08 Mai 12

Declaração do presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, a 7 de Fevereiro de 2012, em entrevista à RTP: «A arbitragem está muito melhor, muito mais transparente e muito mais credível do que há anos atrás.»

 

Declarações do director de comunicação do Benfica, João Gabriel, a 7 de Maio de 2012, em entrevista ao diário A Bola: «Não temos de mudar de treinador, temos é de mudar de árbitros»; «A classificação deste campeonato está aldrabada»; «O título de campeão deste ano é um tributo da arbitragem ao FC Porto.»

 

Declarações antagónicas, proferidas com um intervalo de três meses exactos.

O que houve de substancialmente diferente entre as duas datas? Na primeira, o Benfica liderava o campeonato, com cinco pontos de avanço. Na segunda, tinha já perdido irremediavelmente o campeonato.

Apenas isto.


comentar
20 comentários:
De Jose Manuel Barroso a 8 de Maio de 2012 às 17:01
Tiro certeiro, Pedro!


De Pedro Correia a 8 de Maio de 2012 às 17:57
Faz-me sempre impressão verificar como os entrevistadores não confrontam os entrevistados com estas contradições gritantes, Zé Manel. E só passaram três meses, não três anos.


De Jose Manuel Barroso a 9 de Maio de 2012 às 16:00
É mesmo Pedro! É a vida... a que temos... Abr e SL

PS: ainda há café por aí?


De Pedro Correia a 9 de Maio de 2012 às 16:07
Há, com certeza. Abraço.


De Rui Gomes a 8 de Maio de 2012 às 18:16
Fiquei preocupado com as suas «lágrimas» Zé Manel. (li apenas hoje)


De Jose Manuel Barroso a 9 de Maio de 2012 às 16:04
Olhe, aproveitei a crise e iniciei um novo negócio: 'franchising' de lágrimas. Quem aproveitou foi um senhor de Carnide, um tal De Gabriel, que, por sua vez, 'franchisa' um tal de Jesus e este um tal de Carraça e este um tal De Vieira. Ganda nóia!

Abr e SL


De Pedro Correia a 10 de Maio de 2012 às 19:52


De João Oliveira a 8 de Maio de 2012 às 17:15
Não. O que mudou é que na primeira também foi anunciada a provável não renovação com a olivedesportos.

Depois foi o que se viu. Não sei se viram os jogos. Provavelmente não. Mas o que é certo é que foi mau demais.

No inicio da época também fizeram o mesmo com o Sporting. Travaram a onda de entusiasmo com que vinham da pré-época e que podia ser perigosa. O Benfica deixaram-no sossegado. Após essa entrevista começou a valer literalmente tudo. Penaltis que não se compreende como não são marcados e dualidade de critérios gritante.

Outras alturas cruciais para o Sporting foi sempre que incomodou o Sp. Braga na luta pela champions. Então o último jogo foi mais um hino à dualidade de critérios. O mesmo árbitro que na primeira volta não expulsou Otamendi ou Hulk quando mereciam ser expulsos desta vez já deu vermelhos por tudo e por nada. Com Pedro Proença o FC Porto NUNCA perdeu um jogo contra Benfica ou Sporting. Em 3 clássicos que apitou esta época ficou a perceber-se porquê.

Depois estas guerras entre Benfica e Sporting é o que eles querem. E vão fazendo com mestria. Sempre que um dos 2 ou mesmo os dois precisam de perder pontos quando se defrontram é sempre essa equipa ou as duas que são roubadas.

Um caso gritante foi em 2007/2008 quando à 6ª jornada houve um Benfica vs Sporting. O Benfica estava a 6 pontos do Porto e o Sporting a 5. Quem ganhasse ia manter-se a essa distância. Mas à 6ª jornada ficando os dois a 8 e 7 pontos respectivamente era muito melhor. O que aconteceu foi mesmo isso. Empate a 0 com 3 grandes penalidades por marcar. 2 a favor do Sporting e 1 a favor do Benfica. E ainda outras decisões que manteram sempre o jogo numa toada de 0-0. Nessa semana só se discutia quem tinha sido beneficiado entre os 2. Ninguém dos 2 clubes parou para pensar e perceber que quem tinha lucrado com isso era o Porto que deixava à 6ª jornada os outros 2 candidatos bem longe do titulo.

Existem muitos outros exemplos para demonstrar isto mesmo. O que é certo é que isto se mantém à dezenas de anos e uma das razões por que isto acontece é que quase nunca o Benfica e SPorting se uniram contra a corrupção.


De Pedro Correia a 8 de Maio de 2012 às 17:59
Pois, mas o Sporting vinha alertando para os erros clamorosos de arbitragem desde o início do campeonato enquanto o Benfica só acordou para o assunto nas últimas cinco jornadas. Quando lhe começou a doer.


De CP a 8 de Maio de 2012 às 18:09
Poderá ser verdade mas é óbvio, infelizmente, que os clubes se queixam quando são prejudicados e no prejuizo dos outros já a conversa é diferente. e são todos iguais nem vale a pena vir com a ideia de que o meu clube é diferente, porque neste assunto não o é. o ano passado nas primeiras jornadas o Benfica teve o grande Roberto a frangar e grande influencia nos resultados por parte dos árbitros e é óbvio que os adeptos do SCP não tiveram problema algum com isso.


De Pedro Correia a 8 de Maio de 2012 às 18:12
Nesse caso você concorda com o que disse LFV em Fevereiro ou com o que diz JG em Maio?


De CP a 8 de Maio de 2012 às 18:41
Pessoalmente considero que a entrevista dada pelo director de comunicação foi uma palhaçada com a qual não me identifico minimamente. não gosto nem nunca gostei de jogadas politicas para branquear seja o que for. e é obvio que esta entrevista se enquadra nesse perfil.
As palavras do LFV estão no seguimento do raciocinio de que no mundo da bola só se queixam os que sofrem. e parece-me correcta a leitura de que ele teve essas palavras porque tinha 5 pontos de vantagem. esperar solidariedade ou uma luta comum em prol da verdade desportiva é um delirio. luta-se sim mas é pelas influências e pela manipulação da opinião pública. em relação aos primeiros é dificil até porque a concorrência é grande, o pais é dado a estas coisas e os sistemas vão estando montados. quanto à opinião pública é mais fácil porque no geral os adeptos de um clube estão a favor (ou pelo menos branqueiam e defendem com unhas e dentes) das trafulhices que se praticam nos seus clubes ao mesmo tempo que apontam o dedo a todos os outros clubes.


De Pedro Correia a 9 de Maio de 2012 às 16:08
Registo com apreço estas suas palavras, CP: «não gosto nem nunca gostei de jogadas politicas para branquear seja o que for. E é obvio que esta entrevista se enquadra nesse perfil.»
Registo e subscrevo.


De Rui Gomes a 8 de Maio de 2012 às 22:06
Dois ou três pontos que gostaria de fazer. Em primeiro lugar, pela história, rivalidade, cultura clubística e conflicto de interesses, uma verdadeira união entre Sporting e Benfica é impossível. Segundo, embora seja o primeiro a criticar o que Pinto da Costa tem vindo a fazer ao longo dos anos, e continua, há que lembrar que muito antes dele esse estado das coisas já existia em Lisboa, por algum tempo com a predominante influência do Sporting, por mais tempo sob o domínio do Benfica. Se PC não tivesse optado pelos meios conhecidos, o FC Porto ainda hoje seria um distante terceiro perante SCP e SLB. Não aprovo mas compreendo.
Além de tudo isto, todos nós sabemos que corrupção vem à vida por meios e formas diferentes.
O exercício de influências, em determinados contextos, é uma forma de corrupção. Os favores que são feitos para mais tarde serem facturados, é outra. Colocar, via lobbies, pressões, etc., pessoas em determinados tronos, para mais tarde tirar devido partido, é outra. LFV e muitos, como eu já escrevi em diversas ocasiões, nunca fizeram uma verdadeira leitura do percurso de Fernando Gomes.
FC Porto (10 anos), Liga e agora FPF. Estava à vista, mas os «sábios» pensaram que tinha a situação sob controlo. Enquanto o regime de arbitragem se mantiver como está, nada vai mudar.
A única solução, e mesmo única, é a profissionalização do meio, sob gestão autónoma. Eles têm que sentir que a sua sobrevivência, e por associação, as dos seus dependentes, depende do exercício competente das suas funções profissionais.
Pedro Proença, a exemplo, já afirmou em plena televisão que se arbitragem fosse profissionalizada, ele deixaria de apitar imediatamente. Nos meus muitos anos no futebol, fui conhecido por um «mafioso», etc., etc., apenas por ser ganhador.
Nunca, mas nunca, fui corruptor seja de quem for. Agora, sempre que possível, exercia influência para providenciar os mais altos trunfos às minha equipas. Passado os primeiros anos, até já era necessário. Porquê ?...Porque chega a um determinado ponto que a percepção do poder é mais forte do que o poder em si. É muito disso que se tem passado com PC, e poucos se apercebem. A mera presença dele vai mais longe do que os outros a gritar aos céus o ano inteiro. Não tenho memória do Sporting ser tão sucessivamente prejudicado pelas arbitragens como este ano, no entanto, é de prever que tanto nós como o Benfica continuarão a ser, à conveniência. Muitos louvores são dados ao Braga, e dentro de certo contexto, são justos, mas, fundamentalmente,o seu sucesso deve-se ao PC. Não hajam ilusões. Os dois jogos no sábado, esclarecem isso, muitíssimo bem. Enfim...tema muito complexo.


De Rui Gomes a 8 de Maio de 2012 às 23:04
A escrever muito e apressadamente, como é o meu normal, cometo erros ortográficos. Só para corrigir um: queria dizer que « passados os primeiros anos até já NÃO era necessário».


De Pedro Correia a 9 de Maio de 2012 às 16:10
Também defendo a profissionalização dos árbitros, Rui. E, como é óbvio, nada de "uniões" entre Sporting e Benfica. Mas pode - e deve - haver convergência na luta contra a adulteração dos resultados devido às péssimas arbitragens que desprestigiam o desporto português e a própria imagem de Portugal.


De Rui Gomes a 9 de Maio de 2012 às 16:44
Só haveria a dita «convergência» se fosse apenas um a beneficiar da adulteração dos resultados e todos os outros prejudicados. Como se verifica, as queixas surgem somente à conveniência. O problema vem de cima para baixo e enquanto PC se mantiver activo, pouco ou nada vai mudar. Essa é a realidade, tudo o resto é conversa de café. Porventura esta época, mais do que qualquer outra, o Sporting foi completo e irremediavelmente arrasado pelas arbitragens. Salvo as teorias dos...teóricos, eu gostaria de saber o que é que o Sporting pode agora fazer para evitar que a situação não se repita para a época que vem ?....Nada, absolutamente nada. A melhor dizer, muito pode ser feito, mas nem o Sporting sabe, ou se sabe,não está disposto a fazê-lo. Meiguices e diplomacias não resultam e perante a apatia (medo) das autoridades superiores, qual é a alternativa ? O Sporting vai novamente tentar lançar a melhor equipa possível em campo e rezar por alguma compaixão da parte de quem tem o poder para a conceder. O que muitos recusam compreender é que enquanto não surgir uma qualquer acção
«escandalosa» que precipite uma mudança de mentalidades, o «status quo» mantem-se. Isto, de quem sabe como os bastidores funcionam.


De Pedro Correia a 10 de Maio de 2012 às 19:54
Esperemos criar um movimento de opinião pública suficientemente forte para que os escândalos relacionados com a arbitragem não se repitam pelo menos com a mesma intensidade, caro Rui. É também para contribuir para isso que existem blogues como este.


De Rui Gomes a 10 de Maio de 2012 às 20:41
É o meu maior desejo que daqui a um ano o debate seja outro. A esperança é a última a morrer... segundo o provérbio. Ab


De Pedro Correia a 14 de Maio de 2012 às 14:59
Esperemos bem que sim, Rui. Abraço.


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Bonito é metê-la lá dentr...

Recordar - Vítor DAMAS

Hoje giro eu - o meu ONZE...

Os nossos comentadores me...

Disparate puxa disparate

Yazalde… por quem o viu j...

Ética - Alegoria da Caser...

Um apelo a Bruno de Carva...

Caridade, sim! Política, ...

Tiros nos pés

Facebook
És a Nossa Fé no Facebook
Twitter
És a Nossa Fé no Twitter
Arquivo

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

selecção

leoas

bruno de carvalho

prognósticos

balanço

jorge jesus

slb

há um ano

vitórias

campeonato

benfica

jogadores

eleições

rescaldo

arbitragem

mundial 2014

taça de portugal

nós

golos

ler os outros

liga europa

godinho lopes

futebol

árbitros

clássicos

euro 2016

comentadores

cristiano ronaldo

scp

humor

formação

análise

crise

chavões

liga dos campeões

derrotas

william carvalho

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
142 comentários
138 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds