03 Jan 15

Eric-Dier1[1].jpg

 

DECEPÇÃO DO ANO: ERIC DIER

Era um dos mais promissores defesas formados na última década em Alcochete. E ascendeu mais cedo do que se previa à formação principal do Sporting, pela mão do efémero treinador Vercauteren, em Novembro de 2012. A tal ponto que o elegemos aqui como promessa do ano. Sob a batuta de Jesualdo Ferreira, chegou a dizer-se que o Sporting jogava com ele "e mais dez", o que era um manifesto exagero.

Eric Dier - jovem de nacionalidade inglesa mas residente desde criança em Portugal - trocou inesperadamente Lisboa por Londres, fazendo accionar uma cláusula a seu favor que constava do contrato que o ligava ao nosso clube. À luz dessa cláusula, um clube inglês que quisesse contar com ele teria apenas de pagar cinco milhões de euros ao Sporting.

Conclui-se agora que Dier nunca devia ter sido lançado na primeira equipa sem a anulação daquela cláusula contratual que lesou os interesses leoninos. Bruno de Carvalho tentou modificar o contrato, mas esbarrou sempre com a recusa do pai de Eric, que funcionava como seu agente e pretendia afinal colocar o filho na Premier League.

Assim sucedeu, no Verão passado: o Tottenham pagou os cinco milhões e o jovem voou para Londres sem bilhete de regresso. Desperdiçando assim, aos 20 anos, uma excelente oportunidade de se afirmar sob o comando de Marco Silva como titular no eixo da nossa defesa (o que nunca sucedeu com Leonardo Jardim), colmatando a vaga que se abriria com a partida de Rojo também para Inglaterra - a segunda maior transferência na história do Sporting. Pouco depois deu uma lamentável entrevista ao Record em que se queixava de ter sido "muito maltratado" em Alvalade, onde estava desde os oito anos.

Eric estreou-se da melhor maneira no campeonato inglês, marcando o golo da vitória tangencial do Tottenham frente ao West Ham, a 16 de Agosto. Mas foi-se apagando com o decorrer das jornadas. De titular passou a suplente. De defesa central - sua posição preferida - passou a defesa direito. Nos últimos dois meses só jogou 155 minutos. A imprensa britânica já admite que venha a ser cedido por empréstimo em Janeiro.

Aconteceu a Eric o que sucedeu a outros antes dele: sonhou demasiado alto demasiado cedo. A estas horas arrependeu-se certamente de ter dito que o Sporting o maltratou.

 

Decepção do ano em 2012: Elias

Decepção do ano em 2013: Bruma 


comentar
4 comentários:
De Duarte Fonseca a 3 de Janeiro de 2015 às 15:55
Caro, Pedro Correia.

Percebo o ponto de vista relacionado com o processo de venda.

Mas tudo o resto é falacioso e não reflecte a realidade.
Dier juntou-se a uma equipa que individualmente é muito superior à do Sporting, do nosso actual plantel, quantos jogadores tinham lugar no 11 dos Spurs? Só Nani e William, mais nenhum. Dier está num ambiente muito mais competitivo e de muito maior desenvolvimento de capacidades, treina com jogadores melhores, compete com jogadores melhores e é colocado sob muito mais pressão do que no Sporting, por isso só poderá continuar a evoluir e nos próximos anos vai de facto tornar-se num dos melhores centrais da PL.

Quanto ao números, vejamos: desde início da época até 31-12, Dier em 2013 pelo Sporting, jogou 7 jogos pela equipa principal do Sporting, totalizando 488 minutos e nenhum golo. No mesmo período, pelo Spurs, jogou 1210 minutos em 16 aparições na equipa principal, tendo marcado 2 golos e um deles valido 3 pontos aos Spurs.

Sinceramente, não concordo minimamente com a ideia de que Dier fez uma má opção. Obviamente que podemos assumir que nesta temporada seria titular de caras e tinha 90 minutos em todos os jogos. Mas quem nos garantiria isso? Na época passada já devia ter sido ele a titular, mas preferimos apostar no Maurício.

Estou a pensar no plano estritamente futebolístico, porque de resto tendo a concordar com o Pedro.

Um abraço e votos de um bom ano.


De Pedro Correia a 3 de Janeiro de 2015 às 20:13
Caro Duarte: tomo boa nota. Esta é, aliás, a maior virtude do nosso blogue: não há unanimismos entre nós. O que é bom, não é mau. Isto ajuda a explicar também o motivo por que temos cada vez mais leitores.
Votos de bom ano. Um abraço.


De sportingsempre a 3 de Janeiro de 2015 às 22:05
Acho que estão a ser tremendamente injustos e até ignorantes sobre o Dier.
O Dier é um rapaz inglês que, por questões da vida dos pais, veio para Portugal e ingressou na formação do Sporting. Depois foi para Inglaterra 1 ano jogar no Everton, emprestado, para passar a integrar as selecções jovens de Inglaterra e voltou para o seu pais para jogar no Totenham.
Já internacional sub-21 pela Inglaterra ambiciona chegar à selecção A e acredito que lá chegue, mesmo que o Totenham não tenha sido a melhor opção em termos de lhe dar minutos de jogo e regularidade.
Acredito que goste imenso do Sporting, os Sportinguistas e o Jesualdo gostavam imenso dele, mas compreendo perfeitamente a situação, e desejo o melhor para ele.
Não merecia a novela que o presidente fez sobre a situação, é simples de explicar. Num outro plano, temos a situação do Ilori, esse um português nascido em Inglaterra, e o Cedric, pretendido pela Alemanha.


De Pedro Correia a 3 de Janeiro de 2015 às 22:23
Reitero a escolha de Dier para decepção do ano.
O Sporting investiu mais de dez anos nele e recebeu como paga... o jogador virar as costas ao clube na primeira oportunidade aproveitando um contrato incompetentíssimo feito pela anterior direcção que permitia a qualquer clube inglês "libertá-lo" das "amarras" que prendiam o jovem a Alvalade, deixando ao Sporting a alternativa de lhe pagar tanto como por exemplo o Tottenham lhe paga. Algo que, à luz das dificuldades financeiras actuais do nosso clube, é totalmente inviável.

Mas o pior de tudo foi aquela entrevista ao 'Record', mal se apanhou em Inglaterra, dizendo-se "muito maltratado" pelo Sporting. Foi um autêntico murro no estômago para todos quantos (também neste blogue) sempre o apoiaram.

O facto de Leonardo Jardim ter preferido apostar em Maurício durante a época 2013/14 em vez de apostar nele não deveria ter sido óbice à sua manutenção no clube. Aliás a posterior partida do Rojo ter-lhe-ia aberto portas à titularidade imediata e também a presença no invejável palco da Champions League, algo que o Tottenham era incapaz de proporcionar-lhe...
Enfim, parece que agora o próprio Tottenham quer dispensá-lo. É a vida. Só espero que o Dier não dê outra entrevista a dizer que foi "muito maltratado" por aquele clube.

(Comprar o Cédric com o Dier, como você faz, é comparar o género humano com o Manuel Germano...)


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Balanço (6)

Também no andebol, Brutus...

Palmarés leonino (19)

Títulos europeus: Sportin...

Palmarés leonino (18)

Djaló à Brás

Um fim-de-semana como o t...

Palmarés leonino (17)

Os nossos comentadores me...

Balanço (5)

Arquivo

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

selecção

bruno de carvalho

leoas

prognósticos

jorge jesus

balanço

há um ano

slb

vitórias

campeonato

benfica

eleições

jogadores

rescaldo

mundial 2014

arbitragem

taça de portugal

liga europa

godinho lopes

nós

ler os outros

golos

clássicos

árbitros

futebol

euro 2016

comentadores

cristiano ronaldo

scp

humor

análise

formação

crise

chavões

liga dos campeões

derrotas

william carvalho

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
136 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds