Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Dez talentos do Europeu sub-19 a seguir, de acordo com a UEFA: a Academia em destaque

Jean-Christophe Bahebeck (avançado, França)
Produto das camadas jovens do Paris Saint-Germain FC, pode jogar tanto pela esquerda como pela direita, bem como no centro do ataque. Mostrou uma velocidade estonteante, que deu grandes dores de cabeça às defesas adversárias, e viu a sua selecção sentir bastante a sua ausência na derrota diante da Espanha, nas meias-finais, num encontro em que saiu a coxear, ainda na primeira parte.

 

Bruma (avançado, Portugal)
Mais um exemplo do excelente trabalho desenvolvido pela academia de formação do Sporting. Brilhou numa selecção que apresentou uma grande mentalidade ofensiva e que se despediu com quatro pontos somados no Grupo A. O extremo de 17 anos conta com um excelente controlo de bola, muita velocidade e uma grande capacidade de cruzamento, capaz de causar muitos problemas às defesas contrárias.

Gerard Deulofeu (avançado, Espanha)
Depois de ter já integrado a selecção de 2011, que conquistou para a Espanha o quinto título de campeã europeia de Sub-19, afirmou-se desta feita como o jogador mais criativo da sua equipa, trocando frequentemente de um flanco para o outro, sem nunca deixar de perturbar os defesas adversários. Quando este extremo do FC Barcelona se encontra inspirado, poucos jogadores a este nível o conseguem superar, como demonstrou no lance em que, com grande inteligência, assistiu Jesé Rodríguez para o golo da vitória de Espanha na final.

Eric Dier (defesa, Inglaterra)
Forte e ágil, o defesa-central inglês do Sporting evidenciou sempre grande tranquilidade no sector defensivo de uma selecção inglesa que chegou até às meias-finais. Confiante com a bola nos pés, mostrou gostar de fazer a ligação entre a defesa e o ataque com passes penetrantes para a frente do terreno.

Giorgos Katidis (avançado, Grécia)
O capitão grego apontou três golos nesta fase final, dois dos quais no decisivo triunfo sobre Portugal, que permitiu aos finalistas vencidos de 2007 seguirem para as meias-finais. Voltou a afirmar-se como uma presença de grande valor nas meias-finais, em que a Grécia levou a melhor sobre a Inglaterra, apesar de ter alinhado reduzida a dez jogadores durante grande parte do encontro.

Karl-Eerik Luigend (médio, Estónia)
Capitão da selecção da casa, actuou como extremo-esquerdo e deixou bem patente a sua inteligência e visão de jogo no único golo obtido pela Estónia no torneio, ao finalizar da melhor forma um bonito lance ofensivo, na derrota por 4-1 diante da Grécia.

Nikola Ninković (médio, Sérvia)
Apontou, frente à Inglaterra, o único golo da selecção sérvia no torneio, enviou várias bolas aos postes e foi, de longe, o jogador mais perigoso da sua equipa. Evidencia grande sentido posicional, força, técnica, e está sempre de olhos postos na baliza contrária.

Paco Alcácer (avançado, Espanha)
Saltou do banco para marcar dois golos no prolongamento da final da edição do último ano da prova e voltou a ter influência semelhante, na Estónia. Substituiu o castigado Jesé frente à selecção da casa e marcou um golo antes de, nas meias-finais, marcar novo tento, fazer uma assistência e converter com êxito a sua grande penalidade, no triunfo sobre a França, após desempate por penalties.

Domagoj Pavičić (médio, Croácia)
Com uma forma de jogar a fazer lembrar Luka Modrić, Pavičić foi um dos jogadores mais criativos da Croácia na prova. Mostrou grande qualidade técnica a assinou dois golos. Excelente no centro do terreno, possui rapidez, inteligência e um bom remate.

Kostas Stafylidis (defesa, Grécia)
O lateral-esquerdo do PAOK FC falhou o encontro inaugural da sua selecção, frente à Espanha, devido a castigo, mas mostrou todo o seu valor nos jogos seguintes. Lateral de mentalidade ofensiva, causou grandes dificuldades às defesas contrárias, com cruzamentos teleguiados e na transformação sempre perigosa de lances de bolas paradas.

 

* Retirado do site oficial da UEFA.

1 comentário

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D