22 Jun 12

Preliminares

 

1. Andamos sempre a dizer a toda a gente que ser sportinguista é ser diferente. Não é ser melhor nem pior, é ser diferente. Desculpem, mas não concordo. É ser diferente, sim, mas para melhor. É ter orgulho e raça, mas também humildade e fair play. 

2. No meu "dicionário de palhaços" o João Moutinho tem uma entrada só para ele, quase igual à do eterno palhacinho Simão.

3. Nunca festejei um golo do tal palhacinho e quando há uns tempos se falou na hipótese de ele voltar ao Sporting, juro que pensei em arrumar a camisola.

4. Este é um blogue de sportinguistas e é aqui que dizemos o que nos vai na alma, não destilamos nas arenas dos outros.

 

Posto isto, tenho a dizer o seguinte:

Vocês viram bem aquele passe do João Moutinho? Aparece vindo não sei de onde, recebe a bola e coloca-a exactamente no local onde Ronaldo a pode cabecear. Fogo...

 

Adenda:

Mantendo a conversa dentro do pomar, vejam bem: João Moutinho e Paulo Bento, dois frutos caídos da árvore na era Bettencourt. Começo a pensar que o problema não era a fruta podre, o problema era a mosca.


comentar
14 comentários:
De Rui Gomes a 22 de Junho de 2012 às 12:11
Cara Zélia, o João Moutinho é o mesmo bom jogador hoje que foi enquanto no Sporting. Isso nunca esteve em dúvida. No entanto, a sua traição é imperdoável. Nada do que ele possa fazer pela Selecção altera isso. Quanto ao Paulo Bento, o seu tempo, à semelhança do que acontece com treinadores, em geral, tinha chegado ao fim. Além de tudo mais, ele terá evoluído, porque não é de esquecer que muito do seu tempo no Sporting foi a sua aprendizagem.


De jpt a 22 de Junho de 2012 às 12:31
era a mosca ...


De Zélia Parreira a 22 de Junho de 2012 às 14:52
Concordo com a apreciação ao Moutinho, mas ontem, pela primeira vez, lamentei a saída e a forma como ocorreu. Não lhe retiro culpas, ainda me lembro do que se passou no verão anterior, com aquele lavar de roupa suja nos jornais por causa das supostas dívidas da sua academia de futebol ou lá o que era. Porém, no ano anterior foi possível resolver o problema, talvez o tivesse sido também no ano em que efectivamente saiu.

Não creio que tenha saído de ânimo leve, ao contrário das declarações que prestou, ou talvez até pelo carácter das declarações que prestou. Acredito que saiu com pena, que entretanto já lhe passou de certeza. Enfim, lamento.

Quanto ao Paulo Bento, já discordo. Era treinador para fazer toda a sua carreira no Sporting, como Ferguson no United. Eu acreditava nisso e lamentei a sua saída até ao dia em que Sá Pinto chegou e arregaçou as mangas. Agora espero que não cometam o mesmo erro.


De JS a 22 de Junho de 2012 às 14:16
Acho que é da mosca! Mas não sei se a mosca seria o JEB ! Os negócios ruinosos que o nosso Sporting tem feito nos últimos anos leva-me a pensar que temos uma infestação de moscas que estão a corroer a nossa estrutura. E como Sportinguistas não podemos nos deixar ficar!


De Zélia Parreira a 22 de Junho de 2012 às 15:00
Só precisamos de ter uma participação activa, mais nada.


De Outside a 22 de Junho de 2012 às 14:53
Concordo em quase tudo na avaliação do pomar..e para mim a culpa não foi da mosca mas do dono do pomar e dos associados da cooperativa (alguns pareciam o Cascão da Turma da Mónica).

Moutinho, ontem levou-me ao passado, aquele passado em que a maçã era das mais brilhantes do pomar.. e mesmo por tal, enorme tristeza me causou quando soube do seu apodrecimento..sim porque essa maçã só foi esbelta, verde e sumarenta sob a observação exterior do fruto. Por dentro, por dentro...:(


De Zélia Parreira a 22 de Junho de 2012 às 14:58
Ok, por dentro... continua a valer-lhe a tal entrada no dicionário. O que significa que a qualquer momento pode dar uma pirueta mais espectacular que os mortais do Nani, embora nunca tão bonita.


De Rui Gomes a 22 de Junho de 2012 às 15:11
Bem, voltamos a debater o «caso Moutinho» quase desnecessáriamente. Com todos os seus defeitos, o então presidente Bettencourt acabou por fazer um excelente negócio para o Sporting; 11 milhões mais a respectiva percentagem de uma futura transferência. Em termos domésticos, qualquer outra transferência igualou esta, na história do futebol Português. Além de tudo mais, o Moutinho e o complot de que fez parte fulcral, não deixou quaisquer outras alternativas. Já disse e escrevi inúmeras vezes que até o insólito Carlos Queirós foi cúmplice deliberado. A não convocação do jogador para o Mundial 2010 não aconteceu ao acaso. O João Moutinho virou as costa ao Sporting pelo «cash» que recebeu no momento da assinatura, pelo aumento de ordenado e pela montra que o FC Porto lhe proporciona para um eventual contracto milionário que ele tanto deseja. Duvido que aconteça, pelo seu perfil, pese a sua mais-valia, mas tudo é possível. Quanto a Paulo Bento, a conversa é outra e muito complexa. Ficará para outra ocasião, salvo dizer que sempre insisti que a sua promoção à equipa principal foi prematura e apesar dos resultados mais agradáveis que alcançou, o Sporting, no seu tempo, raramente apresentou futebol de qualidade, no contexto espectáculo e a prova disso é durante todos os seus anos o Clube foi perdendo apoios. Não so eu que o digo, as estatísticas comprovamo-no.


De Filipe Moura a 22 de Junho de 2012 às 18:07
Discordo totalmente de si, Rui Gomes.

O negócio do Moutinho é totalmente inaceitável: o Sporting coloca-se numa posição subalterna, de clube mais fraco, perante o FC Porto, e isso é assumido pela própria direção. A perda em prestígio é superior a uma eventual perda em dinheiro. Vai demorar muitos anos a corrigir isso, se é que alguma vez virá a ser.

O Moutinho foi para o FC Porto ganhar exatamente o mesmo que ganhava no Sporting, o que só reforça o que eu disse antes.

O Paulo Bento é o menos culpado da tal "perda de apoios" que se vinha a notar. Responsáveis eram as direções, e negócios como os do Moutinho (embora não tão descarados).

Se o Paulo Bento, campeão nacional de júniores, foi treinador sénior prematuramente, que dizer do Sá Pinto?


De Rui Gomes a 22 de Junho de 2012 às 19:23
Discordar é um direito em democracia, caro Filipe Moura, mas eu baseio-me somente em factos:

1. Moutinho foi usufruir do mesmo salário base que tinha no Sporting, mas com cláusulas relativamente a objectivos, que permitiram com que ele ultrapassasse significativamente o salário base de 1,2 milhões anuais.

2. Uma outra cláusula do contracto, previa o já implementado aumento salarial em 2011-12.

3. Recebeu, pela assinatura do contracto, o prémio de 500 mil euros.

Na generalidade, e eu não defendo Bettencourt, o Moutinho «encostou o Sporting à parede» e ou era transferido ou o Clube iria ter outro bico de obra nas mãos. Bettencourt aceitou face às reconhecidas dificuldades financeiras do Clube, que ainda hoje existem. A maior crítica que mantenho, foi não terem exigido pagamento a pronto ao FC Porto.

É fácil estar na bancada e criticar quem tem que assumir as responsabilidades. E, sim, eu sei que há sempre atenuantes.

Quanto ao Paulo Bento, o debate sobre a perda de apoios não se deve, apenas, ao tipo de futebol que o Sporting praticou no seu mandato. É evidente que envolve diversos outros componentes. Sempre apreciei e respeito Paulo Bento, enquanto profissional, mas não sou fã do futebol inflexível que ele instalou no Sporting, pese a notória falta de talentos superiores. Isto, não significa que não lhe conceda mérito onde mérito é justo.

Pelo menos o Sá Pinto tem a carta de treinador que Paulo Bento nem sequer tinha na data, mas, não diuvide, apesar de mais alguma experência, também este irá fazer parte da sua aprendizagem É inevitável, mas compreensível que isso aconteça.


De Tiago Cabral a 22 de Junho de 2012 às 18:08
Caro Rui, tudo bem que dentro do que aconteceu os valores até foram aceitáveis, mas nunca, mesmo nunca, devemos vender o nosso capitão a um clube rival! Essa não engulo! E se o Moutinho queria mesmo sair, que eu acredito que queria mesmo, ele que escolhesse um clube estrangeiro e apresentasse a respectiva proposta. Haver troca de jogadores entre clubes é uma coisa, mesmo vender certos jogadores pode-se aceitar, mas nunca o capitão! Imagine a situação de forma muito simples: O porto ou os de carnide a venderem os seus jogadores mais importantes ao Sporting? Imagina por exemplo o porto a vender o Jorge Costa por exemplo, quando teve problemas com o Octávio, ao Sporting? A presidência de Bettencourt como gestão desportva foi um desastre.


De Rui Gomes a 22 de Junho de 2012 às 19:40
Caro Tiago, concordo em princípio. Ninguém ficou mais indignado com o evento do que eu. Se o Sporting ainda hoje está mal, financeiramente, como não estaria no termo do consulado de Bettencourt. Perante o desepero da situação, ele não teve outros argumentos para defender a causa. A sua competência é caso para debate à parte, sem dúvida. Nada justifica o que ocorreu, mas tudo constou de um complot bem montado; Moutinho com o apoio do pai, empresário, FC Porto e a cumplicidade explícita de Queirós, que não o convocou para instalar o estado de espírito desejado no jogador para facultar a operação. Como indiquei na resposta a Filipe Moura, ainda mais do que o aumento de verbas, Moutinho queria a montra FC Porto, para viabilizar, na sua ideia, uma transferência milionária que resolvesse os problemas financeiros criados pelos negócios com o pai. É uma mancha negra na história do Sporting e que nunca será devidamente reparada. Tenho-o com um muito bom jogador - não fez mais pelo FC Porto do que já tinha feito pelo Sporting, apenas noutro enquadramento mais competitivo - apoio-o enquanto jogador da Selecção Nacional mas, como homem, não tem o mínimo de carácter. Agora que a referida transferência milionária não está a aparecer com a facilidade que ele anticipava, já afirma que «não se importa ficar o resto da vida no FC Porto». Por fim, em tudo o que envolve o FC Porto e o inevitável Pinto da Costa, é importante não perder de vista que aquele clube com aquele presidente recorrer a meios e medidas que o Sporting a que o Sporting nunca recoreu nem nunca recorrerá. Esta é uma verdade incontornável, por muito que desagrade.

Cumprimentos.


De Pedro Oliveira a 23 de Junho de 2012 às 12:13
O Porto a vender o Jorge Costa ao Sporting ou, por exemplo, o Benfica a deixar sair o seu (deles) "menino d' ouro" João Vieira Pinto para o Sporting a custo zero... seriam negócios impossíveis.
Ou não.
O Sporting vendeu João Moutinho por onze milhões, a maior transferência de sempre entre dois clubes portugueses, mais 25% duma futura transferência, mais os custos de formação.
O Benfica deixou sair João Pinto a custo zero.
Qual foi o pior negócio?


De Luís de Aguiar Fernandes a 23 de Junho de 2012 às 02:31
Para mim o João Moutinho desapareceu. Agora deu origem ao Judas Moutinho, que está em grande forma. E festejarei se ele marcar um golo na selecção, mas se puder escolher espero que marquem todos menos ele.


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Este é capaz de tudo

Os nossos comentadores me...

Balanço (30)

Isto será sobre o quê?

Pergunto por perguntar

E agora Fernando?

Guerra, o espião que veio...

Sábias palavras de aviso

Os nossos comentadores me...

Balanço (29)

Facebook
És a Nossa Fé no Facebook
Twitter
És a Nossa Fé no Twitter
Arquivo

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

selecção

bruno de carvalho

leoas

prognósticos

jorge jesus

balanço

há um ano

slb

vitórias

campeonato

benfica

jogadores

eleições

rescaldo

arbitragem

mundial 2014

taça de portugal

nós

liga europa

ler os outros

godinho lopes

golos

clássicos

futebol

árbitros

euro 2016

comentadores

cristiano ronaldo

scp

humor

análise

crise

formação

chavões

liga dos campeões

derrotas

william carvalho

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
136 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds