Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

És a nossa Fé!

Do messianismo

Concordo com a maior parte do que disse aqui o FMF e só acrescento alguns dados. Pode parecer brincadeira, mas Freud explica bem aquilo que aconteceu a Bruno de Carvalho com este comunicado enviado à Agência Lusa. O antigo candidato à liderança do Sporting está um pouco baralhado. Então não tem sido o próprio Bruno de Carvalho quem tem, repetidamente, actuado como um autêntico Messias, fazendo ouvir a sua voz de vez em quando, como se fosse ele o salvador da pátria leonina? Por isso é que alimenta a proximidade com os seus acólitos e fiéis, na esperança de que alguma coisa corra mal à actual direcção liderada por Godinho Lopes.

 

Nada me move contra Bruno de Carvalho, respeito todos os sportinguistas, agora vir atacar o presidente do SCP depois de dois empates - contra o Rio Ave para a Taça da Liga e contra o FCP para o campeonato -, e usando como arma de arremesso duas entrevistas (ao Expresso e a O Jogo) de Godinho Lopes, convenhamos que é, no mínimo, um caso grave de falta de... fé. E também de atenção ao que foi realmente dito nas entrevistas.

 

Diz o ex-candidato no comunicado que "devem ser os sócios - e não pessoas estranhas ao clube - a ter sempre a última palavra nas decisões do clube e da SAD". Ora foi isto mesmo que disse o presidente leonino na entrevista ao Expresso, garantindo: "o SCP tem sócios e será sempre dos sócios. Na reestruturação do capital da SAD, que é uma questão que nos preocupa, procuraremos encontrar condições para que o Sporting seja auto-sustentado". Qual é a parte que Bruno de Carvalho não percebeu?

 

Já sobre a polémica afirmação de que se não tivesse vencido as eleições o SCP teria os seus dias contados, julgo que se tratou de uma frase para chocar e para se ter a verdadeira noção do caos financeiro em que esta direcção encontrou o clube. Acredito que o SCP não fechava as portas, mas poderia passar, de facto, por uma fase muito complicada se outra candidatura tivesse vencido as últimas eleições para a presidência do Sporting. Sejamos muito claros e frontais, não acredito que Bruno de Carvalho tivesse feito melhor que Luís Godinho Lopes nestes meses longos que já leva de presidência, assim como não penso que Marco Van Basten fizesse melhor que Domingos ou Inácio levasse a melhor sobre Carlos Freitas. 

 

O Sporting adquiriu o que não tinha: estabilidade. E, aos poucos, está a crescer desportivamente. Isso é mau para o clube? Este não é o momento para discutir lideranças, é o momento para apoiar incondicionalmente o Sporting. Venha daí o Nacional para a Taça de Portugal!

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D