Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Três em um (parte dois)

Sinto cada vez mais dificuldade em distinguir quais são as cores que Rui Oliveira e Costa verdadeiramente defende. As minhas dúvidas, confesso, avolumaram-se no passado dia 15, ao ouvi-lo sair em defesa aberta do Benfica no programa Trio d' Ataque (RTP i) dizendo que este clube não pode de forma alguma ser conotado com o regime derrubado a 25 de Abril de 1974, não se esquecendo também de elogiar Luís Filipe Vieira.

Mais confusão ainda me faz o apreço que o referido comentador exterioriza pelo presidente do FC Porto. Nesse mesmo programa, aliás, não teve dúvidas em afirmar o seguinte: «Muitos sportinguistas me criticam por eu apreciar Pinto da Costa. (...) Trinta anos de poder e dezanove campeonatos.» Manuel Serrão, Miguel Guedes e José Guilherme Aguiar não dirão algo muito diferente.

Mal refeito ainda destas monumentais sessões de graxa simultânea aos presidentes do Benfica e do FC Porto, ouvi ontem Oliveira e Costa insurgir-se abertamente no mesmo programa contra o ex-seleccionador nacional de futebol Luiz Felipe Scolari. Nestes termos exactos: «Scolari é um verdadeiro aldrabão, um pantomineiro.»

Estranhei esta linguagem, nada habitual num comentador que costuma aveludar cada frase que profere. Até porque tenho boa memória e não me esqueci que Oliveira e Costa foi um dos mais entusiásticos apoiantes de Scolari enquanto o brasileiro comandou o onze nacional (2003-08). É certo que o actual treinador do Palmeiras se encontra hoje muito longe de Lisboa e é sempre mais fácil criticar alguém que está a oito mil quilómetros de distância.

Mas cedo percebi o motivo de tanta animosidade. Scolari limitou-se a dizer em voz alta aquilo que todos já suspeitávamos: o presidente do FC Porto condiciona as escolhas da selecção nacional de futebol. Os portistas não gostaram desta revelação, claro - o que não admira. Oliveira e Costa também não - o que já espanta um pouco mais. Ou talvez não.

«A direcção do FCP tem-nos habituado a ser ágil a reagir», ia elogiando este sportinguista tão rendido ao duvidoso charme das agremiações rivais. Deixando-me cada vez mais confundido sobre a sua verdadeira afición clubística.

4 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D