14 Abr 17

Gostei

 

Da nossa vitória em Setúbal, por 3-0.  Confirma-se: estamos a atravessar o melhor período da temporada. Com cinco triunfos consecutivos e nove desafios seguidos sem derrotas (25 pontos alcançados em 27 possíveis). Perante uma equipa que na Liga 2016/17 retirou cinco pontos ao SLB e quatro ao FCP.

 

De Bas Dost. O nosso ponta-de-lança marcou o terceiro golo - o seu 28.º neste campeonato. Suplantou já a marca de Slimani na Liga 2015/16 e está de momento isolado na corrida à Bota de Ouro. Muito bem posicionado, portanto, para conquistar o título de melhor artilheiro do futebol europeu.

 

De Bruno César. Outra grande partida do brasileiro, que hoje foi o melhor em campo. Partiu dele o cruzamento para o nosso golo inicial, logo aos 20'. Também foi ele a marcar o canto que originou o segundo golo, aos 55'. Infatigável, actuou em duas posições na ala esquerda e nunca deixou de disputar a bola.

 

De Alan Ruiz. Protagonizou o melhor momento do encontro do Bonfim, ao fazer um espectacular passe de trivela para Bas Dost, que só precisou de encostar o pé à bola, encaminhando-a para a baliza (61'). O argentino confirma-se como um imprescindível no onze titular do Sporting.

 

De Gelson Martins. Foi ele a desatar o nó, aos 20', quando o V. Setúbal tinha a partida equilibrada. Aproveitando um deslize da defensiva sadina, foi rapidíssimo ao movimentar-se na grande área, marcando o primeiro golo do Sporting. Protagonizou outros momentos de qualidade, como já nos habituou, neste regresso à titularidade após breve lesão.

 

De William Carvalho. É um dos elementos nucleares da nossa equipa, assumindo-se como pêndulo do meio-campo, onde consegue ganhar todos os confrontos individuais. Também muito eficaz na recuperação de bolas, viu o seu bom desempenho premiado com um golo de cabeça na sequência de um canto. O seu segundo golo neste campeonato.

 

Da nossa defesa. Mais um jogo sem sofrermos golos.

 

Do apoio dos adeptos. A equipa foi incentivada do princípio ao fim pelo entusiástico coro dos sportinguistas que compareceram nas bancadas do Bonfim.

 

Do teste superado. Bom ensaio geral para o próximo desafio - o do dérbi do dia 22 em Alvalade, que pode ser decisivo para o desfecho do campeonato.

 

 

Não gostei

 

Do cartão amarelo exibido a Marvin. Um lance de contacto junto à linha, semelhante a dezenas de outros, serviu de pretexto para o árbitro deixar o holandês fora da partida com o SLB. Manifestamente exagerado, este cartão. Aliás, aos 32' já tínhamos os dois laterais amarelados: pouco antes sucedera o mesmo a Schelotto numa jogada semelhante. Se vestissem ambos de encarnado e se chamassem Pizzi ou Samaris, nenhum deles teria visto o amarelo.

 

De Bryan Ruiz. Desta vez Jorge Jesus deixou-o de fora do onze titular, numa clara demonstração da perda de influência do costarriquenho, desligado da dinâmica colectiva da equipa. Lançado na partida aos 62', substituindo Gelson Martins, o n.º 10 falhou o golo quase à boca da baliza, após excelente passe de Podence (79'). Já no período extra, perdeu-se em dribles na grande área, acabando por endossar a bola à defensiva setubalense.

 

Que o nosso primeiro canto tivesse sido só aos 55'. Felizmente recuperámos o tempo perdido: esse canto deu em golo.

 

Que não tivéssemos igualado o resultado da época anterior. Há um ano, o Sporting foi ao Bonfim vencer por 6-0, na estreia de Bruno César como Leão. Desta vez parámos a um curto passo da goleada, talvez para evitar um desgaste suplementar na jogada que antecede o dérbi lisboeta. O SLB que se cuide.


comentar ver comentários (22)

Em 1955 já Celeste estava farta da mala.

Esta gravação data de 1955 e pertence à Banda 3 da Face B do disco LP de 33 R.P.M. editado pela marca "Parlophone", etiqueta da "Valentim de Carvalho", intitulado "Celeste Rodrigues", onde estão incluídos os maiores sucessos de Celeste Rodrigues até à data, entre eles "Olha a Mala", "Lenda das Algas", "Cartas", "Vira das Palmas", "Vê Lá São João" e outras mais.
Esta é a canção nova do disco em questão, uma verdadeira paródia ao sucesso "Olha a Mala", excelente e fora de série, que tem os seguintes pontos:

O registo inicia-se com o barulho das ondas do mar da Praia da Nazaré.
Ouve-se ao fundo um hidro-avião no ar;
O hidro-avião vem em queda livre;

CATRAPUS! O aeroplano cai! Ouve-se ao fundo o sucesso "Olha a Mala", da Celeste Rodrigues.
Rapidamente, ouvem-se vozes de protesto a dizer: "FORA A MALA!" "MORRA A MALA!", "CHEGA JÁ DE MALA!", "BASTA DE MALA!", "ESTOU FARTA DA MALA!", "MATEMOS A MALA!".

Em 2017 há muitos que ainda não estão fartos da mala, na semana passada ouvimos um treinador dizer que os pontos estão caros; hoje ouvimos outro treinador dizer, depois de perder um jogo a poder de auto-golos e tiros nos pés, que saímos valorizados, só se foi na conta bancária, acrescento eu.

Entretanto em Setúbal, um hino ao futebol, o jogo pelo jogo, duas equipas a jogarem bom futebol e um resultado que se ajusta aquilo que as equipas fazem em campo. 


comentar ver comentários (15)

«Quando os comentadores do Porto e do Benfica se uniram contra BdC no caso Pinho não se falou em aliança, quando o Benfica e o Porto foram testemunhar a favor da Doyen também não se falou em aliança Benfica/Porto. Porque se fala agora em aliança Sporting/Porto? Por causa da cartilha. Está lá escrito e tudo.»

J. Ramos, neste texto do Edmundo Gonçalves


comentar ver comentários (9)
13 Abr 17
É isto, não é?
Luís de Aguiar Fernandes

Este slb, que veio elogiar o fcp por se demarcar de cânticos que aludem à morte de adeptos rivais, é o mesmo que não o faz (e ainda apoia ilegalmente) os seus adeptos que fazem o mesmo (aliás, o mesmo não, porque efectivamente os adeptos do fcp não assassinaram ninguém) em todos os dérbis, não é? 

 

Para avivar a memória de alguns hipócritas de carnide, que já estão aí a salivar para comentarem, deixem-me lembrar-vos da faixa a dizer "verylight 96", num recente dérbi de futsal, ou de cânticos que começam com "foi no jamor, que o lagarto ardeu", em todos os jogos contra nós. A todos os outros, não abram os links, para não ficarem nauseados.


comentar ver comentários (6)

 

«Como cidadão, tenho dificuldade em entender porque não acontece em Portugal, neste caso sob a tutela da Liga, o que sucedeu ainda nas últimas semanas - e de forma distinta em Inglaterra ou em Espanha. Na Premier League, Ibrahimovic agrediu um adversário num jogo de domingo, o árbitro não viu no campo, as autoridades competentes analisaram as imagens e na terça-feira foi-lhe aplicado um castigo de três jogos.

Em Espanha, Neymar foi expulso por acumulação de amarelos e a jurisprudência ditaria um jogo de suspensão, mas o comportamento incorrecto já fora do campo, assinalado pela equipa de arbitragem e confirmado pelas imagens televisivas, ditou (já) um afastamento por três jogos.

Ora, em Portugal, a Liga, a única entidade que pode fazer processos sumários, não faz. Julgo que não fez nenhum esta época.»

Nuno Santos, hoje, no Record


comentar ver comentários (45)

O Sporting joga amanhã à noite, a partir das 20.30, no estádio do Bonfim frente ao Vitória de Setúbal. Com arbitragem de João Pinheiro.

Quais são os vossos prognósticos?


comentar ver comentários (42)

«Acabei de ver, na tv, a repetição do gesto agressivo com a barriga do jogador do Moreirense em direcção ao punho do jogador encarnado. O do Moreirense devia ser irradiado. Ou, pelo menos, castigado com um ano de suspensão.»

Simão Gamito, neste meu postal


comentar ver comentários (17)
12 Abr 17
A minha costela Jota Jota
Edmundo Gonçalves

Mais uma vez, exceptuando o consócio JRamos que prognosticou na mouche (bom, depois de ter "saído" na TV ), ninguém voltou a entrar dentro da cabeça do Jota.

Sexta-feira às 20,30 horas, no Bonfim, mais um jogo "de preparação" para a próxima época.

Aceitam-se apostas.


comentar ver comentários (9)

 

Elabora a cartilha em Windows.

 


comentar ver comentários (5)

dinosaurus-merem-melek-lirik-lagu-anak[1].jpg

 

«Samaris tocou num adversário. Tenho alguma dificuldade em dizer que agrediu 

SIC Notícias, 10 de Abril


comentar ver comentários (53)

templário.jpg

 

Convém armarmo-nos até aos dentes...

 

Tags:

comentar ver comentários (26)

19954161_S8Ao2[1].jpg

 

... Vieira já teria liquidado a sua dívida astronómica.


comentar ver comentários (30)
A minha cartilha
Pedro Correia

Eu acho Pieira um monstro.

E o Gosma um mentiroso.

Porventura é delinquente.

E o Gamela um louco.

Ah (já me esquecia), falta ainda o Berra. Esse é um palhaço.

Tags:

comentar ver comentários (36)
11 Abr 17
Diferenças
Pedro Almeida Cabral

Uma cartilha do Sporting a injuriar o Presidente do Benfica daria direito a diretos, manchetes, capas e processos disciplinares e sanções ao Sporting. Diferenças. 

Tags:

comentar ver comentários (30)
É tudo a mesma trampa?
Edmundo Gonçalves

Que a cangalhada da Federação e da Liga seja pró-Benfica até fazer doer, a gente já tinha todos percebido, mesmo os mais obstrusos como eu.

Agora, de repente, perceber que até no Governo do País há preferência descarada pela lampionagem e um favorecimento claro do Instituto Português do Desporto e Juventude (lembram-se dum post onde eu perguntei onde andava o secretário de estado do desporto?) ao Benfica, deixa-me completamente de cara à banda.

Então um organismo público, que deverá defender por igual os interesses dos cidadãos em geral e neste caso concreto os desportistas e a juventude, à sorrelfa, reteve durante meses um documento incriminatário do Benfica, a propósito das suas claques (NN e DV), que apoia à margem da Lei?

O senhor Vitor Pataco, vice-presidente daquele instituto público, foi quem guardou na gaveta o despacho que propõe a condenação do Benfica pelo apoio a claques não legalizadas. Esta coisa, para percebermos a gravidade do acto, dá interdição do estádio.

Este cavalheiro Vítor Pataco, entre 2002 e 2003 foi gestor da Benfica Multimédia SA, mas isto calhou assim, não vejam aqui nada de mais... Aposto dobrado contra singelo que é sócio! Ou desarriscou-se à pressa ontem à noite, quando foi desmascarado.

Este processo, não sejam garganeiros os lampiões de serviço aqui no és a nossa fé, não foi mais uma "queixinha" do Sporting, resultou sim do levantamento de 19 autos de notícia da PSP, reportando-se a jogos da época 2014/15. Fica evidente no processo que as faixas de grandes dimensões e tambores são guardados numa arrecadação no piso -2 junto à porta da maratona. Como a coisa não se alterou durante a época e meia seguinte (quase duas, que esta está nos estertores finais), podemos concluir que o Benfica, por protecção governamental, goza de uma clara impunidade, proteccionismo e favorecimento, já que anda desde essa altura, pelo menos, em clara violação da Lei.

O secretário de estado da juventude e do desporto, que passou pela polémica das agressões aos árbitros como cão por vinha vindimada, não pode sacudir desta vez a água do capote. É que começa a ser demais, senhor João Paulo Rebelo. Chegue-se à frente e explique lá como aconteceu este "esquecimento". A malta agradece. E também agradece que ponha o Pataco com dono, que se viu que não serve o nem para o cargo. Ou serve, se por lá o deixar continuar e aí a gente retira ainda outras conclusões que talvez lhe chamusquem a asa de grilo.

Senhor secretário de estado, é deixar de dar à tramela e mexa-me esses calcantes, antes que isto dê tudo ao bife.


comentar ver comentários (34)
Jogo perigoso
João Távora

O dia seguinte.jpeg

Os programas de debate futebolístico à segunda-feira nos canais de notícias vêm-se tornando numa autêntica aberração imprópria para crianças e gente civilizada - caio lá demasiadas vezes nos meus zappings à procura de notícias depois do jantar e fujo quando a coisa azeda, que nunca demora muito tempo. Na busca de audiências, que o mesmo é dizer, transpondo para a discussão verbal o mais básico fanatismo das claques, a conversa descamba com demasiada frequência para a insinuação e o insulto, que propicia cenas de algum embaraço quando a ténue fronteira do descontrolo emocional ameaça desabar entre os oponentes.

Sou do tempo em que no Sporting se debatiam fórmulas de atrair a família, nomeadamente senhoras e crianças para as bancadas do estádio, mas receio que o percurso feito nos últimos anos pelos clubes, através de políticas de comunicação extremamente agressivas, vem sendo inverso: a seguir a cada jogo, no espaço público que vai entre as televisões e as redes socais, toma lugar uma batalha verbal com pouco compromisso com a verdade e ainda menos com a boa educação. Voltando às televisões, desconfio que os responsáveis dos programas, que se não são os primeiros responsáveis, são cúmplices activos, estão simplesmente esfregando as mãos expectativa duma cena de descontrolo ou até de pugilato que exponencie as audiências, que por um dia catapulte o seu programa para os píncaros da popularidade, como se de um radical reality show se tratasse. Veja-se o caso do “Prolongamento” da TVI de ontem em que José de Pina e Pedro Guerra despudoradamente perderam a compostura (presumo que seja habitual).
Acontece que sou um amante do futebol, que preza a rivalidade acesa dentro das quatro linhas, transposta para as bancadas dentro dos limites mínimos das salutares regras de civilidade. Não compreendo que se critiquem os jogadores ou os espectadores da bola quando se descontrolam e se aceite passivamente que esse jogo perigoso seja transposto para a televisão com um discurso que toca as raias do irracional como se fosse legítimo.

Sou do tempo em que as televisões e o jornalismo tinham pretensões pedagógicas e sabiam o seu papel na sociedade. Não me parece que a busca de audiências justifique um espectáculo tão indigno quanto aquele que se vê nos serões das segundas-feiras por essas TVs.


comentar ver comentários (6)

Passo a destacar alguns excertos da  cartilha distribuída pelo  Benfica aos seus comentadores televisivos.

Ressalvo que a correcção dos erros ortográficos e os sublinhados a negro são da minha inteira responsabilidade.

  • «Nunca houve no futebol português um presidente tão demagogo, populista e mentiroso como o actual presidente do Sporting.»
  • «É este perfil de "palhaço" que os Media procuram para alimentar polémicas e audiências.»
  • «Não podemos continuar a alimentar esse MONSTRO, nem tão pouco continuar a dar importância a um indivíduo de tão baixo nível
  • «Como os programas vão continuar a alimentar-se com este louco chamado BdC, temos que deixar claro que não temos nenhuma vontade em comentar os actos e as palavras do actual presidente do Sporting.»
  • «Num país mais rigoroso da Europa, logo ao primeiro dislate, um desaforo, uma ofensa, a Federação chamaria o BdC, faria uma repreensão e um sério aviso que em caso de reincidência seria IRRADIADO, por infracção grave das Normas e Regulamentos, bem como a todas as regras da Ética Desportiva.»
  • «O BdC anda a DENEGRIR e ENLAMEAR toda a gente no futebol português há 4 anos. O BdC tem que ser severamente punido e se persistir deve ser BANIDO do futebol. Em democracia, depois do 25 de Abril, é assim que deve acontecer.»
  • «Veja-se a MALDADE e a DESONESTIDADE de BdC e dos Comentadores Sportinguistas.»
  • «Como é que um demagogo, populista, mentiroso e vendedor de ilusões nunca concretizadas (...) consegue ganhar as eleições com aquela votação... 85%?»
  • «Assim vai governando a sua vida pessoal, um indivíduo que mente e ilude os sportinguistas, sem ganhar praticamente nada.»
  • «Temos que usar da nossa sagacidade (...) para que fique completamente claro que estamos diante de uma FRAUDE... uma grande MENTIRA
  • «Já não há muita gente a espantar-se com as delinquências de Pinto da Costa e de Bruno de Carvalho.»
  • «Tudo é mentira em BdC e no Sporting.»
  • «É um indivíduo que confunde liberdade de expressão e opinião com abuso de linguagem, com o direito de ofender a reputação e o bom nome das pessoas.»
  • «Não percamos muito tempo com o Sporting nem com BdC.»

Perante este chorrilho de insultos e de proclamações ao ódio sectário, aguardamos que seja exercida a competente acção disciplinar e punitiva, tanto pela Comissão de Instrutores da Liga Portuguesa de Futebol Profissional como pelo Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol. Até porque a violência verbal é também uma forma de violência no desporto. E os verdadeiros desportistas portugueses condenam, sem excepções nem ambiguidades de qualquer espécie, todas as formas de violência.


comentar ver comentários (44)

Pronto... Bas Dost já está empatado com Slimani.

Vinte e sete golos é a marca já conseguida pelo holândes. E ainda faltam 6 jornadas para acabar o campeonato.

Pena é que, a este tão numeroso número de golos, não esteja associada uma melhor classificação do Sporting. Mas isto é provavelmente tema para outro texto.

Bas Dost é assim o continuador de enormes pontas-de-lança que jogaram no Sporting. São os casos de Liedson, Jardel, Acosta, Manuel Fernandes, Rui Jordão, Hector Yazalde, Lourenço e o sempre inesquecível Peyroteo

Neste momento faltam-me as palavras para descrever este fantástico jogador.

E agora somente para os adeptos do Sporting pergunto: quantos mais golos vai Bas Dost marcar até final do campeonato?

Relembro que a próxima jornada vai ser na terra do choco frito, depois há um dérbi, para logo a seguir irmos à cidade dos Arcebispos.

Regressamos a casa para um jogo matutino contra os atletas da Cruz de Cristo. O embate seguinte é contra a equipa da terra de um antigo jogador leonino e agora treinador. Acabamos em casa com o clube da cidade termal.

Fica lançado o desafio... Digam então de vossa justiça.

 

 


comentar ver comentários (15)

 

«As imagens indiciam que pode haver um movimento do Samaris contra a barriga do jogador do Moreirense. Mas não indiciam - isso é que ninguém pode dizer - que há um movimento de queixa do jogador do Moreirense em relação a ter sido atingido. Para haver agressor tem que haver agredido.»

SIC Notícias, ontem à noite


comentar ver comentários (13)

«O jogo com o SLB é um jogo para ganhar como qualquer outro que o SCP jogue. É obrigação do clube jogar sempre para ganhar. Ganhar ao SLB ou ao Casa Pia é indiferente.»

Romão, neste meu texto


comentar ver comentários (7)
10 Abr 17
Unânimes
Pedro Correia

Análise na imprensa de hoje aos casos de arbitragem do Moreirense-Benfica:

 

Luisão devia ter sido expulso aos 30'.

Duarte Gomes, A Bola: «Entrada em tackle, com força excessiva, de Luisão sobre Boateng, colocando em risco a integridade física do adversário. Devia ter visto vermelho.»

Fortunato Azevedo, O Jogo: «Por trás, Luisão pisou claramente Boateng. Clara conduta grosseira que tinha de ser punida com vermelho directo.»

Jorge Coroado, O Jogo: «Em vez de amarelo, o árbitro tinha de mostrar cartão vermelho. Foi cortês, evidenciou respeitinho.»

José Leirós, O Jogo: «Entrada violenta por trás, de sola, colocando em perigo o adversário. Tiago Martins errou: era para vermelho directo.»

Marco Ferreira, Record: «Luisão entra em tackle por trás de forma violenta, atingindo o tendão de Aquiles de Boateng. Seria vermelho: falta grosseira.»

 

Samaris devia ter sido expulso aos 90'+1'.

Duarte Gomes, A Bola: «Samaris agride Diego Ivo com um soco no estômago, no meio de vários jogadores, e deveria ter sido punido com cartão vermelho directo por conduta violenta.»

Fortunato Azevedo, O Jogo: «Samaris agrediu Diego Ivo. Outra conduta grosseira de um jogador benfiquista, que devia ter sido expulso com vermelho directo.»

Jorge Coroado, O Jogo: «A acção de Samaris sobre Diego Ivo foi semelhante à de Edson Farias sobre Gamboa no Feirense-Braga, ambas merecedoras de cartão vermelho directo. Como o Conselho de Disciplina não é videoárbitro, siga a festa.»

José Leirós, O Jogo: «Mais um erro disciplinar para a colecção. Ficou por exibir um cartão vermelho directo a Samaris, que deliberada e visivelmente atingiu Diego Ivo com um soco no estômago.»

Marco Ferreira, Record: «Na sequência do cartão amarelo exibido, Samaris atinge Diego Ivo com um murro na barriga. Conduta violenta do benfiquista e cartão vermelho por exibir.»

 


comentar ver comentários (32)
Reforços
Pedro Correia

Luisão e Samaris assinam pelo Canelas.

Tags: ,

comentar ver comentários (23)

Coube desta vez ao nosso estimado leitor Orlando a vitória na ronda de prognósticos. Só ele vaticinou a goleada do Sporting em Alvalade frente ao temível Boavista que foi empatar à Luz. Mais que isso: adivinhou os marcadores de três dos quatro golos leoninos.

É obra. Muitos parabéns pela pontaria tão afinada.


comentar ver comentários (5)

Que quis dizer com isto Rui Vitória?

Tags:

comentar ver comentários (28)

O Moreirense trocou o sportinguista Augusto Inácio pelo benfiquista Petit no comando técnico da equipa. De nada valeu Inácio ter levado o clube à conquista do seu primeiro troféu nacional - a Taça da Liga, que arrebatou ao Braga após uma empolgante meia-final contra o Benfica.

Hoje, defrontando novamente o Benfica já com o sucessor de Inácio ao leme, o Moreirense foi derrotado. É verdade que o campo estava inclinado - houve um golo solitário precedido de falta duvidosa, foram perdoadas expulsões de dois sarrafeiros do SLB (Luisão e Samaris) e o árbitro desta partida foi Tiago Martins, uma espécie de "12.ºjogador" encarnado pronto a decretar a lei da impunidade.

Mas sou capaz de apostar que o Petit ficou satisfeito com este tangencial triunfo do seu clube do coração. Quanto aos responsáveis do Moreirense, ainda são capazes de dizer que a culpa foi do Inácio.


comentar ver comentários (40)

«Um jogador que vê, sistematicamente, o seu clube a ser prejudicado, e consequentemente o seu esforço esbulhado, perde força anímica. São jovens, é normal. Dizem que isto um dia vai mudar. Duvido. O Sporting só voltará a ser campeão com uma super-equipa.»

Leão de Queluz, neste texto do Diogo Agostinho.


comentar ver comentários (1)
09 Abr 17

comentar
Já é nosso
Pedro Correia

O título de melhor marcador do campeonato. Bas Dost, com 27 golos no campeonato português, já marcou tanto pelo Sporting como nas duas temporadas anteriores, ao serviço do Wolfsburgo.


comentar ver comentários (8)

Por curiosidade, aqui fica a soma das classificações atribuídas à actuação dos nossos jogadores no Sporting-Boavista pelos três diários desportivos:

 

Bas Dost: 21

Bruno César: 19

Alan Ruiz: 18

Podence: 16

Schelotto: 16

William Carvalho: 16

Coates: 15

Marvin: 15

Rui Patrício: 15

Bryan Ruiz: 14

Rúben Semedo: 14

Adrien: 13

Campbell: 12

Francisco Geraldes: 7

 

Os três jornais elegeram Bas Dost como melhor jogador em campo.


comentar ver comentários (6)

«O Benfica podia estar 30 pontos à frente do Sporting na Liga NOS, a verdade é que João Mário e Gelson são muito mais eficientes/eficazes que outros...»

MB, neste meu texto


comentar ver comentários (2)

Gostei

 

Da goleada.  Derrotámos o Boavista por 4-0, com 2-0 ao intervalo, num jogo em que a superioridade leonina foi indiscutível e manifesta do princípio ao fim. Primeira goleada em casa nesta temporada 2016/17: mais vale tarde que nunca.

 

Da atitude da equipa. Nós, os adeptos que nos deslocámos esta noite a Alvalade, tivemos finalmente direito a 90 minutos de futebol de grande nível, com um caudal ofensivo constante e exibições muito positivas de quase todos os jogadores. Já era tempo.

 

De Bas Dost. O holandês acaba de igualar a marca de Slimani ao longo de todo o campeonato anterior, igualando também os 27 golos que Lionel Messi tem de momento marcados pelo Barcelona, o que o coloca em excelente posição na corrida à Bota de Ouro europeia. Tudo isto em 25 jogos disputados na Liga 2016/17 - à média de mais de um golo por partida. Hoje foram mais três - aos 29', 48' e 63', o segundo dos quais na conversão de uma grande penalidade. Foi, sem dúvida, a grande figura do jogo.

 

Do cântico a Bas Dost. O nosso ponta-de-lança bem justifica já ter cântico próprio, desta vez entoado por três vezes de forma bem sonora em todo o estádio.

 

De Bruno César. Grande partida do médio brasileiro, fundamental na construção desta goleada. Fez duas assistências para golo aos 29' e aos 63', e foi ele ainda a sofrer o penálti de que resultaria o nosso segundo golo. Ficou hoje definitivamente provado que é um desperdício colocá-lo a jogar como lateral esquerdo. É no meio-campo, descaído sobre a ala esquerda, que ele rende mais e melhor.

 

De Alan Ruiz. O jovem argentino assume cada vez mais influência no onze titular do Sporting. Neste jogo foi ele a abrir o marcador, com um potente remate logo aos 20'. Destacou-se pela precisão do passe e pela capacidade de disparar à baliza na posição em que melhor rende, à meia-distância. Ninguém já duvida hoje que foi um bom reforço para o plantel leonino.

 

De ver Podence a titular. Boa exibição do jovem avançado, que levou sempre perigo à grande área do Boavista. O primeiro golo nasce de uma acção sua, ao recuperar a bola no meio-campo. Isolado, podia ter marcado aos 35': optou por oferecer o golo a Bryan Ruiz, tendo-se desperdiçado assim uma oportunidade para ampliarmos a vantagem no primeiro tempo, quando já vencíamos por 2-0. Podia ter voltado a marcar aos 70', de fora da área: a bola rasou a trave.

 

Do regresso de Adrien. Recuperado da lesão, o nosso capitão recebeu uma calorosa e expressiva ovação ao entrar em campo, aos 63'. Vamos contar com ele para o dérbi do dia 22, também em Alvalade.

 

Da oportunidade dada a Francisco Geraldes. O jovem da nossa formação entrou ao minuto 77, substituindo Podence. Vai ganhando assim rodagem na equipa principal, onde dentro de alguns meses já poderá ser um dos pilares. O público gostou desta opção do treinador, bem sublinhada com aplausos.

 

Da fase actual do Sporting. Atravessamos a melhor série desta temporada, com sete vitórias e um empate nos últimos oito jogos. Com 19 golos marcados e só cinco sofridos. Merece registo.

 

Da diversidade de soluções na equipa. Hoje goleámos o Boavista mesmo sem Adrien nem Gelson Martins no onze titular. Prova de que o nosso banco tem qualidade.

 

Do entusiasmo no estádio. Esta noite estivemos 42.822 em Alvalade. E gostámos muito do que vimos.

 

 

Não gostei

 

Da lesão de Gelson Martins. Tocado numa coxa, o jovem internacional ficou fora da equipa por precaução. Esperamos que regresse sem demora.

 

De Marvin. Voltou a ser o elo mais fraco, arriscando pouco na sua ala e acusando nervosismo sem que se perceba bem porquê. É a posição que precisamos de ver mais reforçada.

 

De Bryan Ruiz. Partida demasiado discreta do costarriquenho, que voltou a alinhar na posição 8. Esteve perto de marcar, aos 35' e aos 43', mas continua a ter uma relação problémática com a baliza.

 

Dos cabeceamentos de Coates. O internacional uruguaio bem tentou aproveitar a sua elevada estatura nos lances de bola parada, mas sem sucesso: três remates de cabeça falhados (3', 62' e 86').

 

Do Boavista. Nem pareceu a mesma equipa que foi empatar à Luz. Terá sido por jogar sem o habitual equipamento axadrezado?


comentar ver comentários (16)
08 Abr 17

«O engenheiro Fernando Santos já deu provas de não ser influenciável por empresários, presidentes, muito menos pela comunicação social; muitos treinadores falharam na seleção por fazerem convocatórias a pedido. No Euro 2016 quando as coisas estavam tremidas emendou a mão e escalou os melhores, por isso, vai ficar na História como o único treinador português com um título europeu.»

Leão de Queluz, neste texto do Edmundo Gonçalves


comentar ver comentários (2)
07 Abr 17

Lá como cá.

Vamos ao caso português, Jorge Sousa, um árbitro que, provavelmente, pensa que os jogadores desde que se chamem Luís Miguel Afonso Fernandes ou Nélson Cabral Semedo podem jogar a bola com a mão (o segundo) ou com as mãos (o primeiro) que essa acção não deverá ser sancionada com livre directo (penalty se ocorrer dentro da área).

No caso inglês, o árbitro admitiu que desconhecia as regras e pediu desculpa.

Para quando um pedido de desculpas e a repetição do jogo que ocorreu no dia 11 de Dezembro de 2016?

 


comentar ver comentários (8)

O que o caso da "cartilha" de Janela nos dá é uma oportunidade para espreitar a célebre "estrutura" em acção. Já todos tínhamos percebido que os briefings existiam, não sabíamos era o formato. Já tínhamos percebido que existiam, mas faltavam as provas. É como os árbitros amigos e as equipas amigas, que se prestam a levar cabazadas: sabemos que existem, só faltam as provas. O que a cartilha revela é um clube doente (Rui Gomes da Silva e Pedro Guerra são apenas sintomas da doença). Doentiamente obcecado por vencer. A sua obsessão pela vitória fá-lo pensar que vale tudo. Para quê esta adopção dos métodos mais doentios da política? E a cartilha é apenas a ponta do icebergue. A "estrutura" do Benfica deveria perceber que isto é apenas um jogo (mesmo se maior do que a vida ou a morte, como dizia o outro). A graça não está em ganhar sempre. Está em competir para tentar ganhar e, depois, ganhar umas vezes e perder outras. A "estrutura" do Benfica deveria perceber isto, mas não dá ares de perceber. Vai ter de perceber de outra maneira.


comentar ver comentários (1)

Senhora procuradora, excelência,

Sei que tem andado muito assoberbada de trabalho, os banqueiros e os políticos acusados de se portarem mal são muitos e a senhora é só uma e só tem dois braços, de modo que, apesar de tudo, me atrevo a apelar a V.Exa. já que aquilo que lhe peço não é muito urgente.

E é apenas isto: Um dia, de preferência ainda durante o seu mandato (tem pouco mais de um ano e meio para isso), quando estiver mais liberta, olhe, quando tiver que satisfazer uma qualquer necessidade que não seja de aflitos, leve alguns documentos que vão saindo a público e passe por eles uma vista de olhos. Sugiro-lhe, para que não lhe cheguem câimbras às pernas e sofra algum acidente como aconteceu a um amigo meu que deu um trambolhão desgraçado e deu cabo dum joelho de tal modo que ainda anda na fisioterapia (uf!), sugiro-lhe, repito, a leitura da cartilha que a direcção de comunicação do Benfica envia aos seus comentadeiros e paineleiros na CS e os analise com olhos de ver, que aquilo não é literatura muito elaborada, não lhe tomará muito tempo.

Não pretendo de modo nenhum dar-lhe lições de direito, que nisso a senhora é profundamente competente e por via dessa competência, rapidamente chegará à conclusão que ali haverá matéria suficiente para processar e mandar meia dúzia deles dentro, a começar pelo lampião-mor e a obrigar os senhores do CD da FPF a cumprir os regulamentos e a escorraçar essa gente corrupta para a segundona.

Senhora procuradora, excelência, permito-me alertá-la para, dado o conteúdo tão rasca da prosa que irá encontrar, precaver-se contra algum ataque súbito de bilis. E como nós sabemos como ela ataca... Quer dizer, eu sei; A senhora procuradora não faço ideia, mas isto nós por dentro somos todos iguais. Tal como deveríamos ser perante a Lei! 

 

Nota final: Senhora procuradora, excelência, haverá um ror de gente ofendida e provocadora a comentar esta singela missiva.

Não estranhe portanto se houver alguns comentários com cheiro esquisito, mas pode ficar certa que grande parte deles não verá a luz do dia.

A senhora não merece e não vale tudo.

Cumprimentos.

Tags:

comentar ver comentários (19)
A minha costela Jota Jota
Edmundo Gonçalves

Não sei se por impotência contra os argumentos de Jesus, são cada vez menos os apostadores a participar neste singelo passatempo.

Vamos lá, pessoal, demonstrar que nos conseguimos infiltrar naquele cérebro e extrair-lhe a linha para amanhã, às 20.30 h, com o homem do talho com o apito na boca.

Força!


comentar ver comentários (9)

Amanhã, pelas 20.30, as bancadas de Alvalade estarão cheia de adeptos para ver o Sporting-Boavista. Com arbitragem de Manuel Mota, o homem do talho.

Quais são os vossos prognósticos para este jogo?


comentar ver comentários (38)

Janela "não confirma nem desmente" ser autor da cartilha lampiónica.

Nem precisa: o estilo, os temas e até o vocabulário utilizado denunciam-no. Como uma impressão digital.

Confessa entretanto o sujeito que tem uma empresa que trabalha "com vários clubes, nacionais e internacionais". Ora aí está um excelente início de conversa: saber quais são os clubes que lhe pagam, através da tal empresa. Com a certeza antecipada de que não é o Sporting, sobre o qual tem bolçado frases cheias de ódio vesgo e rancoroso. Falta esclarecer se isso também se insere no âmbito da relação de "trabalho" que mantém com outros clubes, servindo neste caso a estação de TV como involuntária barriga de aluguer.

Os telespectadores que assistem aos debates sobre futebol têm o direito - e até o dever - de exigir às empresas televisivas que esclareçam eventuais conflitos de interesses dos comentadores que contratam para os seus painéis.

Não basta reclamar transparência para o futebol em abstracto: é preciso fazê-lo no concreto. Começando precisamente por aqui.

 

................................................................

 

Adenda.

Oportuna pergunta do Mestre de Cerimónias: quantos jornalistas receberão os briefings e os usarão no seu trabalho?


comentar ver comentários (17)

«Estes senhores, papagaios sem penas, que replicam a palavra alheia são remunerados?
Se sim, com que valores?
Quem paga por esses serviços?
Quem os contratou?
Qual o responsável máximo?
Quem coordena e decide a linha de actuação?
Como é que chegaram aos locais de visibilidade mediática?
Quais os motivos do ataque concertado ao Presidente do Sporting Clube de Portugal?»

 

p0iNg, neste meu texto


comentar ver comentários (8)
Leoas às sextas
Pedro Correia

567991[1].jpg

 

 CAROLINA DUARTE

"Este é o meu clube do coração, desde pequena. Aliás, nasci sportinguista. Adoro o Sporting."

(Sporting, 4 de Abril de 2017)

Tags:

comentar

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Os nossos comentadores me...

'Nunca lutes com um porco...

A luso-portuguesa Jéssica...

22 de Abril

Um pedido singelo

A minha visão do derby

Rescaldo do jogo de hoje

Pérolas de Ribeiro Cristó...

Viva o Benfica!

Os nossos comentadores me...

Arquivo

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

bruno de carvalho

selecção

leoas

prognósticos

jorge jesus

vitórias

há um ano

balanço

slb

campeonato

arbitragem

benfica

jogadores

rescaldo

eleições

mundial 2014

taça de portugal

liga europa

godinho lopes

ler os outros

clássicos

golos

árbitros

nós

euro 2016

futebol

comentadores

crise

marco silva

cristiano ronaldo

scp

análise

humor

formação

chavões

liga dos campeões

slimani

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
136 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds