01 Jul 12

 

« Os penáltis são uma tragédia, porque escapam à essência do futebol. Torna-se um contra um. Vamos aguardar pelo que a comissão presidida por Beckenbauer pode desenvolver ». 

 

-    Joseph Sepp Blatter    -

 

Observação: Declaração do presidente da FIFA pela vitória do Chelsea, através das grandes penalidades, na final da Liga dos Campeões. O exacto mesmo aconteceu na meia-final entre o Real Madrid e o Bayern Munique e, mais recente, obviamente, no Euro 2012. Não dá para imaginar uma qualquer recomendação que a referida comissão possa apresentar como alternativa plausível. A antiga Liga Norte-Americana de Futebol (NASL) utilizava as grandes penalidades mas de modo diferente. O rematador assumia posse da bola à distância de 30 metros e tinha 5 segundos para rematar. Era permitido ao guarda-redes mover-se dentro da grande área e assim que tocava na bola, o lance terminava. Neste modelo, a vantagem era toda do guarda-redes. O jogador ou remata imediatamente ou tenta fintar, mas se a finta for morosa nunca chega a rematar, especialmente com o guarda-redes, por norma, a vir ao seu encontro. A FIFA, a exemplo de outras inovações implementadas por esta liga, nunca gostou do processo. Um outro cenário que já foi discutido, algures, é reduzir o número de elementos em campo no prolongamento. Em vez de onze, nove, oito ou sete. A «morte súbita» ou «golo de ouro», em que a primeira equipa que marca vence o jogo, durante os mesmos 30 minutos de prolongamento, já foi utilizada e não agradou. Uma hipótese que me ocorreu há muito, teria o número de remates certeiros como factor determinante. Ou seja, jogar-se-iam os 120 minutos como actualmente se faz e a equipa vencedora seria a que mais vezes acertou na baliza durante esse período. O aspecto que mais agrada desta fórmula, é que os jogadores teriam consciência da necessidade de atacar e rematar durante o jogo, caso venha a ser necessário o desempate. Penso que também reduziria imenso as táticas ultra-defensivas.  Admitindo que a FIFA não pretende regressar aos tempos da «moeda ao ar», outras alternativas viáveis iludem completamente. 


comentar
4 comentários:
De jpt a 1 de Julho de 2012 às 12:05
Rui Gomes essa versão "tiro ao alvo" do desempate é, de longe e sem discussão, a melhor de todas (e evitaria a esmagadora maioria dos desempates...)


De Rui Gomes a 1 de Julho de 2012 às 13:14
É um dilema sem solução perfeita. Veremos o que Beckenbauer e associados recomendam.


De Pedro Correia a 1 de Julho de 2012 às 12:28
Moeda ao ar, nem pensar. Isso sim, seria a "lotaria". Já vigorou, já eliminou injustamente excelentes equipas (incluindo portuguesas) e foi em boa hora afastado. O 'golo de ouro', que também nos penalizou, era uma imbecilidade, em boa hora alterada.
Esse critério dos remates certeiros à baliza para efeitos de desempate estimularia o jogo atacante, é uma hipótese a considerar. Ou então o das bolas ao poste ou à barra, o que muito nos favoreceria.
Dito isto, discordo de Blatter: os penáltis não são uma tragédia - e muito menos "escapam à essência do futebol". É preciso não ter visto o penálti marcado por Pirlo contra a Inglaterra: uma verdadeira obra de arte, um dos melhores golos marcados neste Euro 2012.
(E afinal, se calhar, é por isso mesmo que Blatter fala agora desta forma...)


De Rui Gomes a 1 de Julho de 2012 às 13:22
Blatter é muito transparente com os seus critérios à conveniência. Na ocasião surgiu com esta declaração para agradar aos alemães, quando ficou calado pela eliminatória do Real Madrid. No entanto Pedro, garanto-lhe que 99 por cento dos intervenientes no futebol detestam as grandes penalidades. A preferência, hoje e sempre, é vencer ou perder a jogar, e não através de um processo que depende imenso da sorte. A pressão do momento é que desequilibra, caso contrário, o guarda-redes não tem hipótese. Veremos se sai alguma susgestão realística do tal comité chefiado por Beckenbauer.


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Dois de quatro

Fotocópia autenticada

Cães e pulgas

Balanço (35)

Palmarés leonino (41)

Palmarés leonino (40)

Palmarés leonino (39)

O polvo encarnado (4)

Os nossos comentadores me...

Balanço (34)

Facebook
És a Nossa Fé no Facebook
Twitter
És a Nossa Fé no Twitter
Arquivo

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

selecção

bruno de carvalho

leoas

prognósticos

jorge jesus

balanço

slb

há um ano

vitórias

campeonato

benfica

jogadores

eleições

rescaldo

arbitragem

mundial 2014

taça de portugal

nós

liga europa

ler os outros

godinho lopes

golos

clássicos

futebol

árbitros

euro 2016

comentadores

cristiano ronaldo

scp

humor

formação

análise

crise

chavões

liga dos campeões

derrotas

william carvalho

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
136 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds