06 Jun 12
Ó Hugo!
José Navarro de Andrade

(Vi eu com estes que a terra há-de comer)

Nesse verão de 2004 o campeonato tinha começado mal. O novo treinador era um rapaz obscuro que vinha prestigiado como adjunto do Prof. “Projectos” Queiroz durante a hilariante época no Real Madrid. Corria à boca pequena que num treino ele quis dar uma instrução a Beckham e este, com toda a complacência do mundo, deu-lhe um valente calduço e aconselhou-o amigavelmente: “fuck off!”

O certo é que chegávamos à sexta jornada num estado miserável: uma vitória, duas derrotas e dois empates e ainda não tínhamos jogado contra qualquer equipa da primeira metade da tabela. Assim, no dia 16 de Outubro, por uma noite de chuvisco lá fomos ao Estoril ver o que resultava dali; era perto e pacato e movia-nos a curiosidade de ver se a equipa melhorava com as presenças de Custódio e Rochemback, finalmente recuperados.

Os nossos lugares calharam mesmo atrás do banco do Sporting, estando a bancada bem perto do relvado, como daqui para ali. No início da 2ª parte uma vozinha de cana rachada levantou-se do banco e começou a gritar para o campo “Ó Hugo! Ó Hugo!”. Peseiro bem chamava, mas o Hugo, O Viana, moita-carrasco. “Ó Hugo! Ó Hugo!”, a pouco mais de cinco metros dele, o jogo a decorrer e Hugo Viana népias. Já na bancada por chacota se começava a gritar “Ó Hugo! Ó Hugo!” em voz de falsete.

Até que o atleta por um momento se distraiu do jogo e virou-se para Peseiro de mão na anca: “o que queres, caralho?” O treinador embezerrou, sobretudo porque houve uma gargalhada monumental no povo atrás dele.

O jogo foi resolvido por Hugo Viana, que saiu da casca e espetou duas bolas nas redes contrárias, a segunda após um slalom monumental. Isto sem nunca mais ter feito caso de Peseiro. Como aliás o resto da equipa.

Para o ano voltam a encontar-se em Braga.


comentar
10 comentários:
De Luís de Aguiar Fernandes a 6 de Junho de 2012 às 13:18
E houve coisas parecidas com Rochemback. Mas o certo é que nesse ano jogávamos muito bom futebol. E tínhamos ganho mais coisas se ele jogasse contra o Carnide com um ponta-de-lança (se se lembram, foi apenas o Douala na frente, sozinho) e a final da UEFA com uma defesa normal (mudou 3 dos 4 habituais titulares...


De Filipe Moura a 6 de Junho de 2012 às 22:55
Luís, jogávamos muito bom futebol porque tínhamos muito bons jogadores. Este treinador e o Paulo Sérgio, desde que me lembro, foram o pior que alguma vez passou pelo banco do Sporting. A campanha para o campeonato foi miserável, e na taça UEFA tivemos alguma sorte.


De Luís de Aguiar Fernandes a 7 de Junho de 2012 às 00:18
Não concordo. Por exemplo, não tínhamos melhores jogadores que este ano. Sorte na UEFA? Também não me parece... Só na meia-final, depois de já termos eliminado boas equipas.


De José Navarro de Andrade a 7 de Junho de 2012 às 13:02
Ó Filipe, sem querer desmentir o seu ranking de horrores, que é inatacável, quero recordar-lhe que Queiroz e Raul Águas já treinaram o Sporting...


De José Navarro de Andrade a 7 de Junho de 2012 às 12:53
"Vai tomar no c**, seu veado" percebeu-se pelos movimentos da boca o que lhe dizia Rochemback ao ser substituído nas Antas.
Essa de incrustrar Douala no meio dos defesas do Carnide no jogo da Luz (Eu vi! Eu estava lá!) foi talvez a 2ª pior opção táctica da história do Sporting. A primeira foi quando o guru de Peseiro substituiu Paulo Torrres ao intervalo num jogo que já esqueci.
Caro Luís, tal como a selecção de Humberto Coelho, o Sporting desse ano jogou bem proque Rui Jorge, P Barbosa, Rochemback, Sá Pinto e Tiago, formaram um comité dirigente na cabine, liderando os camaradas e decidindo tudo.
Um abraço leonino


De Luís de Aguiar Fernandes a 7 de Junho de 2012 às 14:23
Certo. Mas no trabalho diário, de treino, deve ser bom. Como Queiroz é bom. Em tudo o resto é que pronto. Talvez se dê bem em braga, que lá manda o presidente, não o treinador...


De Filipe Moura a 6 de Junho de 2012 às 21:37
Lapidar.


De Pedro Correia a 6 de Junho de 2012 às 22:58
Crónica deliciosa, Zé Navarro. Com a vantagem acrescida de desvendar relevantes características de duas conhecidas personalidades do nosso futebol - uma das quais considerada "um dos melhores técnicos portugueses" pelo Sr. Oliveira e Costa em momento de involuntário humor televisivo.


De José Navarro de Andrade a 7 de Junho de 2012 às 12:54
É rir...


De pedro oliveira a 9 de Junho de 2012 às 09:20
O Real Madrid de Queiroz/Peseiro em 2003/2004 venceu tanto como o Real Madrid de Mourinho/Karanka em 2010/2011 e em 2011/2012.
Um troféu/título por época.
Queiroz não teve oportunidade de começar uma segunda época depois do "fracasso" da primeira e Mourinho teve.


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

A angústia do árbitro per...

Os nossos comentadores me...

Sub-21: Rúben Semedo marc...

Evidências

Cada vez mais encarnada

O desespero

Leoas às sextas

Os nossos comentadores me...

Afinal sempre há algo imp...

É só p'ra dizer presente!

Arquivo

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

bruno de carvalho

selecção

leoas

prognósticos

jorge jesus

vitórias

há um ano

balanço

campeonato

slb

arbitragem

benfica

jogadores

eleições

rescaldo

mundial 2014

taça de portugal

liga europa

godinho lopes

ler os outros

clássicos

árbitros

golos

nós

euro 2016

futebol

comentadores

crise

marco silva

scp

cristiano ronaldo

análise

humor

formação

chavões

liga dos campeões

slimani

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
136 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds