31 Jan 12
Uma estória
Jose Manuel Barroso

Mesa do 'jornaleiro' Bar Snob, em Lisboa, uns bons anos atrás, após um Domingo Desportivo da RTP. E após uns copos de uísque, como é de regra (não muitos, esclareço, para que se não crie a ideia de que...). Numa mesa, lá no cantinho da segunda sala, dois jornalistas do canal público, Miguel Barroso e Manuel da Costa, e alguns convidados do Domingo Desportivo daquela noite: Humberto Coelho, o árbitro Carlos Calheiros e... eu. Conversa fluente, cada vez mais fluente e íntima. Calheiros iria ser, esperava ele e mais gente no país do futebol, o próximo presidente da Comissão de Arbitragem. Arbitragem para aqui, arbitragem para ali, e eis senão quando o dito árbitro confessa a sua (e de alguns colegas seus) incomodidade com o Sporting, «sempre queixando-se dos árbitros, sempre chateando, eles que falam muito mas não riscam nada». Ah é isso? É isso é!, e «enquanto eu for presidente da Comissão de Arbitragem, três anos de mandato, o Sporting não será campeão». Isso mesmo, «não será»!

Pasmo na mesa, mas o homem estava imparável. E, estimulado por Miguel Barroso, que com um sorriso de simulada cumplicidade lhe arrancava dizeres espantosos, o dito árbitro-que-ia-ser-presidente-dos árbitros explicava como os túneis da Luz e das Antas eram difíceis para os rapazes do apito. E o do Sporting?, «ah esse não mete medo a ninguém». E o amarelo ao Vitor Baía, naquele jogo em que ele saiu da área para impedir golo do adversário (e quase matar o adversário) e apenas viu um amarelo-que-deveria-ter-sido-vermelho (do Calheiros)? «Olhem, sabem vocês?, o Baía veio ao meu encontro e disse-me 'só o amarelo, senhor árbitro, só o amarelo' e, olhem, joguei a mão ao bolso e... saiu-me o amarelo!». O Miguel Barroso, imparável: ó Humberto Coelho, e quando eras capitão do Benfica e dizias ao juiz de linha do teu meio campo «ouve lá meu filho da p..., quando eu levantar o braço marcas fora de jogo!». Sorriso do Humberto.

Puxa, mas porque é que me lembrei desta estória agora? Isto já foi há um bom par de anos, os juizes de linha já nem inventam nem esquecem foras de jogo, os túneis de hoje não são perigosos e o Calheiros não foi presidente dos árbitros - o sol do Brasil lixou-lhe a carreira de dirigente. Por que raio me lembrei disto eu agora, ah por que raio? Alguem me ajuda a encontrar um nexo para esta estória?


comentar
7 comentários:
De José Navarro de Andrade a 31 de Janeiro de 2012 às 16:18
Isso foi um sonho, nada disso se passou como sabemos.


De AMD a 31 de Janeiro de 2012 às 16:30
O whisky, Zé Manel, o whisky.


De Pedro Correia a 31 de Janeiro de 2012 às 18:31
Não faço a mais remota ideia, Zé Manel. Todos sabemos que a realidade é muito diferente.


De PALAVROSSAVRVS REX a 31 de Janeiro de 2012 às 19:24
Porque o FC Porto foi roubado-de-igreja em Barcelos e o Benfica protegido e embalado na Feira, Zé Manel? Tu esclarece-nos sff.


De Jose Manuel Barroso a 31 de Janeiro de 2012 às 20:04
Eu já estou como o outro... 'sei que nada sei'.Dito de outra forma: 'eu sei que você sabe que eu sei que você sabe'. Oh, diabo, já estou baralhado de novo!


De André Salgado a 31 de Janeiro de 2012 às 19:58
caríssimo,

Essa estória já tem uns valentes aninhos. Creio mesmo que se terá passado ainda antes de terem sido campeões com os 16 - dezasseis - 16 (!) penáltis do Jardel, o que deve ser um recorde mundial numa só temporada. Falta-te uma precisão, que omitiste, talvez para não estragar uma boa estória leonina: o adversário a quem o Baía impediu um golo fora da área, sem ter sido expulso, foi o SLB, nas Antas. E o Calheiros não só não o expulsou, como ainda anulou, na sequência da jogada, o golo ao "vosso" Amaral por fora de jogo posicional do jogador que o Baía tinha atropelado (!). Tempos fantásticos, esses...
O que o Humberto fazia, faziam quase todos os grandes defesas que tinham esse estatuto. Tinham era que ganhá-lo :)

Abraço


De Jose Manuel Barroso a 1 de Fevereiro de 2012 às 00:03
André, esta história é intemporal, haha. É uma história da bandeira rubro-azul (dantes rubra, depois azul). Àparte meu: nenhum jogador vestido de vermelho é «nosso»...


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Os nossos comentadores me...

Os melhores prognósticos

O dia seguinte

Nem se dão ao incómodo de...

Os nossos comentadores me...

Isto é o Sporting!

Limpinho, limpinho

Ao Edmundo

Pódio: Bruno César, Gelso...

A diferença entre erro e ...

Arquivo

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

memória

comentários

selecção

bruno de carvalho

leoas

vitórias

prognósticos

há um ano

jorge jesus

campeonato

balanço

slb

arbitragem

benfica

mundial 2014

jogadores

rescaldo

taça de portugal

liga europa

godinho lopes

eleições

euro 2016

árbitros

ler os outros

futebol

golos

clássicos

comentadores

nós

marco silva

crise

scp

cristiano ronaldo

análise

chavões

formação

humor

slimani

liga dos campeões

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
136 comentários
132 comentários
114 comentários
112 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds