Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Um jantar verde, obviamente

Podíamos ter sido mais mas (modéstia à parte) fomos bons. E quase todos pontuais. Mal chegou a hora combinada, eight o' clock, vários membros deste blogue começaram a afluir ontem ao local da reunião: a cervejaria Nacional. No Alvaláxia, claro. A curtíssima distância do nosso estádio. Numa mesa em quadrado (noutros tempos teria sido em losango), instalámo-nos à conversa.

Passo a apresentar os comensais: Alda Telles, Constança Martins da Cunha (ladies first). O nosso estimado patriarca, José Manuel Barroso. O benjamim do blogue, Alexandre Poço. O colega que veio mais de longe, José Teixeira (desfiando saborosas evocações de Moçambique). O Francisco Mota Ferreira, que partilhou connosco alguns episódios dignos de filme vividos recentemente em Bissau. O Luís de Aguiar Fernandes e o Pedro Oliveira, ambos estreantes nestes repastos. E o José Navarro de Andrade e o Eduardo Garcia da Silva, já repetentes. Além do signatário desta prosa, ao vosso dispor.

Alguns apareceram equipados a rigor ao jantar - isto é, de verde. E a conversa? Foi excelente, posso garantir-vos.

Sem cometer inconfidências adianto que trocámos impressões sobre a direcção do clube, a última época, as possíveis contratações, a boa prestação da selecção nacional no Euro 2012 (com o Sporting a confirmar-se como notável escola de talentos), os boatos transformados em manchetes de jornal ao serviço de estratégias demasiado evidentes e a certeza generalizada entre nós de que na nova temporada 2012/13 é que os nossos sonhos vão tornar-se enfim realidade. Comeu-se o pão, marcharam as azeitonas, atacou-se a sopa de alho francês (houve quem sugerisse que caldo verde teria sido mais apropriado). E não faltaram cavalheirescas farpas ao presidente de um certo clube que só agora parece ter acordado para o "ecletismo" que as modalidades proporcionam.

Sucediam-se as gargalhadas a propósito das acrobacias "técnico-tácticas" de certos comentadores que não acertam um vaticínio e algumas histórias picantes de estrelas que já abandonaram os estádios mas não os estúdios. Aí a nossa equipa dividiu-se: uns optaram pelas imperiais, outros escolheram sangria. Fez-se um balanço deste meio ano de actividade do blogue e trocaram-se sugestões para o futuro próximo. Isto enquanto chegava o bife - ou simplesmente grelhado ou com molho. "E se fizéssemos uma série dedicada às mulheres dos jogadores?", sugeriu um dos estetas presentes à mesa. Oferecendo-se, desde logo, como mão-de-obra gratuita para tão espinhosa empreitada.

Combinámos avançar em breve com uma série colectiva, que sirva de traço de união entre todos os membros do blogue - incluindo os mais preguiçosos. Chamar-se-á Os Nossos Ídolos e vai começar da melhor maneira, asseguro-vos eu, que tenho o estranho hábito de fazer prognósticos antes do jogo.

Veio o gelado, chegaram os cafés e a conversa prosseguiu para além do período regulamentar, num prolongamento que durou bem mais de meia hora. Só não acabou na marcação de grandes penalidades.

Nem houve cartões encarnados, como é evidente. A nossa cor é outra. A celebrizada por Camões, sportinguista avant le lettre: «Verdes são os campos, / De cor de limão: / Assim são os olhos / Do meu coração.»

 

 

6 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D