Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

És a nossa Fé!

Só faz falta quem quer ficar

«O Sporting Clube de Portugal, Futebol SAD, informa que, no decorrer do corrente mês, encetou negociações com o atleta Eric Dier para a renovação do seu contrato de trabalho.

Inesperadamente, a Sporting, SAD foi confrontada, pelo pai e representante oficial do jogador, com um valor de aquisição por parte do Tottenham Hotspur, que remeteu a decisão da actual Administração para contratos assinados por Direcções e Administrações anteriores, que obrigavam a uma venda, do referido atleta, por um montante igual ou superior a 5 milhões de euros ou a igualar as condições salariais propostas, algo impossível devido à imprescindível manutenção da política salarial implementada e respectivo equilíbrio no seio do grupo de trabalho, da reestruturação financeira em curso e da necessária sustentabilidade do Clube.

Para além disto, a Sporting, SAD foi informada que mesmo igualando a proposta salarial, o jogador não desejava continuar, e mesmo que o Sporting obtivesse uma proposta superior, quer a nível de compra quer a nível salarial, que fosse de outro clube, o jogador não aceitaria.

Face às condicionantes expostas, a Sporting, SAD vem comunicar a alienação da totalidade dos direitos económicos do jogador Eric Dier ao Tottenham Hotspur, pelo valor de 5 milhões de euros líquidos, sem qualquer outro tipo de direitos futuros ou salvaguardas, em conformidade com os contratos anteriormente referidos.

Apesar do sucedido a Sporting, SAD deseja a Eric Dier as maiores felicidades na sua carreira.»

Aborrece-me isto, pronto

Sim sim, já sei que o Sporting foi obrigado etc etc diz-me que Dier queria ir, que não queria. Não sei se queria se não. O Sporting continua e mais não sei quê. Sei tudo e está longe de ser o primeiro e último que vejo sair assim. Sei que eu gostava que tivesse ficado e não ficou. Gostava de o ver, dele gostei. Queria vê-lo crescer ali e já não posso. Era isto, como sócia não tenho só de aceitar e perceber.

Ele fica!

Acho que não há um único sportinguista que não deseje que a novela que tem o Eric Dier como principal protagonista tenha um happy end!

O Eric Dier é produto made in Sporting. O Eric Dier é um caso sério de futuro craque. O Eric Dier é um miúdo com muito juízo e que não se deixou seduzir pelas £ como o Ilori, ou pelos $ como o Bruma. O Eric Dier no ano passado não foi 1ª opção na defesa do Sporting e não armou nenhum escândalo por causa disso, nem se pôs com tretas agora na pré-época. Em resumo, o Eric Dier não pode sair.

Adrien Silva, lembram-se? Época espectacular na Académica, com os jornais a darem-no fora do Sporting e rumo ao Porto. Eis senão quando, surge a bomba: Adrien renova pelo Sporting!. Já vimos estas novelas noutros anos, por isso não devemos entrar em depressão por cada manchete que coloca o Eric em Inglaterra, mas também não devemos achar que se trata de um não assunto enquanto o plano de carreira do Eric Dier no Sporting não ficar totalmente clarificado.

Amanhã, aquando da apresentação da equipa, as palmas que se baterem quando ecoar o nome do Eric Dier pelo estádio serão suficientemente assertivas para a Direcção ver que este miúdo tem de ficar.

Os jarretas (antologia 2013/14, parte III)

 

- Este Natal, para nós, vai ser bastante mais doce. Este prazer já ninguém nos tira.

- Deixa-te de lirismos. O plantel é curto e há casos por resolver. Isso preocupa-me.

- Que casos?

- O Labyad. O rapaz é um talento. Muito melhor do que alguns que têm sido titulares. Só não joga porque o Bruno o detesta.

- Nada disso. Não joga por opção técnica. É caro de mais e nunca fez nada de jeito no Sporting. Além disso iria perturbar um grupo de trabalho que é muito coeso e solidário.

- Vocês ainda hão-de arrepender-se por desprezarem assim o Labyad. Ele é craque, tem futuro.

- Já vi que nada te satisfaz. Por melhor que o Sporting se mostre e por mais resultados que consiga, nunca estás satisfeito.

- Eu percebo muito melhor estas coisas do que tu. A prestação da equipa contra o Belenenses foi medíocre. A vitória só aconteceu por sorte e porque o árbitro ajudou. Além disso ainda não começou a chover a sério. Deixa vir a chuva e vais ver se a equipa não começa a desmoronar-se como um castelo de cartas.

- Já pareces o Joaquim Rita a falar. Estás aqui estás a estrear-te como comentador de bola na SIC Notícias. Ou, pelo menos, como apresentador do boletim meteorológico.

- SIC Notícias? Nem pensar... é encarnada de mais para o meu gosto. Mas não me importava de ser comentador do Porto Canal. Nada tenho contra o azul.

(...)

- Tu já te esqueceste do que dizias no início da época? Em Agosto, querias trocar o Montero pelo Ghilas. Em Setembro, vaticinavas que íamos perder jogos atrás de jogos. Em Outubro, garantias que tínhamos o plantel mais fraco dos últimos vinte anos...

- E andei sempre mais próximo da verdade do que tu: nunca me deixei embriagar pela pandilha brunista.

- Tu deixas-te embriagar por quê?

- Por Vinho do Porto. Não há nada melhor.

(...)

- Gostaste do jogo?

- Nem pensar. Achei péssimo, como aliás já esperava. Mas vinguei-me.

- Como?

- Assobiei a equipa. Foi um assobio arrancado cá do fundo da alma. Fez-me bem à enxaqueca e à neurastenia. Consegui estar dois dias sem tomar Lexotan.

- Assobiaste quem?

- Todos. Jogadores, Bruno, Inácio. Até assobiei o Paulinho. Com todas as ganas de que fui capaz.

(...)

- Podes continuar a bater no presidente à vontade.

- Mas para dizer o quê?

- Critica a gestão desportiva, pá.

- Mas como é que eu critico se a gestão desportiva está a ter sucesso?

- Bolas! Critica a gestão financeira.

- É difícil. A gestão financeira também está a resultar, pá.

- Então critica a voz do gajo. A gravata. A postura. Sei lá. Nós podemos não saber porque é que lhe batemos mas ele sabe sempre porque é que apanha!

Os jarretas (antologia 2013/14, parte II)

 

- Houve boas contratações...

- Nada disso: em 13 só se aproveitam três! E a equipa ainda não começou a perder. Imagina só como vai ser quando as derrotas começarem a aparecer, pois não temos equipa para ganhar durante toda a época.

- Até agora não perdemos...

- Mas vamos perder. Garanto-te que vamos.

(...)

- Aquilo é que foi um jogo emocionante!

- Qual jogo?

- O Braga-Sporting, pá.

- Que jogo? Chamas àquilo jogo?

- Tu não chamas?

- Claro que não. Jogo, para mim, é quando há duas equipas em campo. Eu só vi uma em campo: a do Braga, muito bem treinada pelo Professor Jesualdo Ferreira, que muita falta nos tem feito em Alvalade. A menos que estejas a contar também com a equipa de arbitragem.

- Não exageres! Foi uma vitória suada mas justa do nosso clube e desfez qualquer dúvida sobre quem é o terceiro grande do futebol português.

- Não devemos ter visto o mesmo jogo. Aquelas imagens que eu vi não me desfizeram qualquer dúvida. Antes pelo contrário, consolidaram as minhas certezas.

- Quais certezas?

- Fiquei com a certeza de que temos o plantel mais fraco dos últimos 20 anos.

(...)

- O Montero foi eleito o melhor jogador do campeonato em Agosto e Setembro.

- E que tem isso?

- É o reconhecimento de que foi uma boa contratação para o nosso clube. Há dois anos que nenhum jogador do Sporting era distinguido com este troféu. O anterior tinha sido o Wolfswinkel, em Setembro de 2011

- E queres comparar?

- Quero. Prefiro o Montero.

- Pois eu prefiro o Wolfswinkel. Jogador de fino recorte, elegante, sempre bem posicionado, com capacidade de recuperação da bola, incansável no apoio às linhas defensivas e muito integrado no espírito colectivo da equipa. E marcou muitos golos. Um excelente rapaz.

- Ele marcava muitos mas a equipa perdia. O Montero marca e o Sporting ganha.

- Já te disse mil vezes que isso só se deve à sorte. Nada mais. Deixa ver quando a sorte acabar...

(...)

- Defendes aquele jogo miserável do Adrien? Defendes o André Martins, que não tem cabedal para estes jogos? Defendes o Maurício, que é um perna-de-pau?

- E tu defendes quem?

- O Ilori. E o Bruma. Foi um crime termos deixado sair estes dois jovens tão brilhantes: ainda havemos de ouvir falar muito deles.

- É extraordinário: só és capaz de elogiar os que já foram embora. Até parece que estás a prever um mau resultado contra o Marítimo.

- Sim, estou a prever uma derrota. A primeira de muitas outras em casa. A partir de agora será sempre a descer. Nada mais natural dada a falta de qualidade de todo este elenco. O que torto nasce tarde ou nunca se endireita.

- Mas desde os tempos do Domingos Paciência, logo no início, que não víamos o Sporting jogar tão bem. E o Leonardo Jardim é um excelente treinador.

- Lá estás tu com a tuas bacoradas. Excelente treinador é o Paulo Fonseca. E quem joga bem é o Varela. E o Josué. E o Licá.

(...)

- Tu andas a embirrar com o Leonardo Jardim.

- Pois. Então ele tirou o Carrillo ao intervalo quando todos sabemos que o peruano é um dos mais criativos da equipa e pode fazer a diferença a qualquer momento numa jogada de génio?

- Ninguém tem visto o génio dele. Por mim, punha-o já a jogar na equipa B.

- Lá estás tu. Eu para a equipa B mandava o Maurício, o Vítor e o Wilson Eduardo... Mas julgas que não sei o que se passa? Querem entalar o Carrillo e desmoralizar o Dier e vender o Capel só porque são jogadores a.C.

- Antes de Cristo?

- Não. Antes do Carvalho. Que é encarado como um Cristo pelos fanáticos que o aplaudem. Mas, ao contrário do outro, este não faz milagres.

- Já percebi que perdeste a fé. E eu que sempre te julguei um cristão devoto.

- De Jesus sou devoto, sim. Do Carvalho é que não.

 

Começo de arromba

O início do passado mês de Junho ficou marcado pelo regresso, oficial, do hóquei em patins ao Sporting, decisão da Direcção bastante aplaudida pelos sócios e adeptos.

O Sporting pretende voltar a ser uma potência numa modalidade com muita tradição e rico palmarés na sua vida desportiva. Nesse sentido, o clube reforçou-se bastante para a época que se avizinha.

Ironia do destino, ou não, o sorteio do campeonato 2014/2015, ditou, logo para arranque, os seguintes jogos:

 

1ª jornada: Benfica (2º classificado da época passada) x Sporting

2ª jornada: Sporting x Valongo (campeão em título)

4ª jornada: Sporting x FC Porto (2º classificado da época passada) 

 

Ou seja, nas 4 primeiras jornadas, o Sporting defronta os 3 primeiros classificados da época passada. É certo que 2 dos jogos são em casa, mas melhor começo era impossível.

Espero que os hoquistas comandados por Nuno Lopes e capitaneados pelo Ricardo Figueira não se amedrontem com este começo de campeonato que parece ter sido feito de propósito pelos rivais para arrumarem, à partida, com quaisquer aspirações do Sporting em recuperar o lugar mais alto do pódio que já ocupou no passado. 

Futebol de pré-época

Não sou grande adepto dos jogos de pré-temporada. Nem ligo ao tal (inventado?) campeonato de jogos amigáveis. Ser campeão dos jogos de início de estação não traz nem prestígio, nem valor acrescentado a qualquer equipa, a não ser aos próprios treinadores que aproveitam para rodar atletas e perceber das suas qualidades e deficiências.

 

Estamos ainda longe das provas importantes. Há muitos treinos pela frente, diversas decisões a tomar, seja em entradas e saídas de jogadores, seja em estratégias e métodos de trabalho. E quando todos se apresentarem na linha de partida, haverá ainda assim muita coisa para afinar, que só os jogos a sério conseguem claramente melhorar.

 

Gosto de dizer que prefiro perder os jogos a feijões… Mas ganhar os outros!

 

O futebol é um desporto, assente numa indústria com cada vez mais poderosa. No entanto como adepto reconheço que o futebol será sempre o palco onde os mais reprimidos expandem as paixões e os mais serenos roem as unhas até ao sabugo.

 

E no fim dos jogos a valer que ganhe o Sporting. Sempre!

Os jarretas (antologia 2013/14, parte I)

 

- Já viste? O Bruno contratou um "ponta de lança" chamado Fredy Montero. "Ponta de lança" com aspas. Porcaria de contratação esta. Trata-se de mais um jogador pequenino para o nosso Sporting. O tipo não vale nada.

- Pois. Quem valia muito era o Gelson. O Bruno despachou-o por 450 mil em vez de o manter por cá. Esse sim, era um jogador como deve ser. Foi contratado em bom tempo.

(...)

- Então o que achaste do jogo de apresentação?

- Não gostei nada. E também não gostei da equipa. O lado direito não existiu. O Cédric estava sozinho, sem apoio. Na segunda parte andaram aos papéis...

- Eu sempre disse que a maior parte deste jogadores não tem categoria para fazer parte do plantel. E ainda querem despachar alguns dos melhores, como o Pranjic e o Jeffrén...

- Percebia-se que não tinham motivação, que estavam todos a jogar sem alegria. Viste a cara do Rui Patrício? Viste a cara do Labyad, que o Sporting não sabe aproveitar?

- E não sabem treinar remates a meia distância...

- E o do Adrien?

- Aquilo foi sorte. Não volta a fazer outro golo como aquele. Pura sorte.

(...)

- Que tal achaste o jogo contra a Fiorentina?

- Foi um resultado mentiroso. Nem percebo como é que os jornais desportivos - logo os três! - conseguiram ver ali uma grande exibição.

- Concordo. Ainda há ali muito trabalho para fazer...

- Claro que há. Mas o garoto que manda no clube já impediu o Leonardo Jardim de fazer alinhar os melhores jogadores. O Jeffrén, o Pranjic, o Bojinov, o Rubio, o Labyad, o Boulahrouz... Todos desperdiçados. Uma vergonha.

- Apesar disso na pré-temporada conseguimos ganhar também à Real Sociedade e ao Benfica, e ganhámos a Taça de Honra.

- Mas o que é isso comparado com o FC Porto, que conquistou a Supertaça?

- Tens razão. Aquilo é que é equipa. Dá gosto ver.

(...)

- Não começámos mal o campeonato, pois não?

- Podia ter sido pior.

- Não te vejo muito entusiasmado...

- O Sporting começou mal. O Arouca dominou durante a primeira meia hora. Depois teve azar de principiante que beneficiou o Sporting, só isso.

- E os golos do Montero?

- Calhou estar lá. Mas não me esqueço que falhou um golo a dois palmos da baliza. E não sabe fazer golos de cabeça.

- Fez um!

- A bola foi ter direitinha à cabeça dele. Aquele também eu fazia.

- Cinco golos de três reforços...

- Foram os cinco golos mais consentidos de toda a jornada. E não me interessam os reforços. Prefiro o Labyad, que tem muito mais potencial. E sem esquecer o Jeffrén, que está a ser maltratado só porque foi comprado pelo anterior presidente. Esta direcção tem um ódio cego ao Godinho Lopes!

- Pois tem. Mas desta vez eu gostei do Sporting. Até a defesa melhorou muito.

- Discordo. Devia ter jogado o Dier. Só não jogou por embirração do Bruno, que não deixa o treinador pôr o miúdo em campo.

- Mas o Maurício até marca...

- Golos daqueles também eu marco. E até tu, que tens a testa maior que a minha. É só saltar e apontar na direcção da baliza.

(...)

- O Bruma não queria jogar, nem sequer apareceu para treinar. Acabou por ser bem vendido.

- Bem vendido? Isso dizem os lacaios desta direcção.

- Foi vendido por mais nove milhões do que o João Pereira e mais cinco milhões do que o Miguel Veloso e mais um milhão do que o Moutinho...

- Doze milhões? O que são 12 milhões? Se agora vale isso, daqui a um ano, com a visibilidade que vai ter no futebol turco e nas selecções, valerá pelo menos trinta! Foi um péssimo negócio para o Sporting.

Uma história que dá muito que pensar

 

Acordo total por Hugo Vieira: transferência iminente para o Sporting

9 Maio 2012

http://www.record.xl.pt/Futebol/Nacional/1a_liga/Sporting/interior.aspx?content_id=755850

 

Benfica garante Hugo Vieira por quatro épocas

18 Maio 2012

http://www.maisfutebol.iol.pt/benfica-gil-vicente-hugo-vieira-liga-sporting/520e13c230047750788eae26.html

 

Hugo Vieira: «O Sporting foi uma possibilidade forte, mas depois surgiu o Benfica e nem hesitei porque se trata de um clube do outro mundo»

5 Junho 2012

http://desporto.sapo.pt/futebol/primeira_liga/artigo/2012/06/05/sporting-vai-arrepender-se

 

Hugo Vieira emprestado ao Sporting de Gijón

27 Agosto 2012

http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/sport/benfica/benfica-hugo-vieira-emprestado-ao-sporting-de-gijon

 

Hugo Vieira dispensado do Gijón

21 Janeiro 2013

http://rr.sapo.pt/bolabranca_detalhe.aspx?fid=47&did=93548

 

Encarnados cedem Hugo Vieira ao Gil Vicente

22 Janeiro 2013

http://www.dn.pt/desporto/benfica/interior.aspx?content_id=3009155

 

Hugo Vieira troca Benfica por Braga

23 Agosto 2013

http://www.dn.pt/desporto/nba/interior.aspx?content_id=3384845

 

Regresso ao Gil Vicente sem nunca ter jogado no Benfica

30 Janeiro 2014

http://relvado.sapo.pt/mercado/hugo-vieira-vai-regressar-ao-gil-vicente-491826

Algumas aparências podem iludir

Antes do início oficial da temporada 2013/14, o Francisco Melo teve uma boa ideia, que lhe deve ter dado muito trabalho: pediu aos colegas de blogue que emitissem vaticínios sobre o campeonato que iria começar.

Lá dei também o meu contributo. E revendo esses palpites, pela parte que me toca, reforço a minha ideia de que a pré-época pode por vezes ser enganadora.

É verdade que acertei ao antecipar o segundo lugar do nosso clube na Liga. E também ao predizer que o Sporting terminaria o campeonato apenas com uma derrota em casa.

Mas enganei-me (por meio campeonato) na figura da equipa: escolhi Montero, que esteve muito bem só na primeira volta, quando devia ter apontado para William Carvalho (em boa verdade, só o Bernardo Pires de Lima acertou em cheio) ou para Adrien (aposta do Tiago Cabral e do Tiago Loureiro).

Pior estive no jogador-revelação (William, novamente; ou talvez Montero, aqui sim; ou Carlos Mané), ao escolher Ruben Semedo, um jogador muito promissor mas que por culpa própria acabou por passar ao lado de uma temporada memorável.

E devo reconhecer que fui também algo injusto para Carrillo, que embora me tenha irritado bastante em vários jogos não merecia o Prémio Pongolle com que o brindei por antecipação. Esse "prémio" devia ter recaído em Magrão (escolhido pelo José da Xã e pela Marta Spínola) ou em Cissé (escolha do Leonardo Ralha e do próprio Francisco Melo).

Se o Francisco tiver tempo e paciência para organizar um passatempo semelhante, cá estarei disponível para voltar a dar os meus palpites. Sem nunca esquecer que algumas aparências podem mesmo iludir.

Penoso e Fascinante

A pré-época é penosa, aborrecida, taciturna e demasiado demorada. É também esperançosa, estimulante e fascinante como a infância de uma criança. O oximoro só tem justificação na medida em que os jogos desta altura não são carne nem peixe, quiçá omolete ou quiche de fim de tarde. Dar 10 a 0 ao Oliveirense ou perder 4 a 1 com o Dep. da Corunha é, aceitem-me o exagero, quase a mesma coisa. Podem dizer "ganhar conta sempre". É verdade, mas nunca consegui sentir loucura, paixão, o coração a querer sair do lugar com uma vitória no Guadiana ou um torneio perdido no meio do Sul do Reino Unido. Da mesma forma que perder 3 finais de torneios na pré-época aborrece tanto como uma tarde de Sol em Dezembro. Não tem relevo emocional ou contabilístico, mas é uma fase importantíssima, daí ser momento de esperança e alegria - está tudo em aberto, podemos efectivamente estar a construir a melhor época de sempre. E ninguém sabe, pese os muitos que sonham. Vamos lá despachar os feijões, que temos de pedalar muito este ano naquilo que conta. Que a máquina esteja a ser preparada como deve ser e que as peças funcionem na perfeição após meados de Agosto são os meus desejos. Entretanto que se vença hoje os holandeses que um clube também se faz de vitórias. 

É assim que eu gosto de ver o Sporting

O Sporting venceu - e convenceu - o Utrecht, clube da primeira divisão holandesa prestes a iniciar o campeonato. E não venceu - nem convenceu - de qualquer maneira: fê-lo com um onze-base dominado pela nossa formação. Foram, aliás, jogadores saídos da Academia de Alcochete aqueles que mais se distinguiram em campo: Eric Dier, Cédric, André Martins, João Mário e Adrien (é um acto de lesa-futebol continuar a vê-lo fora da selecção nacional), além de William Carvalho, recém-regressado de férias por ter participado no Mundial.

São factos que nos devem encher de satisfação, até por contrariarem as teses catastrofistas que já circulavam por aí, da boca de alguns comentadores anti-leoninos e respectiva legião de apoio na tribo dos jarretas, com muitos ais e lamentos devido à pretensa marginalização a que estariam a ser sujeitos os jogadores da nossa cantera. Não estão, como se vê: lá terão as tais vozes ululantes de arranjar outro pretexto qualquer para criticarem os responsáveis desportivos do Sporting.

 

Por outro lado estes jogos da pré-época têm permitido concluir que Marco Silva não pretende operar nenhuma revolução no sistema de jogo, mas apenas adaptações, nomeadamente ao fazer avançar André Martins no terreno, o que está a produzir bons frutos. Também não parece estar nenhuma revolução em curso ao nível dos titulares da equipa.

São decisões inteligentes do técnico contratado ao Estoril: a boa prestação do Sporting na época passada desaconselhava grandes transformações. Leonardo Jardim fez bom trabalho, há apenas que dar continuidade ao que vem de trás, reforçando-o. Sem rupturas, sem cortes radicais, sem a habitual tendência tão portuguesa de começar tudo do zero cada vez que se muda de protagonista de algum projecto.

É assim que eu gosto de ver o Sporting neste arranque dos trabalho para uma época em que todos queremos conquistar troféus.

Jogos de pré-temporada!

Bom ensaio ontem na Holanda em mais um jogo de pré-temporada. Está cada vez mais claro que a entrada de Marco Silva não alterou significativamente o estilo de jogo e que o entrosamento constitui uma mais-valia extraordinária.

Rosell não parece ser mau jogador. Tanaka, não sendo um virtuoso, cumpre nas funções que assume. Quanto aos outros, não deu bem para ver mas ainda faltam alguns jogos até ao início do campeonato pelo que algumas oportunidades surgirão para o fazer.

Esta equipa pode não estar ao nível financeiro dos rivais (especialmente os do norte) mas merece um grande voto de confiança por parte dos sportinguistas. Espero que por aqui já todos tenham adquirido a Gamebox para a nova época. Não podemos exigir equipas vencedoras e depois ficar a achar que o dinheiro para as construir surge do céu! Esta equipa promete jogar bom futebol, e isso faz sempre valer o preço do bilhete!

Pág. 1/9

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D