Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

2014 em balanço (5)

Eric-Dier1[1].jpg

 

DECEPÇÃO DO ANO: ERIC DIER

Era um dos mais promissores defesas formados na última década em Alcochete. E ascendeu mais cedo do que se previa à formação principal do Sporting, pela mão do efémero treinador Vercauteren, em Novembro de 2012. A tal ponto que o elegemos aqui como promessa do ano. Sob a batuta de Jesualdo Ferreira, chegou a dizer-se que o Sporting jogava com ele "e mais dez", o que era um manifesto exagero.

Eric Dier - jovem de nacionalidade inglesa mas residente desde criança em Portugal - trocou inesperadamente Lisboa por Londres, fazendo accionar uma cláusula a seu favor que constava do contrato que o ligava ao nosso clube. À luz dessa cláusula, um clube inglês que quisesse contar com ele teria apenas de pagar cinco milhões de euros ao Sporting.

Conclui-se agora que Dier nunca devia ter sido lançado na primeira equipa sem a anulação daquela cláusula contratual que lesou os interesses leoninos. Bruno de Carvalho tentou modificar o contrato, mas esbarrou sempre com a recusa do pai de Eric, que funcionava como seu agente e pretendia afinal colocar o filho na Premier League.

Assim sucedeu, no Verão passado: o Tottenham pagou os cinco milhões e o jovem voou para Londres sem bilhete de regresso. Desperdiçando assim, aos 20 anos, uma excelente oportunidade de se afirmar sob o comando de Marco Silva como titular no eixo da nossa defesa (o que nunca sucedeu com Leonardo Jardim), colmatando a vaga que se abriria com a partida de Rojo também para Inglaterra - a segunda maior transferência na história do Sporting. Pouco depois deu uma lamentável entrevista ao Record em que se queixava de ter sido "muito maltratado" em Alvalade, onde estava desde os oito anos.

Eric estreou-se da melhor maneira no campeonato inglês, marcando o golo da vitória tangencial do Tottenham frente ao West Ham, a 16 de Agosto. Mas foi-se apagando com o decorrer das jornadas. De titular passou a suplente. De defesa central - sua posição preferida - passou a defesa direito. Nos últimos dois meses só jogou 155 minutos. A imprensa britânica já admite que venha a ser cedido por empréstimo em Janeiro.

Aconteceu a Eric o que sucedeu a outros antes dele: sonhou demasiado alto demasiado cedo. A estas horas arrependeu-se certamente de ter dito que o Sporting o maltratou.

 

Decepção do ano em 2012: Elias

Decepção do ano em 2013: Bruma 

4 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D