25 Mar 17

Hoje, dia de jogo da nossa seleção, aproveito para falar de um antigo árbitro da FIFA: o suíço Urs Meier (eu já explico a ligação). É muito conhecido na Alemanha, já que, depois de terminada essa sua carreira, em 2004, inciou uma outra, como comentador do canal ZDF, ao lado de Jürgen Klopp (o famoso treinador do Dortmund, que está, neste momento, em Liverpool) e, por vezes, Franz Beckenbauer. Enquanto Jürgen Klopp analisava o desmpenho das equipas, Urs Meier funcionava como expert de arbitragem.

 

Du Bist Die Entscheidung.jpg

 

Recentemente, o suíço surpreendeu ao publicar um livro de auto-ajuda, com o título: TU és a decisão - agir rapida e resolutamente (tradução minha e literal do alemão). Urs Meier baseia-se na sua experiência como árbitro de futebol e defende a tese de que devemos confiar mais no nosso sexto sentido. O primeiro capítulo intitula-se precisamente: "Como usar a intuição numa decisão" e inicia-se assim:

 

"Quartos-de-final do Campeonato Europeu de 2004. Minuto 89 do jogo Inglaterra contra Portugal. 1:1 no marcador."

 

Urs Meier enche quatro (!) páginas (as primeiras deste livro) com esse minuto 89, em que ele assinalou uma falta contra Portugal, da qual resultou um golo de Campbell. O árbitro suíço anulou esse golo, porporcionando assim que Portugal passasse à meia-final por penáltis. Foi uma das piores decisões da sua vida, diz ele, porque, apesar de realmente ter havido uma falta de John Terry sobre o nosso guarda-redes Ricardo, ele não a viu! Confessa que estava em má posição e a confusão na grande área portuguesa era enorme, numa amálgama de vinte jogadores. Mesmo assim, ele quebrou uma regra dos árbitros que diz "só apitar o que se vê" e anulou o golo! Baseado na sua intuição! Quando a bola entrou na baliza e os ingleses festejavam, enquanto os portugueses reclamavam desesperados, Urs Meier notou que John Terry, em vez de se juntar ao regozijo dos seus colegas, olhou para ele. E a sua intuição disse-lhe: se o jogador olha para mim, numa altura destas, é porque tem a consciência pesada. E anulou o golo apenas baseado nisso.

 

Mais tarde, o vídeo do lance provou que houve falta. Mas também provou que era impossível Urs Meier tê-la visto. O árbitro teve problemas com a FIFA, um jornal inglês divulgou o seu endereço eletrónico e ele recebeu 16 000 emails de protesto, ameaças de morte inclusive. Deu por terminada a sua carreira ainda nesse ano.

 

Urs Meier proporcionou a primeira final portuguesa num Campeonato da Europa. E o minuto 89 do jogo entre Portugal e a Inglaterra fica eternizado e descrito ao pormenor neste seu livro.


comentar
6 comentários:
De Pedro Oliveira a 26 de Março de 2017 às 14:13
Gostei de ler e saber que há árbitros que não têm medo de partilhar e de explicar as decisões que tomaram e porquê.
Esse foi o célebre jogo do penalty defendido sem luvas pelo "frangueiro" Ricardo qur depois marcaria o penalty que nos apuraria para as meias finais.
Para muitos Ricardo é o responsável por um campeonato perdido, eu continuo a pensar que a falta cometida por Luisão dentro da pequena área deveria ter sido assinalada.
O árbitro desse jogo acreditava mais no voucher do que no sexto sentido.


De Cristina Torrão a 26 de Março de 2017 às 18:35
Sim, é preciso ter coragem para confessar, num livro, que se limitou a confiar na intuição. E talvez fosse bom que mais árbitros, depois de finda a carreira, escrevessem sobre as suas experiências. Sabemos muito pouco do trabalho dos árbitros.

Deste livro, só li mesmo a descrição que Urs Meier faz deste caso, pois houve alguém que me chamou a atenção para estas páginas (por eu ser portuguesa). A descrição que ele faz da pressão e da dúvida que sentiu, sabendo que estava tanto em jogo e que teria de agir numa fração de segundo, numa altura em que já estava muito cansado física e psicologicamente, é mesmo muito interessante.


De Anónimo a 26 de Março de 2017 às 18:39
Está no youtube, Luisão "ENTROU COM TUDO" como se diz na sua terra. O árbitro desse jogo já não é contemporâneo, mas nunca teria a angustia de Urs Meier.


De Lenhas a 27 de Março de 2017 às 11:03
Não deixa de ser curioso que (1) tenha decidido por intuição (2) que a sua intuição tenha sido mais proveitosa do que a percepção fisica, visual, da jogada (3) que tenha decidido bem (4) e mais importante, que tenha tido tantos problemas por ter decidido bem.


De Cristina Torrão a 27 de Março de 2017 às 12:11
Bem, era natural que tivesse problemas com os ingleses. Era o último minuto do tempo regulamentar. Se o golo tivesse sido validado, eles teriam avançado para a meia-final.


De Carlos Silva a 27 de Março de 2017 às 18:44
No mundo da arbitragem, este senhor ex-árbitro é um verdadeiro lince, e tal como ele, em vias de extinção.
É um homem que se respeita a si próprio e coloca a verdade desportiva, acima do facilitismo ou de interesses obscuros.


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Frases eternas (2)

Postal aos nossos jogador...

O berço do campeonato

Mais do que desporto

Frases eternas (1)

Leoas às sextas

Ética - a morosidade da (...

A voz do leitor

264 visualizações por hor...

A primeira de muitas....

Facebook
És a Nossa Fé no Facebook
Twitter
És a Nossa Fé no Twitter
Arquivo

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

selecção

leoas

bruno de carvalho

prognósticos

jorge jesus

balanço

slb

há um ano

vitórias

campeonato

jogadores

benfica

eleições

rescaldo

arbitragem

mundial 2014

taça de portugal

nós

golos

ler os outros

liga europa

godinho lopes

futebol

árbitros

clássicos

euro 2016

comentadores

cristiano ronaldo

scp

formação

humor

análise

crise

chavões

liga dos campeões

derrotas

william carvalho

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
142 comentários
138 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds