16 Abr 12
A decisão
Francisco Almeida Leite

 

O Sporting entrou hoje em blackout. Por norma não sou defensor dos cortes na comunicação entre as instituições e o seu público-alvo, que neste caso são sobretudo os adeptos sportinguistas. Percebo a indignação que reina em Alvalade com o tratamento noticioso do caso PPC e com a sua repercussão pública, mas esta não me parece ser a melhor solução. Esta é apenas a solução típica de quando não se sabe o que dizer, quando dizer, como dizer. Ora, o Sporting está fora de esquemas, é uma instituição acima de qualquer suspeita. O Sporting está também numa fase decisiva e pode ganhar muito ou perder tudo. É preciso, por isso, continuar a agir com determinação e convicção, o resto resolve-se com o tempo e com o apuramento de responsabilidades.

 

Seria melhor blindar o Sporting lá dentro, tornando-o forte, coeso e unido. E não cortar a sua ligação ao exterior. Mas isto sou só eu a pensar alto, quero acreditar que a decisão tenha sido tomada pesando todos estes factores e pensando no Sporting em primeiro lugar. Sempre.


comentar
11 comentários:
De Pedro Correia a 16 de Abril de 2012 às 22:36
Plenamente de acordo, Francisco.


De Alda Telles a 16 de Abril de 2012 às 22:52
Apoio e digo mais: este black out cheira a luto. Ora, luto de quê? Não é este evento alheio ao Sporting? Não deveria continuar tudo como dantes? Não deveria o nosso treinador e os jogadores continuar a falar e a dar ânimo aos seus adeptos? Muito má e estranha ideia.


De Francisco Almeida Leite a 17 de Abril de 2012 às 10:47
É isso mesmo, Alda. Se o SCP é alheio a tudo isto, não se percebe para que irá servir esta quebra abrupta na comumicação. Numa altura em que tudo à volta de Alvalade devia ser felicidade e alegria por disputarmos umas meias-finais da Liga Europa, com a enorme possibilidade de passarmos à final. Isso sim, faria afastar esta onda negativa do caso Cardinal. Há algo que me está a escapar, com certeza.


De Francisco Almeida Leite a 17 de Abril de 2012 às 10:44
Ainda bem, Pedro. Obrigado


De Rui Gomes a 17 de Abril de 2012 às 01:41
Penso que não se trata de «cortar a ligação ao exterior», mas sim de tentar com que uma má situação não se torne pior, pela exposição à maliciosa e sensacionalista comunicação social, que não necessita de factos comprovados para denigrir a imagem do Sporting. Face ao delicado momento, é uma situação impossível de ultrapassar, agradavelmente, até surgir o apuramento dos ditos factos. Quanto aos jogadores, é absolutamente e totalmente impensável qualquer contacto público, considerando o jogo de quinta-feira. Acredito até, que estão expressamente proíbidos de comunicações sociais via internet ou de exprimir opiniões seja a quem for sobre o tema polémico. Eu assim faria e não tenho dúvidas que está a ser (bem) feito. Em última análise, quantas vezes e por quantos meios se pode declarar que o caso está «em segredo de justiça» ?


De Tiago C a 17 de Abril de 2012 às 09:33
O corte na comunicação para o exterior nunca é a melhor opção. Se alguma comunicação social já estava a afiar os dentes e a distorcer os acontecimentos a seu bel-prazer, agora será ainda mais fácil continuar a fazê-lo. Os blackout são típicos de clubes que, à falta de melhor argumentos, decidem fechar-se ao exterior esperando assim que a tempestade acalme. Sou totalmente contra esta decisão. Agora tudo vai ser dito e nada desmentido. Apenas uma achega ao vice presidente em questão. Não sei se fez, os factos pelos quais foi constituído arguido, mas lembre-se de uma coisa. Somos o Sporting, sempre um clube diferente dos demais. Andamos desde a nossa fundação de cabeça erguida. A nossa espinha dorsal representa a nossa atitude ao longo dos tempos. Prefiro perder um titulo que ganhá-lo fora de campo. Sempre.


De Rui Gomes a 17 de Abril de 2012 às 10:38
Concordo totalmente com a última parte do seu comentário Tiago, indiscutivelmente. Quanto ao corte, quaisquer declarações públicas por parte de dirigentes do Sporting terão que ser minimamente ambíguas, no melhor condicionadas, face ao desconhecimento dos factos e as inerentes sensibilidades. Lamentavelmente, a usual comunicação social não necessita de pretexto para distorcer tudo e mais alguma coisa, à conveniência.


De Francisco Almeida Leite a 17 de Abril de 2012 às 10:52
Rui, temo bem que o ofeito nos jogadores seja exactamente o oposto ao que era desejado. Não é bom para ninguém ficar fechado numa redoma vários dias e depois explodir (ou não) em campo, num jogo da mais alta responsabilidade. Concentração sim, 'ditadura' não.


De Rui Gomes a 17 de Abril de 2012 às 11:37
As interpretações variam Francisco, mediante as perspectivas. Para quem andou no futebol, este tipo de medida, que no que aos jogadores concerne, aconteceria mesmo sem o «blackout», e é considerado rigor e exigência da competição. Em muitos casos, os próprios jogadores até apreciam o afastamento da sua vida quotidiana. Quando o jogador se retira do exercício profissional, aquilo que ele mais sente falta não é jogar à bola, é o convívio íntimo da equipa, o balneário, as digressões e as concentrações. É um incontornável vazio nas suas vidas, difícil de adaptação nos primeiros anos de inactividade. Eu, como dirigente que fui durante tantos anos e já há uns tempos afastado, ainda hoje sinto essa saudade. A equipa é a nossa família, em contexto.


De Francisco Almeida Leite a 17 de Abril de 2012 às 11:42
Acredito que algum recato nesta fase possa fazer bem aos jogadores, mas só isso e não mais do que isso. Não acho que um 'blackout' de uma instituição como o SCP seja solução para coisa alguma. Enfim, as notícias são o que são.


De Francisco Almeida Leite a 17 de Abril de 2012 às 10:49
Excelente comentário, Tiago. Estamos de acordo em tudo, o Sporting é tudo isso que aqui expressou. Não se entende esta decisão, nesta altura e pelos motivos invocados. O 'blackout' é para outros, não para o SCP.


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

A campanha ainda não come...

Leitura recomendada

A minha costela Jota Jota

Prometer e gastar

Prognósticos antes do jog...

Leoas às sextas

Os nossos comentadores me...

Programa eleitoral, II

Programa eleitoral

Aqui estamos de novo

Arquivo

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

bruno de carvalho

selecção

leoas

vitórias

prognósticos

jorge jesus

há um ano

balanço

campeonato

slb

arbitragem

benfica

jogadores

mundial 2014

rescaldo

taça de portugal

liga europa

godinho lopes

eleições

ler os outros

árbitros

euro 2016

golos

clássicos

futebol

comentadores

nós

crise

marco silva

scp

cristiano ronaldo

análise

chavões

formação

humor

liga dos campeões

slimani

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
136 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds