Quarta-feira, 29 de Fevereiro de 2012
Encatrupigaitado
Pedro Correia

Adoro ouvir falar futebolês na televisão. Adoro aqueles neologismos muito giros debitados pelos locutores do desporto-rei. Adoro o léxico muito típico de quem tem por missão relatar jogos de futebol no pequeno ecrã.

É um idioma tão moldável que qualquer de nós pode falar ou escrever futebolês. Não acreditam? Ora vejam só como isso é possível.

 

 

A postura competitiva da equipa de todos nós tem vindo a esvaziar-se na segunda metade do tempo regulamentar deste jogo decisivo. Há até quem aponte a necessidade de fazer substituições de uma assentada no plantel, de modo a que este possa mostrar não só a força da técnica mas igualmente a técnica da força, atirando a bola para o melhor sítio.

Fala-se muito, por exemplo, na necessidade de refrescar o sector recuado para desfeitear as ofensivas dos times adversários. Uma defesa bem escalonada é meio caminho andado para as vitórias no relvado.

Um dos problemas desta equipa é a baliza, que tem estado mal guarnecida. O guarda-redes mostra-se amiúde mal colocado entre os postes e intercepta de forma deficiente muitos cruzamentos despejados na grande área, revelando uma certa tendência para deixar entrar frangos. Além disso tem sido vítima de surtos de violência dentro das quatro linhas, o que contribui para a sua desconcentração e a sua insegurança. É um dos elementos que se candidatam a ir para o duche mais cedo.

 

A pedra basilar da defesa central também revela algumas debilidades. O seu maior calcanhar de Aquiles é ser fisicamente pouco possante, colocando-se assim em posição de inferioridade no embate com o plantel adversário. Apesar da sua baixa estatura tem, porém, boas ideias ao nível da exploração do espaço aéreo. Principal ponto negativo: a fraca pulmadura, que não aguenta 90 minutos em toada competitiva.

O seu parceiro no centro da defesa é um falso lento, o que por vezes confunde e desbarata os adversários. E joga bem de cabeça, o que noutros desafios já contribuiu para fazer a bola anichar-se nas redes contrárias. Capaz de bons gestos técnicos, tem no entanto o defeito de ser muito individualista e de se enredar nos seus próprios dribles. Por vezes parece querer a redondinha só para ele.

O médio ofensivo domina bem o esférico e, devido à sua estatura meã, revela-se exímio na forma como conduz a bola à flor da relva. Mas é desfavorecido no confronto com antagonistas dotados de melhor planta atlética. Além disso as suas características combinam mal com o seu habitual colega da linha média, muito económico nos lances de jogo que consegue criar no miolo do terreno. Ao contrário de alguns dos seus colegas, este elemento do plantel raramente joga para a bancada, nunca fazendo levantar o terceiro anel. A seu favor pode dizer-se que sabe aproveitar bem os espaços vazios.

 

À frente as coisas complicam-se um pouco mais. Porque os dois jogadores mais adiantados no rectângulo articulam mal as jogadas, ao que parece por incompatibilidades de ordem tecnico-táctica, apesar de serem dotados de boa destreza individual. Um deles corre bem pela direita, às vezes como se fosse um extremo, e é conhecido pelas suas fintas primorosas. O seu maior defeito é ter um pé cego, que é o esquerdo. O outro, por sua vez, joga bem com os dois pés e assume-se também como especialista nos lances de arremesso manual. O seu ponto fraco são as jogadas de cabeça. Quando tenta dizer que sim à bola jogando-a com a testa, o esférico acaba sempre por sair junto ao poste mais distante, não chegando a criar real perigo para as malhas adversárias.

É de louvar, de qualquer modo, a postura atacante que ambos revelam no último terço do terreno. O pior é que estão a desentender-se cada vez mais na hora da verdade, afectando o rendimento do conjunto.

 

Entretanto há quem diga que a raiz do problema não está nos jogadores mas no treinador que orienta a equipa há duas temporadas. Fala-se na necessidade de uma chicotada psicológica, admitindo-se a possibilidade de o técnico deixar o time no final da presente época. Alguns adeptos garantem que ele é o grande responsável pelo plantel se ter mostrado tão encatrupigaitado nos últimos desafios que disputou.


comentar ver comentários (8)
Registos
Francisco Almeida Leite

Segundo o Record, é preciso recuar 11 anos para encontrar um início tão auspicioso num treinador que pega na equipa a meio da época no SCP. Não é mau. Mas agora temos é que pensar no Vitória de Setúbal. E esperar que o jogo desta sexta-feira, que muitos dizem ser um 'clássico', resulte num belíssimo empate. O Braga e o Marítimo é que também podiam perder uns pontinhos...


comentar
O taxista e a freira
João Severino

Uma freira faz sinal para parar um táxi. Entra no carro e o taxista não pára de olhar para ela ao longo do percurso.
- Por que é que você está sempre a olhar para mim?
- Sabe irmã, tenho uma coisa para lhe pedir, mas não quero que fique ofendida...
- Ó meu filho, sou freira há muito tempo e já vi e ouvi de tudo. Com certeza, não há nada que você possa dizer-me ou pedir que eu ache ofensivo...
- Sabe irmã, é que eu sempre tive o sonho de ser beijado na boca por uma freira...
- Bem, vamos ver o que é que eu posso fazer por você: primeiro, tem que ser solteiro, do Belenenses e também católico.
- Oh irmã, que bom! Sim, sou solteiro, do Belém desde criança e até vou à missa todos os dias!
- Sendo assim, então, pare o carro ali na próxima travessa.

O carro pára na travessa e a freira satisfaz a velha fantasia do taxista com um belo beijo na boca. Mas, quando continuam para o destino, o taxista começa a chorar.
- Meu caro, então, por que estás a chorar?
- Perdoe-me, irmã, mas confesso que pequei mentindo. Sou casado, do Benfica e sou testemunha de Jeová.

A freira conforta-o:
- Não faz mal ó meu. Eu também estou a caminho de um baile de máscaras... Chamo-me Alfredo... e sou sportinguista!...

Tags:

comentar
Terça-feira, 28 de Fevereiro de 2012
O fairplay leonino
José de Pina

O Sporting Clube de Portugal é um clube de gente de bem e que se diz diferente. Mas para isso é preciso prová-lo na prática. É o que pretendo fazer apesar de este ser um blog de sportinguistas. É com todo o meu fairplay que dou os meus mais sinceros parabéns ao Sport Lisboa. Um clube que faria hoje anos e que durou apenas de 1904 a 1908. Mas que hoje, sabe-se lá porquê, tem uma festa no Coliseu do Recreios. 


comentar ver comentários (7)

Gostei mesmo do Sporting, no último jogo. Mais confiança, mais futebol e a raça das anteriores partidas. Faltaram mais golos, mas ainda não se melhorou muito no servir o Ricky (apesar do bom regresso de Capel), a falta de sorte do Elias na cara do golo continua, o Xandão parece ser um bom reforço e o Polga mostrou como ainda é um dos esteios da defesa. Polga, que este ano tem feito uma época muito positiva, ainda que se lhe não perdoe nada em campo - numa manifesta demonstração do 'mais vale cair em graça que ser engraçado'. A uns batem palmas, quando falham, a outros assobiam. Espero que, em respeito para com um bom profissional, os aplausos de domingo venham para ficar. E, sobretudo, que esta melhoria da equipa também venha para ficar.


comentar ver comentários (3)
Presidentes e treinadores
Jose Manuel Barroso

Uma das caraterísticas do Sporting, nos últimos quinze anos, é o facto de os presidentes do clube (com exceção de Soares Franco) saírem todos antes do tempo de mandato. Pelo clima de contestação interna criado, quando os resultados da primeira equipa de futebol não são os mais desejados; pela situação economico-financeira difícil - o facto é que eles todos eles se têm auto excluído da liderança. Mesmo Soares Franco considerou não estarem reunidas as condições para ir a segundo mandato, apesar de ter quase garantida a reeleição. José Roquette passou a presidência a Dias da Cunha, este viu suceder-lhe, por cooptação, Filipe Soares Franco e José Bettencourt, eleito com 90 por cento dos votos, saiu também ainda não tinham decorrido dois anos de mandato. O Sporting tem uma tendência autofágica e poucas vezes os sportinguistas se unem em torno das dificuldades. O comportamento dos adeptos é incompreensível, muitas vezes. 'Despediram' um treinador que manteve a equipa a jogar bom futebol e a disputar até quase ao fim o campeonato (não fora aquele golo do Luisão, na Luz, com falta sobre o Ricardo) e a levou à final da Taça Uefa, mas não teve mérito algum, para muitos adeptos. 'Despediram' outro que levou uma equipa de miúdos da formação a quatro Champions, mas não chegou, para muitos adeptos. Em contrapartida, alguns trataram Domingos como se ele fosse o presidente eleito pelos sócios, quando os resultados do seu período de treinador foram dos piores dos últimos anos, nesta altura da temporada. Em que ficamos?

A última década de resultados do clube foi a melhor dos últimos 50. Mas isso não fez ganhar muita auto-estima, entre os adeptos.

Do lados da gestão, qualquer sócio ou adepto poderia ter acesso à situação economico-financeira, claríssima como água desde há muito tempo. Mas, mesmo assim, por detrás da insatisfação com o futebol cresceu a contestação à gestão, a todas as gestões. Dia sim, dia não - é verdade. Quando os resultados eram bons ou aceitáveis a presença nas assembleias gerais decrescia, mas cresciam as maiorias percentuais de aprovação dos ditos orçamentos, onde, de resto, sempre espelhada era patente a crueza da (grave) situação económico-financeira do clube. Se os resultados em campo eram ruins, crescia a presença nas assembleias, os votos nos orçamentos (basicamente os mesmo) e a procura do 'culpado'.

Assisto, uma vez mais, ao que parece ser a tentativa de alguns - escondidos na sombra à espera do seu momento - de tornar mais difícil o que já é difícil. Notícias falsas nos jornais, comentários sempre desfavoráveis, dúvidas persistentes e insistentes. Se há assim tanta gente com receitas asseguradas e com certezas certas, se são Sportinguistas mesmo e apenas querem o bem do clube, porque não se unem a quem está, propondo vias melhores e revelando as poções mágicas que têm ou conhecem? Seria uma forma de contribuir para o Clube, com a generosidade de quem o ama. Ou não?


comentar ver comentários (5)
Entrevista do Schaars
Jose Manuel Barroso

Excelente entrevista do Schaars, na última edição do jornal do Sporting. Diz coisas inteligentes, de verdadeiro homem do futebol, sobre o momento do Sporting e diz coisas inteligentes, de cidadão informado, sobre Portugal e as caraterísticas dos portugueses. A não perder.

Tags:

comentar ver comentários (3)

Cinco Violinos

(Jesus Correia, Vasques, Peyroteo, Albano e Travassos)

Tags:

comentar ver comentários (2)
Segunda-feira, 27 de Fevereiro de 2012
Para quando?
João Severino

  

Para quando um jornal do Sporting apelativo, informativo e com primeiras páginas de jornal? E o fundo preto será por que o clube está de luto?...

Tags:

comentar ver comentários (13)

 

"O Sporting está viciado nas dificuldades", Joaquim Rita antes da vitória do Sporting sobre o Rio Ave, a terceira vitória em quatro possíveis de Ricardo Sá Pinto.


comentar ver comentários (4)

 

A escola de Alvalade chega longe. Tão longe que deslumbra o mundo. Reparem neste belíssimo golo de Cristiano Ronaldo que deu ontem a vitória ao Real Madrid num jogo contra o Rayo Vallecano. «Cristiano coronó el partido con un detalle que le retrata como figura», como relata hoje o repórter do El País.

Algo verdadeiramente excepcional.


comentar ver comentários (3)
Eu não sou de intrigas mas...
Francisco Mota Ferreira

... não deixa de ser curioso que desde que o Sá Pinto assumiu os comandos da Equipa o Sporting ganha pontos e o clube com nome de bairro perde-os. Será, como diz o João,  o efeito Djaló? Ou há a mão do demo, como fala a Zélia? Eu acho que é talento, motivação, garra e uma enorme fezada....


comentar

comentar ver comentários (1)

Realmente, quem não sabe perder não é digno de ganhar. Já só faltava esta!

Fernando Nogueira, que ficou conhecido no mundo do futebol como o "Bruxo de Fafe", revelou que o Benfica está a ser alvo de rituais satânicos para não se sagrar campeão nacional.

Não fui eu que inventei, não tenho assim tanta imaginação. Copiei daqui.

Tags:

comentar ver comentários (9)
Tags:

comentar

 

Um excurso sobre o clube.

 

(encontrado ao acaso no youtube sou agora informado que tem como autor Manuel Humberto (MM) do blog Sporting Autêntico. Aqui lhe agradeço o trabalho feito).

Tags:

comentar ver comentários (3)
É só talento
Pedro Correia

 

Um prodígio de técnica, o golo de Izmailov que deu a vitória ao Sporting contra o Rio Ave. Para ver e rever.


comentar ver comentários (7)
Domingo, 26 de Fevereiro de 2012

 

«[O Benfica não ganhar há três jornadas] é algo mais ou menos impensável.»

 .....................

«Luís Filipe Vieira estrangulou o princípio de alguma contestação [no Benfica].»

Há pouco, na SIC Notícias


comentar ver comentários (5)

comentar
Freud explica
José de Pina

Depois de na terça-feira terem escrito que a Liga estava relançada, a manchete d'A Bola de amanhã deve ser esta: Liga volta a animar. Mas Benfica depende de si.

Tags:

comentar ver comentários (2)

 

- Ó Lucas, gostaste do jogo com o Rio Ave?

 

- Ó meu, gostei bué do golo do Ismailov!...


comentar
Sporting-Rio Ave
Francisco Almeida Leite

 

Hoje é disto que precisamos e em doses 'cavalares'.


comentar ver comentários (1)
A hora das escolhas
Francisco Almeida Leite

 

O clube dos arrabaldes de Lisboa está a perder a força toda e, de repente, perdeu cinco pontos em duas jornadas para os tripeiros. Estes hoje têm que dar o litro contra o Feirense para tentar encostar o máximo à equipa da frente. Enquanto isto, já se debatem sobre o treinador a escolher para a próxima época. Certo é que não querem Vítor Pereira. E se o homem ainda ganha o campeonato, apesar de humilhações como a de Manchester? Certo é que os tripeiros estão muito divididos: entre o regresso de André Villas-Boas após a péssima campanha em Londres; o resgaste de Leonardo Jardim ao Braga; ou a aposta em Pedro Emanuel, que vai fazendo a sua campanha em Coimbra. E ainda há o Domingos, claro, que já foi visto a assistir aos jogos das camadas jovens dos portistas, onde evolui a sua criançada. Eu acrescento um dado: nunca se esqueçam que Pinto da Costa nutre um carinho especial pelo trabalho de um treinador chamado... Jorge Jesus. Atenção a isso, apesar dos lampiões estarem hoje em dia muito mais preocupados com a sanidade física, mental e emocional da nova pérola da Luz do que com a permanência do técnico. Sinais dos tempos... a poucos dias de um joguito a que chamam "clássico".


comentar

 

No Benfica começa-se a fazer sentir o implacável "efeito Djaló". 

Tags:

comentar

 

Yannick Djaló foi transferido para o Nice. Consta que foi uma iniciativa com a concordância do Sporting. Por razões que lhe são externas a transferência abortou no último minuto. O Sporting não teve responsabilidades no caso. Mas nada fez, pelo menos que se saiba publicamente. "Lavou-se as mãos". O jogador ficou desempregado. Não posso crer que esta forma de tratamento, de desligamento face aos nossos jogadores, os "da casa" ainda para mais, não tenha efeitos no colectivo futebolístico. O sénior, e os que estão na formação. É um "horizonte" que fica - e que não penso ser o mesmo que vivem os integrantes dos clubes nossos rivais, em particular o malvado portista. Há ali um outro "espírito de grupo". E isso faz vencer, não apenas os jornalistas e comentadores (sobre os quais tanto se fala neste blog, como se Ribeiro Cristovão, Oliveira e Costa e o jornal A Bola marcassem golos).

 

Desempregado que estava Djaló assinou um contrato com o Benfica. Só posso desejar as maiores felicidades ao nosso antigo jogador. Que fique sempre em ... segundo, no melhor dos casos. E espantar-me com todo este "gozo" e sarcasmo com que alguns sportinguistas tratam um jogador da casa. E que não destrata o clube.


comentar ver comentários (7)
Sábado, 25 de Fevereiro de 2012
São cá dos nossos
José Navarro de Andrade


Assisti com curiosidade a um pedaço do jogo entre a Académica e o benfica. Sou dos que não rejubilam com os maus resultados dos escarlates pela simples razão que tudo o que eles fazem e a eles diz respeito me deixa absolutamente indiferente – quero lá saber se estão vivos ou mortos.

O que me interessou no desafio foi verificar que o dispensado Djaló contribuiu para que o benfica não ganhasse (que maldade, pô-lo a substituir Aimar!) desativando o lado direito e que os emprestados Cedric e Adrien foram importantes para que a Académica não perdesse.

Ou seja, bem andaram os responsáveis do Sporting com as decisões tomadas: ficámos aliviados de um penteadinho lustroso e estamos a ganhar dois ricos jogadores.


comentar ver comentários (1)

 

Equipa que ganha o Djaló nao se mexe.

Tags:

comentar ver comentários (4)

 

- Ó Leandro, que grande chatice ficarmos sem o Onyewu durante tanto tempo!

 

- Pois é, meu! Vai ter de ser um passo de gigante...


comentar
Sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2012
O famoso Sistema
Eduardo Garcia da Silva

Não é nenhuma novidade mas é certamente muito interessante de ler.

SISTEMA


comentar ver comentários (3)
os bofes na boca
José Navarro de Andrade

 

Dizia-se de Hamlet que se Shakespeare tivesse prolongado a peça mais um quarto de hora, o enredo começava a matar os espectadores de primeira fila. Ontem em Alvalade, quando vi o Izamailov a coxear, o Diaz a sair de maca (com este, por cada meia-hora de jogo, são três jogos de posto médico) e próprio Rui Patrício a fazer ai! ai! já com as substituições esgotadas, cheguei a pensar que ainda iria haver lesionados na bancada. Depois de nos anteriores 90’ terem ficado magoados Onyewu e Rinaldo (outra vez) ficamos que das 6 substituições possíveis, 4 foram à força – eu próprio já estou aqui com umas dores.

Isto é falta de cálcio? São palmilhas mal postas? Os enfermeiros trocam-lhes os comprimidos? Se fosse gripe ainda era como o outro, agora assim…

Tags:

comentar ver comentários (3)
Tags:

comentar ver comentários (1)
A legião estrangeira
José Navarro de Andrade

 

1. Dois grandes momentos ontem em Alvalade, mesmo que só eu saiba porque não fico em casa. O segundo foi o golinho macio do chilito; um capricho, a bola passar por aquela paragem de autocarro, bater no chão e torcer-se lá para dentro.

Ah mas o primeiro foi quando os malucos da claque do Legia, todos à uma, tiraram as camisolas brancas e ficaram de tronco nu. Uma bancada inteira em tronco nu, nunca pensei ver isto em Alvalade. O poder que têm o sol e o tinto.

 

2. Quando estava a roer a habitual bifana pós-desafio, pareceu-me ouvir um comentador a insultar as mães dos jogadores, a dizer que cuspia na campa dos seus avós e jurando que os filhos deles eram uns ranhosos. Se calhar não foi bem isso o que o moço com voz de pífaro estava a falar na TV, enquanto fazia cara de quem diz se-o-Porto-não-passa-o-City-haviam-estes-de- passar? Mas o tom de evidência jocosa, esse borrava-lhe o fácies, sem dúvida.

Olhem rapazes, encham-se de brios e façam o favor de nos dar a todos a alegria do ano, só para vermos o catita a gaguejar sapiências táticas, como se dele nunca tivessem saído as parvoíces que já se esqueceu de ter enunciado.

 

PS - Entretanto podem ir já ensaiando com o Rio Ave no Domingo. Obrigado.


comentar

Eis a análise do jogo no site Mais Futebol. Só é pena o Renato Neto não ter jogado. Mas isso não interessa nada, pois não? 

 

 


comentar ver comentários (4)
A Academia é identidade
Eduardo Garcia da Silva

 

O que têm em comum estes jogadores? São todos produtos da nossa Academia. Uma das coisas que mais confusão me fez e faz em Alvalade é a atitude de alguns, demasiados, adeptos/ sócios em relação aos nossos "meninos". No passado, jogadores como Quaresma, Nani, Miguel Veloso, Varela, Djalo, entre outros, foram constantemente brindados com mimos das bancadas. A cada finta falhada, passe desviado ou remate ao lado o resultado era invariavelmente o mesmo: assobios. Os Sportinguistas têm dois tipos de "paciência": a dos estrangeiros e a dos produtos da Academia. Estes últimos deviam ser o nosso orgulho máximo. Deviam ser apoiados a cada lance. Deviam ser o espelho da nossa identidade. Nas últimas épocas o agora chamado São Patrício era assobiado várias vezes por jogo em Alvalade, Pereirinha idem e esta época a vítima máxima do tribunal de Alvalade tem sido o André Santos. Isto para mim é incompreensível e até me envergonha. Uma das opções que mais me custaram a engolir do nosso anterior treinador foi a de "pôr de lado" a nossa formação. Eu também concordo que na altura do Paulo Bento a aposta na nossa formação foi exagerada. Talvez mais por condicionantes económicas do que por opções técnico/tácticas. Mas mesmo com essa aposta ganhámos taças, lutámos até ao fim por 2 campeonatos, ficámos sempre em 2º lugar, fomos aos oitavos de final da Liga dos Campeões e passámos do pote 4 para o pote 2 no sorteio da mesma competição. Por concordar que não era suficiente para um clube da nossa grandeza defendi que se devia apostar na formação mas com um suporte válido de contratações de jogadores com qualidade inquestionável e que transmitissem experiência ao plantel. Era importante tirar responsabilidade e carga de cima dos ombros da nossa formação mas sem nunca deixarmos de apostar com convicção na mesma. Talvez por isso o empate em Varsóvia me tenha dado um gozo especial. Ver entrar na segunda parte o Daniel Carriço, o Pereirinha e o André Santos e serem estes a ter um papel preponderante na eliminatória deu-me um prazer enorme. Gostava muito que o nosso treinador, Sá Pinto, continuasse esta aposta. E há tantos aí a aparecer para a próxima época... AdrienCedric, Nuno Reis, Wilson Eduardo... e muitos dos juniores de quem se diz que é a melhor leva que a Academia já produziu. 

Os clubes, tal como as sociedades, sem identidade não são nada. Temos de saber honrar o nosso ADN. Temos de defender o que é nosso. 

Uma das frases, com a qual concordo, que mais ouvi em relação ao Sá Pinto foi que é um dos nossos. Tal e qual todos os jogadores saídos de Alcochete.

O Sporting tem agora (como já tem há muitos anos!) uma oportunidade única. Um clube que tem todos os anos vários jogadores com qualidade a sair da formação, identificados com o clube, em quem os sócios se revêem (ou deviam rever...) tem tudo para ser um clube pujante e ganhador. 

Saiba a direcção tirar esse aproveitamento e consigam os sócios perceber a mina de ouro que ano após ano estamos a desaproveitar. 

 

P.S.- Antes que me venham dizer que a Academia não gera assim tanto talento vão ver às várias selecções nacionais dos últimos anos quantos dos jogadores lá presentes foram formados por nós. E, já agora, dos 23 que vão ao Euro quantos saíram de Alcochete?

 

Saudações Leoninas 


comentar ver comentários (5)
Desejo
Francisco Mota Ferreira

Apesar do título, fiquem descansados. Não vou escrever sobre a Vanessa Oliveira ou sobre a Liliana Santos (dose dupla à sexta-feira, Pedro? Foi por causa da vitória?). Quero apenas aproveitar estas linhas para dizer duas coisas: não sei se a estrelinha Sá Pinto está a funcionar para a Equipa, mas nota-se que algo parece ter mudado. Pode ser psicológico ou não – alguns dos problemas certamente se mantêm – mas não quero saber. Neste momento, o que importa é que voltámos à senda das vitórias e, hélas, somos a única equipa portuguesa na Liga Europa. E, se correr tudo conforme desejamos, “vingamos” os nossos adversários do norte no jogo com o Manchester…


comentar ver comentários (1)
Um profissional
Adelino Cunha

 

Jorge Baptista apresenta-se na SIC como comentador futebolístico e eu tive o privilégio de o ouvir nas últimas duas ou três vezes em que falou do Sporting. Eu sei, não falou de futebol, divertiu-se com o Sporting. Está bem, gozou à grande com o Sporting. Sim, quis humilhar o Sporting. É verdade, riu-se muito e nem sequer falou sobre os resultados dos jogos - como se o Sporting tivesse perdido os jogos que, de facto, ganhou. Já chegámos onde eu queria: isso faz dele um mau profissional? Não, pelo contrário. Jorge Baptista tornou-se num profissional do humor e isso só pode merecer o meu elogio. Eu gosto de pessoas que sabem rir. Ao não falar do que não sabe, futebol, o profissional do humor Jorge Baptista brilha no que sabe, humor. Eu não estou em condições de criticar uma pessoa que tem a sabedoria de evitar falar do que não sabe. Este profissional do humor tem futuro. O Batatinha começou bem pior: lembram-se que começou como profissional do Batatoon da TVI com o Companhia? Agora digam lá se não acabou em grande ao fazer um programa com o Bruno Nogueira. Jorge Baptista tem futuro. 


comentar ver comentários (6)
Da verdade desportiva
Zélia Parreira

Depois de 95 minutos de comentários brilhantes, pensei mesmo que o Nuno Luz ia ter uma apoplexia em directo, tal não foi a desilusão de ver o Sporting seguir em frente na Liga Europa. Não acha melhor ir tratar dessa asma?

Seja qual for o resultado frente ao Manchester, vamos fazer um brilharete face às expectativas expressas na comunicação social, porque na opinião destes comentadores mais valia perdermos por falta de comparência.

A sorte é que mais depressa se apanha um mentiroso do que um coxo, não é?

 

 

E mesmo assim, tivemos sucesso onde outros, tão bons e tão fortes, falharam. 


comentar ver comentários (2)
Leoas à sexta
Pedro Correia

 

Vanessa Oliveira

Tags:

comentar ver comentários (2)
Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012
Missão patriótica
António Figueira

Porque os anos pesam, sou daquela geração que, na Europa, não via clubes, só via Portugal. Nos distantes anos 60 e 70, até quando os lampiões ganhavam eu ficava contente - e, ainda nos anos 80, quando vivia no estrangeiro, até uma vez o Vitória de Guimarães eu dei por mim a apoiar (!), num campo gelado, algures na fronteira belgo-holandesa. Depois, tudo mudou. O absurdo acórdão Bosman primeiro, retirando às equipas dos clubes o carácter nacional que até aí tinham (no Besiktas-Braga de hoje, se calhar havia mais jogadores portugueses na equipa turca do que na do clube português), foi em boa parte o culpado disso; e a suposta guerra "Norte-Sul", atiçada por Jorge Nuno Pinto da Costa, fez o resto. Mas eu não me convenço. Eles querem o fanatismo clubista na base e uma suposta identidade europeia por cima; pois eu respondo-lhes com a convicção nacional. O Sporting está na Europa por si próprio, mas também por Portugal. Onde um português sofre, nós ajudamos a sofrer; onde um português cai, nós tomamos o seu lugar. Tome-se por exemplo o FQP, e a triste figura que fez em Manchester: pois muito bem, nós jogaremos para o vingar. Moutinho é um homem com agá grande, que todos consideramos imenso; baqueou miseravelmente, junto com as outras estrelas da companhia - pois vamos ter imensa pena deles, saudades desta sua grande época europeia, e esperar que entre eles e o SLB, em Março, ganhe o menos mau.

Tags:

comentar ver comentários (5)
O que dizer?
Eduardo Garcia da Silva

Acabado de chegar do estádio, estou chateadíssimo. Mas não é com o nosso Sporting. Primeiro, a caminho de casa, ao ouvir os comentários nas rádios ao nosso jogo, já estava a ficar com um nó no estômago mas quando liguei o computador fiquei incrédulo. Através do Cortina verde tive acesso aos comentários  do suposto adepto (será que é mesmo?) do Sporting Ribeiro Cristóvão. 

 

Cito:

‎"... Espero que o Sporting não seja triturado e humilhado pelo Manchester City... e espero que não envergonhe o futebol português..." 

"... Já foi bom chegar aos Quartos de Final para uma equipa como o Sporting..." 

 

O melhor é mesmo eu não escrever mais nada.

 

P.s- Quantos clubes Portugueses estão neste momento nas competições europeias?

 

Saudações Leoninas

Tags:

comentar ver comentários (6)
Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Cada vez mais encarnada

O desespero

Leoas às sextas

Os nossos comentadores me...

Afinal sempre há algo imp...

É só p'ra dizer presente!

Arbitragens antes e depoi...

Os nossos comentadores me...

Bas Dost versus Slimani (...

Pérolas de Rui Oliveira e...

Arquivo

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

bruno de carvalho

selecção

leoas

prognósticos

jorge jesus

vitórias

há um ano

balanço

campeonato

slb

arbitragem

benfica

jogadores

eleições

rescaldo

mundial 2014

taça de portugal

liga europa

godinho lopes

ler os outros

clássicos

árbitros

golos

nós

euro 2016

futebol

comentadores

crise

marco silva

scp

cristiano ronaldo

análise

humor

formação

chavões

liga dos campeões

slimani

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
136 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds