15 Ago 12
Pedalar, mas pouco
Pedro Correia

Sou do tempo em que a Volta a Portugal em bicicleta podia, com toda a justiça, intitular-se assim. Porque ia do Minho ao Algarve. Nada a ver com a prova que hoje começou e vai percorrer nos próximos dias algumas estradas portuguesas: só por ironia alguém pode confundir o mapa de Portugal com 11 distritos do continente. Nem poderá reclamar-se herdeira da antiga Volta uma prova que exclui os distritos de Beja, Bragança, Évora, Faro, Portalegre, Santarém e Setúbal. Mais de um terço do território nacional (e já nem falo das ilhas) fica à margem deste circuito velocipédico, que ignora o Ribatejo, o Alentejo e o Algarve.

Sim, o Algarve de tantas tradições do ciclismo nacional não chegará a ver esta Volta onde se pedala, mas pouco.

 

Lembro-me, quando era miúdo, das emoções que rodeavam a Volta a Portugal verdadeira, aquela que trazia para a berma das estradas largos milhares de pessoas em cada Verão. Era o tempo em que os principais clubes portugueses apostavam no ciclismo como uma das modalidades mais emblemáticas, um tempo em que a paixão desportiva não se circunscrevia aos estádios de futebol. Um tempo em que o FC Porto tinha na sua equipa Joaquim Andrade e Joaquim Leite, o pelotão benfiquista integrava Fernando Mendes e Venceslau Fernandes e o Sporting se orgulhava justamente do desempenho de Joaquim Agostinho, Leonel Miranda e Firmino Bernardino.

Nada a ver com o tempo actual. Nem com esta Volta tão tacanha e tão curtinha.

Tags:

comentar
14 comentários:
De Zélia Parreira a 15 de Agosto de 2012 às 20:41
Subscrevo integralmente, Pedro. Chamar a isto Volta a Portugal é desrespeitar os que vivem fora do "centrão geográfico". É uma pena.


De Pedro Correia a 15 de Agosto de 2012 às 23:28
Por mais que tente não consigo ser indiferente à Volta, Zélia. Daí a razão deste meu protesto tão veemente. Uma grande parte dos portugueses fica privada de ver ao vivo uma das provas desportivas de maior tradição no nosso país, o que é muito lamentável.


De João Campos a 16 de Agosto de 2012 às 01:01
Não é Volta, é meia-volta. Ou voltinha, vá. Mas tens de compreender, Pedro, que isso de dar voltas mais ou menos completas (minimamente abrangentes) só funciona em países mais pequenos. Como a França, por exemplo. Num país de grande dimensão como o nosso, seria extremamente cansativo.

Assim é mais fácil: dá-se uma voltinha às Beiras, sobe-se à Senhora da Graça, e fica a coisa arrumada. Entretanto, a Liga já começou e podemos todos voltar para o futebol.


De Pedro Correia a 16 de Agosto de 2012 às 11:03
Pois, João. Isto devia chamar-se Volta a Tugal. Porque só pedala por meio país.


De Fazer dinheiro a 16 de Agosto de 2012 às 01:30
Sem duvida vergonhoso, curiosamente territórios do País em que existem mais adeptos da modalidade.


De Pedro Correia a 16 de Agosto de 2012 às 11:04
Faz-me impressão não ver nem ler críticas generalizadas a este lamentável mapa da nova Volta. Como se já tudo nos parecesse normal, nomeadamente na própria imprensa desportiva.


De Tomás Vasques a 16 de Agosto de 2012 às 09:15
Era um tempo em que Alvalade tinha uma pista de ciclismo, onde terminava a etapa da Volta com chegada a Lisboa. E onde se assisti às «24 horas de Lisboa».


De Pedro Correia a 16 de Agosto de 2012 às 11:05
É verdade, Tomás. Um tempo em que havia paixão pelo futebol, como agora. Mas em que a paixão desportiva não se limitava ao futebol, ao contrário do que sucede agora.


De José da Xã a 16 de Agosto de 2012 às 19:09
Amigo Pedro,
lembro-me de ver uma das etapas da Volta à Portugal partir de Almada. E a Volta desse tempo era ouvida pela rádio sem direito a directos televisivos.
Agora fazer uma Volta a meio País não lembra "ao careca"...


De Pedro Correia a 16 de Agosto de 2012 às 22:56
Pois não, meu caro. Como diria o grande jornalista Carlos Pinhão, 'ai que saudades, ai, ai'.


De Francisco Melo a 16 de Agosto de 2012 às 19:56
Boa tarde.
Infelizmente, o percurso deste ano da Volta a Portugal é reflexo da profunda crise que se instalou na modalidade no nosso país.
Faltam patrocinadores, as equipas nacionais escasseiam no número de corredores, o calendário velocipédico anual também se reduziu porque não há investidores que suportem as provas, e também muitas câmaras cortaram no apoio.
Como tal, querer-se uma Volta que honre o passado e prestígio de outras épocas é uma ilusão.
Há todo um conjunto de equívocos que atacaram a prova. A começar pela sua calendarização. Não lembra a ninguém que a nossa Volta ocorra na mesma semana da Vuelta. Há muito que perdi as esperanças de ver, como antigamente, algumas boas equipas e ciclistas virem à nossa prova prepararem a Vuelta. Mas agora nem isso.


De Pedro Correia a 16 de Agosto de 2012 às 22:58
Tem razão. E toca num ponto fundamental: não deveria lembrar a ninguém (mas pelos vistos lembrou) fazer a Volta coincidir com a Vuelta.
Mais uma etapa no longo e pelos vistos irreversível processo de degradação daquela que já foi uma das mais prestigiadas competições desportivas em Portugal.


De Lancero a 16 de Agosto de 2012 às 23:08
Explica bem. Só tenho a acrescentar o 'pormaior' de a Volta não ter mais dias porque não pode, devido à categoria "2.1" que lhe está atribuída pela UCI. A Volta foi a grande sacrificada na criação do Pro Tour e agora está na quarta divisão das corridas por etapas. Com o beneplácito de quem manda...


De Pedro Correia a 20 de Agosto de 2012 às 23:05
Péssima realidade, num país cada vez mais futebolizado onde os programas "desportivos" na televisão se resumem ao futebol.


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Jogo de apresentação aos ...

Aves e Ave

Porta giratória

Verdadeiros adeptos somos...

Os nossos comentadores me...

Palmarés leonino (44)

Chavões da bola (122)

O Eng. Dias, o Dr. Zacari...

Os nossos comentadores me...

Tudo ao molho e FÉ em Deu...

Facebook
És a Nossa Fé no Facebook
Twitter
És a Nossa Fé no Twitter
Arquivo

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

selecção

leoas

bruno de carvalho

prognósticos

balanço

jorge jesus

slb

há um ano

vitórias

campeonato

benfica

jogadores

eleições

rescaldo

arbitragem

mundial 2014

taça de portugal

nós

golos

ler os outros

liga europa

godinho lopes

futebol

árbitros

clássicos

euro 2016

comentadores

cristiano ronaldo

scp

humor

formação

análise

crise

chavões

liga dos campeões

derrotas

sportinguismo

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
142 comentários
138 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds