Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

O manifesto anti-laranja

Confirma-se, o Sporting vai ter um equipamento alternativo cor de laranja. Já vi com os meus próprios olhos o dito cujo na Loja Verde do Alvaláxia. Faço já uma declaração de interesses: apesar de serem esteticamente agradáveis, não gosto que o Sporting equipe com um equipamento destes, passe a redundância. Dirá o leitor que é um tema menor e que pouco interessa discutir a cor do equipamento alternativo, pois o que interessa é que o oficial seja listado a verde e branco com calções pretos. Eu até estaria disposto a concordar, não fosse o caso de o Sporting jogar tantas vezes com o alternativo, nomeadamente em jogos europeus fora de casa, o que não deveria acontecer, pois é – principalmente - nesses jogos que temos de nos apresentar com as nossas célebres listas horizontais de verde e branco.

 

Este ano, que me lembre, jogámos pelo menos duas vezes com o alternativo em jogos europeus, com o Metalist Kharkiv e com o Athletic Bilbao. Reitero, a não ser que joguemos com “equipas verdes” (como o Werder Bremen ou o Celtic) devemos sempre jogar com o nosso equipamento principal. Mas como tal não acontece, quer seja devido às regras da UEFA quer seja por decisão do clube, o dito alternativo assume uma preponderância maior no nosso dia-a-dia. Ora, é aqui que a porca torce o rabo quando vê o Sporting a equipar de laranja.

 

Primeiro motivo: o laranja não é uma das nossas cores, pelo menos foi assim que sempre me ensinaram. Em Alvalade, as cores reinantes são o verde, o preto, o branco e o amarelo. Não há espaço para essa cor quente, que embora, não seja a coisa mais abominável do mundo, nada tem a ver com o nosso clube.

 

Segundo motivo: talvez a ideia seja imprimir uma "lógica mecânica" à equipa, se tivermos em conta o paralelismo com o equipamento da selecção da Holanda. Mas até nesse aspecto a ideia sai furada, pois no Euro que agora termina a laranja foi tudo menos mecânica. Talvez Schaars se sinta bem com aquele fato vestido, mas não é motivo suficiente para nos impor a eufórica cor.

 

Terceiro motivo: a cor de laranja é muitas vezes associada a uma disposição enérgica e é frequentemente usada para chamar a atenção. Ora, eu até compreendo a ideia, pois é bom dar energia e centrar as atenções nos nossos rapazes, mas só se acreditarmos que por um qualquer processo osmótico as características cromáticas das camisolas passarão para os corpos dos jogadores. E mais, o que é importante é captar a atenção pelo futebol jogado e pelas vitórias da equipa e não pela fatiota que veste.

 

Quarto motivo: se atentarmos nas características constituintes da cor de laranja, vemos que é uma cor terciária, à qual se chega pela junção do vermelho (cor primária) com o amarelo (cor secundária). Mais uma vez, é razão para franzirmos o sobrolho, pois jogar com um equipamento que é uma derivação do vermelho faz-nos engolir um grande sapo e eu não sei até que ponto é que o Visconde não se contorce no seu túmulo por ver o Sporting a jogar com cores tão próximas do rubro.

 

Em suma, um equipamento que descaracteriza. Um equipamento que, se pretende ajudar a criar uma equipa “mecânica”, vem em mau momento, pois a sua pátria-mãe não está na melhor das situações. Um equipamento vaidoso e fanfarrão que quer chamar para si aquilo que queremos que esteja focado no futebol da equipa. E por fim, um equipamento demasiado escarlate para tão nobre instituição como é o Sporting Clube de Portugal.

 

Abaixo o equipamento!

 

Morra o laranja, morra! Pim!

13 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D