27 Jan 12
Os vírus da época
Adelino Cunha

 

O que se começa aqui a dizer já foi dito de outras maneiras nos últimos anos e com os resultados que sabemos. Eu lembro-me de quando o povo leonino se levantou e invadiu a porta 10 A para impedir a contratação de José Mourinho. Esta insurreição popular empurrou Mourinho directamente para o Porto com breve passagem por um apeadeiro em Leiria. Pois foi: dois campeonatos, uma Taça de Portugal, outra da UEFA e uma Champions e todo o resto que sabemos. Eu também me lembro de quando o povo leonino se calou perante o putsh que depôs Bobby Robson em Alvalade para que depois pudesse triunfar no Porto. Pois foi: dois campeonatos, uma Taça de Portugal e duas Super Taças. O que se está a começar a fazer ao Domingos já foi feito ao Mourinho e ao Robson pelos mesmos motivos: intolerância e impaciência. Esta equipa do Domingos é a nossa equipa que já jogou grande futebol numa fase desta época. Eu acredito que os mesmos podem voltar a fazer o mesmo para depois fazerem ainda melhor. Eu também entendo a angústia, é a minha angústia, mas ainda é cedo para querer tomar o Palácio de Inverno.


comentar
4 comentários:
De Jose Manuel Barroso a 27 de Janeiro de 2012 às 16:44
É isso, Adelino, é isso! A 'insurreição popular' que afastou Mourinho do Sporting foi, apenas, uma pequena operação de comandos: quem, tendo responsabilidades altas no clube, a instigou não queria Mourinho porque ele «tinha a mania de mandar».E a saída de Robson foi um mero capricho: Sousa Cintra, como ele o confessou depois, tinha «uma fezada» no Queiroz. Viu-se no que deu. Isso de tomar o Palácio de Inverno tambem deu no que deu: no Gulag.


De Gi a 27 de Janeiro de 2012 às 17:39
Bem dito.
Eu quero o Domingos como treinador no Sporting e quero que não o desestabilizem.
Tem uma boa cabeça e toma decisões fundamentadas. Quando substitui um jogador percebe-se que foi por uma razão lógica. Quando fala, mostra bom-senso. Conhece os jogadores que tem e tem conseguido formar uma equipa.
É preciso, não só deixá-lo trabalhar, mas apoiá-lo.


De Pedro Correia a 27 de Janeiro de 2012 às 18:18
Tens toda a razão, Adelino. E os exemplos que escolheste só reforçam os teus argumentos.


De António Figueira a 28 de Janeiro de 2012 às 00:02
Mermão, é isso memo.


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Os nossos comentadores me...

Fanfarronice ou será que ...

Prognósticos antes do jog...

Os nossos comentadores me...

Leoas às sextas

A minha costela Jota Jota

Pontos nos is.

A Europa e o Vida

Esperança

Irritação

Arquivo

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

memória

comentários

selecção

bruno de carvalho

leoas

vitórias

prognósticos

há um ano

jorge jesus

campeonato

balanço

slb

arbitragem

benfica

mundial 2014

jogadores

rescaldo

taça de portugal

liga europa

godinho lopes

eleições

euro 2016

árbitros

ler os outros

futebol

golos

clássicos

comentadores

nós

marco silva

crise

scp

cristiano ronaldo

análise

chavões

formação

humor

liga dos campeões

slimani

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
136 comentários
134 comentários
132 comentários
114 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds