05 Jan 12
Uma crença, só pode ser isso
José Navarro de Andrade

 Campeões nacionais de atletismo 1976. Reconhecíveis ao centro: Armando Aldeagalega, Carlos Lopes, Fernando Mamede; yours truly é o 4º a contar da esq. 

 

- Obrigado Pedro Correia, por me ter convidado para o coro desta igreja!

 

Não me lembro da primeira vez que fui à bola. Mesmo antes de me conhecer, certos Domingos à tarde ia pela mão de meu pai a Alvalade. Lembro-me de sempre lhe pedir para comprar um daqueles chapeuzinhos de cartolina cónicos, que eu achava divertidíssimos e práticos, e ele demitir tal ideia com um incontestável não sejas piroso. E foram tantas as vezes que ele cedeu em comprar-me uma bandeirinha do Sporting, quantas as que as perdi no tropel da multidão à saída.

Durante a adolescência odiei o futebol, sobretudo o do Sporting. Então nós, os do atletismo (e já agora, os do andebol, do hóquei, do boxe, do tiro, do ténis de mesa, do basquete), é que ganhávamos as taças e os trambolhos do pontapé na bola passeavam pelos corredores do 10A armados em bons? Só não fiz rugby no Sporting porque da modalidade o Sporting apenas ficou com as camisolas, mas acabei por jogar na Agronomia que também se equipava às riscas verdes e brancas, embora fininhas.

Quando li “Fever Pitch” de Nick Hornby, tive a sensação que ele plagiara o livro que eu não havia escrito. Também não sei o que responder quando ela me pergunta “em que estás a pensar?”, porque estou a pensar na tática do Sporting, o que é digno de uma admoestação conjugal com justa causa; também a mim me bastaria ser recordado como um sportinguista quando fosse a enterrar.

Perdoem a vaidade, mas não autorizo ninguém a dizer que é mais sportinguista que eu. E tenho métrica para arrasar qualquer veleidade de comparação: 1) sócio há mais de 50 anos; 2) dois lugares cativos no estádio (setor 3, fila 23, 9&10) depois de ter tido dois lugares no estádio antigo, enquanto ele durou; 3) contribuí em pelo menos 5 taça, das que refulgem na sala dos troféus. Apenas concedo primazia à Sra. D. Maria José Valério e, por razões diferentes, ao Paulinho.

Só em duas ocasiões chorei em Alvalade. A primeira aconteceu na noite de 24 de Outubro de 1990: quando Bozinowski estampou o sétimo selo nos atarantados romenos do Timisoara, transportado pela euforia virei-me para abraçar o meu pai, esquecendo que ele tinha morrido na semana anterior. A outra foi num álgido fim de tarde de Maio de 94, quando o petulante Queiroz (nunca lhe perdoei e sempre tive razão!) substituiu o Paulo Torres pelo Pacheco e vi um dique rebentar, por onde jorrou uma pestilência avermelhada – até os céus choraram comigo nesse crepúsculo.

Resgatei-me de tais mágoas em 1999 quando cumpri a promessa de andar um dia com o cabelo tintado de verde.

O Sporting tem-me dado mais penas do que alegrias, é verdade, mas o que querem – é a vida…


comentar
1 comentário:
De Pedro Correia a 6 de Janeiro de 2012 às 00:53
Nunca é de mais lembrar o ecletismo do nosso clube, cuja projecção - nacional e internacional - ultrapassou sempre o reduto do futebol. Um abraço de boas-vindas, caro José.


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Pontos nos is.

A Europa e o Vida

Esperança

Irritação

P.O. a D.D. - A sério?

Manto de silêncio

Ódio puro e duro

Os nossos comentadores me...

Como utilizar um miúdo 15...

Nada sucede por acaso

Arquivo

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

memória

comentários

selecção

bruno de carvalho

leoas

vitórias

prognósticos

há um ano

jorge jesus

campeonato

balanço

slb

arbitragem

benfica

mundial 2014

jogadores

rescaldo

taça de portugal

liga europa

godinho lopes

eleições

euro 2016

árbitros

ler os outros

futebol

golos

clássicos

comentadores

nós

marco silva

crise

scp

cristiano ronaldo

análise

chavões

formação

humor

liga dos campeões

slimani

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
136 comentários
132 comentários
131 comentários
114 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds