03 Abr 12
"Não construímos gaiolas"
Francisco Almeida Leite

 

 

"O Sporting não cria casos, não constrói gaiolas, não cria dificuldades na revista das pessoas para que cheguem atrasadas ao jogo. Podem ter a certeza que os benfiquistas serão bem recebidos em Alvalade para assistir ao espectáculo e vão chegar a tempo para assistirem à vitória do Sporting". Esta foi a grande frase de Luís Godinho Lopes na entrevista que deu à RTP1, para assinalar o primeiro ano de mandato. Um ano com alguns casos, como se sabe. Não vale a pena estar aqui a lembrar Domingos, Carlos Barbosa, Bojinov, etc. Isso é passado. Foi por isso que gostei do essencial da entrevista. Godinho Lopes foi genuíno - e isso é muito importante hoje em dia - e quis falar do futuro.

 

O presidente do Sporting não é um mago da comunicação, não se preocupa e vive da imagem, não é um mestre da oratória, mas vive e pensa o clube. Godinho Lopes fez a separação de águas com o seu antecessor, José Eduardo Bettencourt, que foi o primeiro presidente remunerado da História do SCP, com os resultados que também se conhecem, quer a nível desportivo, quer ao nível da gestão e da mística (quem pode esquecer a venda de um ex-capitão ao rival Porto?). Godinho Lopes disse que não ganha um centavo e que, mesmo assim, todos os dias olha para o céu e vê o Sporting. Bonito.

 

O presidente anunciou a contratação de Labyad ao PSV, confirmou o pavilhão em Odivelas, a aposta na equipa B, o regresso do rugby e do basquetebol e deu, sobretudo, muita confiança a Sá Pinto e aos sportinguistas. Isto, para já, é bom, até comparando com o que se passava há um ano. São bons indícios, agora queremos um SCP ainda mais forte para a próxima época, se possível já a lutar pelo título na liga de futebol.


comentar
10 comentários:
De Movimento '7 a 1' a 4 de Abril de 2012 às 11:26
Não sei Godinho Lopes fez ou não separação das aguas, sei é que afirmou que não se servia do clube. Confesso que não compreendi bem o alcance daquela declaração de desinteresse, mas das duas uma: ou era palha para fazer tempo e evitar outros assuntos mais escaldantes, ou então (o mais provável) estava a mandar ferroadas a alguém que o tenha antecedido.


De Francisco Almeida Leite a 4 de Abril de 2012 às 13:30
Parece-me que era isso, uma ferroada. Mas achei importante aquela declaração de interesses.


De Gajo que discorda a 4 de Abril de 2012 às 11:27
Apesar daquelas falas meio maquinadas ainda se aguentou enquanto a jornalista o deixou conduzir a entrevista, quando a gaja se desviava do guião é que era pior. Mesmo assim lá se conseguiu safar sem ser confrontado com a treta dos sem milhoes.


De Francisco Almeida Leite a 4 de Abril de 2012 às 13:32
A questão dos cem milhões, quer dizer? Que eu saiba foi outro proto-candidato que prometeu um fundo de 100 milhões, GL prometeu um investimento de 50 milhões e creio que terá ficado lá perto.


De João Pedro a 4 de Abril de 2012 às 13:44
Quer-me parecer que o FAL está a incorrer numa troca significativa dos sujeitos, mas pode sempre revisitar aqui http://expresso.sapo.pt/godinho-lopes-explica-porque-dos-100-milhoes-de-euros=f635190 uma das (varias) promessas não cumpridas.


De Jose Manuel Barroso a 4 de Abril de 2012 às 14:39
São «bons indícios», se... Francisco. E o meu 'se', sem mais explicação imediata, é porque vou escrever sobre isso hoje ou amanhã. Mas, e agora isto é para o amigo 'gajo que discorda', um mandato são 3-anos-3 e não podemos, a meu ver, estar a exigir que num terço do tempo se faça o trabalho dos restantes dois terços. Além de que as citações devem ser rigorosas, digo eu. Não podemos ficar, sempre e sempre, na guerrilha verbal - isso só nos enfraquece.


De Anónimo a 4 de Abril de 2012 às 14:23
Não tenho problema em admitir que a actual direcção do Sporting é a melhor dos últimos dez anos, pela dinâmica que está a querer imprimir ao clube, porque é mais inteligente a abordar as questões com os sócios e a matéria comercial e está a recuperar o futebol. A maior pecha são as questões financeiras, que ainda não estão em vias de estar em resolução (pelo menos que saibamos), embora o futebol pareça menos manietado financeiramente, e a actuação no futebol português. Este ano impediram-nos de disputar o terceiro lugar sequer, sabendo que esse era um objectivo muito importante para o Sporting. Por isso a nossa postura tem de ser muito mais assertiva, seja pelos meios que forem. Temos de ser uma potência "revisionista" no futebol português. Temos de ser "talibans" porque tal como está, é impossível competir no futebol português, quanto mais ganhar. Resta saber se existem forças no Sporting para esse embate, porque já se percebeu que se não o fizermos os outros vão fazer tudo para que o Sporting não cresça e lhes faça frente. O braga é um apêndice útil na estratégia dos nossos rivais de empurrar o Sporting para baixo. Por isso é que tanto os porcos quanto os lampiões reforçam a equipa do braga. Quando oiço falar em braga campeão dá-me vontade de rir.

Quanto à questão interna do Sporting, as direcções posteriores a José Roquette foram péssimas, por isso GL tem a tarefa de recuperar dez anos de atraso. Dez anos sem o título mor do futebol, e dez anos de estagnação (quando não de retrocesso) no património, na relação com os sócios e adeptos, na exploração da marca Sporting, no ecletismo, etc. Dias da Cunha foi uma figura infeliz, enganado tanto por Pinto da Costa e por Vieira, que fez uma das piores figuras de sempre que vi um presidente do meu clube fazer, quando foi torcer pelo porto em Sevilha. Uma cena degradante e subserviente, cuja matéria de fundo ainda é pior... Soares Franco só se preocupou com os interesses do seu patrão, o BES, fracturou o Sporting, "institucionalizou" a oposição no clube, ía acabando com o ecletismo, deixou o passivo ainda maior e uma equipa de futebol fraquíssima, depois de ter realizado o maior encaixe financeiro de sempre no Sporting... para o BES. Ainda hoje pagamos esta presidência desastrosa. E se Soares Franco institucionalizou a oposição, Bettencourt pegou-lhe "fogo". Tinha uma direcção sem apoios, sem preparação, e quando o triunvirato do futebol fugiu, ficou sem rede. Um desastre ainda maior.

Por aqui se vê como apesar de tudo o Sporting em pouco tempo evoluiu para melhor. É importante que esta direcção tenha êxito e tudo devemos fazer para que isso aconteça, porque o Sporting não pode perder mais tempo.


De Rui Gomes a 4 de Abril de 2012 às 14:47
É verdade que Zakaria Labyad assinou um contrato ou, pelo menos, um pré-acordo para um contrato com a validade de cinco anos, mas a sua desvinculação do PSV ainda está algo sombria, uma vez que o clube holandês alega que exerceu a cláusula de opção e recorreu para a FIFA. O jogador nega a questão da cláusula. De uma forma ou outra,
tudo indica que ele virá para o Sporting, mas está por esclarecer se apenas a custo dos respectivos direitos de formação ou se envolverá qualquer outra compensão ao PSV. Na campanha eleitoral Godinho Lopes não prometeu os ditos 100 milhões, mas fez referência que para estabilizar o então estado das coisas e preparar o ciclo novo, uma verba de cerca de 100 milhões iria ser necessária. Não o apoiei nas eleições mas tenho vindo a respeitar e admirar a sinceridade do seu desempenho, mesmo com as ocasionais lacunas que, no Sporting, são inevitáveis para qualquer executivo. Sinto imensa dificuldade em aceitar a constante oposição interna, nomeadamente do candidadto derrotado, por que com o acto eleitoral consumado, entendo que todos os sportinguistas se devem unir em prol do mesmo objectivo, que é o bem-estar do Sporting. Críticas, especialmente de cariz construtivo, têm o seu lugar e tempo, que não é ao mais pequeno ensejo quando os resultados desportivos são menos apetecíveis e os ânimos estão desmorecidos. Pode ser uma estratégia astuta, mas não beneficia o Clube.


De Jose Manuel Barroso a 4 de Abril de 2012 às 17:49
Estou (quase) totalmente de acordo consigo, Rui. Também não apoiei Godinho Lopes, mas, não impugnada essa eleição, o presidente eleito é o meu presidente. Detesto as frustrações, os egos egoístas e insatisfeitos que, em vez de ajudarem à hercúlea tarefa de repor o Sporting na rota certa, não perdem uma oportunidade, através de meias verdades e meias mentiras, para dar tiros no navio almirante. O problema do Sporting, por vezes, são certos sportinguistas que adoram ver-se no espelho e querem a qualquer preço ver-se no palco.


De Rui Gomes a 4 de Abril de 2012 às 19:28
Certíssimo Zé Manel, excepto, aparentemente o «quase». Se é em referência aos 100 milhões, opino de memória, que poderá não reflectir, admito, o decorrer dos factos.

Cumprimentos.


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Os nossos comentadores me...

Isto é o Sporting!

Limpinho, limpinho

Ao Edmundo

Pódio: Bruno César, Gelso...

A diferença entre erro e ...

Esta coisa estranha de nã...

Leitura recomendada

Seis

90 minutos!

Arquivo

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

memória

comentários

selecção

bruno de carvalho

leoas

vitórias

prognósticos

há um ano

jorge jesus

campeonato

balanço

slb

arbitragem

benfica

mundial 2014

jogadores

rescaldo

taça de portugal

liga europa

godinho lopes

eleições

euro 2016

árbitros

ler os outros

futebol

golos

clássicos

comentadores

nós

marco silva

crise

scp

cristiano ronaldo

análise

chavões

formação

humor

slimani

liga dos campeões

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
136 comentários
132 comentários
114 comentários
112 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds