pode reclamar um ano após ter tomado posse. Motivo de orgulho? Justamente.

Balanço: muito positivo.


comentar
12 comentários:
De Fernando Albuquerque a 3 de Abril de 2014 às 11:31
Prezado Amigo Pedro Correia

Todos os Sportinguistas deveriam estar satisfeitos com a gestão que esta Direcção tem feito durante o seu curto mandato.

É natural que hajam situações que nem todos estejamos de acordo, pessoalmente penso que posso dizer que estou satisfeito com o trabalho que tem sido efectuado.

O Pedro Correia escreve no seu post sobre o caso Elias. Penso , que este assunto se arrasta há bastante tempo e sinceramente já me aborrece ler todos os dias esta novela. O SCP nos últimos anos enfiou grandes barretes, com compras astronómicas e em vários casos não recebeu um cêntimo. Este foi o jogador mais caro que o SCP comprou na sua história e não tivemos sorte nenhuma, pois o cara só joga bem na sua terra. Melhor que ninguém o Presidente do SCP deverá saber a dificuldade que tem em resolver o assunto. Ontem já se falava em casos de polícia e como sabe estas situações não nos interessa, pois a comunicação social sempre que tem qualquer "cabelo" não hesita em enxovalhar o nosso clube. Espero que resolvam este assunto o mais depressa possível, pois estamos fartos de novelas, que outros produziram e que agora somos confrontados todos os dias com assuntos que não nos interessam ver nos jornais e na TV.

Um abraço Fernando Albuquerque



De Pedro Correia a 3 de Abril de 2014 às 12:45
Prezado Fernando Albuquerque:

Se há caso que me irrita é esse do Elias. Porque me lembro sempre de o ver jogar para trás e despachar a bola como se lhe queimasse os pés, quebrando jogada após jogada. É para mim um símbolo vivo do descalabro da época 2012/13. Queria vê-lo fora do Sporting. E sabendo que o clube continua a pagar-lhe um balúrdio de salário, a troco de nada, ainda aumenta mais a minha irritação.

Um abraço.


De Nuno Silvestre a 6 de Abril de 2014 às 01:14
Caros Pedro e Fernando,

O caso "Elias" não é birra nem novela. Trata-se tão simplesmente de um caso "exemplar" de como o regabofe terminou no SCP. Recordo que em Dezembro o SCP recebeu uma proposta de 8 milhões de euros de um clube chinês pelo passe de Elias. O jogador e seu pai fizeram birra e não aceitaram. Estavam no seu direito, digo eu. Agora, quiseram pressionar o SCP a aceitar propostas de 4 milhões e irem para o Brasil. O Presidente não aceitou e contrapôs 8 milhões. Está no seu pleno direito. Trata-se de mostrar aos jogadores e empresários que o actual SCP não se verga a pressões. É um exemplo para que futuros jogadores e empresários saibam o clube que vão encontrar. Tão simples quanto isso. Abraços Leoninos!


De Pedro Correia a 6 de Abril de 2014 às 20:28
Tem toda a razão, caro Nuno. Acabou o tempo em que o Sporting era "gerido" de fora para dentro. Tempo de muito má memória a que nenhum de nós quer voltar.
Um abraço.


De migas a 3 de Abril de 2014 às 16:06
Caro Pedro Correia,

Excelente conjunto de posts.

É de louvar a gestão do Bruno de Carvalho e da sua equipa em todos os domínios da vida do Sporting.

Claro que sonhava ser campeão, mas no cômputo geral o último ano do Sporting superou as minhas melhores expectativas.

FORÇA SPORTING

Abraço



De Pedro Correia a 4 de Abril de 2014 às 00:09
Muito obrigado pelas suas palavras, caro Migas. É importante que todos continuemos a sonhar. Agora mais que nunca.
Um abraço.


De Edmundo Gonçalves a 3 de Abril de 2014 às 18:26
Tão conseguido este ano de mandato, como impensável, para alguns.

Alguém viu por aí os marretas?

Excelentes posts, caro Pedro! SL


De Pedro Correia a 4 de Abril de 2014 às 00:14
Os marretas estão no camarote, a resmungar com os jarretas. E vice-versa.


De João André a 3 de Abril de 2014 às 19:11
Caro Pedro, duas notas.

1. Em relação à formação, penso que é má ideia ir pelas bolas de ouro. Não porque não tenhas razão, mas porque o prémio máximo é má medida. Faltam até muito recentemente os sul-americanos (salvo uma ou outra excepção); o prémio máximo é dado frequentemente a um jogador que se distinguiu numa competição importante (mais notório no passado); e a formação do passado não era exactamente a mesma que hoje, sendo mais acidental que outra coisa. poderias aqui acrescentar as outras bolas (terias o Futre) e falar nas carradas de outros jogadores de indiscutível classe mundial que o Sporting foi formando.

2. Os valores que referes acima fazem, lamento dizer-to, pouco sentido. As avaliações do plantel são fortemente subjectivas e, como indicas logo abaixo, o Sporting tem agora um plantel muito mais valorizado (5 vezes é um exagero manifesto, mas compreensível). Uma medida melhor são os gastos com salários (correlacionados no passado com o desempenho das equipas no campeonato). Neste aspecto o Sporting gasta cerca de 53% e 62% daquilo que gastam Benfica e Porto, respectivamente. Muitíssimo impressionante.


De Pedro Correia a 4 de Abril de 2014 às 00:19
Tens razão, João. Num ponto e no outro.
Vou até rectificar no segundo caso, se tiver tempo e oportunidade para encontrar um 'link' que suporte esses dados (vício de muitos anos de jornalismo, este de procurar nunca falar de cor).
Em breve te lançarei um convite para escreveres aqui um texto. Em ocasião que ambos considerarmos propícia. Ainda estou a reflectir no modelo (quero fazer mais convites), mas será sempre depois do campeonato, por motivos óbvios.
É algo original. E até por isso acho que é um desafio estimulante. Para quem escreve e para quem convida.
Um abraço.


De João André a 5 de Abril de 2014 às 12:47
Pedro, para o segundo caso tens o próprio link. Tem lá os gastos com pessoal. Foram esses os valores que utilizei.


De Pedro Correia a 5 de Abril de 2014 às 12:57


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Os nossos comentadores me...

Palmarés leonino (9)

Recado ao presidente da M...

Da necessidade de pôr fim...

Grande Gelson

Os nossos comentadores me...

A coisa até estava a corr...

Cotovelite

Os nossos comentadores me...

Espelho meu, espelho meu ...

Arquivo

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

bruno de carvalho

selecção

leoas

prognósticos

jorge jesus

vitórias

há um ano

balanço

campeonato

slb

arbitragem

benfica

jogadores

eleições

rescaldo

mundial 2014

taça de portugal

liga europa

godinho lopes

ler os outros

clássicos

árbitros

golos

nós

euro 2016

futebol

comentadores

crise

marco silva

cristiano ronaldo

scp

análise

humor

formação

chavões

liga dos campeões

slimani

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
136 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds