Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

És a nossa Fé!

Os homens nas sombras do futebol


É uma característica curiosa, uma espécie de incoerência paradoxal, que os homens que operam nas sombras do futebol via acções obscuras, procurem, em simultâneo, o maior protagonismo público possível. Será apenas um caso de sobranceria menosprezadora, desprovimento de valores éticos e morais ou meramente a necessidade do engrandecimento da mentalidade retrocessiva. Caso intrigante para um estudo sobre o funcionamento humano assente em questões de ordem psicológica e sociológica.

Entre diversos outros sombrios empreendimentos e já depois de ter sido apanhado a comprar árbitros nas escutas do processo Apito Dourado (17-02-2004) e acusado pelo Ministério Público de ter utilizado contas de uma empresa por si fundada, para engendrar fraude fiscal relativamente à cobrança de impostos sobre os rendimentos pagos a jogadores e técnicos, o presidente do Nacional da Madeira ainda tem o indecoroso desplante de vir a público com acusações e insinuações dirigidas ao Sporting sob o tema da corrupção de árbitros. Além do que já foi devidamento descrito no post de Adelino Cunha, esta insólita figura ainda foi mais longe ao afirmar que «o Sporting não tem legitimidade para jogar na Taça». O uso do termo «legitimidade», por Rui Alves, faz acreditar que a sua impunidade, até ao momento, leva-o a fundamentar-se na premissa de que a (falta de) vergonha não provém de nenhuma condição, mas que desempenha o seu papel, por muito torto que seja, para distrair a audiência das verdades. 

P.S. Entretanto, surge uma outra figura em cena... Carlos Pereira, presidente do Marítimo: «Se houvesse justiça, o Sporting já não estaria na Taça.»

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D