18 Jan 12

Nos últimos dias tenho falado muito sobre o Sporting e lido o muito que se tem escrito. Não estamos a viver os nossos melhores dias, mas chateia-me sobremaneira o sentimento derrotista que se está a instalar entre as hostes sportinguistas. A equipa é nova, o treinador também, a direcção também. So what?

 

Por acaso alguém tem dúvidas que o Sporting deverá jogar sempre para ganhar, mesmo quando tudo parece estar contra nós? Irrita-me voltarmos ao discurso dos coitadinhos, do ao-menos-estamos-nas-competições-europeias, do vamos-ganhar-ao-Benfica, e do quarto-lugar-até-não-é-mau-para-a-época-que-fizemos.

 

O discurso não é este e a ousadia e coragem saem sempre perdoadas. No outro dia contaram-me uma história que partilho agora convosco.

 

Portugal ocupava em África um forte, chamado de São João Baptista de Ajudá, no actual Benim. O destacamento luso era composto por dois homens e respectivas famílias e era uma herança do Império Ultramarino Português, que o usou como entreposto estratégico e comercial. Foi ocupado nos anos 60 por este país africano mas, durante a II Guerra Mundial, os ingleses quiseram tomar o forte por motivos estratégicos. E mandaram todo um destacamento, com centenas de homens, para cumprir a ordem. O que fez o comandante Português do forte? Disse que iriam resistir até ao fim, ameaçou o comandante britânico, afirmou que estavam preparados para causar muitas baixas. Porque estavam a defender Portugal.

 

Instado pela bravura do Português, o Comandante inglês retirou e contou o sucedido às autoridades londrinas. (Londres falou com Lisboa e durante a II GM, tropas inglesas estiveram no forte de São João Baptista de Ajudá, mas por “convite” de Portugal e não por ocupação britânica). Este militar Português foi duplamente condecorado: por Portugal e pelo Reino Unido por, em condições de manifesta inferioridade, não ter vacilado.

 

Moral da história: o Sporting até pode perder tudo o que há para perder até ao fim deste Campeonato. Mas, ao menos, que os jogadores lutem em campo com bravura e mostrem que não tememos. Nada nem ninguém.


comentar
Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Os nossos comentadores me...

Fanfarronice ou será que ...

Prognósticos antes do jog...

Os nossos comentadores me...

Leoas às sextas

A minha costela Jota Jota

Pontos nos is.

A Europa e o Vida

Esperança

Irritação

Arquivo

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

memória

comentários

selecção

bruno de carvalho

leoas

vitórias

prognósticos

há um ano

jorge jesus

campeonato

balanço

slb

arbitragem

benfica

mundial 2014

jogadores

rescaldo

taça de portugal

liga europa

godinho lopes

eleições

euro 2016

árbitros

ler os outros

futebol

golos

clássicos

comentadores

nós

marco silva

crise

scp

cristiano ronaldo

análise

chavões

formação

humor

liga dos campeões

slimani

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
136 comentários
134 comentários
132 comentários
114 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds